Anúncios
Feeds:
Artigos
Comentários

A Virtude

Na época de Ợbàtálá, três pessoas vieram até ele arrastando um jovem com eles e disseram:

Babalawo:

Abọrú Abọyè!

Este homem assassinou nosso pai

Ợbàtálá:

Por que você matou o pai deles?

Jovem:

Eu sou um guardião, meu bode comeu de sua fazenda, e seu pai jogou uma pedra nele e ele morreu. Eu também peguei a pedra e joguei para ele e ele também morreu.

Ợbàtálá:

Por causa disso, vou julgar (acusado de assassinato) você.

Jovem:

Eu peço três dias antes de você concluir o julgamento, meu falecido pai me deixou alguma riqueza e eu tenho uma irmã para cuidar, se você me matar agora, a riqueza de minha irmã não terá guardião.

Ợbàtálá:

Quem vai pagar sua fiança?

Jovem:

Olhando para a multidão, ele apontou Lamurudu

Ợbàtálá:

Você concorda em ficar com ele Lamurudu?

Lamurudu:

Beeni (sim)

Ợbàtálá:

Você representa alguém que você não conhece, se ele não retornar você receberá a penalidade dele.

Lamurudu:

Eu aceito

O jovem saiu, depois de dois dias, e no terceiro dia nenhum sinal dele.

Todos estavam com medo de Lamurudu, que aceitou receber a pena de morte se o homem não viesse.

Antes do tempo para isi’nu, o menino parecia exausto na aparência parou diante de Ợbàtálá.

Jovem:

Eu entreguei a riqueza e o bem-estar da minha irmã ao meu tio, agora sou seu, você pode passar a penalidade.

Em grande choque e surpresa, Ợbàtálá disse:

Por que você voltou depois de ter a chance de escapar da penalidade?

Jovem:

Eu estava com medo, parecerá que a humanidade perdeu a capacidade de cumprir as promessas cumpridas.

Ợbàtálá se virou e olhou para Lamurudu:

Por que você defendeu ele?

Lamurudu:

Eu estava com medo, pode parecer que a humanidade perdeu a vontade de fazer o bem aos outros.

Este cenário agradou os irmãos que queriam justiça para a morte de seu pai e, portanto, disseram que haviam perdoado o jovem.

Ợbàtálá perguntou furiosamente:

Porque?

Eles disseram:

Temos medo, parecerá que o perdão perdeu lugar no coração da humanidade.

Eu também traduzi dolorosamente essa bela mensagem e a transmiti a você com medo de que possa parecer que a lembrança de fazer o bem tenha perdido lugar na humanidade (eda) se eu não o fizer.

Por causa de Olódùmarè, eu os encorajo a também o transmitir, com medo de que possa parecer que espalhar mensagens de boa vontade tenha perdido lugar na humanidade.

Wu’wa bi Omoluabi!

Hrm Olupo Abdul-lateef Olayinka

Oráculo das Palavras.

Anúncios

O Ano Novo Yorùbá chega mais uma vez!

Nossos sacerdotes máximos de Ilè Ifè, se esforçam em rituais e encontros com Ifá desde o mês passado. A notícia que nos chega, vem a través do Odù Ìròsùn’ Òsá. Uma pequena parte da mensagem desse Odù para o ano em questão está retratada nesse texto.

É bom deixar explícito que essas recomendações são feitas para os locais e os iniciados no culto de Ọrùnmìlá, acredito que qualquer pessoa que queira aprofundar no assunto terá que buscar a sua divinação e proceder conforme a orientação oracular. Esse jogo é um jogo nigeriano, não é um jogo brasileiro, o jogo do Brasil foi feito para os brasileiros no início do nosso ano ocidental. Portanto serve de orientação generalizada e para aqueles que seguem a risca os fundamentos do calendário Yorùbá.

Odun de (Feliz Ano Novo).

Adivinhação do Ano 2018/2019

Ìròsùn Òsá

Ifá fala de cuidar do destino (Ori) por causa da vibração do mal.

Ifá adverte contra a desarmonia familiar e rancores.

Ifá adverte todos os devotos para abraçar a família como base da associação e apoio divino.

