Anúncios
Feeds:
Artigos
Comentários

Após um mais ou menos breve interregno, estou de volta com uma nova página sobre o Candomblé.

Já serei conhecida de muitos, muitos mais poderão tomar contacto comigo e com o Candomblé aqui pela primeira vez, mas agora, como antes, o meu principal objectivo é o de divulgar esta nossa belíssima religião para o mundo e o de ajudar a conhecer melhor muitos dos seus detalhes, desmistificando de alguma forma, muita da confusão que por vezes surge em torno do nosso culto.

A Fé

Quando iniciei a primeira página sobre o Candomblé aqui no wordpress, estava longe de imaginar o sucesso que ela teria, isto analisando unicamente pelo número de pessoas que diariamente a visitaram e também pelo número de pessoas que acorreu também a colocar as suas questões e dúvidas, em busca de auxílio para as mais diversas situações.

Foram mais de um milhão de pessoas que vieram a essa página desde o seu início, o que é de facto assombroso, e revelador ao mesmo tempo, do quão sequiosas estão as pessoas em descobrir e em encontrar ajuda espiritual nos dias que correm. Precisamente levando isso em conta, decidi abrir esta nova página, onde irei colocar todo o tipo de informação que me seja possível divulgar sobre o nosso culto – as origens, as tradições, os orixás, os rituais, enfim, tudo o que forma esta nossa religião.

Iniciei essa antiga página e inicio também esta página actual, tendo o cuidado de mencionar que o faço unicamente na minha qualidade de Iniciada no Candomblé (no meu caso, da Nação Ketu) e portanto não tenho qualquer pretensão de me fazer passar por algo que não sou ou em afirmar ter algo que não tenho. Ao contrário, tenho um enorme repúdio por aqueles que o fazem e não me canso de chamar a atenção para esse facto sempre que tenha lugar esse tipo de observação.

Recorrerei a todos os meus conhecimentos, aos preciosos ensinamentos que me foram passados pela minha Mãe no Santo e claro, contarei também com toda a inspiração e força dos orixás. Os textos que publicarei serão portanto de minha autoria, mas também existirão textos de outros autores e fontes que serão devidamente creditados quando os publique. Assim mesmo, existem alguns erros na informação que passo? É bem possível que isso possa acontecer, apesar do meu cuidado para que isso não aconteça, mas então, recordo que este é um espaço aberto à discussão e troca de opiniões, vamos então discutir e se necessário, rectificar o que possa não estar correcto.

Em resposta a algumas mensagens que me chegam por e-mail, por correio ou até verbalmente, gostaria que ficasse bem claro que esta página, não obstante eu ter sido feita na Nação Ketu, não se refere ao Candomblé de tradição e ritual Ketu em exclusivo. Esta é uma página sobre o Candomblé no seu todo, abarcando todas as suas Nações, tradições, rituais, denominações e linguística. Portanto, que ninguém procure aqui encontrar apenas os rituais e tradições da Nação em que fui Iniciada.

Pode até ser uma forma “pouco ortodoxa” de falar desta religião, uma vez que a tradição “manda” que cada um só fale da sua Nação, mas, tendo em mente que o meu objectivo com esta página é o de divulgar esta religião para todos aqueles que já se interessam por ela, ou, se possível for, trazer ainda mais pessoas para o nosso culto, entendo que não deveria ficar “limitada” no meu objectivo a uma única Nação.

A fé é a parte mais importante na feitura de qualquer trabalho, seja este para amor, negócios ou saúde, temos que os fazer com muita fé, confiar no poder dos Orixás, fazer com o coração aberto, sem dúvidas da resposta. A fé é “meio trabalho”, muitas vezes não precisa de grandes oferendas, damos uma vela com fé e recebemos a graça desejada, é claro que em seguida damos uma oferta maior para agradecer aos Orixás, nós precisamos desta força interior. E há casos em que desejamos determinados acontecimentos e o objectivo não é alcançado, neste caso, não devemos ficar irados com os Orixás; nem sempre aquilo que queremos servirá para nos fazer feliz, pode ser bem ao contrário, não devemos perder tempo com ilusões, só virá até às nossas mãos aquilo que merecemos, eles não nos darão um fardo maior do que possamos carregar.

Todos precisam de se descarregar, de vez enquanto fazer uma boa limpeza, uma boa descarga para clarear a aura. Os que vivem para ajudar, também precisam de ajuda, e seria melhor cultuada e preservada a nossa religião se estes que ainda detêm um pouco da sabedoria dos cultos, passassem adiante, é tão bom quando se precisa de auxilio e ele esta próximo, se não passarmos os segredos do culto, como ficará no futuro a nossa raiz? Já perdemos muito, e o que resta tem que ter continuidade. Peço aos meus irmãos e superiores de culto que pensem nisto; não querer ensinar é egoísmo, se recebemos podemos dar, claro que temos que ver para quem estamos a passar os rituais sagrados dos Orixás, não dá para entregar na mão de qualquer um, mas, se olharmos à nossa volta sempre haverá um ou outro que seguirá à risca o que lhe for delegado, os Orixás irão sempre por descendência na religião, porém, ninguém nasce ensinado.

Falando ainda na preservação dos cultos, tem muito pai e mãe de santo perdido, que acham que sabem tudo, e às vezes deparam-se com situações difíceis, e não sabem para que lado correr, por que será? É por que não perguntam quando tem dúvidas, não querem ser humildes e pedir explicações para quem sabe, acabam fazendo errado aquilo que seria tão prático, pedir auxílio; o médico quando não tem a certeza do que fazer, num caso raro, pede ajuda aos seus companheiros, fazem uma junta médica, e isto está a faltar no culto. Nós vamos morrer e não vamos ver tudo, não vamos saber de tudo, há sempre um que sabe um pouco mais. Há sacerdotes por aí que só querem aprender a fazer maldade, fazem mil assentamentos desnecessários, não se contentam só com os Orixás que devem fazer parte da sua feitura, querem ter “coisas” que nem pertencem à sua raiz, e estes acabam sempre sem saída. Temos que compreender que, o que é nosso ninguém nos tira, não é tendo um “cemitério” em casa que ficaremos seguros; haverá sempre uma arma para “matar” uma pomba voadora, e muitas vezes só com os nossos humildes “santos” conseguimos dar largos passos.

Axé!

Manuela

Anúncios

1.068 Respostas

  1. Mó Axé ati Mojuba

    Muito obrigado por ter voltado seus concelhos, dicas e alertas são muito importantes para todos nós deste lado do ecrã. Desesperei quando não encontrei mais o seu blog. Cheguei a pensar meu Deus como o Mundo é injusto alguém que me (nos) trouxe tanta sapiência e luz e agora…
    Enfim alegro-me muito de ter encontrado o seu blog novamente e com os mesmos critérios sérios de sempre. Esclarecedor, dinamico e muito imparcial sem impôr o que quer que seja.
    Que siga assim com todos os seus colaboradores, sempre com muito Axé.
    A Dupé


  2. Cara Manuela
    Sou apenas mais um iniciado na umbanda que gosta de estudar e aprender o máximo possível na tentativa de encontrar respostas para algumas questões tanto espirituais quanto materiais na minha vida.Apesar de ter sido iniciado na umbanda,sempre nutri profunda admiração pelo candomblé,até porque muito dos fundamentos da umbanda encontram suas raízes no camdomblé.
    Tenho lido seus artigos e apesar de não ser um conhecedor profundo do assunto queria expressar meu agradecimento e admiração pelo conhecimento que tenho encontrado aqui.Suas orientações me ajudaram a compreender melhor alguns problemas que tive em minha busca espiritual,como por exemplo o esclarecimento acerca dos odus,pois que em cada jogo de búzios que fui (7,fora as cartas),foi me dado um santo diferente.Porisso decidi cultuar aquele que sinto mais afinidade com a ajuda de seus conhecimentos.
    Mais uma vez,parabéns pelo seu trabalho.
    Um grande abraço e muito axé.


  3. Querida manuela

    Pensei que havia sumido!!! haber tido algum problema…graças a Deus e os Orixás está aqui denovo.
    Lembra que estou façendo este trabalho tambem para a lingua española? Eu moro en Buenos Aires Argentina, vou façer 25 anos de Babalorixá, e respeto muito sua posição e a divulgaçao de nossa religião.
    Com sua licença, ja dada anteriormente, pegaré alguns textos de seu site e traduziré para o español, ok irmã? e algumas imagens…..sempre com a intenção de divulgaçao…
    Por isso tambem faço pública essa mensagen. Pido licença tambem a os textos sobre Angola de Tomege !!!
    Tambem sou de Keto e d’Oxossi Ibu…
    Mando um grande beixo, e felíz de te encontrar denovo!!!
    desde Buenos Aires um Axé!!!!fortissiiiimmmmoooo


  4. A sua Benção Babalorixá Ernesto d’Oxóssi!
    é verdade, estive sumida durante algum tempo, mas estou de volta e muito feliz por reencontrar aqui velhos amigos.
    Já sabe que está perfeitamente à vontade para utilizar os textos aqui publicados, e creio que o Tomegê também não vai se importar que você utilize os textos dele no seu trabalho, mas ele próprio lhe dará seguramente a sua opinião.
    Volte sempre!
    Muito Axé para si e para o seu Ilê!
    Que todos os Orixás o abençoem!


  5. Nossa muito bom ver novamente seu blog Manuela nossa sempre lia o outro e de repente um dia quando entrei cade o blog ??? e hj procurando no blog te reecontrei muito bom muito bom mesmo parabens pelo trabalho!!!
    Axé


  6. Manuela so uma pergunta assim q vc deletou a outra pagina ia copiar um material q vc havia postado a respeito de assentamentos (aonde são feitos) dos orixas tipo eu sei de alguns e td mais seria mesmo só pra arquivar os dados era um atabela q tava super organizada muito legal mesmo e agora não to achando o material nessa pagina, se ele tiver postado vc poderia me responder com o link do mesmo??
    Obrigado


  7. olá Nahuana,
    É muito bom estar de volta e ver você por aqui de novo também.
    Quanto a essa matéria, ainda não está postada neste blog, mas vai estar em breve.
    Axé!


  8. Valeu pela atenção Manuela!!!
    Uma boa semana

    Axé


  9. Oi,gostaria de saber se é tao somente pelos buzios q se pode saber quem sao meus orixas de cabeça?e pq na umbanda,por vezes ,se tem um determinado orixa e as entidades como caboclos,trabalham em uma vibração de outro orixa?
    Haveria possibilidade de me informarem quais são meus orixas de cabeça,eu nasci no dia 13/06/78.Obrigado
    Desde já agradeço e fico no aguardo


  10. Olá! Surpreendi-me com a caida dos buzioz on-line.Confesso ter algum receio de lidar com esses desconhecidos. Mas agradecia se houver algum retorno sobre o que está acontecendo em minha vida ultimamente.
    Data de nascimento: 07/08/1970.
    Eventualmente um telefone e endereço para eventual contato.
    grata.
    Nice


  11. Nice bom dia, este “jogo” ao lado é somente uma exemplificação, aconselhamos que vc procure uma Casa de Candomblé onde seja feita uma consulta real.

    Rogério somente um jogo de búzios pode te dizer quem são seua Orixás. Tomege


  12. Ola.

    gostaria de saber o meu orixá. pelo que leio e me conheço ja me identifiquei com Xangô, Oxumare, Iemanja, estou confuso. ja teve gente que me chamou de Dan, pelo que li ligado a Oxumaré, meu signo de é de peixes por isso.

    estou em Curitiba e não tenho conhecimento de um terreiro de Candomblé nessa cidade.

    conheço terreiros de umbanda, mas eu queria o Candomblé mesmo.

    pode me ajudar ?

    obrigado.

    José


  13. Olá!

    Fiquei no aguardo de vocês!

    Bem, estou trabalhando com um pessoal de um Candomblé Ketu em Colombo – região Metropolitana de Curitiba. Estou na diagramação do jornal. É o primeiro Jornal do Paraná, pra não dizer região Sul, que está expandindo de verdade, com a intenção de falar sobre a Religião e a Cultura Afro-brasileira.

    O que eu gostaria de saber e de solicitar é que vocês participassem de uma colona no Jornal. Os temas que são abordados aqui e os textos que vocês elaboram são de fácil compreensão e fortaleceriam o nosso jornal. O nome da publicação é “Hornal Kibanazambio Axé & Cia”. O pessoal da casa tem uma rádio – agora será transmitida somente pela internet – o Jornal e muita garra.

    A participação de vocês será de grande valia, fortalecerá ainda mais a idéia, além de elucidar muitas dúvidas. Queremos que o jornal seja para todos aqueles que se interessam pela Cultura Afro.

    Aguardo o contato!

    Obrigada!

    Axé!


  14. José nada é por acaso olha o comentário abaixo do seu, um jornal na sua região. visite o blog da Brenda http://www.oscaprichosdemaria.blogspot.com/ ela pode te dar dicas de Casas em Curitiba, Tomege.

    Brenda estou só aguardando o contato da manuela, eu gostei muito da proposta, mas gostaria de saber qualq periodicidade da coluna, semanal, quinzenal ou mensal? Tomege


  15. Manuela, e a Brenda Maria o que vc acha da proposta? Tomege.


  16. Nelson e Brenda,
    Acho uma proposta muito interessante, e no meu entender também dependerá em muito da periodicidade dessa coluna.
    O jornal tem um sitio na web?
    Gostei muito também do seu blog e do seu trabalho gráfico Brenda. Parabéns!
    Axé!


  17. Adorei as letras e som do atabaques mostranto o que nos temos e muito bom. Sua benção a gente se vê. Dá um beijo tambem em minha irmã. DENJIGAN


  18. Madrinha boa noite, obrigado pelo carinho, gostei muito da minha nova foto. Estou ficando chique. Tomege.


  19. Manuela bom dia, a informação que está no blog lá em estatísicas é isso mesmo? o quinto? Tô bobo. Tomege.


  20. Sou filha da Oxum apará e minha filha é filha da oxum pandá queria saber qual a diferença entre elas e se à confronto entre elas. obrigado Taty


  21. Adorei a página de vcs!! P A R A B É N S !!!! achei a maioria das minhas dúvidas. Sou iniciante no candomblé e
    estou estudando essa religião tão fabulosa!!
    obrigado!
    Axé!


  22. Tatiana boa tarde,o correto é Opará e Ipondá, não há nenhuma imcompatibilidade entra Elas, em breve colocaremos as qualidades de Oxum, é só ficar atenta. Obrigado pelas palavras de carinho. Tomege.


  23. OLÁ !

    QUERO PARABENIZAR A TODOS POR EXELENTES ARTIGOS DESCRITOS NESTA PÁGINA, INCLUSIVÉL O ARTIGO ( PILÃO DE OXALÁ) E O POR QUER, DESTE DESLUMBRE, EU FUI A UMA FESTA NO TERREIRO DE CANDOMBLE AQUI EM DUQUE DE CAXIAS, E SAÍ DA FESTA SEM ENTENDER O SEU SIGNIFICADO PROPRIAMENTE DITO, POR UM ACASO VIAJANDO NA NET,VENHO A DESCOBRIR O SIGNIFICADO DO EVENTO.

    PARABÉNS PARA TODOS E TB PARA O BABALORIXÁ ” BIRA DE XANGO” . ABÊNÇA


  24. Dora muito obrigado pela visista e pelas palavras. Pai Bira é realmente tudo de bom, é uma ótima pessoa e grande divulgador e conhecedor do Candomblé é uma pessoa muito confiável também. Tomege do Ogum


  25. olá deixei um comentario ou melhor uma pergunta e nao achei a resposta acho que foi deletado…
    por favor eu gostária de saber se quando damos comida pra pombogira e exu e fazemos um pedido se geralmente eles atenden eu vou na umbanda e fui no candonblé e cortei pra minha pombagira e meu exu …
    mais depois disso na minha vida amorosa aconteceram coisas ruins mais ainda tenho fé neles vc pode me explicar como funciona ???
    h´j só fazem 21 dias eles ainda podem me responder depois desse tempo demora um pouco???


  26. Thaina vc deixou em Exú.

    Thaina boa noite o caso é bem simples, vc é de Umbanda e foi procurar chifre na cabeça de cavalo, refaça os pedidos na Casa que vc frequenta e tudo se resolverá. Thaina fidelidade é tudo. Não é bronca não Thaina, mas por que procurar ajuda fora da Umbanda? na Casa que vc frequenta com certeza há força suficiente para te ajudar procure lá. Tomege do Ogum


  27. Boa tarde!

    Gostaria que me esclarecesse uma dúvida. Eu sou católica, e apesar de já ter lido sobre candomblé, nunca fiz contato direto com a religião. Contudo, ontem tive um sonho que me intrigou. Sonhei que estava em uma festa com várias pessoas. De repente, em um determonado momento, virei e me dei de cara com 3 pessoas (que no sonho eram entidades), 2 eram gêmeos, vestidos com roupas claras, no meio deles, estava um homem negro com roupas vermelhas. Eles começaram a me passar uma mensagem, que não me lembro exatamente o que era, contudo, falavam que eu era um orixá e que eu tinha que encontrar ele dentro de mim. Falaram que era uma mulher, e no sonho me veio uma imagem dessa mulher com roupas branco e azul. O estranho que nessa conversa, essa entidade as vezes aparecia em mim. Sei que acordei confusa, pois não entendi a mensagem. Porém, como nunca tive qualquer sonho similar a esse achei conveniente procurar entendê-lo. Assim, caso vocês possam me auxiliar, eu gostaria muito de obter alguma resposta.

    Desde já agradeço a atenção dispensada!


  28. Mariana bom dia, seu relato me parece que é um caso em que o Orixá quer falar algo para vc. Eu sou contra o que eu mesmo chamo de “achismo”, então, para vc ter certeza procure um jogo de búzios é a melhor forma de saber o que vc deseja, inclusive qual é o Orixá. Nunca se guie pelo que te falam tomando por base sua data de nascimento, seu tipo físico e por internet, o correto é uma consulta pessoal com um bom zelador. Tomege do Ogum


  29. Boa noite,

    Achei muito interessante esse site por isso resolvi escrever.
    Achei muito interessante a forma como vocês colocam e explicam o candomblé. Eu gostaria de um dia participar de um jogo de Búzios para saber se eu tenho mediunidade, porem tenho muito medo do que pode acontecer em relação “receber espirito, bolar no santo, passar mal” e etc… E o maior medo de todos e se deparar com um impostor que não leva essa religião a sério.

    Vocês poderiam indicar alguém para jogar os Búzios?

    Muito obrigado!


  30. Boa noite Nelson,

    Achei muito interessante esse site por isso resolvi escrever.
    Achei muito interessante a forma como vocês colocam e explicam o candomblé. Eu gostaria de um dia participar de um jogo de Búzios para saber se eu tenho mediunidade, porem tenho muito medo do que pode acontecer em relação “receber espirito, bolar no santo, passar mal” e etc… E o maior medo de todos e se deparar com um impostor que não leva essa religião a sério.

    Vocês poderiam indicar alguém para jogar os Búzios?

    Muito obrigado!


  31. Boa noite,

    Coloquei novamente minha pergunta, porque não achei minha resposta, não sei se você respondeu em outra página!

    Obrigado.


  32. Rodrigo bom dia, primeiro vc tem que saber se é rodante ou não. Sofrer antes não ajuda em nada. Além do mais seu medo é infundado, não há por que ter medo, vc não será “abduzido e transportadopara outro plano espiritual” tenha confiança nos Orixás e tudo ficará muito bem, mas primeiro vc precisa de um jogo de búzios. Vc é do Rio? Tomege do Ogum

    estava em “Participe hoje”


  33. Obrigado Nelson pelo retorno!

    Sou de São Paulo, Mooca.

    Realmente você tem razão em suas palavras.

    Muito obrigado!


  34. Rodrigo boa tarde eu não conheço ninguém próximo a vc, mas procure o site “pagina pessoal de reginaldo prandi” lá tem uma lista de terreiros de Candomblé em SP que é muito boa e confiável. Vá em frente. Tomege do Ogum


  35. Nelson,

    Obrigado pela orientação.

    Abraços.


  36. eu sou juliana eu adorei saite de vcs eu gostaria de saber com eu fazor pq eu quero fazer oferenda de agradecimento para yemanja e nao sei com fazer se vcs poder me ajuda grande beijoooooo


  37. Boa tarde Manuela e Artur, a Magda veio ao casamento e agora estamos aqui em casa lanchando, o casamento foi lindo. A Lafefe está mandando beijos para vcs dois. É isso de novidades, grande axé aos dois, suas bençãos. Abraços, Tomege do Ogum


  38. PARABÉNS A VC TOMEGE E A MANUELA QUE VCS CONQUISTE AINDA MAIS DO QUE JÁ CONQUISTARAM VCS MERECEM TUDO DE BOM E QUE SEUS ORIXÁS LHES DEEM EM DOBRO POR TUDO QUE TEM FEITO AS PESSOAS QUE AQUI ENTRAM, NOSSO AMIGO ARTUR TB O PARABENIZO PELO SEU POEMA É MARAVILHO O POETA É MEU CONTERRANEO.AXÉ


  39. oi gostaria muito de saber qual o orixa que comanda o ano de 2009. sem mais obrigado


  40. Bom dia Nelson,

    Uma vez lhe escrevi pedindo orientação para participar de um jogo de búzios aqui em São Paulo e, você indicou o site de Reginaldo Prandi onde em contato com o mesmo, disse-me para tentar o jogo com um Pai de Santo, indicado por ele, que me pareceu bastante serio. Ele disse que sou filho de (Ogun ja). Na verdade não estou escrevendo para te dar essa noticia, mas sim para tirar uma dúvida ou cisma que vem me acompanhando durante as três vezes que estive lá.

    Na primeira vez fui jogar búzios, em um momento foi me dando um nervoso muito grande no decorrer do jogo, mas fiquei na minha e não disse nada.

    Na segunda vez eu e minha esposa participamos de uma festa na roça do Pai de Santo, onde também fui ficando nervoso sem nenhum motivo aparente, porém não dormi toda noite.

    Na terceira e ultima vez, fui convidado para participar de umas oferendas para Yemanjá de final de ano e, tomar um banho para limpeza e descarrego, onde todos que estavam presente o fizeram. Chegando em minha casa, novamente foi me dando um nervoso, quase que incontrolável, parecia que minha cabeça estava a mil por hora, mas do nada foi passando e apenas no outro dia me senti mais tranquilo.

    Esse sintoma e muito estranho, perco totalmente minha concentração, fico com um sentimento de que vai me acontecer alguna coisa, sinto muitos arrepios, medo, pavor, etc…

    Na sua experiência o que pode estar acontecendo.
    Fiquei pensando que podia ser coisa da minha cabeça!


  41. Muito obrigado Nelson!


  42. Rodrigo que bom que pudemos te ajudar, mas a resposta é simples, os seus Orixás estão muito próximos de vc é só isso. Te sugiro que vá a um toque para ver que aconteçe, mas não tenha receio de Orixá meu amigo e se vc quiser não participar da religião é também seu direito e nada de mau vai te aconteçer, mas se vc quiser mergulhar mais fundo…. vá ao toque. Mais um Ogunjá no mundo rsrsrsr isso é lindo. Tomege do Ogum


  43. Olá.

    Aos 2 meses de idade fui batizada no Candomblé pelo Boiadeiro Laço de Ouro. Minha mãe sempre foi espirita e com ela e minha tia tive o conhecimento da minha espiritualidade. Há 4 anos minha tia faleceu e minha mãe foi se distanciando do espiritismo. Hoje ela passou a ser evangpelica, respitamos sua decisão porem sinto falta das suas orientações e me sinto perdida. Hoje sou guiada pela preta velha da minha mãe no qual consigo ver e ouvir. Porem sinto que me falta muito a aprender, muitas vezes tenho muito medo do que sinto e vejo. Amo o candomblé e sinto falta dos orixás, dos toques, dos conselhos enfim de tudo. Tenho vergonha e receio de conhecer outros centros, me sinto sozinha, perdida entende?
    Por exemplo, uso um contra egum desde que me conheço por gente, minha mãe sempre trocava de 3 em 3 meses quando decidiu a ser evangélica, ela acabou com o altar que tinha em casa, me passou o terço a pemba da minha avó (sua preta velha) e a palha da costa dizendo que a partir de “hoje” eu cuido de mim mesma ou seja eu passo a fazer meu próprio conta egum, porem ela nunca me explicou porque desde pequena eu tenho que usar o contra egum! Desde então percebo minha vó muito próxima de mim, outro dia meu marido disse que enquanto eu estava rezando uma prece de cáritas começei a falar na lingua da preta velha, ele ficou assustado e sem saber o que fazer. Bom deu pra perceber que estou um pouco perdidade né? Quero muito de continuar no candomblé, não consigo imaginar algo diferente pra mim, mas acredito que preciso de ajuda.
    Ufá! foi bom poder dividir isso com vocês.

    Obrigada!

    Viviane


  44. quero saber ascores das entidades que “dominam” regem este ano(2009)?
    e quais oferendas para fazer no mar??? obrigada


  45. Boa tarde irmã!
    Espero que estejas bem e desejamos que 2009 seja um ano repleto de coisas boas.
    Vi o teu blog, a tua discrição está boa exepto no que toca ao urukó da Mãe, visto ela ser de Omulú e não de Oiá.
    Foi-nos dito o urukó por quem lhe deu o Oié, e Yná de Oiá já existe na Bahia, por isso não divulgues pois está errado.
    E como sabes não existem cabeças meji…
    Um bom ano.
    Jomar e Paulo


  46. gostaria de saber o seguinte tive um relacinamento de 2 anos logo apos isso houveram muitas discussoes sem motivos essa pessoa me traiu ai quando terminamos me falaram que uma moça tinha feito algum ritual pra ele e ele mudou da agua pro vinho se afasto da familia amigos e mudou completamente isso poderia ter acontecido pelo fato de alguem ter feito uma pombagiria pra ele se afastar de mim ?


  47. Olá Paulo,
    Obrigada pelos votos para 2009 e desejo que o novo ano também vos traga tudo de bom.
    Quanto ao resto, penso que devias saber que aquele não é o urukó da mãe, esse eu jamais divulgaria aqui, e penso que no mínimo não é de bom tom vir aqui fazer comentários desse tipo.
    A nossa mãe, é a nossa mãe, e merece todo o respeito, sempre! E, se alguma vez chegaste a algum lado no santo, foi pela mão dela.
    Aqui não há lugar a esse tipo de comentário Paulo. Não me interessa para nada o que quer que vos tenha sido dito, nem por quem. E parece que és tu que não sabes que existem cabeças meji, são raras, mas existem sim!
    Dispenso os teus comentários aqui, e como tua irmã mais velha, exijo respeito à nossa mãe e a mim própria!
    Axé!


  48. Oi…
    Tive um acidente em 2005 muito grave fui esmagado por uma caçamba e fique apenas com 10% de vida.
    Eh queria saber si esse acidente tem algo a ver com meu desenvolvimento espiritual pois sou de umbanda sou filho de Oxalá.
    E queria saber sobre esse assunto.
    Beijos e abraço pra todos…
    Axé.


  49. Mel pelo o que vc cita vc é totalmente leiga certo? Pombagira é uma entidade de Umbanda que muitas vezes é acusada de fazer “trabalhos” para afastar ou unir pessoas, isso é uma coisa deplorável que fizeram com estas Entidades, Elas mereciam mais respeito, enfim. Então te recomendo que não vá a lugar nenhum, não procure explicação religiosa para isso, por que a probabilidade de vc encontrar pessoas pouco conhecedoras da religião e que prometem o retorno do seu amor em X dias é bastante grande, e com certeza vc terá despesas financeiras. Pense e procure encontrar a resposta em vcs mesmos, em tudo o que aconteçeu entre vcs, seja racional.
    Sei perfeitamente da dor e sentimento de perda que vc deve estar sentido, e principalmente da forma como aconteçeu, com traição, Mas vejo por outro lado este assunto, talvez os Orixás tenham te livrado de um problema maior no futuro. Tomege do Ogum


  50. FELIZ ANO NOVO, A TODOS IRMÃOS DE FÉ!!!!!!!!! QUE TENHAM MUITA LUZ AXÉ…….


  51. Magda obrigado, por vc existir, pessoas como vc são raras na religião, vc é dedicada, gosta de aprender, é divertida, amiga, e está sempre disposta a ajudar os outros, isso é compromisso e é muito bonito. Por isso agradeçemos suas visitas e que Nanã, Oyá e Ogum te de caminhos em 2009. grande axé Tomege do Ogum


  52. em Janeiro 1, 2009 às 11:36 pm Beatriz d'Oxóssi

    Manoela, por favor não se detenha, só as árvores que dão bons frutos são apedrejadas. Sou muito agradecida a você ao Nelson… por tirar as nossas dúvidas. Algumas que temos vergonha de perguntar no barracão. Feliz ano novo! Paz, amor, saúde e que meu pai Oxóssi traga-lhes muita prosperidade em 2009. Axé!


  53. Querida Magda,

    Você é sempre muito gentil e zelosa com seus irmãos, o que é admirável!
    Obrigado pela companhia e pelo apoio de sempre (não esqueci da sua bondade no meu texto inaugural).
    Muita prosperidade e saúde para você e sua família.
    Um abração,
    Artur.


  54. Prezada Beatriz d’Oxóssi,

    Obrigado por juntar-se a nós na “missão” de esclarecer e desmistificar nossa rica religião.
    Retribuímos em dobro todos os votos de prosperidade, extensivo a todos os seus.
    Um abraço,
    Artur.


  55. Prezada Daniela,

    O coração é sinal de que as coisa estão correndo bem…
    Obrigado pela demonstração de afeto!
    Um abraço,
    Artur.


  56. Prezada Daniela,

    O coração é sinal de que as coisas estão correndo bem…
    Obrigado pela demonstração de afeto!
    Um abraço,
    Artur.


  57. Boa tarde! Estudou estudando o cancomblé e queria que você me enviasse, se possível, para o meu e-mail, o máximo possível de informações sobre a história e cultura candomblé. Acho muito interessante a religião e queria saber melhor do que se trata pois muitos são preconceituosos e deturpam o que realmente é o candomblé.
    Acho a religião muito bonita e tenho interesse de saber melhor do que se trata realmente, sem as limitações impostas pela cultura européia, que entende por certo apenas as coisas advindas de sua cultura.
    Gostaria muito que essa solicitação fosse atendida pois apesar de ter bastante coisa disponível na internet, acredito que são poucas as informações confiáveis.

    Desde já obrigada!

    Abraços.

    Rayanne Borges


  58. Olá Nelson Souza.
    Gostaria de saber se vc joga Búzios, ou em caso negativo, uma indicação sua para fazê-lo. Ficarei em Salvador até o próximo sábado, dia 10. Se possível, informar endereço, telefone de contato, horários e valor.
    Desde já agradeço pela atenção, e aprecio mto esse blog.


  59. oi…
    eu gostaria de saber qual é o meu orixá…
    eu sou católica mais tenho muito interrese no candomblé…
    por favor…


  60. Bom dia Nelson,

    Eu tenho uma dúvida que não comentei posteriormente em meus relatos anteriores no blog, e gostaria se possível, que você me ajudasse. Vejo frequêntemente pontos de luzes pratas e azuladas em minha volta e na minha frente, raramente vejo também o mesmo formato de luz, misturado com vermelho( tipo fogo). Não me assusto com isso por que é muito natural, as vezes fico com a impressão que vai sair alguém la de dentro. Pensei em ir no oftalmo para tentar rastrear esse acontecimento, mas o mesmo pai de santo que jogou búzios p/ min, disse que não é nada, mas não entrou em detalhes.

    O que pode significar tudo isso? Não tenho problemas oftalmológicos.

    Obrigado Nelson por tirar minhas dúvidas e ter paciência com minhas particularidades.

    Rodrigo


  61. Rodrigo eu também não sei te dizer o que pode ser este caso, nunca ouvi nunhum relato deste tipo, ou li sobre isso, enfim não tenho informação sobre este assunto. Questione novamente o zelador, talvez agora ele te diga alguma coisa. Tomege do Ogum


  62. Boa noite, Nelson, MAnuela e Arthur (mesmo meu nunca ter falado com o senhor por aqui=D)
    Estou tentando enviar alguns comentários, mas tá dando a “zica” do Nelson por aqui rsss

    Li o post sobre Intolerância e fiquei muito feliz e empolgada com toda essa mobilização e a dimensão que o assunto stá tendo!!! Quero muito ajudar de uma forma mais direta, mas moro em Pernambuco e aqui até tem a caminhada contra a intolerância, mas não recebe a devida atenção dos adeptos da religião e além do mais, não conheço ninguém íntegro que coordene esses movimentos por aqui, por isso fico perdida em relação de como vão caminhando as coisas por aqui.
    Já que o blog está inserido de fato nessa luta, fico bem mais contente, pois de alguma forma interagirei com outras pessoas sobre esse assunto.

    Vamos em frente. Sem mobilização não há resultado!!

    Axééé

    Obrigadaa


  63. Dayane se vc tiver como fazer contato com o grupo de Pernanbuco, fale com eles do nosso, nosso viu só, nosso blog, talvez eles se interessem em mandar material para divulgação e possamos fazer um intercambio, mostrando como nosso movimento está sendo organizado e coisas do tipo. O que vc acha disso? Tomege


  64. Ótimo! Já tenho divulgado o blog de vocês por aqui mesmo =D
    Vou tentar sim. Na minha universidade sempre tem eventos, assembléias sobre o candomblé. Vou dá um jeito, quando voltar as aulas, de me enturmar por lá pra ver se fazemos essa ponte, né? Quanto mais pessoas melhor!!

    A maioria das manifestações são feitas por uma fundação do governo (FUNDARPE) e lá eu conheço algumas pessoas do axé que lutam por essa causa. Quando eu conseguir um contato com eles, eu retorno pra vocês, com toda certeza!!
    O senhor não sabe como me empolga estar envolvida em movimentos e lutando por causas justas, isso reanima!!

    Obrigadaa


  65. Dayane eu tenho um pedido para te fazer, tem um rapaz no post “o candomblé” que é aí de Pernambuco e precisa de ajuda, o zelador dele e ele estão procurando ajuda num caso do Orixá Ewá e talvez sua Casa possa colcaborar, e aí? Pode ser?

    Base avançada Pernambuco….responda cambio.rsrsrsrsrs Tomege


  66. rssssssssssssssssss
    Respondendo, câmbiooo
    Ok. Tô passando lá, agora.


  67. Boa noite, meus irmãos mais velhinhos=D rsss
    Queira Olorum que estejam ótimos!

    Estava eu nas minhas andanças pela internet lendo, quando me deparei com esse trecho:

    “Pai Agenor completou sua obrigação na lei-do-santo iniciando-se para Euá, seu segundo orixá, com Cipriano Abedé, no Rio de Janeiro. Chamado Odoguiã por sua Mãe Aninha e de Professor pelo povo-de-santo, Pai Agenor é filho de Oxalá.”

    Como assim ele iniciou-se pra Euá sendo filho de Oxalá? Ele se iniciou duas vezes? E a respeito de completar sua obrigação na lei-do-santo, existe uma última obrigação pra ser feita no decorrer dos anos de religião?

    Por favor, me tirem dessa escuridão=D

    Obrigada


  68. Dayane sobre esse assunto eu não te dizer nada, se ele foi iniciado assim ou assado, eu não sei.
    Mas sobre completar as obrigações, ao menos na Casa da minha Yá isso se dá quando se faz a obrigação de sete anos. Entendemos que é a última, é que te dá maioridade religiosa. Depois dessa vem o deká que é dado somente a quem tem cargo de zelador/a, pois nem todos tem a essa missão, então lá em Casa só recebe deká, quem vai de fato abrir um novo Axé. Tomege


  69. Boa noitee
    Hum…
    Entendi…
    É que eu pensei que esse processo fôsse um ritual normal, mas que eu não tinha conhecimento, entendeu? Por isso, que eu perguntei.

    Obrigadaa


  70. em Janeiro 31, 2009 às 10:12 pm simone e andréa

    nos adoramos todas as informações e foi possivel tirar muitas duvidas, parabens pelo seu trabalho


  71. Simone e Andrea muito obrigado pelas visitas, voltem mais e fiquem a vontade. Tomege


  72. Boa noite Nelson,

    Descobri que tenho mediunidade segundo os búzios, ( Ogum já).

    Você ja fez comentarios bastante esclarecedores!

    Tenho lido alguns livros como: awô( o mistério dos orixás), ramatis ( mediunismo) e estou terminando um outro chamado: conexão ( uma nova visão da mediunidade).

    Você comentou anteriormente que os sintomas que eu sentia, possivelmente, poderiam ser devido ao mediunismo, por meus orixás estarem bem perto.

    Você comentou para que eu fosse em um terreiro p/ ver o que acontece, mas as três vezes que fui, sentia as mesmas coisas: euforia, nervosismo controlavél, etc… e quando voltava para casa, ai que todos os sintomas aumentavam.

    Fui três vesez em um terreiro de candomblé, onde uma pessoa bolou para o santo ( parecia que estava em convulsão). Minha dúvida consiste em: o sinal para fazer uma pessoa no santo é, quando ela bola, ou tem outras formas?

    Nelson, gostaria de tirar outras dúvidas com você que aos poucos vou lembrando. Se você permitir, vou mandando aos poucos.

    Grande abraço


  73. Rodrigo vc pode nos perguntar o que vc quizer, se pudermos responder, será um prazer ajudar. Mas há assuntos que não se conversa em internet, espero que entenda se houver este tipo de limitação nas sua perguntas, Ok? Tomege do Ogum


  74. Boa noite, Nelson.
    Eu tava conversando nessa semana com uma senhora já bem antiga na religião. E essa conversa com ela me abriu uma reflexão: ela é de uma região, onde eu fiz o meu primeiro bori, o terreiro que a minha mãe carnal (engraçado essa expressão=D) fazia parte desde que eu nasci, mas logo depois que eu fiz o meu bori, a mãe de santo partiu, então o terreiro não deu continuidade e fomos pra os braços do meu pai xangô e estamos lá até hoje. Esse terreiro fica numa outra região. Essas regiões não são tão distantes, apenas uma cidade as divide. Mas o que eu tenho percebido, mesmo tendo convivido muuuuito pouco com o ritual da primeira região, é que existe uma diferença enorme de rituais, teorias e opiniões. Nem parece que permanecemos na mesma nação! Eu sei que as casas têm algumas coisas que a tornam independente das outras, mas a questão não é a casa.
    Assim que cheguei nessa segunda casa, percebi que existiam diferenças (muitas por sinal, mas não me espantei), até por que não frequentávamos outros toques e outras casas a não ser a nossa. A mãe de santo não permitia, então víviamos naquele mundinho único. Procurei a minha mãe de santo atual pra questionar sobre isso. Ela ficou meio surpresa por eu com 15 anos ter observado e perguntado isso sem nenhum susto e com naturalidade. Ela teve muita paciência e respondeu que não sabia por que a primeira casa era tão diferente da dela, já que pertencíamos a mesma nação. Era tudo muito diferente, Nelson. O senhor não tem noção! Ela não sabia me justiicar, me dizia: Daya, eu aprendi e convivi assim desde de que entrei na religião” Então pra tirar minhas súvidas, ela me levou pra conversar com muuuuitas pessoas da religião, até pessoas de outras nações, ler algumas pesquisas, enfim, fui escutando, observando, lendo… e percebi que tudo da segunda casa tava na mais absoluta “normalidade” dentro do padrão geral, sacou?
    Pra o senhor ter uma noção, lá na primeira casa, nós nunca tinhamos nem sequer sonhado que se raspava no candomblé! Isso causou muito impacto! E eu pensava que essa “realidade” só pertencia a minha primeira casa, mas quando fui conversar com os outros que frequentavam a primeira casa, percebi que naquela região toooodas as casas se comportavam daquela maneira! Muita gente nos criticou pela nossa nova casa, que esse negócio de raspar era farça, “marmota”. todas as minhas irmãs(inclusive a minha mãe carnal) de santo que estavam lá abandonaram a segunda casa por causa desse “terrorismo “que nos foi causado, eu fiquei, mesmo sem ter noção de nada e sem conhecer muito a ninguém. Gostei da casa, da mãe de santo, do meu pai e resolvi ficar.