Ifá diz que nosso principal “Ęgbę”, isto é, a associação terrena, são nossos membros de minha família e irmãos espirituais no mundo, por isso, para que o seu clone celestial ou associação espiritual apoie e garanta os nossos passos, ofereça o sacrifício necessário para Ori, Egbe e Eégúngún.

Ifá fala do ano de vitória para aqueles que estão doentes e aqueles que têm absoluta crença em Olódùmarè atraindo bênçãos para marido, esposas, filhos, com prosperidade, sucesso e riqueza.

Ifá diz que este é o ano de cuidar do Ori, Egbe e Eégúngún para atrair a vitória em todos os segmentos da vida.

Ifá diz, sempre cuide bem do seu caráter, evite ser rude com os outros, trate os outros com carinho e amor divino, principalmente sua família, sua Ęgbę espiritual e terreno) e evitar ressentimentos.

Viva uma vida como se fosse dirigida por Olódùmarè através de Ọrùnmìlá bara Àgbonnìrègún.

De acordo com o verso de Ifá lemos:

Ifa j’ebo naa o fin

Elà j’ebo naa o r’ode Ợrùn gbure gbure

Ekuro Orita meta ni o senu sonso-soloko

A difa fun Ọrùnmìlá

Nijo ti nlo ree yanri l’óde Ido

Yoo si yan iwa l’oja Ejigbomekun

Won ni ki baba o ru’bo

Ngba Ọrùnmìlá de óde Ido

O yaanri tie

Nijo a ba si yanri l’óde Ido

A a gbodo naja nijo ohun

Baba ba yanri l’odun yii

A dee miin ka too lo oja Ejigboromekun

Ka to lòó ra iwa

Nijo a ba si naja

A a gbodo yanri l’ojo ohun

Deede igba ti won o si yanri tan ni

Inajá naa o pari

Sugbon awon ọmọ eda o gboran

Òrúnmìlà yanri e tan

O tun yan fun ọmọ eda

O wa ni e moo ni sùúrù

Nijo tee ba yanri

E moo naja

Eekan kúkú leeyan o yanri e

Bo ba si di eemiin

E moo bo wa si Oja Ejigboromekun

Keè si yan iwa

Ohun gbogbo taa fi se ile aye

Ifa deixe o sacrifício ser aceito.

Elà deixe meu ritual subir do céu acima.

As palmeiras das três estradas transversais parecem desdenhosas para o agricultor

Assim foi lançado Ifa, o oráculo, para Ọrùnmìlá

No dia, em que ele iria escolher seu destino na antiga cidade de Ido

E ele escolheria seu caráter em Ejigboromekun

(Ejigboromekun, o misterioso mercado da vida)

Ele foi aconselhado a oferecer sacrifício

Quando Ọrùnmìlá chegou à cidade de Ido

Ele escolheu seu destino

Ao se escolher o destino na cidade de Ido

É no ano seguinte que se passa no mercado da Vida

Ele iria lá para escolher seu caráter no primeiro dia,

Não se deve ir ao mercado escolher o destino no mesmo dia

Pois, o destino da pessoa se fecharia nesse mesmo período.

E o mercado também fecharia

No entanto, os seres não são atenciosos e não focam

Ọrúnmìlà escolheu seu destino

E também escolheu para o homem do mundo

Ele disse aos homens do mundo para serem pacientes

No dia, que você escolhe o seu Ori

Não vá ao mercado

Já que é uma única vez que se escolhe o Ori na vida

No ano seguinte ou na próxima temporada

Você pode voltar para o mercado de Ejigboromekun

Você pode então escolher o seu caráter,

Ọrùnmìlá disse

Tudo é necessário para se ter uma boa vida.

Ki gbogbo ire o ja t’awo pátápátá l’óde isalaye.

Que todas as coisas boas se tornem a bagagem de todos os iniciados e fiéis.

Por: Olayinka Babatunde Adewuyi.

Tradução Odé Ợlaigbò

 


Antes de comprar um trabalho espiritual de alguém que não seja conhecido, que você conhece, da internet ou de um estranho que se aproxime de você….

Saiba antes de pular nessa aventura!

Isso já aconteceu com você???

Você já esteve nas redes sociais e alguém te fez amigos do nada?

Você confere a página dele e tudo parece ser legal…

Então… alguns minutos depois… este Babalawo da Nigéria se apresenta para você, e depois de algumas linhas você começa a receber mensagens sobre o que Ifa contou sobre você e como você precisa da ajuda espiritual ‘dele’ para seguir em frente?

Se isso não aconteceu com você … apenas espere … será.

Estou escrevendo isso porque não acontece somente comigo, mas o que me queima é que pessoas inescrupulosas por aí trabalham para fazer com que as pessoas se tornem iniciadas em nossas tradições e então fazem uma confusão vinda do outro lado do oceano.

O fato é que quando você é novo, com seu nome regular ocidental, canadense, americano ou latino…

E você vê um nome de Baba (eles inserem um nome africano longo aqui) … isso dá uma sensação de autoridade a eles. Eles começam com as conversas regulares sobre o òrìşà… e então … você fica curioso demais e viciado no assunto.

O que acontece a seguir ferve meu sangue porque eu vi muitas pessoas perderem centenas a milhares de dólares nesses “trabalhos espirituais” e suas vidas não melhoraram e a pessoa está sem fundos. Òrìşà Wisdom deseja fornecer ferramentas para capacitar as pessoas a manobrarem o nosso Òrìşà World, espero que seja útil para você.

Os sacerdotes africanos não vão te enganar, mas, só porque a pessoa é da África, isso não significa que eles não vão te roubar.

Enganar é do ser humano!

Assim como uma pessoa (insira o nome do seu país aqui) vai roubar alguém… alguém da Nigéria ou (insira o nome de outro país aqui) também pode roubar outra pessoa.

Apenas se iniciar corretamente em (insira o nome do país aqui – principalmente África, Cuba e Brasil) é a maneira correta. Só porque uma pessoa foi iniciada na África, Cuba ou Brasil, isso não significa que as iniciações serão boas para você.

Se você for iniciado, como você será treinado?

Como voltar ao país para visitar e aprender?

Quanto você acha que vai aprender em uma semana por ano?

Há sacerdotes maravilhosos em todo o mundo com os quais você pode trabalhar.

Uma leitura (jogo) feita em meu nome, sem o meu consentimento não está correto, porque este sacerdote não saberá do que está falando, este é um mito enorme.

Nas tradições Òrìşà, é assim que funciona:

Uma pessoa vai a um sacerdote e o sacerdote realiza a adivinhação sobre o assunto em questão, ou uma leitura geral.

Uma leitura pode ser feita em seu nome enquanto você não estiver por perto?

Claro, mas, só se você concordar com isso, e com um sacerdote de confiança. Se este é um sacerdote de confiança, você pede uma leitura a esse sacerdote de confiança que vive em outro estado, ou outro país, isso poderá fazê-la.

Um alguém que você não conhece, que faz as coisas por e-mail, mensagem ou envia um comunicado com uma nota informando que Ifa disse XYZ …

Essa é uma enorme bandeira vermelha de alguém que é inescrupuloso.

Um sacerdote me mandou um e-mail e me disse que Ifa / Òrìşà disse que eu precisava fazer (insira o nome do trabalho espiritual aqui).

Este é um mito enorme que está assolando a internet agora, pois há muitas pessoas que estão apenas descobrindo sobre nossas Tradições e eles simplesmente não conhecem. Quando um sacerdote é iniciado, ele passa por certos votos de ser ético em suas práticas. Todos os sacerdotes e babalawo são éticos?

Não, claro que não.

Em nossas tradições, se você precisa de um remédio ou trabalho de algum tipo, você tem que fazer uma consulta a Ifá e explicações devem ser dadas do porquê este medicamento é bom para você. É como quando você vai ver um médico. Um médico de outro país não entrará em contato com você aleatoriamente para informar que ele estava checando seu prontuário e que agora você precisa tomar (insira o nome do medicamento aqui).

Por que isso seria diferente?

Se alguém contatar você com isso…

Eles não têm o melhor interesse em mente.

Um sacerdote entrou em contato comigo e me disse que se eu não fizer isso (insira o nome do trabalho espiritual feito aqui) eu vou morrer, ser assassinado, minha família vai morrer e etc.