    Minha introdução foi muito grande, mas vamos a minha conclusão: hoje parece que o candomblé não é unificado. eu penso como numa mesma religião pode ter tanta diferença, tanto preconceito entre os próprios adeptos e tantos donos da verdade. Por que quando eu tô na minha casa, parece que eu tô num mundo, mas quando eu tô na região da primeira outra casa, que é o município onde eu moro, e converso com pessoas do santo de lá, parece que eu tô num outro mundo, num outro país, nem parece que temos a mesma religião em comum! a única coisa que temos em comum é yemonjá, ogum, exu, oxum… mas só até aí, pois se aprofundarmos nessa assunto, tudo diverge, e partem logo pra intolerância. Nem a toques na região da minha casa(domicílio) eu vou, já por causa desse preconceito. Minha casa(terreiro) é vista por alguns deles como… nem sei como dizer. A três anos atrás, muito foi falado da minha mãe de santo e até hoje comentários maldosos são feitos. Como não tolero de jeito nenhum essas coisas, deixei bem claro a minha opinião e até onde considero a todos (pois muitos me viram crescer), não permito que ninguém fala pejorativamente sobre a minha casa e muito menos sobre a minha mãe, mas eu queria que essa “muralha” fôsse quebrada, até por que pertencemos a mesma religião, lutamos pela mesma causa, não é?
    A minha atual mãe e os adeptos vão à palestras sobre a religião, buscam uma africanização maior de certos rituais que acabaram se oerdendo ou sendo deturpados, por isso não tenho essa idéia de algo irreal da parte deles, até por que eles fazem uma coisa que a outra casa não fazia: socializam-se, com outros pai de santo, com outras casas, com outras informações.
    Há três anos tento entender o por quê desses dois “mundos” e não consigo achar uma conclusão aceitável!

    Muito obrigada, Nelson. Prolonguei-me muito, mas sinto confiança pra sobre isso com vocês.


  75. Manuela, a senhora está por aqui???


  76. Daya 😉
    Você disse tudo. A base do problema é mesmo o facto de as pessoas se sentirem donas da verdade, e isso simplesmente não existe. Ninguém é dono da verdade.
    Existem coisas que são básicas e obrigatórias na nossa religião, e não vale a pena querer inventar ou alterar, isso é deturpação, e, nos casos mais graves, marmotagem mesmo! Depois existem muitas matérias sobre as quais é muito bom que todos nós tentemos pesquisar, aprofundar e entender melhor, pois através disso, poderemos também recuperar muita da informação perdida e a razão de muitos fundamentos sobre os quais podemos ter algumas dificuldades, então, do meu ponto de vista, a sua Mãe no Santo está muito certa em ter essa abertura e essa postura, assim como você também tem em meu entender uma postura muito correcta sobre as coisas da nossa religião.
    Axé!


  77. Gente, eu vi no post de oxum uma saudação (eu acho) e queria saber o quer dizer. Procurei e achei isso num site em inglês:

    O real significado de “aboru aboye abosise” ou “iboru iboye ibosise” é “o sacrifício será executado, ele será aceito, terá efeito”. É uma saudação em forma de oração que é dito para babalawo mas também pode ser utilizado para outros Orisa sacerdotes em Yorubaland uma vez que todos os padres são treinados para executar uma adivinhação sacrifício. A resposta do babalawo pode ser “agbo ato”, que significa “você vai viver muito e você terá uma boa saúde”.

    Tá certo?


  78. Dayane eu tb pesquisei sobre esta saudação hahahahaha eu tb não sabia o que queria dizer, ao menos achei a mesma informação. Tomege do Ogum


  79. =DD
    Pelo menos em relação a informação, estamos em sintonia hahahahahaha. Pequena criatura


  80. Manuela (não se preocupe, não vou colocar como eu coloco pro Nelson, “velhinho de filme”, até por que a senhora é uma dama e “velhinha de filme” fica feio, não é? Deixa só pra ele =D rsss)
    Espero que a humiudade um dia sirva como referencial pras pessoas que fazem parte da nossa religião, não só mda nossa, mas é que ela tá precisando um pouquinho mais.
    Sim!!! eu só tô mandando o comentário pra dizer também que ADOREI o “Daya”. É meio esquisito, mas o povo daqui de casa me chama assim desde guriazinha.

    Estava a sentir falta das suas respostas quando eu perguntava=D

    obrigadaa


  81. Daya,
    🙂 Já estava até a ficar habituada com a ideia de ser também velhinha de filme… até porque eu sou de velhinha Nanã mesmo!
    Não podemos perder a nossa fé também no Homem, que um dia só vai querer a paz e harmonia, independente da religião que lhe serve de caminho!
    Pois eu também achei que Daya é bem bonito e se você não se importa, agora vou sempre chamar você assim também! 😉
    Pois é… eu estou sempre por aqui, mesmo que não responda às questões colocadas, e isso só porque entrando aqui no blog sempre tem muitas outras coisas para fazer também, desde a filtragem de comentários até à preparação de novas matérias para postagens, mas você entende, certo?!
    Abraço.
    Axé!


  82. Manuela, a respeito do “velhinhos de filme” a senhora é como se fôsse, é! Mas o termo propriamente dito eu só uso com o nelson, só pra arretar ele mesmo (meu Deus, ele vai ler) rssss=D
    Mesmo vendo essas coisas que eu relatei naquele comentário, eu ainda tenho fé que um dia todos chegarão a um denominador comum: a religião é uma só, com alguns segmentos, mas é só uma!
    Fique a vontade e daqui pra frente me chame de Daya mesmo!!=D
    Fiquei muuito feliz com a sua resposta e é obvio que eu entendo essa sua posição de “bastidores”. Eu me contento com o Nelson mesmo… rssrrsrsrs BRINCADEIRA(meu velhinho, o senhor é maravilhoso=*)
    Então tá, a gente se fala por aí, Manuela.

    Obrigada


  83. BOM DIA!!!
    EU GOSTARIA DE SABER A QUALIDADE DO MEU OGUM
    POIS SOU DE OYA ONIRA COM OGUM?
    MINHA MAE DE SANTO É DE YEMANJÁ COM OGUNJÁ
    E TODA VEZ QUE ELE VEM NELA EU ME EMOCIONO MUITO.
    DESDE JA AGRADEÇO AXÉ PRA TODOS


  84. Ashé
    O seu Blog é de grande qualidade, os meus parabéns e que todos os Orixás abençoem o seu caminho.

    Motumbá


  85. por favor se puder me responder? gostaria de saber se a gente de contra egum pode reseber entidades … sou de uma casa de quimbanda mas nem tudo eu sei e tenho vergonha de ficar perguntando aos outros filhos . des de jka sou grata axe


  86. Genice creio que vc esteja falando do período logo apósa feitura ou de uma grande obrigação, correto? Se for após a feitura o tempo mínimo é de um ano, ou seja, antes de completar um ano, não deveria receber entidade. Se for por conta de obrigações o tempo é o do contra egum, não se recebe entidades como contra egum. Estou falando de tradição religiosa, porque eu mesmo já vi pessoas de contra egum virando pombagira e outras entidades, mas isso vai ser determinado pela sua própria Casa, nas tradicionais não pode. Na verdade nas Casas tradicionais que seguem o candomblé sem misturas nem mesmo se cultua entidades, só se cultua Orixá. Tomege do Ogum


  87. Oi Nelson,

    Estarei em salvador na semana do dia 7/2 e gostaria de participar de um jogo de búzios pelos baianos, você conhece ou indicaria alguém?

    Obrigado!


  88. OI NELSON, ME ESCLEREÇA UMA DUVIDA,SE PUDER. SOU UMA DOFONA DE OXUM, INICIADA A POUCO TEMPO. PORTANTO UMA IAO. SENDO ASSIM, QUAIS AS COISAS NO CASO DUVIDAS E EXPLICAÇOES, NAS QUAIS TEREI ACESSO, NA MINHA CASA DE SANTO? ISSO DEPENDE DA CASA OU INICIANTE, NAO TEM DIREITO Á SABER NADA,OU ISSO É BALELA, GOSTO DA CASA NA QUAL ESTOU, MAS…SOU CURIOSA COM AS MINHAS COISAS ,QUERO SABER DE TUDO SOBRE MINHA SANTA, ENTENDEU?!MAS PARECE QUE ESSES CONHECIMENTOS, NAO SEI; SAO PR OS BABAS E OU AS YALORIXAS. ISSO É UMA DUVIDA COMUM, OU EU TENHO QUE PARAR DE PERGUNTAR E INVESTIGAR ,ENFIM…PARAR DE SER CURIOSA?! PARABENS Á VCS !!!!!!!ADOREI ESSE BLOG!BJS E MUCUIU. QUANDO VCS VAO COLOCAR INFORMAÇOES SOBRE AS QUALIDADES DA OXUm? DESDE JÁ MUITO AXÉ,OBRIGADA!


  89. Boa noite!

    Bom eu sou iniciado de inlê e gostaria de obter mais informações sobre este orixá desde já agradeço
    que Odé nos proteja desta vida e nos de muita fartura. Axé


  90. Janaína eu acho que já tinha te recomendado ler “Longo caminho do Aprendizado”, está Autores Nelson, lá eu discuto este assunto, volte sempre e traga sempre o axé de Oxum em seu coração. Tomege do Ogum


  91. Jorge vc me desculpe te dar uma resposta padrão mas acho que cabe bem nesta sua dúvida…

    Sobre qualidades de Orixá
    Na minha opinião há uma onda de “todos querem saber qualidade de Orixá” isso é minha opinião, ok? Mas para que? Com que finalidade se a maioria não conheçe na verdade nada ou quase nada sobre o Orixá. Sei que no seu caso assim como de muitas pessoas é um carinho imenso que te trouxe aqui para pedir ajuda, e venho eu te encher com meus pensamentos, mas a verdade é que saber a qualidade do Orixá sem ser iniciado atrapalha mais que ajuda o filho de santo que acaba por conhecer ou se fixar num determinado aspecto do Orixá, e não o conheçe como energia Orixá única. Além do mais em muitos casos simplesmente não há informação escrita disponível e o aprendizado tem que ser mesmo dentro da Casa de Axé. Que será sempre o melhor local.
    O que te aconselho é que vc se interesse neste momento em conheçer muito bem o Orixá. A qualidade virá com o tempo e vc terá conhecido lendas maravilhosas e informações úteis ao seu aprendizado. Isso é que eu acho.” Tomege do Ogum


  92. Olá, eu gostaria de saber se algum de vocês podem fazer uma consulta pra mim…
    estou com problemas…fizeram amarração para a pessoa q eu estava a 4 anos…
    a pessoa esta transtornada, estranha pertubada, nem fala comigo…
    me disseram que o trabalho que foi feito, foi além da amarração, é pra me tirar do caminho….me deixar doente…
    o que devo fazer?


  93. Boa noite à todos. Eu sou um curioso apaixonado por esta religiao. Mas nao sou um praticante. Já li e vi muito a respeito dela. E em 30 anos de vida tive apenas a oportunidade de ir à uma casa de Candonblé uma vez. Apezar dos pesares eu acho tudo muito bonito e interessante. E uma das coisas que me fascina nessa religiao sao os Orixás. Eu gostaria de saber mais sobre eles. Eu tenho pesquisado muito e consegui uma lista de 40 entidades. Gostaria muito de saber mais sobre elas. Eu fiquei fascinado em saber que tem um orixa chamado Òlokun que é como se fosse Yemanjá mas do sexo masculino e que é também Senhor de Mares Ajitados e das Profundesas do Oceano.
    Eu vou colocar a lista aqui. Um grande beijo à todos e muito Axé.

    Os Orixás:

    – Ajé (Deus da Riquesa)
    – Axabó
    – Ayrá
    – Bayanni
    – Dadá (Deus dos Vejetais)
    – Egún/Egungun
    – Ewa/Iyewá
    – Exu/Bara
    – Ibeji
    – Ibualama
    – Iroko
    – Iyami Oshoronga/Iyami
    – Logun-Edé
    – Nanã
    – Obá
    – Obaluaiê/Omulu/Sàponà/Xapanã
    – Odé
    – Odùduwà
    – Ogum/Ògùn
    – Oke (Deus das Montanhas)
    – Okô/Orixá Oko (Deus da Agricultura e da Terra)
    – Olodumaè/Olòrun/Àjàlórùn
    – Òlokun
    – Òlosa (Deus das Lagoas)
    – Onìle
    – Orànmíyàn/Oranian
    – Orumila/Ifá
    – Òrun (o sol)
    – Òsú (a lua)
    – Ossaim
    – Otin
    – Oxalá/Oxaguã/Oxalufã
    – Oxóssi/Òsòósi
    – Oxum/Òsun
    – Oxumaré
    – Rôko
    – Tempo
    – Xangô/Sàngó
    – Yansã/Oyá
    – Yemanjá


  94. Oi nelson…
    Li esse post sobre a fe que a manuela fez concordo completamente com ela !Para mim a fé no candomble e em qualquer outra religiao é o fundamental , e pela minha expriencia o que o Orixa “exige” de nós é mesmo a FE e o AMOR … Pessoal qual pai ou mae nao ama que o filho AME e RESPEITE-O (A)? Muita gente ai fala que orixa quer é ser feito e ter fato e aparamenro todo xpto mas povo por amor de deus abre a pestana Orixa quer amor, fe, carinho,crença, respeito etc
    Voces acham que orixa qer fato aparamento e obrigaçao vip? Claro que nao Santa ! Se nao tivermos bem com Ele e com nos proprios o que vale isso tudo ? Ó Deus … Meus amores se nao tiverem dinheiro para comer e tiverem mal com a vida acham que o orixa nao espera ? Acham que se tiverem de assentar guia ele nao espera ? Desculpe o desabafo Nelson mas eu precisava msm de partilhar ideias …
    Procurei ai pelo site “Cargos” mas n encontrei ai nada … Pode-me dizer se existe algum cargo em que se trata dos Otás ? Obrigada viu ?
    Um beijo e paz a todos


  95. Lucii digite na caixinha vazia na barra superior “os cargos no candomble” e click ao lado, lá tem duas listas com os cargos. Talvez lá apareça como peji ao invez de otá. Tomege do Ogum


  96. Neto sua lista tem Orixás, qualidades de orixás, termos genéricos e outras coisas, tudo ligado ao candomblé sim, mas muito misturado. Por favor, procure na barra lateral que vc encontrará informações sobre tudo o que vc listou.
    Ajé (Deus da Riquesa)
    – Axabó
    – Ayrá- qualidade de xango
    – Bayanni idem
    – Dadá (Deus dos Vejetais) idem
    – Egún/Egungun – tem post sobre este assunto
    – Ewa/Iyewá Orixá
    – Exu/Bara Orixá
    – Ibeji Orixá
    – Ibualama qualidade de Oxossi
    – Iroko orixa
    – Iyami Oshoronga/Iyami – tem post na barra laterla
    – Logun-Edé orixa
    – Nanã orixa
    – Obá orixa
    – Obaluaiê/Omulu/Sàponà/Xapanã qualidade de obaluaie
    – Odé orixa
    – Odùduwà
    – Ogum/Ògùn
    – Oke (Deus das Montanhas)
    – Okô/Orixá Oko (Deus da Agricultura e da Terra)
    – Olodumaè/Olòrun/Àjàlórùn
    – Òlokun
    – Òlosa (Deus das Lagoas)
    – Onìle
    – Orànmíyàn/Oranian
    – Orumila/Ifá
    – Òrun (o sol)
    – Òsú (a lua)
    – Ossaim
    – Otin
    – Oxalá/Oxaguã/Oxalufã
    – Oxóssi/Òsòósi
    – Oxum/Òsun
    – Oxumaré
    – Rôko
    – Tempo
    – Xangô/Sàngó
    – Yansã/Oyá
    – Yemanjá


  97. Nelson, obrigado pela resposta. Eu vou procurar ler mais um pouco e me informar. Seria legal poder aprender mais.
    Um grande abraco

    Neto


  98. Neto é muito bom a prender, procure tb uma casa onde vc se sinta bem e feliz e lá vc poderá aprender a prática. Não estou dizendo que vc precisa se iniciar ou entrar para a religião, só que é melhor aliar a teoria à prática. Tomege


  99. Eu adoraria Nelson. O problema é que eu moro em Hamburg na Alemanha. E aqui nao tem casa alguma. Eu sei que tem uma em Berlin. Mas meu melhor amigo é médium da casa de umbanda e ele(a) diz que nao é bom ir aonde você nao conhece pois você nunca sabe para que linha a casa trabalha e se você estiver com espírito fraco acaba levando energia ruim para casa. E quanto a raspar ele(a) me disse que eu tenho que fazer com alguém de confianca e que saiba o que está fazendo pois se eu for raspado para o santo errado daí eu tenho azar pro resto da vida. =)
    Eu tenho vontade de iniciar sim, mas eu sei que a religiao pede muita dedicacao. E eu sou meio preguisoso, entao prefiro ficar de fora e observar do que fazer compromisso com algo que talvez eu nao consiga cumprir. =) (Sou geminiano, muito inconstante)
    Mas eu vou continuar lendo como sempre e pesquisando. Quem sabe eu consiga ir à essa casa em Berlin. Vamos ver, se acontecer te conto como foi.
    Um grande abraco

    Neto


  100. em Março 11, 2009 às 2:32 pm Marcia Fonseca

    Olá tudo bem, preciso saber o que significa perna de pau no candomblé….é de estrema importancia , por favor me digam…Grata pela atenção.


  101. Marcia Fonseca nunca ouvi este termo , mas será que se refere a alguem que não saiba dançar direito? É chute mesmo o que te falei, ok? Não faço idéia, mas em que contexto isso foi dito? Tomege do Ogum


  102. em Março 11, 2009 às 4:38 pm graziela NEAB-UDESC

    Oi Manuela e Nelson gostaria que vocês tirassem minhas dúvidas sobre mediunidade.
    Uma pessoa pode receber entidade e/ou orixá consciente, inconsciente ou parcialmente consciente?
    Desde já agradeço.