Isso é especialmente enfurecedor por causa da loucura dessa declaração. Isso ataca as pessoas que estão em dificuldades na vida que são… basicamente presas fáceis para predadores como esses.

Isso predispõe a ignorância de não saber a quem ir, para onde ir com um problema espiritual, especialmente quando se descobre essas “Tradições” e você tem medo de contar a alguém.

(Eu também conheci sacerdotes recém iniciados que foram vítimas dessas práticas antiéticas.)

Outro golpe:

Um sacerdote me disse que Ifa mandou eu casar com ele.

O Babalawo disse que Ifa disse a ele que eu deveria casar com ele como sua Apetebi.

Isso acontece?

Sim… e é principalmente quando um babalawo já está em um relacionamento com uma mulher para a qual, essa escolha de Ifá é divina.

(Há exceções, mas não as mais comuns)

Se uma pessoa está destinada a estar com alguém… então esses dois vão se unir.

Se alguém enviar a você uma mensagem, que você deve se casar com ele para satisfazer Ifa…

Não!

Não, você não vai morrer!

Não, sua família não vai morrer.

Não, você não vai morrer!

Orisha wisdom

Tradução: Odé Ợlaigbò

Resultado de imagem para foto de santa sara

Candomblé

Da página Muito Axé - Facebook
Santa Sara Kali

A Slava (comemoração) de Sara Kali acontece nos dia 24 e 25 de maio. A Cigana Escrava que Venceu os Mares com sua Fé e Virou Santa.

Conta a lenda que Maria Madalena, Maria Jacobé, Maria Salomé, José de Arimatéia e Trofino, junto com Sara, uma cigana escrava, foram atirados ao mar, numa barca sem remos e sem provisões. Desesperadas, as três Marias puseram-se a orar e a chorar. Aí então Sara retira o diklô (lenço) da cabeça, chama por Kristesko (Jesus Cristo) e promete que se todos se salvassem ela seria escrava de Jesus, e jamais andaria com a cabeça descoberta em sinal de respeito. Milagrosamente, a barca sem rumo e à mercê de todas as intempéries, atravessou o oceano e aportou com todos salvos em Petit-Rhône, hoje a tão querida Saintes-Maries-de-La-Mer. Sara cumpriu a promessa até o final dos seus dias. Sua história e milagres…

View original post mais 440 palavras

As preocupações estéticas sempre fizeram parte dos hábitos Yorùbá, não se revelando apenas na arte e nos ritos religiosos, mas também na própria individualidade dos sujeitos. A mulher Yorùbá sempre gostou de embelezar o rosto e as partes visíveis do corpo (braços, peito) com pinturas, usando para isso a seiva de uma árvore chamada bùje. Motivo pelo qual o nome dessa pintura é ínábùje, e demora muito tempo a sair da pele.Outros produtos vegetais bastante usados para a coloração do corpo eram o òsùn (tinta vermelha extraída de uma planta) e o lààlì (planta que também dá coloração vermelha, tipo henna). O uso abundante de òsùn significa que para a mulher Yorùbá a pintura corporal sempre foi sinónimo de embelezamento. O òsùn era usado em todas as ocasiões dignas de registo, como nas festas de casamento, nascimentos e posse do rei. Nessas ocasiões encontravam-se mulheres pintadas com òsùn dos pés à cabeça, pois achavam que isso as tornava mais bonitas.
Ao dar à luz as mulheres costumavam embelezar seu corpo e o da criança com òsùn. Uma esposa nova na casa também costumava pintar os pés com òsùn à noite, ao deitar, para ficar bonita.

O uso de lààlì é um costume haussá, trazido para a região dos Yorùbá pelos muçulmanos. A folha era misturada com kanun. As mulheres pintavam os pés e as unhas das mãos e pés, deixando entranhar e fixar por algumas horas. Depois lavavam o local, e ele ficava cor-de-rosa.

Para além da pintura, as marcas faciais, como já vimos, são um símbolo da própria identidade Yorùbá. Outrora usadas para diferenciar as origens tribais, com o tempo vieram a ser praticadas como meio de embelezamento. Muitas mulheres faziam cortes no rosto, testa, barriga, costas e até nas nádegas. No rosto usavam uma agulha, e no corpo uma lâmina, colocando no corte um líquido chamado oye dúdú, que fazia com que as cicatrizes ficassem pretas. Atualmente esse costume está praticamente extinto. Os católicos e os muçulmanos, Yorùbá convertidos, não o adotam.

Outra forma muito comum de embelezar o corpo era furar as orelhas, nariz ou lábios. As crianças do sexo feminino, mal acabadas de nascer, eram-lhes furadas as orelhas a fim de colocarem brincos, prática normalmente levada a cabo pelas mães. Em certas regiões como sul de Benue, terra dos tapa e haussá, eram pedaços de coral, sendo preciso furos bem grandes. Nos lábios e nariz eram usados anéis ou um pedaço grosso de coral. Destes hábitos, o único que ainda permanece é o de furar as orelhas.

Texto: A APCAB

Por que algumas pessoas obtêm grande benefício de suas iniciações, enquanto outras não?

Iniciação significa um novo começo. A iniciação é a luz guia de qualquer jornada espiritual. Iniciação é o meio ou método pelo qual somos capacitados, liderados e colocados sobre uma nova qualidade de vida. A iniciação é o meio pelo qual expressamos nossas afinidades, anseios, necessidades e aspirações espirituais interiores; e perceber nossa humanidade divina. Por meio da iniciação, formamos uma conectividade firme, sagrada e permanente com os poderes divinos das criações e as funções protetoras da natureza. Por meio da iniciação, também formamos um laço sagrado de amizade e confiança com nosso iniciador, guia e professor. Os ritos sagrados, rituais e cerimônias de iniciação foram instituídos originalmente para dar uma forma externa a atos internos de poder, e se esse poder interno para realizar tais atos não estiver presente e não existir, então nenhuma cerimônia, rito ou ritual valerá e alcançará qualquer coisa.

Um verdadeiro iniciado só pode ser feito com a ajuda de Olódùmarè, um qualificado representante divino-mediador-iniciador, e a cooperação daqueles qualificados para ajudar a Verdade, a Luz e o Poder, um candidato a companheiro que de seu coração está buscando os Mistérios Divinos e somente depois de admitir dentro de si que ele é [espiritualmente pobre], necessitado [cogizante de sua necessidade espiritual] e humilde em mente. A iniciação não é apenas a cerimônia de entrada, aceitação e empoderamento. A iniciação é uma longa jornada de aprendizado, desenvolvimento pessoal, auto cultivo, prática e progresso. Para uma iniciação ser ótima, eficiente e genuína, o iniciado, o iniciador e todos os participantes devem ser capacitados e estar vivendo em harmonia com os poderes divinos, mistérios, boa consciência e a lei da natureza.

Em todos os momentos, foi dada consideração à preparação de candidatos para a iniciação espiritual nos mistérios sagrados e secretos. É essencial que não apenas os candidatos à iniciação sejam pessoas aptas e adequadas, devidamente preparadas no coração, para receber o influxo de certas verdades e poderes na alma; mas que os cerimoniais devem ser conduzidos pelo (s) iniciador (es) e pelos que cooperam com eles, de maneira tão solene a ponto de infundi-los com fervor espiritual, fazendo com que todo cerimonial nunca seja esquecido, profundamente e seja uma profunda experiência espiritual. Os princípios fundamentais de Ifá, Orisa e Ogboni estipulam que pessoas não verazes, injustas, negligentes e dissimuladas que não têm interesses espirituais genuínos não devem ser iniciadas. É aqui que muito poder espiritual é perdido e muito desencantamento nasce. Se o candidato não cumprir os requisitos e padrões de iniciação, ele não se beneficiará de sua iniciação.

Se o candidato tiver os requisitos e padrões exigidos, mas, for iniciado por uma pessoa fraudulenta ou uma pessoa que perdeu sua autoridade espiritual, moralidade e poder, então a cerimônia e a transferência do poder divino e do conhecimento interior serão anuladas ou serão contaminados. Em qualquer caso, o verdadeiro objetivo e os benefícios da iniciação serão perdidos. Uma relação de amizade genuína e confiança entre o iniciador e iniciado é uma necessidade indispensável. É sagrado, santo; e deve ser respeitoso, gentil e puro, porque o poder, a virtude e o conhecimento divino entram no iniciado não apenas através do rito, cerimônia e ritual, mas através do próprio iniciador!