  103. em Março 11, 2009 às 5:30 pm Marcia Fonseca

    Olá Tomege de Ogum foi uma entidade que me falou isso, pra mim não procurar tal pessoa…….e se referiu a ele nesse termo…….por favor me explique……


  104. graziela NEAB-UDESC por favor leia em Autores Nelson o texto “Sou filho de Orixá”, lá eu discuto um pouco deste assunto, é só ir clicando em next post até o texto. Tomege do Ogum


  105. Marcia Fonseca como eu te falei eu nunca ouvi falar isso, então não posso “chutar” mais do que já fiz. Não faço idéia do que esta entidade quis te falar com isso. Tomege


  106. em Março 11, 2009 às 10:23 pm Marcia Fonseca

    Olá muito obrigada por tentar me ajudar……..vc foi muito legal comigo…….espero que meus problemas sejam resolvidos….. Grata pela ajuda.


  107. em Março 13, 2009 às 7:15 pm Marcia Fonseca

    Olá Nelson Souza, preciso saber como posso fazer uma amarração, não tenho nenhum objeto da pessoa, alias somente uma camisa que ele me deu….mas já foi lavada,amo tanto essa pessoa que sou capaz de fazer qualoquer coisa por ela…….até mesmo uma amaração…..não sei se é o certo mas cada dia que passo longe dele é a morte pra mim……..me oriente por favor com relação a essa amarração. Grata pela atenção.


  108. Marcia Fonseca temos no blog um post sobre amarrações, vc pode procurar em Autores Manuela e ir clicando em next post até encontrar o texto ou digitar “amarrações” na caixinha vazinha na barra superior e clicar ao lado, um dos últimos comentários traz uma visão muito boa deste tema. Tomege do Ogum


  109. Velhinhos de Filme, tenho uma dúvida sobre iku e como não sei muito, fico numa enorme dúvida e talvez seja por falta de informação mesmo. Tenho lido e venho a perceber que os assuntos na nossa religião costumam ter explicações longas e abstratas, fato que não tenho visto quando se trata de Iku. A minha súvida é: Iku só se resume a morte (concretamente falando) ou pode está ligada ao caminho de uma pessoa, sem ela ser necessáriamente abiku?
    Obrigada


  110. Bem, deixa eu reformular esta coisa de ligação. Ligada a todos ela sempre estará, pois todos irãoo morrer um dia, quando falo de ligação, falo de caminho, como um odu que pode influenciar na sua vida ou na vida dos que estão ao seu lado. Não estou conseguindo exprimir a minha dúvida real, mas vamos lá. Podem começar explicando Iku? Depois vou desenrolando.
    Obrigada


  111. Segundo o que sei…Iku=Morte
    “É o único Orixá que incorpora em toda cabeça humana. Foi permitido e abençoado por Olodumare a conduzir o ciclo da criação. Designado a vir todos os dias ao Aiye escolher homens e mulheres a ser reconduzidos ao Orum, retirando o emi (sopro da vida), condição imposta para a renovação da existência. Sua celebração no ritual do Axexê comemora a volta do homem ao todo primordial, reafirmando o grande mistério e possibilitando outras vidas. Os vestes brancos neste ritual simboliza a verdade absoluta, morte e vida.”

    Segundo Altair Bento de Oliveira, O reinício da vida, versando sobre os rituais fúnebres segundo as tradições Yorùbá e do Candomblé Afro-brasileiro.


  112. Eu também achei exatamente isso minha irmã, consegui no wikipedia.
    Por achar uma explicação tão vaga e seca que estou perguntando se só se resume a isso o há algo mais complexo em se tratar de Iku. As informações que tenho obtido em páginas de internet não são tão aprofundadas, por isso estou atrás dos Velhinhos=D
    Obrigada


  113. Tá certo…
    🙂


  114. Velhinho, olha mais uma aqui.
    Obrigada


  115. Meus Velhinhos, sobre a questão da consciência durante a manifestação, eu sei que existem as pessoas conscientes, semi-conscientes e inconcientes. A minha dúvida é: esses estados podem variar ou uma pessoa quando inconsciente, será uma eterna inconsciente?
    Obrigada


  116. em Abril 11, 2009 às 7:33 pm Maria de Fatima

    Em primeiro lugar, parabéns pelo trabalho. Quero fazer parte de uma casa e jogar os búzios, mas não sei onde ir. Pode me ajudar? Moro em São Paulo, zona sul.
    Obrigada e axé.


  117. gostaria de cuida de odú …pois ñ tenho tido sorte em encontra um lugar que cuide de mim …meu nome e patricia .

    como devo fazer.

    obrigada.


  118. Daya essa questão da inconsiencia é muito relativa e tb muito rara, a maioria tem alguma consiencia, sim, mas se diz inconciente total, enfim. A questão é que este estados como vc cita, não se alteram com o tempo, o que aconteçe é que o rodante aprende a controlar melhor as coisas e dizcernir o que é assunto dele e o que é do orixá. Tomege


  119. Patrícia somente um babalawo pode cuidar do seus odus, o caminho é este, procurar um babalawo. Tomege


  120. Maria de Fatima procure no google por “pagina pessoal de reginaldo prandi”, lá tem um alista muito boa de casas em SP. Tomege


  121. Olá, estou trabalhando em um documentário sobre samba em São Paulo . Como o candomblé aparece em quase todos os depoimentos e em alguns momentos a história do samba e do candomblém andam muito juntas, estou procurando imagens de candomblé para enriquecer o filme. Voces teriam alguma indicação de como , onde eu conseguiria imagens em video de candomblé? Especificamente o que preciso são imagens de CANDOMBLE – antigo, de ANgola de preferrência , danças jongo, maranhão, danças bem afros brasileiras…


  122. em Abril 21, 2009 às 1:04 pm Maria de Fatima

    Olá, estarei indo na próxima semana jogar búzios com uma mãe de santo (candomblé) para ter alguma orientação. O que acho interessante nas pessoas que conheço e que são do candomblé, é que tentam tirar de mim, a vontade que tenho em frequentar. Por que isso? Não sei se vai ser candomblé, a umbanda, ou o espiritismo que realmente vou abraçar, mas sei que vou encontrar o meu lugar, e vai acontecer este ano. Mas o receio das pessoas, me chama atenção.
    Obrigada e mais uma vez, parabéns pelo trabalho


  123. Maria de Fatima eu discuti este assunto em dois textos, estão em autores Nelson. Notícias nas casas de santo e Poder e hierarquia, leia-os, por favor. Tomege do Ogum


  124. Olá pessoal , parabéns pelo Blog , muito legal tudo que se dicuti por aqui.
    Lendo os questinamentos aqui postados , concordo com o que a Maria de Fatima falou …porque ao mencionar que queremos fazer parte da Umbanda ou Candomblé sempre tem gente que não nos encoraja , pelo contrário ….sempre diz ….Olha , se puderes ficar somente tendo assistência melhor , isso é muito complicado ….Porque isso hein???


  125. Aline estas pessoas ainda não conheceram o candomblé ou a umbanda, sinto ter que falar neste tom, mas é verdade. Sinto tb ter que jogar esta pedra em nós mesmos, mas a causa destes comentários é que muitos zeladores/as mantem a ditadura do terror com seus filhos dizendo que se eles (os filhos) saírem do terreiro coisas horríveis vãoa contecer, que o lobo mau vai pegar, olha a cuca e essas coisas. E o pior é que as pessoas acreditam e premanecem sob este jugo. A verdade é que vc tem livre arbítrio e pode escolher se deseja ou não permanecer na religião e Orixá nãotem o perfil de exigir a permanencia de quem não deseja ficar na religião. A base da religião é amar o Orixá e a comunidade, sem pressão, sem medo. Se é seu desejo vá em frente e seja feliz. Tomege


  126. Meu jogo informou que sou filha de Jagum com Oxum e meu terceiro orixá é Ogum.Por favor,preciso muito entender,não consigo informação sobre Jagum.Gostaria muito que me dessem essa definição,e também que falassem sobre essa junção dos três orixás que tomam conta de mim.

    Grata,
    Raquel


  127. Raquel procure na barra lateral Omolu em Paginas ou em qualidades dos orixas em Categorias e veja as de Omolu. Tomege


  128. Velhinho, iku só se resume a morte e pronto?
    Uma pessoa pode “carregar iku”? Não que seja abiku, mas como se iku “caminhasse” com a pessoa, como um odu que pode influenciar na sua vida ou na vida dos que estão ao seu lado. Já fiz essa pergunta antes.
    Obrigada


  129. Velhinho, sua benção.
    Mais uma pergunta: Os assentamentos de todas as yabás são feitos em louça?
    Obrigada


  130. Daya nem todas as yabás levam louça Nanã é no barro é excessão mas …. é Nanã né.
    Sobre ikú h´amuita divergencia, alguns dizem que sim, que uma pessoa pode ter em seu caminho ikú, como por ex as filhas de Oyá Igbalé, essas teriam em seu caminho algo com ikú, inclusive eu conheço um menina de igbale que tem umas coisas com ikú, mas são fundamentos e assuntos restritos. Minha posição é que pode sim. São situações esécialíssimas e muito bem cuidadas, Tomege


  131. Ah tá, esse assunto Iku é realmente muuuuito complexo e difícil de entender.
    Obrigada, velhinho pelas respostas.


  132. Estou passando rapidíssimo, prometo que essa semana volto a normalidade aqui no blog. Amanhã terei minha primeira entrevista de trabalho!!! Anciosa…
    Mais uma pergunta: É verdade que há qualidades que só podem ser cultuadas em um único filho de santo no barracão, eximindo assim outros futuros filhos de santos que tenha o orixá de mesma qualidade?
    Obrigada
    Boa noite


  133. Estou esperando a resposta.

    Ah! Ontem, estava eu em pleno centro do Recife, ao lado do rio Capibaribe, num sol de rachar o quengo comendo, adivinhem o quê, pastél de nata. Não foi nenhum original oriundo da terra de Pessoa, mas me lembrou a senhora, Velhinha de todo jeito rsrsrsrs
    Obrigada
    Mojubá


  134. Daya existem casos de Orixá com temperamento tão complicado que os zeladores preferem que só haja um na casa, o motivo é só este. E eu concordo com isso, pois quem já viu um Xangô Barú, um Xoroque, ou outro quente como estes virado, sabe que é difícil “domar” o genio Deles e então é preferível que só haja um na casa. Mas de concreto sobre impossibilidades, se sabe ou se entende que Nanã é um Orixá que não permite que haja outra na mesma casa num intervalo de tempo curto, menos de 10 anos. Mais isso é por conta da sua raridade e senoriedade, sua condição é excepcional. Outra coisa que pode influenciar este conceito é que se imagina que o Orixá não viraria em dois filhos ao mesmo tempo numa mesma casa. Mas e as outras casas que estão tocando no mesmo horário para o mesmo Orixá? afinal isso é possível de acontecer. Como fica este mesmo Orixá virado lá e cá ao mesmo tempo? Tomege


  135. é mesmo?! 😀
    olha, minha querida Daya, entretanto, eu estou esperando o seu e-mail… tá demorando? é da velhice? precisa de uma ajudinha? 😛
    Abraço e muito Axé!


  136. Pronto, Velhinha.
    Sua benção!
    Acho que bendita velhice me afetou um pouco, mas não foi velhice não. Foi uma ligeira demência mesmo rsrsrsrs.
    Um afetuoso abraço na senhora.


  137. Velhinho, lembra de uma saudação que um leitor escreveu lá no post Oxum e a gente achou uma definição bem vaga? Achei a lenda dessa expressão! Não sei se é verdadeira ou não, mas lá vai:

    ABORU!!! ABÒYÁ!!! ABOSISÉ!!!

    Olofin, por várias razões, encarcerou os Babalawos, somente Orumilá não foi preso, porque avisado que seria encarcerado. Fez borí e ebó com três galinhas, sacrificou-se e cozinhou-se arrumou a comida num cesto forrado com folhas de Akoko e Mariwó e começou sua caminhada.
    Orumilá,cansado,resolveu sentar-se a beira do rio , embaixo de uma árvore e viu uma mulher se banhando. Começou a conversar com ela e ela disse:

    ” CUIDADO AO VERES A PLANTAÇÃO DE BANANA PARINDO “
    ” Abojuto kì í èwéko Ogede Nloyun”

    A mulher adivertiu Orumilá que, no caminho havia muitas ciladas, este então lhe presenteou com uma galinha e algum dinheiro e lhe perguntou o seu nome, para que pudesse vir buscá-la, ela então respondeu que se chamava ABORU
    prosseguindo sua caminhada, encontrou-se com uma mulher cortando lenha, que ao vê-lo lhe disse:

    ” TENHA CUIDADO COM AS PESSOAS QUE ESTÃO PRESAS ”
    ” E Má Bikita Pèlú Àwon Enia Ki Ba Dadúrò”

    Orumilá lhe deu a segunda galinha preparada e a mesma quantia que havia dado a ABORU, perguntou então seu nome e ela lhe disse que erá ABÒYÁ.
    Orumilá se despidiu e mais adiante encontrou certa mulher que lhe disse :

    “OLOFIN QUER CASAR SUA FILHA ”
    “Olofin E fé Isoyigi Pèlú Omode Re Abòyá”

    Orumilá lhe presenteou a última galinha e a mesma quantia que havia dado as outras duas mulheres, lhe perguntou o nome e ela disse: ABOSÌSÉ
    Orumilá voltou a casa de Olofin, ao vê-lo lhe disse:

    “OLOFIN NI: MO BA DÚRÒTÍ LÁTI BA TI SE OKÀN ÌTÁN, NITORI NILÈ MI ENIKENI AYA KI NLOYÚN ÀTI MO FÉ MÒ BI WA SE ÀINÍ RÙBÓ LÁTI IJEWO OYÚN RERE”
    ” Olofin disse:Estava te esperando para que fizesse um itá, pois em minha casa há uma mulher que esta grávida e quero saber se há necessidade de fazer ebó para que possa parir bem”
    Orumilá ciente da cilada, lhe disse que não havia necessidade de ebó, porque a bananeira podia parir sozinha. Disse, mais ainda que ele tinha todos os babalawos presos e que teria que soltar rapidamente, para se salvar e que também pensava em casar sua filha.
    Olofin desse modo libertou todos os babalawos. Ao serem libertos Orumila lhe disse que tinham passado por isso tudo porque não tinham obedecido suas ordens de dar comida a cabeça. Ao agradecerem a Orumilá disseram “MO DÙPÉ” porem Orumilá, lhe ordenou que a partir daquele dia, todas as vezes que o encontrassem ou dissessem o seu nome, teriam que antes dizer:

    ABORU, ABÒYÁ, ABOSÌSÉ


  138. em Maio 8, 2009 às 2:20 pm vera lucia cunha

    Manuela, nasci em sete de março de 1954, tenho curiosidade de saber a qual orixa pertenço e que direçao buscar na vida. Acho fantasticas as suas orientaçoes!!!

    Conto com vc,

    bençao,

    Vera


  139. Querida Manuela,

    Primeiramente, já me desculpando pelo tamanho desta msg, mas após estudar inúmeros textos publicados por vc, gostaria de compartilhar meu relato, como prova de fé, respeito e principalmente agradecimento.

    Sou iniciante no Candomblé. Desde criança, freqüentava cultos na Umbanda, pela qual tenho muito respeito e admiração. Sempre soube (inexplicavelmente!) que um dia trabalharia como filha de santo.

    Frequentemente sonhava com entidades cultuadas na Umbanda, que sempre me trouxeram palavras de fé e encorajamento.

    Na Umbanda, me disseram que eu teria que trabalhar, mas ainda não era o momento e nem o lugar …. Que eu encontraria meu lugar. Que eu seria filha quando chegasse a hora de ser mãe …. Incógnita, não é???

    Numa noite sonhei com um Orixá do Candomblé. Neste sonho, este Orixá conversou comigo por “telepatia” – algo assim: “Não tenha medo, não se assuste … Isto é para você” – estendeu as mãos e me deu uma ferramenta. Curiosa, fui buscar informações sobre ele e encontrei Xangô.

    Conheci uma mãe de santo do Candomblé num evento social e resolvi jogar búzios, por mera curiosidade. Eles me revelaram que eu era de Oxum e Xangô – nossa, que susto! O Orixá do sonho, da ferramenta …

    Confesso que eu tinha preconceito (“pré-conceito”) quanto aos sacrifícios do Candomblé… Nunca tinha ido a qualquer barracão, mesmo achando os cultos belíssimos por aquilo que conhecia pelos documentários que já tinha assistido …. eita curiosidade inexplicável …

    Neste início de ano, joguei búzios novamente, num barracão freqüentado por um casal de amigos. Não deu outra: filha de Oxum com Xangô. O pai de santo iniciou seus comentários assim: “Mamãe Oxum está dizendo que você já sabe que é sua filha. Seu Pai Xangô está dizendo para vc não ter medo …” (lembrei do sonho!!!).

    Há 3 anos estou tentando engravidar e não consigo. Quando da pergunta sobre isso, a resposta foi óbvia: Mamãe Oxum, que rege a fertilidade, vai te ajudar … Tenha fé!!!!

    Dentre tantas outras coisas que não me cabe relatar, chegamos ao Ebó. Quando da entrega das comidas, o Pai de Santo foi explicando para qual Orixá e o significado de cada prato. No momento da Mamãe Oxum, senti uma emoção como nunca havia sentido e comecei a chorar, copiosamente …. Ele iniciou um canto e comecei a tremer da cabeça aos pés, incontrolavelmente. Uma Yaô recebeu a Mamãe Oxum … que coisa magnífica, que emoção, que força!!

    Comecei a estudar o Candomblé – vocês são essenciais pelos textos maravilhosos publicados aqui. Quanto ao sacrifício, já superei meu preconceito.

    Quanto ao principal motivo deste meu relato: descobri (depois de 3 anos!) o problema “físico” pelo qual não conseguia engravidar. Iniciei um tratamento e tenho certeza que nos próximos meses voltarei aqui para lhes contar a novidade!

    Agora entendi o que a Umbanda me relatou há muitos anos atrás, a incógnita foi revelada: um dia eu teria que trabalhar, mas ainda não era o momento e nem o lugar …. Que eu encontraria meu lugar. Que eu seria filha quando chegasse a hora de ser mãe ….

    Encontrei meu lugar – NO CANDOMBLÉ, chegou minha hora de ser filha e de ser mãe! Eri Yéyé Ó!!


  140. Olá Elis
    Desculpa,mas eu não podia ficar sem falar nada!!
    Seu comentário me emocionou muitíssimo!!!!!
    É tão bom ler comentários de coisas que deram certo!
    Toda sorte do mundo para vc, que corra tudo bem e epsro que vc volta logo com a novidade!
    axé


  141. Elis, estava apenas esperando a moderação do seu comentário para vir aqui. Não contive as lágrimas ao ler esse verdadeiro depoimento de fé, amor e destino, isso mesmo, um lindo destino. São exemplos como esse que me deixam feliz e ainda mais orgulhosa dos meus orixás.
    Que tudo dê muito certo ppra ti! Mojubá
    Obrigada


  142. Elis, seu relato nos mostra que, diante de tantas barbaries feitas com a nossa religião, existem lindos exemplos como o seu.Obrigado por compartilhar esse magnífico momento conosco, realmente é muita emoção.Estarei aqui, aguardando a boa notícia!


  143. Cris obrigado pelo emocionante comentário, ficamos gratos por ter vc como irmã da religião, tomara que muitos o leiam e se inspirem, Oxum, Oxum e Oxum, só isso que posso te falar, seja muito feliz. Tomege do Ogum


  144. em Maio 27, 2009 às 4:52 pm Marcia Fonseca

    Olá Nelson Souza, eu decidi que quero fazer uma amarração, e vou fazer só não quero cair em mãos erradas…que não saibam o que estão fazendo…..vc pode me indicar uma casa onde eu possa ir sem problemas……… Grata pela atenção.


  145. Marcia Fonseca um alida rápida notexto e respostas acima te dão a noção do quanto vc está errada neste seu desejo. Sou pessoa que não acredito que acender vela ou fazer feitiço traga a pessoa amada. Não sei de casas que fazem estes trabalhos, mas te recomendo que repense sua decisão. É impossível que vc seja tão odiosa, e desprovida de qualidades e predicativos que tenha que recorrer a estes termos para ter alguém ao seu lado. Tomege


  146. em Maio 27, 2009 às 8:06 pm joão eugenio da silva ferraz

    gostaria de saber porque é tão caro para se inciar dentro do candomblé, tem zeladores de santo que cobram de cinco a seis mil reais, acho um absurdo esses valores, sem contar que ainda tem que pagar a mão do zelador.
    sei que algumas coisas não são tão baratas assim , mas já fiz uma pesquisa por conta propria e cheguei ao valor de R$ 3,500,00, para se fazer um filho de oxosse, sou de xangô e não acho justo esses valores cobrados por zeladores de santo,
    meu nome é joão


  147. Olá João
    Espiritualidade não tem preço,saúde não tem preço,paz não tem preço,equilíbrio para decidir as coisas não tem preço.Sei que existem casas que cobram de forma exorbitante,mas pense que tem muita gente que paga absurdos e depois descobre que não foi feita no santo,ou que seu santo foi feito errado…O ideal que vc se integre a comunidade, participe e com o tempo, convivência e mostrando suas reais condições financeiras converse com seu zelador.É preciso criar elos e vinculos coma casa.
    Não vai ser pesquisando e barganhando que vc vai chegar numa feitura correta.
    axé


  148. Tem 20 anos atras que fui no candomble,comecei tratar das minhas coisas,mais depois a mae de santo nao queria mais tratar do filhos por estar muito de idade.eu parei com tudo.começou os problemas fui parar num medico estou tomando depresivo.sei que é tudo por que parei com tudo fui chamada até de louca.queria saber como resolver este problema.aqui na minha cidade nao tem um terreiro de candomble ja tentei ir na umbanda mais nao é a mesma coisa é muito diferente. obrigada


  149. Claudia apesar de não concordar que seus problemas sejam porque vc não se cuida ou deixou o candomblé, eu só posso te dizer que o único meio é procurar, ainda que seja distante de sua casa, um terreiro e retomar sua vida religiosa. Por internet vc não vai conseguir respostas para o que procura, aliás talvez tb não seja na religião, e sim em vc mesma. Em 20 anos a vida de qualquer pessoa muda, tem mudar, o que fazemos neste período para que ela mude para melhor ou pior é responsabilidade nossa e não do invisível e do mundo espiritual, é nossa responsabilidade, por isso comecei te dizendo que não concordava com sua idéia principal. Te desejamos felicidade e que vc encontre alguma casa e se sinta feliz e em paz. Axé, Tomege do Ogum


  150. Oi!
    Gente,andei lendos umas coisas aqui na net e gostaria que vcs me confirmassem ou não esta informação:
    Li que se pode ter dois orobós na cabeça,por exemplo:
    Ser filho de Xangô e logun.
    Esta informação procede?
    Se procede, me deem mais informações a respeito.
    Bjks


  151. Olá Baby
    Se vc se refere a ter dois Orixás masculinos no ori é possível sim,assim como duas Yabás.Nada impede que isso aconteça.
    espero ter ajudado.
    axé


  152. em Junho 3, 2009 às 3:04 pm Juliana Petitet

    oLÁ GRUPO MOTUMBÁ A TODOS


  153. Estou amando este blog.
    Só não sei como vou encontrar vcs de novo.
    Um grande beijo a todos
    Até sempre.


  154. Oi..Tenho uma dúvida com relação as dijinas…
    Vcs poderiam me dizer como elas são formadas?
    Elas são formadas apartir do orixá de frente ou dos dois orixás(pai e mãe)?
    E afinal,quem escolhe a dijina é o pai ou o fundamento do orixá tbm influência nesta decisão?
    Na hora em que se vai escolher uma dijina,o zelador tem que perguntar nos búzios se o orixá aceita, ou não tem nada haver?
    Abraços.


  155. Armando a digina é composta da observação de vários aspectos da vida e comportamento do yaô, além é claro do próprio Orixá. Mas a maneira como ela é formada é um assunto restrito que não pode ser discutido em internet. Tomege do Ogum


  156. em Junho 10, 2009 às 9:50 pm Marcia Fonseca

    Olá Nelson….vc esta muito enganado, com relação a minha pessoa, de fato não tiro sua razão com relação a amarração, porém qdo a gente não tem alternativas, sim pensamos nesses meios…….só pesso que entenda que as vezes, nossos pensamentos emotivos bloqueia nossa razão……peço desculpas por ter ocupado seu preciso tempo………fique em paz….muito obrigada por suas colocações.


  157. Marcia eu não sei o que eu te falei que levou vc a falar comigo com este sarcasmo, eu falei que não creio que vc não tenha predicativos e qualidades para conquistar a pessoa, foi isso? Vc não entendeu o que eu falei? Mas se foi te peço que me desculpe. O que eu quiz te falar foi que vc, de certo tem beleza, e qualidades suficientes para ter ao seu lado a pessoa que desejar sem necessidade de amarração alguma. Meu tempo sempre será para colaborar, é precioso sim, mas sempre estará a sua disposição (sem sarcasmo). Tomege do Ogum


  158. gostaria muito q fizesem um link a respeito de ekedys.
    um abraço especial!


  159. Está sendo providenciado!!
    🙂


  160. Meu Pai Abençoe a Bença.

    Boa noite, tenho pouco conhecimento sobre religiões, inclusive a nossa, me ajude em algumas dúvidas.
    Eu frequentava uma casa que era de Umbanda, ajudando em quase tudo. Nesse barracão a zeladora de santo me disse que eu sou filho de Ogum e que sou Ogã, teve vários acontecimentos adversos que me fez sair desse barrracão e comecei a frequentar outros, mais sem nenhum vínculo,achei um barracão que me senti bem, mas existe certos pontos de caráter sexual em que não me enquadro e não gosto muito por ser étero. Mas neste barracão de Angola fui suspenso por Oya como Ogã. Por isso gostaria de lhes perguntar.
    Sou filho de Ogum mesmo?
    Sou obrigado a entrar para esse barracão?
    O que faço?

    Obrigado pela atenção dispensada.


  161. Oá Anderson
    VC não é obrigado a nada, existe livre arbítrio para utilizarmos, se não quer ficar, vc pode sair a qualquer instante,se vc é filho da casa terá que conversar com o zelador (a) sobre os assentamentos.
    Para saber seu Orixá somente jogo de búzios como vc foi suspenso, depreendo que o jogo aconteceu e que a dona do Ori é Oyá. Como na umbanda não tem jogo de búzios, eu acredito nessa segunda casa que vc foi suspenso.
    Quanto ao o que fazer,somente vc pode decidir o que fazer,meu irmão,ninguém pode trilhar seu caminho a não ser você mesmo.
    Espero ter lhe ajudado na tomada de decisões
    axé


  162. Prezado Sr.Nelson,

    Estou realizando uma busca. Talvez seja o ápice de uma caminhada de quase trinta anos.
    Sou ekede suspensa e confirmada de Oxaguiã. Minha confirmação se deu em 06/06/ 1992, numa casa da nação Ketu. Poucos dias depois da minha obrigação saí da casa onde já não me sentia bem há algum tempo. No dia da tirada do Kelé, Oxum se recusou terminantemente a deixar que alguém além dela o fizesse. Enfim. Uma sucessão de problemas.
    Quando entrei para a casa, soube que carregava uma eleyé. Ela foi muito invocada, muitas vezes. Nunca cuidada.
    Eu só obedecia. Até que não obedeci mais.
    Na obrigação ficou definido que eu era de Oxum com Oxum.
    Uma Yapará e outra Ypondá. mais confusão numa cabeça já dividida. Bom, minha vida pode ser definida pelo incompleto, pelo não concretizado.Disseram que por causa de um odu negativo. Bom, a minha busca…
    Sinto que preciso cuidar da eleyé ou não vou sobreviver muito tempo mais. Gostaria que me indicasse, se puder, material que me desse acesso a rezas e práticas de culto.
    Grata.


  163. Maria de onde vc é, porque talvez possamos te indicar alguém. Mas esse culto específico não se encontra em literaturas, é um assunto muito restrito e seu aprendizado requer dedicação, tempo e principalemnte alguém que realemtne saiba como cuidar. Por isso o seu desepero não tem tanto fundamento religioso, ele é mais uma das coisas que classifico como terrorismo psicológico que fizeram contigo. Sei da gravidade que é, alguém que tem como missão cuidar Delas e não o fazer, mas tb sabemos que esta gravidade está ligada ao conhecimento do fato, se vc sabe e não cuida por simples vontade, é realmente motivo para se preocupar. Mas se se vc não tem condição de cuidar por não saber como fazer, Elas não te farão mau, apenas te indicarão que vc precisa aprender para cumprir sua missão. Eu nunca ouvi falar que Orixá, ou que o candomble seja punitivo, é severo sim, mas punitivo da forma como coloca, eu desconheço. Tomege


  164. Prezado Sr. Nelson,
    eu sou do Rio de Janeiro, capital.
    Concordo com o sr., esta não é uma religião punitiva, pelo menos não deveria ser. Mas há casas e casas.
    A rigidez das regras nunca me assustou. Acredito em disciplina. Não acredito que as entidades nos punam.
    Acredito sim, que a desarmonia com o orixá leva ao desequilíbrio, à negatividade. E foi a desarmonia que me afastou da casa que ajudei a fundar com todos os recursos de que dispunha.
    São águas passadas. Durante os últimos 17 anos eu mesma cuidei do meu povo, mas não é suficiente. Eu procuro é estabelecer uma linha de conduta a seguir.
    Sou uma pessoa bastante pragmática e procuro estabelecer de onde vem a verdadeira nuvem negra que sempre pairou na minha vida, com maior ou menor intensidade. Se fosse só por mim até deixaria pra lá. Mas existem pessoas a meu redor que estão sendo atingidas, talvez por minha causa.
    Minha dúvida hoje é: de quem eu vou tratar primeiro: Das Senhoras Oxuns, da Eleyé ou vou resolver o problema do odu negativo?
    Uma conhecida zeladora me disse ano passado: Não construa uma ponte porque ela vai cair. Tudo o que você empreende dá errado.
    Bom, agradeço a atenção e se não puder fazer mais nada, reze por mim e peça a seu pai que se lembre.


  165. em Junho 17, 2009 às 11:31 pm Marcia Fonseca

    Olá Nelson, eu que lhe devo desculpas….tenho passado por uma período ruim……..vc foi realmente muito gentil para com minha pessoa……..mas uma vez sou grata pela sua ajuda. Obrigrada! Bjussss


  166. em Junho 19, 2009 às 6:01 pm graziela NEAB-UDESC

    Oi carol só queria confirma que na umbanda existe sim o jogo de buzios. Beijos.


  167. Graziela sempre que nos referimos aqui a umbanda estamos falando de umbanda e não de Omoloko e outros segmentos que tem em seu fundamento misturas com candomblé, pois eu ao menos, entendo que chamar um segmento que não é o tradicional pelo nome da tradição da qual absorveu alguns de seus conhecimento é errado, por isso para exemplificar retirei este trecho do blog de Pai Toninho de NZaze, onde fica claro os vários caminhos que se denominam umbanda mas talvez por falta de uma terminologia mais adequada se auto denominem umbanda. Sendo que de todas as descritas abaixo somente Omoloko tem origem fundamentada e comprovada, o restante são fusões. Não estou desmereçendo ou preconceitualizando qualquer um destes segmentos, só que para discutir precisamos ter fundamento do que falamos e o nosso está justamente em resguardar a tradição de cada segmento religioso. E por isso reafirmamos que em umbanda não existe o jogo de búzios, este pode ser usado em casas que se dizem umbanda, não julgamos o correto aqui, só informamos que nãofaz parte da tradição de umbanda. Até porque para se sacralizar um jogo é necessário que haja certos ritos que incluem sacrifício e em umbanda tb não existe sacrifício animal.
    Trecho do blog de Pai Toniho de NZaze
    “Hoje temos várias religiões com o nome “Umbanda” ( Linhas Doutrinárias ) que guardam raízes muito fortes das bases iniciais, e outras, que absorveram características de outras religiões, mas que mantém a mesma essência nos objetivos de prestar a caridade, com humildade, respeito e fé.
    Alguns exemplos dessas ramificações são:
    Umbanda Popular – Que era praticada antes de Zélio e conhecida como Macumbas ou Candomblés de Caboclos; onde podemos encontrar um forte sincretismo – Santos Católicos associados aos Orixas Africanos;
    Umbanda tradicional – Oriunda de Zélio Fernandino de Moraes;
    Umbanda Branca e/ou de Mesa – Nesse tipo de Umbanda, em grande parte, não encontramos elementos Africanos – Orixás -, nem o trabalho dos Exus e Pomba-giras, ou a utilização de elementos como atabaques, fumo, imagens e bebidas. Essa linha doutrinária se prende mais ao trabalho de guias como caboclos, pretos-velhos e crianças. Também podemos encontrar a utilização de livros espíritas como fonte doutrinária;
    Umbanda Omolokô – Trazida da África pelo Tatá Tancredo da Silva Pinto. Onde encontramos um misto entre o culto dos Orixás e o trabalho direcionado dos Guias;
    Umbanda Traçada ou Umbandomblé – Onde existe uma diferenciação entre Umbanda e Candomblé, mas o mesmo sacerdote ora vira para a Umbanda, ora vira para o candomblé em sessões diferenciadas. Não é feito tudo ao mesmo tempo. As sessões são feitas em dias e horários diferentes;
    Umbanda Esotérica – É diferenciada entre alguns segmentos oriundos de Oliveira Magno, Emanuel Zespo e o W. W. da Matta (Mestre Yapacany), em que intitulam a Umbanda como a Aumbhandan: “conjunto de leis divinas”;
    Umbanda Iniciática – É derivada da Umbanda Esotérica e foi fundamentada pelo Mestre Rivas Neto (Escola de Síntese conduzida por Yamunisiddha Arhapiagha), onde há a busca de uma convergência doutrinária (sete ritos), e o alcance do Ombhandhum, o Ponto de Convergência e Síntese. Existe uma grande influência Oriental, principalmente em termos de mantras indianos e utilização do sanscrito;
    Umbanda de Caboclo – influência do cultura indígina brasileira com seu foco principal nos guias conhecidos como “Caboclos”;
    Umbanda de pretos-velhos – influência da cultura Africana, onde podemos encontrar elementos sincréticos, o culto aos Orixás, e onde o comando e feito pelos pretos-velhos;
    Outras formas existem, mas não têm uma denominação apropriada. Se diferenciam das outras formas de Umbanda por diversos aspectos peculiares, mas que ainda não foram classificadas com um adjetivo apropriado para ser colocado depois da palavra Umbanda.
    Como sempre dizemos, não somos donos da verdade e estamos sempre abertos a boas discussões, por favor volte para trocarmos mais informações e assim contribuir para o fortalecimento e desmistificação de nossa religião. Tomege do Ogum


  168. em Junho 19, 2009 às 7:12 pm graziela NEAB-UDESC

    Na Umbanda Traçada ou Umbandomblé os zeladores possuem o mesmo orixá ou orixá diferentes ja que as sessões são realizadas em dias diferentes?


  169. Graziela eu vou te falar de minha percepção deste asunto, ok? Dê a repercussão que for eu vou falar o que eu vejo, ao menos aqui no RJ. Muitos dos que tem casa aberta nesta situação, não deveriam ter, as tem só por interesse ou para se sentirem alguém importante, nem que seja naquela comunidade, porque na maioria são pessoas que passariam despercebidas na sociedade, então abrem casa e conseguem o status de ter alguém lhes beijando a mão e trazendo cafezinho na bandeja, alí são os reis. No texto Nobrezas e Misturas eu falei disso, são pessoas que até são feitos no candomblé e normalmente em casas de tradição, mas como seus objetivos pessoais não são os de dar continuidade a tradição e cultura do candomblé estes zeladores a que me refiro, e que nunca deveriam abrir casa pois não está no seu caminho ser zelador, eles simplificam as coisas e tocam umbanda e candomblé, dizendo que tem fundamento dos dois, o que não é verdade, na grande maioria não tem fundamento de nenhum dois segmentos, e criam suas próprias leis e regras e consequentemente criam uma religião ao seu gosto e de encomenda para suas necessidades, onde se pode jogar búzios sem saber a fundo, pode assentar Orixá e exú catiço e fazem tudo para satisfazer seus desejos/clientes, onde o tudo pode e onde tudo é permitido, inclusive o erro. Graziela Orixá é candomblé, Guia é umbanda. Não há desrespeito em minhas palavras, não há preconceito nem menosprezo, só que umbanda é diferente de candomblé, e misturas é diferente de tudo. Leia o texto referido e vc vai entender um pouco mais, está autores Nelson. Tomege


  170. em Junho 22, 2009 às 6:28 pm graziela NEAB-UDESC

    Obrigada Nelson qualquer dúvida eu retorno.Um abraço.


  171. MOTUMBÁ MEUS IRMÃOS

    SOU DOFONO DE OXUM, FEITO EM EFON. TENHO PROCURADO POR AQUI, EMBORA HAJA FONTES DUVIDOSAS, QUALQUER INFORMAÇÃO QU EPOSSA ME ELUCIDAR DETERMINADAS QUESTOES, SEM ATRAVESSAR A LNHA LIMITROFE DO RESPEITO E HIERARQUIA RELIGIOSA.
    ESTOU TENDO PROBLEMAS COM A CASA DE MEU BABA. OSUN SE RECUSA A FICAR LÁ, ALEGANDO SOMENTE QUERIA SER FEITA, MAS QUE POR UM TEMPO, NAO ME QUER DENTRO DA ROÇA DE SANTO.
    FOI UMA SITUAÇÃO BASTANTE CONSTRANGEDORA PARA AMBAS AS PARTES E OS DEMAIS ENVOLVIDOS NA FEITURA DE MEU ORIXÁ.
    OS MAIS VELHOS DIZEM QUE ISSO NAO EXISTE, MAS TODA VEZ QUE CHAMAM OXUM, ELA RETIRA OS FIOS DO MEU PESCOÇO E ENTREGA NAS MAOS DO BABA SE RECUSANDO A SAIR DO LUGAR.
    O BABALORIXÁ VIROUO ERE E POR DIVERSAS VEZES ELE DISSE QUE OSUN NAO QUERIA QUE EU ESTIVESSE, EM NOSSO POPULAR, “ENFIADO” EM ROÇA DE SANTO, QUE ARRUMASSE MINHA VIDA BAGUNÇADA, ME ESTABILIZASSE UM POUCO PARA ENTAO ASSUMIR MAIORES COMPROMISSOES FUNCIONAIS.
    ELA FALOU QUE QUERIA SOMENTE SER FEITA, POR ENQUANTO ISSO A ELA BASTA JÁ QUE UE CUMPRI O ACORDO QUE FIZ COM ELA , QUE FOI A FEITURA.
    FUI ABIA DURANTE ALGUM TEMPO E VENHO DE UMBANDA, TRABLAHAVA COM CATIÇO E ME INICIEI EM EFON, ONDE OS DOGMAS E RITOS ME PARECERAM BASTANTE DIFERENTES DO KETU E JEJE, ONDE FIZ BORI, OBI E SACUDIMENTOS.
    pOR FIM, VEJO QUE EXISTE UM DESRESPEITO A VONTADE DE MEU ORIXÁ, QUE SENDO ELE UMA FORÇA INTELIGENTE E NÃO UMA FORÇA CEGA E MANIPULÁVEL, SABE O QUE FAZ E ASSUME SEMPRE A RESPONSABILIDADE POR SEUS ATOS, COMO UMA PESSOA CONSCIENTE DE SUAS ESCOLHAS.