Vivemos em uma cultura onde as pessoas pensam que podem entrar em qualquer coisa pelo poder do dinheiro e sem qualificações morais e espirituais previamente desenvolvidas, cultivadas e amadurecidas. Essas pessoas estão erradas: elas não se preocupam ou levam em consideração qualificações morais e espirituais. Eles vêm à procura de poder sem uma noção de compreensão do que é o poder real, por que, e para quem é dado, e como alguém se qualifica para recebê-lo! Iniciadores que estão iniciando pessoas para ganhar dinheiro; e iniciados não qualificados que estão sendo iniciados porque têm dinheiro para dar estão desperdiçando seu tempo, e estão em perigo de castigo divino, desilusão e castigo espiritual. É por isso que vemos tais iniciadores impotentes hoje e iniciados espiritualmente impotentes. É por isso que vemos tanta decadência e degeneração moral, emocional, psicológica e espiritual em muitos iniciados e não poucos iniciadores. Depois de tudo dito e feito, a verdade é que nada aconteceu na iniciação, exceto um belo espetáculo que foi colocado, mas definitivamente não houve transferência de poder divino, conhecimento e elevação de forma alguma! No final do dia foi apenas uma cerimônia ou rito para comunicar vaidade, orgulho e uma sensação imaginária de poder e autoridade inexistente!

O poder da iniciação está na condição espiritual, estado e qualificações do iniciador e do iniciado. O poder divino, inteligências e energias sempre honrarão, guiarão, reconhecerão, responderão e capacitarão o candidato sincero, genuíno, perseverante, honesto e qualificado! Mas ai do iniciador que inicia indiscriminadamente pessoas desqualificadas apenas para encher seu coração de orgulho e seus bolsos de dinheiro sujo !!! O segredo da iniciação também repousa sobre o poder de assimilação, sensibilidade espiritual, sede espiritual, fome, sinceridade e interesse; e receptividade do novo discípulo iniciador. Não é apenas a transferência de energia, conhecimento, virtude e poder de um iniciador capacitado qualificado que importa, mas, MAIS IMPORTANTE é o estado, a intenção, o estado mental-moral-emocional-espiritual e a condição do novo potencial iniciante ou candidato. O que o novo iniciado traz à mesa em relação à afinidade divina interior, expectativa, interesse, determinação, compromisso, sensibilidade espiritual, saúde moral-emocional-intelectual, receptividade e sinceridade, tudo afeta sua experiência, conectividade intuitiva e o desdobramento e sucesso da iniciação.

Essas qualidades e qualificações de afinidade interna, sinceridade, caráter verdadeiro, bom coração, receptividade, constituição moral-emocional-psicológica sensata e forte sensibilidade a energias espirituais, poderes, inteligências; e a capacidade de assimilação é rotineiramente negligenciada na arena espiritual de hoje. Hoje qualquer um é aceito para iniciação! Hoje todo mundo aceita qualquer charlatão, falador inteligente e tolo como mestre espiritual e iniciador! É preciso um mestre de iniciação REAL e AUTÊNTICO e um candidato qualificado REAL e AUTÊNTICO para a iniciação de uma genuína cerimônia, rito e transmissão de poder, virtude, luz, edificante, despertar espiritual e cura para ocorrer!! Este fato explica por que uma pessoa iniciada experimenta grandes, positivas, edificantes, enobrecedoras e extraordinárias mudanças, transformações e benefícios imediatamente após a iniciação, enquanto outras podem ser vistas assediando a sociedade em geral via agressão, manipulação, fraude, presunção e roubo; e eles permanecem maus, insinceros e inalterados logo após a iniciação! Há muitos sacerdotes não qualificados e iniciados não qualificados. Eles podem ser encontrados e comprados com um centavo a dúzia! Algumas pessoas até experimentam maior declínio e perda após o início devido às razões acima. Você pode pagar e dar seu dinheiro a outro ser humano, mas você não pode comprar o apoio, conhecimento, transmissão divina e capacitação dos poderes divinos, inteligências e energias com seu dinheiro, não importa o quão chique e impressionante a cerimônia pela qual você pagou foi! Você sabe por que essa coisa triste e desalentadora ocorre?