    MOTUMBÁ , KOLOFÉ!


  172. Olá!

    Meu nome é Eduardo, nasci em 16/07/1982 numa família católica, mas nunca duvidei da existência dos orixás. Sempre tive uma intução muito forte, capaz até de presentir coisas que ainda não aconteceram, de conhecer ou entender pessoas apenas pelo olhar, de sentir a energia de lugares e pessoas. Tenho uma intuição muito forte, mas que minha família não acredita.


  173. em Julho 13, 2009 às 6:47 pm graziela NEAB-UDESC

    Oi nelson, gostaria de saber se todos os zeladores das nações de candomblé (angola, ketu, jege, entre outras) jogam búzios.Desde já agradeço.


  174. Olá Graziela
    Os zeladores tem obrigaçãod e saber jogar búzios,todas as nações, que eu saiba. Não posso afirmar sobre os Jejes porque não conheço e os efons,mas em ketu e angola se joga búzios.Pois essa é a forma de comunicação com os Orixás.
    Axé


  175. em Julho 14, 2009 às 4:47 pm graziela NEAB-UDESC

    Oi Carol, eu queria saber quantas nações de candomblé existe, e quais são elas.


  176. Olá Graziela
    Isso é relativo porq


  177. Olá Graziela
    Isso é relativo porque depende da região do Brasil, eu conheço Ketu, Congo-Angola, Egbá, Efon, Jeje, já ouvi falar em cabinda,mas não sei se é nação.Eram vários os povos africanos,na verdade, aldeias que vieram para cá e isso se refelte na diversidade de nações.É algo pra se fazer uma ampla pesquisa.
    Axé


  178. em Julho 15, 2009 às 7:13 pm graziela NEAB-UDESC

    Oi Carol, tem algum livro especifico que você conhece que fale sobre as nações de candomblé?


  179. Oi Graziela
    Assim,tudo que sei é misto de tudo que li, vi, ouvi não conheço um texto que fale especificamente de todas as nações, com detalhes. Eu tive uma boa noção no Livro candomblé da Barroquinha- História da formação do primeiro terreiro Ketu na Bahia de Renato da Silveira, inclusive estou preparando um post sobre esse assunto.O que acabou ficando na cultura yorubá que era de outras culturas, e todas africanas.O Livro relata história,mas em cada capítulo há um foco diferenciado,e achei interessante publicar uma parte desse capituloq eu fala de nações. É caro mas assim,espere o post , que vai servir de amostra para o livro, se vc se interessar…
    Axé


  180. em Julho 21, 2009 às 8:02 pm graziela NEAB-UDESC

    Olá Carol, Ekediji pode ser Zeladora?


  181. Manuela, por favor, dê uma olhada nos meus emails e me retorne, preciso contato. Tomege


  182. Graziela NEAB-UDESC nos envie contato da neab-udesc, quem sabe poderemos divulgar ainda mais o trabalhod e vcs?
    Minha irmã nem ekdji nem ogã podem ser zeladores, sabemos de alguns que estão se aventurando neste caminho, mas é errado. Tomege


  183. em Julho 22, 2009 às 6:44 pm graziela NEAB-UDESC

    Bom Nelson, temos um portal chamado multiculturalismo (www.udesc.com.br/multiculturalismo) e tem o email da biblioteca de referencia do NEAB que é bibliotecadereferencianeab@gmail.com
    Um abraço.


  184. em Julho 28, 2009 às 11:43 am Tânia Regina Freitas Marques

    NA VERDADE GOSTÁRIA DE SABER ALGUMAS COISAS. QUAIS OS CARGOS QUE TEM DENTRO DE UM BARRACÃO DE CANDOMBLE,E QUAL E A FUNÇÃO DE CADA CARGO.
    DESDE JA AGRADEÇO A ATENÇÃO E AGUARDO RESPOSTA VIA IMAIL


  185. Olá Tania Regina,
    Aqui no blog já temos posts sobre essa matéria.
    Basta que você digite a palavra “cargos” lá em cima na caixa de pesquisa, que você vai encontrar.
    Axé!


  186. `Mutumbá

    Parabenizo a todos pelo blog,tenho aprendido muito com os comentários e posts.

    Bem,venho da Bahia e já algum tempo estou aqui no Rio de janeiro.
    Percebo que no que diz respeito à culto aos orisás algumas diferenças entre as roças do Rio e Bahia.Uma das coisas que me chamou a atenção quando cheguei aqui no Rio,foi ver irmãos de santo até ebomis e Babas e Yas,fazendo cultos à preto-velho,caboclos,Êre,e outras divindades de Umbanda as quais eu ainda desconheço.
    Fiquei um pouco confusa quando, vi um ilê de cadomblé tocando Ubanda,e alguns da casa entrando em transe com espíritos diferentes dos que agente conhece no cadomblé.
    Não tenho preconceito algum com os irmãos de Umbanda,na Bahia tem muitas casas de umbanda,tenho muitos amigos nessa religião pessoas de muita seriedade.
    Apenas queria entender e aprender,sobre essa fusão Umbanda/Cadomblé,partindo do princípio que são religiões diferentes, lugares diferentes com ritos e nomeclaturas( a maioria)diferentes.
    E vi também pai e mae de santo de Umbanda iniciados no cadomblé,porém só participaram da iniciação voltando para suas casas de Umbanda e dando continuidade a sua religião.E nos tempos de obrigação recolhem-se em casa de seus pais de santo de cadomblé para tomar obrigação.
    Meio confuso esse comportamento religioso,na minha pequenina opinião é claro.

    Desde já agradeço aos daqui por me ouvir,e me livrar do aniquilamento da desinformação.

    Quero deixar um abraço especial para Carol
    “to fazendo o que você me opinou em relação ao assunto abiasé”
    Abraço a todos

    Asé Asé


  187. Olá Nanci, realmente a situação está um pouco digamos que “diferente”, muitos terreiros vem aderindo a esta “fusão” de cultos. Tenho visto e lido muito sobre isso. Mas antes de começarmos a conversar sobre isso, ainda acho, eu na minha opinião, que cada segmento deve ser entendido a sua maneira, mesmo nas casas que usam dos dois fundamentos. Infelizmente meu tempo está curto, mas eu volto para falarmos mais sobre isso e quem sabe mais irmãos juntam-se a nós? Mijubá
    Obrigada


  188. Olá Dayane então vamos apimentar um pouco a nossa conversa.

    …”No Candomblé o culto é voltado unicamente aos Orixás que são considerados deuses e não espíritos. Na Umbanda trabalham com espíritos como caboclos, pretos-velhos e ciganos, entre outros. No candomblé, só os Orixás podem provocar a possessão; a nenhum espírito que tenha tido vida na terra, é permitido este fenómeno. Na Umbanda é permitida a incorporação de qualquer tipo de entidade. …”

    Quero tomar a liberdade de usar um texto da nossa querida Manuela para elucidar minha pegunta.

    Segundo o texto,que li… refletindo nele…
    como pode um Vodunce rodar com um preto-velho(espírito de um homem que viveu aqui um dia),por exemplo.

    Fico confusa porque essa “fusão” como você bem colocou,não é um caso isolado.Vejo até em jornais exclusivos de cadomblé,anunciando festas de Umbanda em barração de cadomblé em várias nações.

    Será que o cadomblé está passando para uma nova época?será uma modernização de nossos cultos a orisá?
    Será que teremos no futuro realmente um “ilê misto”,onde os zeladores cultuarão juntos os espíritos e os elementos da natureza?

    Pois é eu estudo sociologia e este assunto,tem me despertado,no que tange o futuro do cadomblé.

    Enfim,
    obrigada pela atenção
    que Osàlá nos abençoe com seu òdáró.

    Asé asé


  189. Olá Nanci Dias
    O problema todo está no fato de as pessoas não separarem e não definirem o que querem cultuar,é assim que eu vejo.
    Na minha cabeça não cabe uma casa que muda de linha de acordo com o dia da semana.Mas muitas casas são assim,muitas vezes defendemos a pureza exatamente porque essa fusão gera uma série de novas responsabilidades que unidas às que o candomblé já traz,complica muito a vida de uma sacerdote.
    Esgota-o na verdade.Mas porque que tantas casas aderem a essa fusão? Para agradar a gregos e troianos e atrair mais clientes. que geram mais dinheiro…O candomblé em si não gera renda a um sacerdote,mas os trabalhos com entidades geram um lucro sem fim…
    é um dos primas pelo qual se pode ver a questão


  190. É Carol,
    então um yawo,ebomi,zelador pode ou não rodar com espíritos,almas que morreram e incorporam-se em médiuns?

    E os que o fazem,mentem?

    Alguém ser iniciado…raspar oxum e rodar com oya na linha de umbanda?

    É minha irmã, o negócio é sério viu.

    Ow Carol desculpa te colocar nessa saia justa,mas se quiser se preservar e não responder…tudo bem vou entender.
    Um beijo minha querida.

    odábó


  191. Olá Nanci Dias,
    Sabe eu sou filha de Matamba e adoro brincar com fogo.rsrsrsrsrs
    Não é que seja proibido,nós rodarmos com eguns,não é,afinal os eguns são considerados Babas, pais, nossos ancestrais,mas não faz parte da tradição.
    Egum já passou pela terra o lugar dele não é entre nós.Mas eles podem vir ao nosso encontro.Daí se fazer limpeza de egum.Eu ,particularmente, não quero contato e na casa onde estou as pessoas tb não querem parte com eles.Graças a Deus!
    DE poder, podemos fazer o que quisermos,se formos analisar no espiritismo tá todo mundo incorporando egum…E ninguém morreu por causa disso.
    Os inciados que o fazem estão apenas saindo da tradição, incorporando elementos que não fazem parte da religião do candomblé, nao é proibido fazer isso,infelizmente.
    Quanto a raspar Oxum e rodar com Oyá,existem várias coisas a serem analisadas,tipo se Oyá é juntó ou carrego,se foi raspado certo…
    O negócio é sério mesmo porque, como diz nosso irmão Tomege a maior parte das pessoas não tem missão de abrir casa e sai para abrir o próprio ilê,e depois acontecem coisas assim…
    AXÈ


  192. Voltei a discussão.
    A situação vista pelo lado tradicional do Candomblé, realmente é confusa, pois o entendimento que se tem para orixá não passa nem perto do entendimento sobre as entidades, são assuntos divergentes e só tem em comum o transe. Eu, particularmente, não sou dá época dos terreiros tradicionais, novinha eu rsrs. Na minha casa, na parte física, há apenas o culto aos orixás, porém o número de pessoas por aí afora, que já trabalham com entidades não é pequeno. Muitas vezes, como ocorre aqui no blog também, muitas pessoas se preocupam muito com as suas pombagiras e exus catiços e nem ao menos sabem qual é seu orixá. Isso, para mim, não é modernização e nem muito menos o futuro (eu não aceito que um novo modelo de culto nasça).
    Na região do Nordeste onde eu moro, existe um culto espiritualista muito presente aqui, que é o culto da Jurema (não a entidade, e sim a planta), onde mistura elementos indíginas (a maioria), entidades denominadas “mestres e mestras” e com toda essa troca de informações, as entidades de umbanda, como pombagiras e exus catiços foram adequados a esse culto. Por ser um culto tão regional, acabou se espalhando tanto que a maioria dos zeladores são zeladores e juremeiros (título máximo dentro do culto da Jurema). Muitas pessoas trabalham com estas entidades, mas é como sempre é dito por alguém: “atraímos o que queremos”. Eu particularmente, não tenho afinidade com esse segundo culto, porém tenho muito respeito, pois são entidades sérias.
    Aqui vejo essa dualidade, porém não vejo a mistura, não a que vem sendo comentada por tantas pessoas. Acho que uma grande parte dos zeladores daqui têm essa consciência de que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa: pra você ser zelador não precisa ser Juremeiro e para ser juremeiro não precisa ser zelador.
    No grupo a qual pertenço também há um culto à Jurema, porém sou iniciada para orixá,´rodo com orixá e pretendo seguir assim, pois se estudar o Candomblé já é complexo, imagina duas vertentes distintas?
    Agora, misturar orixá de candomblé e de Umbanda, isso é realmente muito novo pra mim, pois com orixá temos que manter uma estrutura, ou é Candomblé ou é Umbanda.
    Continua… rsrsrsrs
    Obrigada


  193. em Agosto 13, 2009 às 12:09 pm Gilton Kleiber

    Asé
    mutumbá
    e aos mais velhos a bênção

    Dayane,Carol e Nanci.
    Será que cabe mais um nessa fogueira? rsrsrs

    Fui iniciado ainda na adolecencia,hoje com 36 anos,penso que estudar religião é estudar cultura, comportamento,costmes,história social e filosófica.

    Comecei isso na facultade quando tinha 25 anos,comecei estudando filosofia,me formei e até agora,são muitos cabelos brancos. rsrsrsrsr

    Penso,que quando fazemos parte de uma comunidade religiosa e queremos preservar alguma cultura,não podemos usar opinião pessoal. Ficaria mais complicado se começarmos aqui a dar nossas opiniões pessoais.

    Existe já na Universidade Federal do Rio de Janeiro,no curso de sociologia um estudo sobre a fusão de cultos e crenças.
    E é sabido que Umbanda e Cadomblé são cultos e crenças completamentes distintos.
    Numa questão religiosa: não há como embaixo de uma cumieira se fazer culto a um preto-velho.
    Quando uma casa de cadomblé é consagrado a terra,não se consagra catiços. Inclusive na FENACAB(federação nacional do culto afro brasileiro) existe um Código de Ética e Código Litúrgico da Religião Afro Brasileira. Foi escrito por pesquisadores,iniciados na religião. A maioria da Bahia, mas de outros lugares também.
    Pessoas que lutam para concervar,a integridade da religião,evitando que os irmãos mais novos se percam com a modernidade. É um movimento, uma das tentativas de conservação de uma religião.
    Não há liturgicamente unidades em comum entre Umbanda e Cadomblé. Assim como não há entre Igreja Católica e Evangélica. Entre o Budismo e o Islamismo, e etc

    Espero ter temperado um pouquinho

    Grande abraço!


  194. Opa!
    Gilton muito interessante seu texto.

    Eu estava aqui refletindo…
    O que precisamos fazer?

    Que postura devemos tomar ?

    Que comportamento devemos adotar?

    Para que daqui algumas décadas,o cadomblé não perca sua caracteristica ?

    Que “anti-vírus” devemos instalar para que o “trojan” da modernidade inadequada não derreta nossa tradição e cultura religiosa?

    Porque se alguns já fazem ebó pela internet,já fazem jogo de búzios pelo msn,assentamentos de pomba-gira …

    Nós precisamos nos unir, fazer a diferença,promovendo a informação,revelando os ‘mistérios’ e ‘segredos’ que podem e precisam ser revelados. Vacinando e preotegendo os “pequeninos” de enganos.

    Dizer as pessoas que assentamento só de Orisá.
    Jogo de búzios só pessoalmente.

    E tratar as pessoas e principalmente os iniciados com respeito, carinho e dedicação. Pois esses serão os zeladores de amanhã.

    Quem dá mais…rs

    Oxe! ow blog retado esse minha gente.

    Ase Ase


  195. Eita Nanci, a discussão está do jeito que eu gosto!! rsrs
    Ô palavra que eu gosto é a tal da “mobilização”, adoro isso.
    E gostei da parte que em que você pergunta o que fazer.
    Porém, ao mesmo tempo sabemos que temos que fazer uma coisa, mas como se a religião não é unificada, quanto as suas unidades (terreiros), como fazer pra que tudo corra de um jeito onde o Candomblé não se dilua no futuro? Eu, não acho que isso venha a acontecer, pois no momento da iniciação cravei minha responsabilidade com meus orixás e com a minha religião, e isso implica preservar o passado, respeitar o presente e zelar o futuro. Eu acho que o único trabalho que deve ser feito é o de conscientiazação mesmo. Não é puxando para o lado do blog, mas as pessoas deveriam se engajar mais para levar a informação ao público carente de informação séria, assim como o blog faz rsrsrs e não é verdade? Eu sou suspeita, mas não sou mentirosa rsrsrs
    Vamos crescer essa discussão, como diz a Velhinha Manuela: “da discussão se chega à luz”
    Mojubá, meus irmãos
    Obrigada


  196. Pois é Dayane.
    Mobilização essa é a palavra.
    Você sabe que a coisa é tão resistente que eu não imagino um sacerdote um zelador ouvindo o que nós temos a dizer sobre sua prática de maus tratos e intolerância.

    Mas se formos uma multidão em uma só voz talvez ele tenha que escolher entre afundar com seu barco egoísta,poderoso e sacerdotal onde somente ele fala e governa com seu punho ditatorial.
    Ou se une a nós e revendo seus conceitos,lutando.Coisa que eu acho difícil.

    Então juntem-se a nós neste blog,façamos aqui uma sociedade de conservação e apoio etiológico de nossa cultura e religião.

    E deixe a resistência naufragar.

    um beijo minha querida
    asé asé

    rsrsr eita


  197. OI pessoal
    Me interessei por esse código que o nosso irmão cita, seria acho que o primeiro texto de conduta dentro da religião, é muito interessante,e acho importante o acesso a esse texto e divulgar nas nossas casas, entre iniciados,zeladores.Quanto a opiniões pessoais,não temos como conversar aqui senão expondo opiniões, já que eu mesma não conhecia esse texto e a maior parte das casas é um universo separado.
    Acho que a palavra é mobilizar,mas nosso trabalho é como do beija-flor… de pino em pingo fazemos nossa parte
    Axé
    rsrsrsrrsrsrsrss a coisa esquentou


  198. rsrsrsrsrsrs
    Meus irmãos, estou adorando toda essa discussão.
    É muito bom ter um ideal a ser seguido.
    Eu já tive acesso a esse documento e até coloquei aqui no blog em alhum post, mas como cada zelador se acha soberano…
    Vou ver se trago ele na íntegra pra ppostar por aqui, certo?
    Obrigada


  199. Boa tarde a todos

    Desculpe meus irmão mas eu sou de Umbanda desde o dia em que nasci,e me orgulho muito disso.
    Acho que os irmão de cadomblé tem uma certa implicância com o povo de Umbanda.
    E sinceramente acho também que vocês estão agindo com preconceito.

    Desculpe as palavras mas assim como vocês estou defendendo minha religião.

    Que oxalá abençoe a todos nós.


  200. em Agosto 14, 2009 às 8:40 pm Gilton Kleiber

    Minhas irmãs existe este e muitos outros textos que exprimem o exagero de alguns no culto e durante as funções.

    Quanto a ao “código”acho que usei a palavra errada. São incisos como se fosse uma cartilha, que diz o que será tolerado ou não .\\\Por exemplo: Não será tolerado que se use a mesma navalha entre irmãos,(por conta de contaminação).
    Assim como não será tolerado ao patrão lá no trabalho que o funcionário seja proibido de usar fio de contas.

    E um desses incisos diz quais são os pontos (comportamento litúrgico) que torna um culto afro-brasileiro ou não.

    Porque patrimonio brasileiro cultural é candomblé,cultos que misturam umbanda e candomblé é outra religião que não se enquadra em afro brasileira.Pois Umbanda é uma religião brasileira criada a partir do sincretismo católico.Claro que respeitosa religião e com pessoas de muita dedicação.

    Quero ter novamente acesso aos incisos e pedir permissão a nossa querida Manuela,mas por ora não posso prometer.

    Abraços a todos


  201. em Agosto 14, 2009 às 8:43 pm Gilton Kleiber

    Minha irmã Carol sim entendo o que vc quis dizer,quanto ao assunto das opiniões.
    Eu discordo de várias coisas,tenho opiniões contrárias a muitos assuntos.Mas tenho cuidado porque nem sempre a minha opinião é a certa.

    Um abraço!


  202. Olá Lucinda
    Reli a discussão e não consegui perceber preconceito algum nos nossos comentários,se vc puder ser mais clara…
    axé


  203. em Agosto 18, 2009 às 3:42 pm graziela NEAB-UDESC

    Lucinda eu também não vi nenhum preconceito na discussão, eu concordo com as opiniões deles, não devemos misturar umbanda com candomble cada uma deveria seguir seu proprio ritual.


  204. Lucinda independente de vc ter achado esta discussão em particular ofensiva ao seu segmento, eu posso te assegurar que nós não somos, nenhum de nós, contrários ou discrimanatórios com a umbanda. Acho que vc leu com tom muito crítico. Acho sinceramente que não pode mesmo acontecer que vc se cale diante do que acha errado, isso te dou inteira razão, mas tb não podemos ficar na nossa trincheira, jogando pedras em quem se dispõe a colocar a cabeça de fora e levantar uma bandeira, no caso, a nossa bandeira é a divulgação e colaboração com a religião, em especial o candomblé, mas não nos furtamos de falar sobre outros segmentos. Como vc nos parece uma pessoa interessada no assunto, te peço que leia o blog e vc verá que somos bastante imparciais, e tendo vc esta certeza, por favor, traga sua experiencia e colabore, responda o que lhe for possível, será de grande valia para todos. Fiquemos unidos e fortes. Axé Tomege


  205. Para o candomblé animismo o que significa?


  206. OLá graziela
    No candomblé não sem tem o conceito de animismo.
    Este é um conceito espírita
    Axé


  207. OLÁ, MUTUMBA
    O É OU SERIA EBASUN?
    DESDE DE AGRADEÇO BEIJOS


  208. DESCULPE A FALHA,O QUE É OU SERIA EBASUN?


  209. Tenho uma namorada é de inhasã do bale, e ela me diz que sou meio que ogam.Um dia nós brigamos e ela começou a ser encorporada então foi pra casa dela pois o pai dela também é espirita e ele sabe se dar com isso.E resolvi esse assunto com ela e pedi pra que ela me ensina-se pra mim como pedir pra quando ela estiver no santo perto de mim se ninguém ter chamado como eu poderia pedir pro santo ir embora.
    Então ela me ensinou, mas pelo fato de eu morrer de medo na outra vez que agente teve outra discursão(não bem uma discursão) ela estava de preceito e ela acabou quebrando o preceito e ai uma entidade começou a tomar o corpo dela.No momento eu morri de medo apesar de ser bruxo(sou wiccan), então começei a falar as palavras que ela me ensinou então com um tempo ela foi melhorando até que ela se recuperou e foi pra casa dela.Eu quero saber pelo fato de estar quase que saindo da bruxaria pois eu vi que não era o que eu realmente quero pra mim graças a ela se eu por acaso poderia entra pro espiritismo pois essa foi a unica forma que eu vi que posso ajuda-la entendendo sobre a sua religião e estando nela e se alguem de vocês tiver outra forma de ajuda-la me diz pois a amo e não sei o que fazer.Estou perdido.
    Muito obrigado pela conpriensão.
    Dark Angel.


  210. Dark Angel o correto é Oyá igbalé, dê uma lida no post qualidades dos Orixas na barra lateral e procure o ítem Iansã, e lá vc encontrará um definição de Oyá Igbale. Sobre vc ser meio que ogã, isso não existe, ou vc é ou não ogã, não existe meio termo. Dark vc pode ser ou ter sido o que for, pode ter seguido qualquer outra religião, o candomblé te receberá sempre muito bem, não há preconceitos ou proibições neste sentido, se vc se sente bem no candomblé, ótimo, venha e seja feliz. Esta questão de sua namorada ficar virando a todo momento e principalmente nas brigas é fuga da realidade. Mais uma coisa, ela jamis poderia te dizer como se “desvira” (como o Orixá ou entidade vai embora), isso é exclusivo de quem pertence a religião e de pessoas específicas, além de não ser recomendado que vc, sendo namorado dela, tome esta posição de desvirar o Orixá ou entidade dela. Uma boa e franca conversa ajudará muito mais a vcs dois. Tomege


  211. olá,entrei para o espiritismo com 12 anos,e estou no mesmo terreiro até hoje tenho 30 anos,e gostaria de saber,meu orixa sempre foi Iemanja e de uns tempo para cá esta vindo uma iansa que eu não a entendo muito,trabalho em um terreiro de umbanda e esta entidade toda vez que me incorpora eu vejo umas roupas diferentes tem vez que ela esta com uma coroa de franjas e eu a vejo careca e negra muito linda e as vezes eu a vejo com um capacete de metal com um rabo de cavalo “acho eu” em cima no capacete e duas espadinha na mão poderia se puder me exclarecer quem é essa Iansã,muito obrigada.


  212. Olá Ana Paula
    Na umbanda Yansã é Yansã,no candomblé temos títulos que Yansã recebe que chamamos comumente de qualidades.Mas isso é do candomblé, exclusivamente.
    Oyá não usa capacete no candomblé, usa adê, então eu realmente não sei o que vc está vendo.
    axé


  213. Obg Nelson Souza.


  214. Oi pessoal,

    Convido a todos à pré-estréia do filme Gisèle Omindarewa, de Clarice Peixoto, na Maison de France (RJ), um evento inserido nos festejos do ano da França no Brasil.

    O evento será dia 21/09/2009, às 20:00h, e contará com a presença da própria Gisele.

    A entrada é franca, bastando a apresentação do convite.

    Mais informações e trailer em:

    http://www.inarra.com.br/2009/09/15/eventos/

    Agradecemos a divulgação.

    Marcelo Velloso


  215. Mutumbá,ñ tive resposta para a minha pergunta.Se possivel me responda por favor.
    quantas qualidades d’oxumare existem,quais são e o que vem a ser ebassun.desde de já agradeço beijos á todos


  216. Ana sua pergunta foi respondida sim, só que vc coemntou em oooooooutro post tb (ebós e oferendas) e esqueceu de ver lá rsrsrs.

    Fernando D’Osogiyan

    Publicado a 2009/09/04 às 15:19

    Ana,

    Mutumbaxé!

    èba- pirão (farinha com água quente)
    sùn- firme (fixado, firmemente)

    Èbasùn- Pirão duro

    Axé,

    Fernando D’Osogiyan

    Sobre Oxumare, é oooooutra pergunta. Por favor vá ao post qualidades dos Orixás ítem Oxumare, lá tem informação. Tomege


  217. oI!!! gOSTARIA DE SABER A HISTORIA DA MARIA PADILHA


  218. Denise nós não temos essa informação, mas nos sites fitreca, povo de aruanda e mae marta de oba, vc pode encontrar este assunto. Tomege


  219. Oi, eu moro na Argentina e com a minha noiva gostariamos de casarnos num templo Candomblé.

    Nos temos 43 é 40 anos e é o nosso sonho, e iso possivel.

    Gostariamos de entrar em contato para poder realizar a ceremonia na Bahia.

    Agradeco e aguardo retorno.

    Hernan


  220. Hernan, isso é possível sim, inclusive já vi fotos de um casamento numa casa de Candomblé , e confesso que até deu vontade de casar. rsrsrs Foi lindo!
    Eu não conheço casas na Bahia, mas existe o Nelson e a Carol (que mora lá, inclusive) que devem conhecer e podem te indicar alguma casa. Felicidades, meu irmão!
    Obrigada


  221. em Outubro 3, 2009 às 2:57 pm Marco Aurélio

    Saudações a todos.

    É a primeira vez que entro neste espaço.
    Achei muito sério e confiável, por isso, tomo a liberdade de fazer uma pergunta:
    No jogo de buzios deu que meu orixá é Oxalufan com a qualidade “modage” (muito ligado a Oxossi e até confundindo-se com ele). Tentei pesquisar, porém não econtrei nada sobre a qualidade. Os Srs. poderiam me dar alguma informação ?
    Agradeço a atenção e parabenizo-os pelo excelente conteúdo.


  222. Bom dia!
    Gostaria de saber se é verdade, certa vez escutei que na nção Angola quem e feito em Sango recebe deca com 3 anos, isso é verdade? E no keto como é? Desculpe , mas tem muita curiosidade procuro sempre estar pesquisando.
    Muito agradecida.
    Axé.


  223. Bom Dia!
    Gostaria de saber se existe alguma leitura que possa me esclarecer fatos sobre a cigana Esmeralda.
    Já andei pesquisando e não encontrei nada.
    Agradecida
    Axé


  224. Marco Aurélio eu tb nunca ouvi ou li nada sobre este termo, ligado a Oxalá. Tomege


  225. Lenna vamos começar por te dizer que em Angola não existe Xangô, este ér Orixá e Angola não cultua Orixá e sim Inkise. Em ketu e Efom, que é onde existe o Orixá Xangô a pessoa pode receber a maioridade com 6 anos ao inve´s dos sete regulamentares. O deká é uma cerimonia que só é feita para quem deve abrir casa de axé e não é todo sete anos que recebe deká. Na verdade deveriam ser pouquissimos os deka. Tomege


  226. Lenna acho que será muito difícil algo tão específico assim, mas nos site mãe marta de oba, povo de aruanda e fitreca talvez vc consiga alguam informação sobre o povo cigano. Tomege


  227. em Outubro 6, 2009 às 12:51 pm Marco Aurélio

    Nelson, grato pelo retorno.


  228. em Outubro 13, 2009 às 3:33 pm conceiçao santana da silva

    olá ,boa tarde meu nome é conceição santana e gostaria de saber:quantas qualidades de oxum existe?

    grata.


  229. em Outubro 13, 2009 às 6:04 pm Fernando D'Osogiyan

    Conceição,

    São 16 as qualidades de Oxun.

    Axé,

    Fernando D’osogiyan


  230. Olá, boa tarde meu nome e Berenice dos Santos Lima
    eu gostaria de saber ;quantas qualidade oxumare axiste?
    e tambem gostaria de saber o cargo de uma Ekédi que tem o cargo de iyaoro um abraço.


  231. gostaria de saber quantas qualidade de oxumare existe e tambem um cargo de ekedi iyaoro o que fas
    um abraço


  232. em Outubro 24, 2009 às 11:38 pm Fernando D'Osogiyan

    Berernice.

    Orixá Oxumaré do Ketu foi traduzido do Jeje no seu Vodun Bessen. Não há qualidades, são famílias, que não sabemos ao certo, porém, a família Danbirá é a mais notória. Não conheço este cargo Iyaoro no Ketu, conheço Iyamoro no Ketu, ligada ao Ipade de Exú e é posto de Ebomi, não de ekedi.

    Axé,

    Fernsndo D’Osogiyan


  233. Nelson gostaria de tirar um duvida se todo ébo é igual? se em todos são usados os mesmos ingredientes ou para cada situação tenho ingredientes a mais ou a menos?
    se o senhor puder me responder pelo email agradeço.

    Obrigado!


  234. Boa tarde, Dudu.

    Não Dudu, existem ebós específicos para cada situação e cada ebó tem ingredientes próprios. O ebó serve para nivelar energias, tirar aquela que pode está te atrapalhando e passá-la para tais ingredientes, para assim esses ingredientes levá-las à terra e neutralizá-las. E cada ingrediente tem uma serventia específica para cada situação.Não há um único padrão de ingredientes específicos a ser seguido, entendeu?

    Axé!


  235. Muito obrigado Dayane pela explicação agora a minha mente esta mais clara, ainda bem que podemos contar com todos vocês aqui do site pois as duvidas de quem esta iniciando é muito grande e nem tudo coneguimos perguntar ao nosso pai de santo mas obrigado mais uma vez.
    Axé!


  236. Dudu, ficamos muito gratos com suas palavras.
    Somos irmãos e precisamos ajudar, à nossa maneira, uns aos outros. Mass o que falamos aqui, pode ser dito por qualquer zelador. Digamos que nós, neófitos, ficamos meio acanhados de perguntar e levar um “espere sua idade chegar para você saber”. O acanhamento toma conta da dúvida, então pra não levar chamada, prefirimos nos calar e é bem mais fácil perguntar por aqui, né? rsrsrsrsr Mas cuidado nas perguntas, pois você também pode ler um “Nem sob tortura” srsrrsrs

    Brincando acabei falando de um assunto sério, Dudu. Muitos zeladores ficam tentando esconter “mistérios” e ‘segredos” que poderiam ser explicados simplesmente aos seus filhos. Um exemplo é essa resposta sobre os ebós. Eu não te dei nenhuma informação indevida, não falei como se faz um ebó para tal finalidade (até por que não sei). Há sim assuntos que não podemos discutir assim, numa página de internet (embora há que faça), mas esses cada um segue pra suas casas de axé e lá é o “agora é que são elas”.

    Enfim, só te dei uma informação que ajuda no teu discernimento dentro da religião. Nós aqui falamos o que podemos, e o resto, é como o Velhinho Nelson fala: “Nem sob tortura” rsrsrsrs

    Axé!


  237. Dayane pode ficar tranquila eu não vou fazer nada so quiz saber pq uma outra pessoa chegou pra mim e falou q todo ébo é igual q são usados todos os ingredientes entende, apenas quiz tirar uma duvida, assim eu confio muito na minha mãe de santo mas esta pessoa não confia e fica tento fazer eu ficar com duvidas em relação ao q ela acha mas vlw pela atenção!

    Axé!


  238. Olá manuela gostaria de conversar com vc, li alguns de seus artigos e tenho algumas duvidas com relação ao condonblé e gostaria de dividi-lás com vc, como possa te escrever em particular, postei meu e mail entre em contato comigo assim que puder, Abraços Mari.


  239. Prezados Nelson, Manuela, Carol e Dayane, sempre leio todos os posts deste site. Tenho aprendido muito com vocês. Eu gostaria de saber de você uma questão que veio a tôna.

    Um Ogã pode ou não ter um Orixá Yabá de frente, ou é apenas Orixá Oboró?

    Espero poder ser esclarecido, obrigado?


  240. Olá Ricardo
    Ogãs podem sim,ter como orixá de frente uma Yabá,é perfeitamente possível e normal.
    axé


  241. Mariana nossa ajuda é feita a través do blog, não temos outro meio de contato, seria impossível atender a tantos pedidos de atendimento pessoal e manter nossas vidas pessoais, espero que nos entenda. Mas coloque sua questão, dentro do limite vc será muito bem atendida. Tomeje


  242. Olá Nelson Souza desculpe meu egoismo, não conhecia direito o blog e a forma como vocês trabalhavam, não pensei nesta questão de muitas visitas e de por esta razão sobrecaregarem vocês, mil desculpas mesmo, preciso tanto de ajuda que nem pensei em tudo isso, meu caso é um pouco complicado e longo mas vou tentar rusumi-lo, quando eu era novinha minha familia frequentava um centro de candomblé, porém problemas surgiram e como consequência nós nos avastamos do centro e meu pai se concerteu ao evangélio, como eu era muito nova acabei adotando a mesma religião que meu pai, e nem preciso dizer que cresci ouvindo e aprendendo que,( me desculpe pela expressão que vou usar), mais que o candomblé é a manifestação do demonio como tudo o que esta vontado a esta religião, com o passar dos anos acabei saindo da igreja e um dia conversando com minha tia que é seguidora do candomblé ela me disse que eu era uma medium (não sei se o termo é este, tá), muito forte e que eu precisa trabalhar e me desenvolver, só que eu não deu muita antenção, hoje sou professora de História e por causa de trabalhos realizados na faculdade acabei por me aproximar do candomblé novamente , e um fato que me deixou um pouco atordoada me fez voltar a falar com minha tia sobre este assunto e ela voltou a dizer a mesma coisa e que enquanto eu não me aceitasse e não deixasse algo que estava dentro de mim vir atona, nada para mim caminharia e apesar do medo e do receio aceitei o convite que ela me fez para ir a um centro, e um guia chamado caboclo me disse a mesma coisa que minha tia, e mais um pouco me disse que eles queriam vir através de mim para me ajudar e ajudar aos outros e não para me machucar, disse que eu ia a vários lugares e que estava confusa, como estou mas que eu precisava me desenvolver, ele tentou me girar e chamar minha cabocla que segundo ele era muito bonita, mas meu medo não deixou, ainda não consigo me desvincular desta idéia de que adotando ao candomblé como religião estarei servindo ao demonio e que assim irei para o inferno, nem que eu quera não posso me desenvovler pois moro com meus pais e toda a vez que precisar ir ao centro terei que inventar uma mentira aqui em casa, como posso me desenvolver e cuidar dos meus orixás se nem posso ascender uma vela aqui em casa, não sei o que fazer, nem para onde correr, sinto que isso é algo que não esta sob meu controle e tento o tempo todo dar uma explicação cientifica para a coisa, mas tb não consigo, me sinto uma criança de 5 anos completamente perdida e redicula, com meus questionamentos, por isso busquei um local que me passase confiança e que pudesse me ajudar e encontri vocês, me desculpe pelo grande texto, mas preciso mesmo de ajudar. muito obrigada pelo auxilio que eu sei que virá. abraços. aguardo a resposta. muitissimo grata.


  243. Mariana,

    Tudo isso que você está sentindo pode ser um chamado mesmo para uma vida religiosa dentro do Candomblé ou da Umbanda. Mas, primeiro você tem que desconstruir essa ideia de diabo, demônio e Candomblé, pelo simples fato de nós não termos essa convicção acerca da existência de uma força malígna que quer destruir o mundo e acabar com a bondade. O bem e o mal coexistem, se completam e equilibram-se e tudo que nos acontece de ruim de alguma forma foi atraído por nós, pois de alguma forma fazemos isso acontecer (ação e reação) ou estamos um pouco sensíveis naquele momento. Não há uma concepção clara sobre esse “mal” que é dito nas outras religiões, e principalmente algo que represente esse mal, como o “demônio”. Se você parar para conhecer um pouco a religião, mas sem opiniões pré-construidas, sem conceitos de outras religiões, você entenderá melhor.

    E antes de tantos conceitos, de tantos “chamados” existe a sua vontade, seu livre arbítrio, você é livre para escolher o caminho que quer seguir ou não, minha irmã. Por isso, não pense que entrar para a religião é a única saída, mas se por sua vontade você perceber que aqui é o seu lugar, venha.
    Não bata de frente com a sua família (o conceito de família é muito sério dentro da religião), converse, mostre sua posição de forma natural e convicta, mostre que aquilo é o seu “certo”, creio que você já é “grande” o suficiente para mostrar suas posições e se responsabilizar pelos seus atos. Você tem que ir atrás de onde você se sente bem e se será no Candomblé, na Umbanda ou no budismo, só você pode decidir e ir em frente por você. Tenho certeza que nossos pais querem nos ver bem e felizes, não é isso?

    Então, minha irmã. Aconselho que por hora você pare pra pensar em você, a estudar um pouco sobre a religião, frequentar (só a titulo de curiosidade) um terreiro, daí a algum tempo você decidir se o seu caminho está lá ou não e depois disso, dotada de segurança e certeza sobre o que você quer. Exponha sua vontade a sua família e demonstrando que quer ser respeitada. Mas tudo isso não será de uma hora pra outra, isso requerierá tempo, o seu tempo. Enquanto isso, vá se descobrindo.

    Espero ter ajudado de alguma forma.

    Muito axé!


  244. Olá Dayane, me ajudou sim e muito agora me sinto um pouco mais segura com relação a construção de minhas convicções, agora com relação ao “demônio” sei que esta figura foi construida históricamente dentro de alguns contextos religiosos, e nunca havia parado para pensar que ele relamente não aparece no Candomblé, pra você ver como eu esta tão desnortiada, é porque no meio evangélico o exu do Candomblé é caracterizado como o “demônio”, o que sei que não é verdade por que andei lendo alguns artigos sobre os orixás e o exu é o orixá que abre os caminhos se eu não me engano, não é isso?

    Pois é, agora pensado melhor no que você disse, estou sentindo uma paz enquanto escrevo, que você nem imagina, agora quanto a familia sim, sei de sua importância não só no contexto da religião mais também para mim, não gosto de ficar contrariando meus pais, mais para ele não existe diálogo com relação a outras religiões não tenho essa opção, já conversamos algumas coisas ele deixou isso bem claro, principalmente o Candomblé ou Umbana, uma vez tentei mostrar para ele que estas duas religões tem idéias e principios voltados para o bem e que são marginalizadas ainda no século XXI, por motivos históricos voltados para o preconceito com relação aos nossos antepassados negros escravos pois foram eles que trouxeram este segmento religioso para cá, e ele não entendeu e logo voltou a conversa para a questão da fé que é algo particular, para ele não tem questionamentos.

    Eu sinto vontade de frequentar um terrero não só para conhecer melhor mais também para apreender, mais quando consigo ir, isso é uma fez ou outra me sinto fazendo algo de errado, pois é o que eu disse para sair a algum lugar tenho que enventar mentiras, não tenho a liberdade de sair sem dizer onde vou, nem posso pensar nisso.

    Agora visando uma outra questão que me disseram que se eu não me desenvolvesse e cuidasse de meus orixás nada caminharia na minha vida, então segundo o que você disse posso pensar isso com tempo e com cuidado pois eles estaram comigo mais não me “castigaram”?, é isso mesmo?

    Bem agradeço muitissimo esta ajuda que estou recebendo de vocês encontrei este blog em uma hora de muita necessidade, pois estava quase ficando louca já, cada um me dizia uma coisa não sabia o que fazer, agora sim estou me sentindo pronta para começar a pensar de verdade o que fazer. Grata por tudo Abraços.


  245. Oi Mariana,

    Sobre Exú, é isso mesmo, você está no caminho certo. Ele é um orixá fundamental no panteão, dos caminhos, do movimento, da transformação, da procriação. Ele é o principio vital, de caráter repentino. Ele é Exú rsrs.

    Sobre cuidar dos orixás, as pessoas costumam muito ver essa questão de forma unilateral, Mariana. De que ‘se você não cuidar você não caminhará, não terá nada sólido na vida” blá blá blá E as coisas não são bem assim, é certo que temos (os que creem) que cuidar de nossa espiritualidade, buscar o equilíbrio espiritual para assim conseguir forças para enfrentar o mundo lá fora. Cuidar do orixá também é isso (ou é principalmente isso), mas o orixá é compreensivo e principalmente justo. Se ele ver que seu filho não está com condições pata frequentar a religião, ele não o castigará. Orixá não castiga pelo simples fato de castigar. Seria dá ao orixá a figura de Deus no antigo testamento, um Deus que castigava sobremaneira os fiéis e que não o seguisse esse tipo de conceito não nos pertence, somos livres para pensarmos e fazermos o que melhor nos cabe. Por isso, dê-se o seu tempo. Digamos que o seu tempo é o tempo necessário para seu orixá também.

    Tire da cabeça esse sentimento de culpa, pense que você está fazendo aquilo que te faz bem, só isso. Pense em você, minha irmã. Seus pais não são os únicos a serem assim, conheço gente à beça desse jeito. Se um dia eles não aceitarem, pelo menos se acostumarão com a ideia. Mas isso será um processo que você terá que levar com eles, entende?

    Fico feliz por você está melhor. Espero que tudo caminhe na direção melhor e que você depois volte melho ainda, dentro ou fora da religião.

    Axé!


  246. Olá Dayane nada melhor do que conversar com quem realmente entende o que faz, você esta me ajudando muito, muito mesmo, sou muitissimo grata pelo seu auxilio e estou mais calma e agora sim bem comigo mesma, as pessoas não compreendem as coisas e cada uma fala uma coisa e para gente que não entende vira uma confusão, encontrei vocês no momento certo, muito obrigada pela paciência e por tudo. PARABÉNS POR ESTE MARAVILHOSO TRABALHO REALIZADO COM TANTO CARINHO POR VOCÊS. Abraços Mari.
    obs. sempre que tiver dúvidas volto a falar com vocês. Muitissimo Grata.


  247. Fico muito contente pelo seu comentário, Mari (posso chamá-la assim?).
    Muito obrigada pelas palavras e volte sempre que quiser.

    Axé!


  248. Boa Tarde, Dayane que bom que gostou pois é o minimo que posso oferecer depois de sua grande ajuda e pode chamar sim eu até prefiro, pois me sinto mais intima, e estarei sempre acompanhando os artigos e perguntas postados no blog, agora que encontrei vocês não largo mais, rsrsrsr. Obrigada por tudo, Abraços Mari.


  249. Olá a todos!!!! ha tempo venho visitando o site, e sinceramente, tem me orientado bastante em meus questionamentos, vcs estão de parabéns.
    Mas dúvidas sempre surgem né.
    Com tudo que está acontecendo no mundo de hoje, como um yaô recem iniciado, que ainda não tirou o kelê, e que fez o santo por amor, digo por escolha, e não por razões adiversas como doenças, desgraças, digo isso porque é o que eu vejo, é a experiencia que eu tenho, não estou generalizando. Mas como um yaô sobrevive nos dias atuais? tendo neste mundo as correrias do dia a dia. Como trabalho, vida social (responsabilidades e não baboseiras). Não sei pra quem direcionar esses questionamentos, nem como faze-los. Se alguém puder me ajudar e exclarecer. Um forte abraço a todos.


  250. Antonio José algumas casas retiram o kele logo após a iniciação justamente para que o Yaô possa ter vida “normal”. Os mais tradicionais usam o kele os tres meses e ponto final. Mas o certo é que com ou sem kele os preceitos são os mesmos, as restrições são as mesmas, não mudam só porque a pessoa está sem kele. Há coisas que podem ser aliviadas como as refeições e andar de onibus que pdoe ser feito sentado em distancias longas e muitas outras coisas que acabam por ser abrandadas, mas ao chegar em casa ou na roça, a dureza volta rsrsrsrs. O problema real é que as pessoas que fizem a iniciação tem mesmo é vergonha de se expor e ficam procurando meios de não serem apontadas na rua. O que nãopodemos hoje é aceitar provocações, não podemos ser discriminados nem ridicularizados ou ofendidos, o resto… o que vão achar.. é problema deles não nosso. Tomeje


  251. Olá Nelson, obrigado pela atenção dispensada. Concordo com vc. Tem preceitos que não podem mesmo ser quebrados, ou mesmo manipulados. Mas muita coisa acho eu que não faz muito sentido, mas tem um ponto ai que tem que ser levado em consideração, sou apenas um yaô recem iniciado, muita coisa não sei, muita mesmo, rrrr. Mas tem um eposódio, que não posso deixar de dizer. é que quando estava no quarto de axé, muitas pessas diziam que yaô não pode isso, não pode aquilo, e principalmente não pode comer outra coisa se não um migal sem gosto nenhum. Mas esqueceram de dizer pra minha mae pequena que eu tb não poderia fumar passivamente, sim, ela fumava tanto que a fumaça chegava onde eu estava, (sou alergico e passei muito mal com alergia)bom, se eu não poderia nem comer uma fruta que é uma coisa natural, cigarro então. Estou fazendo esse desabafo porque acho que muita coisa nos vários sítios que existem as regras são de acordo com o que é bom pra cada um. E acabam esquecendo o principal, o respeito pelo ser humano.

    Tem um outro ponto que gostaria de dividir com vcs. Acredito num candomblé diferente do que vejo. Como dizer; um candomblé renovado, muitos dos meus amigos morrem de medo dos Orixas, alguns deixão até de viver por causa desse medo. Sinto dentro de mim, um amor diferente, dos dois lados, tanto da minha parte, como da minha santa para comigo, posso estar sendo infantil, não sei, mas vejo um condonblé renovado.

    Um forte abraço a todos e me desculpem se de alguma forma ofendi alguém com este comentário.


  252. em Novembro 14, 2009 às 12:45 am Fernando D'Osogiyan

    antonio josé,

    desculpe-me, a mãe criadeira não deve fumar dentro do sabají, arí axé, etc. O cigarro não faz parte da liturgia dos Orixás. Erro grave de axé. É contra isso que lutamos tanto, estamos aqui agora. Zeladores tem que ter equipe treinada e de confiança, exigente as normas da casa, do axé, e da cultura do Orixá.

    Orunmilá não gosta de fumaça!

    axé,


  253. Bom dia Fernando,

    é exatamente no que eu acredito, mas como falar isso pra uma pessoa velha no santo e na idade, sendo eu um simples yaô né. Não reclamo da minha casa, muito menos do meu pai, mas é que tem coisas que foge do controle dele, é muita coisa na cabeça de uma pessoa só. Agora é irresponsabilidade dela. A mesma não chegou a fumar dentro do quarto de axé, mas na porta e na janela do lado de fora, com a corrente de ar a fumaça vinha toda pra dentro. Tenho alergia, passei muito, tinha dias, desculpe a brincadeira, parecia que eu estava fazendo Exu e não um santo. Isso me revoltou muito, ainda hoje mexe comigo, pois ainda falo disso. Me desculpe mais uma vez, mas precisava desabafar, e acho que estou no lugar certo, aqui me sinto avontade, confiante, porque sei que vão me orientar da forma correta.

    Um grande abraço a todos e um ótimo final de semana.

    Axé


  254. boa tarde

    sou lucas presiso muito de ajuda estou um pouco confuso
    sou cristão mais minha familha meu antepasados forão
    do candomblé e eu mesmo na minha religião atual sinto
    uma atrasão muito forte pelo candomblé sou facinado
    nos orixás meu avó antes de morre falou que eu ia ser um grande mediun e eu tenho muitos sintomas de um mediun
    mais eu ñ sei oq fazer, na religião que eu frequento eu tive
    um tipo de revelação que a pomba gira queria acabar com a minha vida ñ entendi por isso que eu passei a ter muitos mal pensamentos contra o candomblé mais as vezes eu sinto que o meu lugar ñ é no cristianismo mais sim na religião dos meu antepasados e eu só vejo que os meus dons só estão almentando mais ñ sei oq fazer pesiso de uma resposta o eu devo fazer..

    Um grande abraço fike na paz todos..


  255. Olá Carol,

    Eu sou baiana e moro na Alemanha e um dia eu me surprieendi com uma caso que aconteceu aqui. O fato foi o seguinte: uma Mae de Santo oriunda de Recife veio fazer uns trabalhos para uma brasileira e depois dos trabalhos as duas resolveram comunicar que iam se casar até ai tudo bem eu nao sou preconceituosa, mas, o problema foi que o casamento ia ser da brasileira que morava aqui com o espirito de Chica Baiana. Eu fiquei um pouco tonta, pois, nao entendo ainda até hoje como um espirito pode casar-se com uma pessoa que ainda vive? Gostaria que você me explicasse essa facanha.


  256. Olá Nanci Lino
    Sinceramente nunca ouvi falar de algo assim, só em Dona Flor e seus Dois maridos, ou seja, coisa de romance.
    axé


  257. oi eu sou o gessandro eu so oxumare
    eu gosto de ser assim e voce gosta de ser assim com eu
    xauuuuuuuuuuuu bjs para todos vcs


  258. ola. gostaria de saber qual o significado dos resultados do meu calculo do odu . onde na testa o resultado é 3, na nuca é 9, na fe é 6 e na fd é 12. e na cabeça é 12. e gostaria de saber tudo sobre o significado desses odus, desde já muito obrigado e muito axé.


  259. em Novembro 21, 2009 às 12:11 am Fernando D'Osogiyan

    Lucas,

    Podemos te indicar uma boa casa de santo para que você faça uma consulta ao jogo de búzios, isso é primordial, segundo Pomba Gira quer te matar por que? qual o motivo alegado?

    axé,


  260. bom dia pra todos..

    fernando sobre a pomba gira que que me matar ñ sei
    por que só recebi um tipo de revelação em um lugar que eu fui lá me falaram que tinha uma pomba gira me rodiando
    pra acabar com a minha vida só isso mais ñ entendi muito..

    um grade abraço fika na paz..


  261. em Novembro 22, 2009 às 4:02 pm Fernando D'Osogiyan

    Lucas,

    Dizia minha avó que “QUEM PODE MAIS É OLODUMARÈ!”(DEUS)

    Não volte mais lá e se concentre nos seus objetivos de maneira positiva e firme, Orixá é LUZ!

    Esses zombeteiros, eguns mal despachados, pombas, não terão força para nada, pense assim!

    Boa sorte,


  262. Lucas me responda uma coisa, neste lugar tb pediram ou indicaramq ue vc precisava fazer alguma coisa para se livrar deste “problema”? Porque isso para mim é a famosa “colocar problema onde não tem, para poder cobrar um trabalho desnecessário”. Tomeje


  263. Bom dia a todos os participantes dessa comunidade, gostaria de expor alguns fatos de minha vida, que tem a ver com fé e também é um desabafo pelo dia de hoje que não foi nada fácil.

    Toda vez que havia alguma situação onde eu fosse obrigada estar próxima a ela como aniversários, natal, ano novo ou mesmo algum encontro social, para mim isso era um suplício, certas vezes era difícil até mesmo olhar, uma sensação de desconforto e até mesmo de certa repulsa tomava conta de mim. Tenho nítidas lembranças de aniversários, de passagens em minha vida onde ainda em tenra idade eu não gostava nem mesmo de estar próxima a ela, não me sentia bem em seu colo ou mesmo lhe dar um beijo ou abraço e isso muitas vezes me fez pensar no tamanho de minha maldade ou como eu era uma filha desnaturada e até me via como uma ovelha negra, já que era assim que muitos me pintavam.
    Em uma das nossas últimas discussões, foi por algo que muitas vezes me aborreceu e não suportava a chantagem e o narcisismo dela e realmente minha busca era confrontar isso e fazê-la ver que o que fazia estava errado e que todos que estavam ali eram filhos seus e merecíamos ao menos um pouco de respeito e zelo, já que durante nossa vida toda fomos “rejeitados” em seu mundo. Parei no lado de fora da casa, fitando as folhas secas no chão e lembrando da infância que tivemos, crescemos no período da ditadura e tínhamos certas regras sociais e familiares, meus pais eram de famílias com ascendência alemã e meu pai era construtor, ficava por meses fora de casa e nesse período tínhamos uma razoável tranqüilidade dentro de casa, minha mãe era funcionária pública e não ganhava mal, ficava por longos períodos sozinha conosco e mesmo com meu pai em casa era quem custeava os gastos da casa, meu pai era do tipo que usava o dinheiro para domingo fazer churrasco e comprar cerveja, isso depois de passar um bom período no bar tomando cerveja e jogando cartas, quando chegava em casa já embriagado fazia brincadeiras até pesadas com minha mãe, que começava uma discussão e logo em seguida sabíamos que começaria a pancadaria. Vimos muitas vezes meu pai batendo em minha mãe, nos últimos anos de casados minha mãe colocava eu e minha irmã mais nova para dormirmos no mesmo quarto que ela e meu pai dormia, ouvíamos tudo a noite, as investidas de meu pai querendo transar com minha mãe, xingamentos, palavrões, realmente era um inferno para nós duas que fazíamos de conta que estávamos dormindo, pois era menos constrangedor e em nossa cabeça de criança estávamos fazendo algo errado em ouvir aquilo. Meu pai nunca foi um pai violento conosco, era um pai ausente, mas jamais violento. Acredito que em sua mente ele realmente acreditava que a vida criava os filhos e minha mãe tinha a mentalidade de meu avô, que os filhos devem crescer e gerar dinheiro para os pais.
    Enquanto meu pai estava em casa, minha mãe não nos tocava já que ele jamais deixou nos bater, mas sabíamos que ele iria viajar e ela descontava todas as malcriações e travessuras que fizemos nos dias que nosso pai estava presente, ela sempre guardava a raiva e podia passar dias, mas na primeira oportunidade ela pegava a varinha de pessegueiro e batia. Sabíamos que era difícil não apanhar e sempre tinha uma varinha ou cinta próximo ao fogão, se ficasse um dia sem apanhar parecia que a dor era maior. Certa vez meu irmão fez uma travessura e ela não conseguiu pega-lo para bater, ele sumiu por horas e a noite quando apareceu ela estava esperando e disse que ele apanharia em dobro por ter fugido. O engraçado era que nossas travessuras eram coisas como falar algo inapropriado, uma delas foi ter apontado a uma senhora grávida e dizer a palavra grávida, era absurdo uma criança falar isso, se a casa não estivesse limpa quando chegasse, o problema que nunca conseguíamos limpar a casa da maneira que ela queria, não tínhamos máquina de lavar roupas e com oito ou nove anos não tínhamos força para limpar da maneira correta, também tínhamos a obrigação de fazer pão, ascender o forno a lenha, ver a temperatura, sovar o pão e não deixar queimar, se queimasse já sabíamos, colocar duas calças para doer menos. Com nove anos fui trabalhar de babá, com treze anos trabalhei como estagiária em um órgão do governo, com 17 anos estava trabalhando de balconista em uma loja, nunca soube quando exatamente ganhava já que nunca fiquei com o salário, tudo ela ficava. Minha irmã mais velha logo que completou 18 anos saiu de casa, mesmo sendo a mais pacífica não agüentava certos acontecimentos familiares.
    Nunca fomos crianças de aprontar, de brigar na rua ou de fazer maldades e mesmo assim nunca tivemos aprovação de nossos pais, se havia algum mal entendido entre amiguinhos, nós sempre éramos corrigidos sendo culpados ou não. Fui morar por alguns anos com minha avó materna, ajudava na limpeza da casa, pintava suas unhas, fazia companhia e recebia atenção, na verdade minha avó dentro de meu coração era minha mãe, com ela eu conversava e brincava, adorava pentear seus cabelos e lavava seus pés para diminuir os inchaços do reumatismo, adorava ficar com ela, sentia nela amor e preocupação. De certa forma tive sorte por viver esse período com ela, quando ela faleceu eu tinha 13 anos e a minha dor foi da morte de minha mãe. Meu avô paterno tinha o mesmo gênio de minha mãe e realmente nunca nos demos bem, minha avó sempre estava junto comigo e nunca o deixou que ele batesse, mas não quer dizer que ele não tivesse sempre uma palavra para deixar claro que se não me comportasse o cinto falaria. Com o passar dos anos e meu amadurecimento percebi que minha mãe era igual a seu pai. Com a morte de minha avó voltei a morar com minha mãe e não aceitava a maneira que ela lidava com a frustração e mesmo a educação que acreditava que nos dava. Sempre falou que devíamos saber o valor do trabalho, mas nunca nos falou em valor do estudo. A prioridade era trabalhar, mesmo ela tendo condições financeiras para sustentar os filhos, acreditava que devíamos trabalhar e várias vezes tínhamos empregadas, mas tínhamos que lavar e passar a roupa, passar o esfregão no chão de madeira, tirar a cera, passar pano no chão todo e depois passar cera e lustrar. Pensando nisso hoje vejo como era ridícula a situação.
    Fomos morar por um tempo em outro estado e minha mãe já separada pode viver sua vida plenamente, estava em um local com cultura diferente e gostava de sair