Essas coisas acontecem porque as pessoas não são instruídas a entender o significado básico e a natureza da iniciação. Existem poucos pais espirituais reais e poucas mães espirituais reais hoje. Poucos líderes espirituais são realmente aptos, preparados e qualificados para liderar os outros! Não é apenas a autoridade legítima, habilidade e poder do iniciador qualificado e genuíno que é importante, mas a afinidade espiritual, a receptividade, o interesse interno e o poder assimilador e as qualificações morais do iniciado são de primordial importância.

A iniciação é uma transmissão de poder espiritual e conhecimento divino, mas o candidato deve ser capaz, disposto e / ou capaz de receber e assimilar o poder e o conhecimento! O iniciador, o sacerdote sábio, é um representante do Ifá-Olódùmarè e do Irunmọlẹ-Òrìşà. Mas como pode alguém que vive contrário a Ifá-Olódùmarè e ao Irunmọlẹ-Òrìşà transmitir virtude, sabedoria e poder a outro!!! Cerimônia, rito e ritual podem dar sabedoria, virtude, luz e poder a alguém?

Tenha cuidado com quem você escolhe como guia e iniciador, porque sua vida espiritual, destino, saúde moral, psicológica e espiritual e sucesso estão em jogo! E quando você tem a sorte de encontrar um guia, mentor e iniciador genuíno e qualificado, isso não significa automaticamente que você está pronto para ir. Você ainda não é!

Você deve garantir que você tenha requisitos morais e espirituais, maturidade e poder de compromisso antes de poder solicitar ser iniciado em qualquer um dos mistérios. Você tem que ser honesto consigo mesmo. Não seja impulsivo e impaciente. Desenvolva-se primeiro e purifique a sua vida primeiro por 2-3 anos antes de se submeter a uma iniciação qualificada. Qualifique-se primeiro como um candidato genuíno, sincero, saudável, honesto e humilde, para que possa obter os maiores benefícios, alegria e satisfação da sua iniciação. Estes são alguns pensamentos e ideias fraternas para você considerar de um amigo e benquerente. Não se engane e não permita que os outros o enganem. Seja paciente. Informe-se diligentemente e prepare, fortaleça e purifique a sua vida interior. Sua vida é sua. Faça o que você quiser, mas lembre-se de que você é o único responsável pelo que escolhe manter e o que escolhe rejeitar. Não culpe os outros nem critique os outros por suas decisões descuidadas, impulsivas e impacientes. Para protegê-lo da dor evitável, do desencantamento e da desilusão, estas palavras são providencialmente enviadas para você. O sucesso da vida espiritual consiste principalmente em paciência, perseverança, honestidade consigo mesmo, coleta de fatos, decisões informadas e atitude positiva. Fantasia, orgulho, presunção e fé são fatais para empreendimentos espirituais genuínos. Seja autêntico, verdadeiro e real para que você esteja preparado e ajustado para verdadeiramente discernir o autêntico, verdadeiro e real.

Ẹlà Àbợrú. Ẹlà Àbợyè. Ẹlà Iboşíşe.

Seu amigo e benfeitor Awo Ọrúnmìlà Mark Casillas.

O ÀSE SONORO: A MÚSICA COMO ELEMENTO CULTURAL E RELIGIOSO

O povo Yorùbá – como os demais povos africanos – tem na música uma das mais ricas e importantes componentes étnicas identitárias. A expressividade do povo e a sua natural predisposição para a criatividade artística, conferem à música importante sentido cultural, emprestado todo um universo de significações aos sons e instrumentos musicais. Os toques de tambores – ilu ou bata – os demais instrumentos com o sekere, agogo ou o saworo, a vocalidade, o ritmo aplicado, a métrica e o próprio sentido das frases cantadas, abarcam todo o vasto conjunto de códigos e valores estéticos e culturais do povo, num jogo que mescla sagrado e profano. Portanto, o conjunto formado pelas cantigas, toques e instrumentos, agem como propulsores de identidade e energia coletiva e individual, sendo por isso veículos de expansão de Àse, da energia mágica e vital que faz o existir.

Texto: A APCAB

%d bloggers like this: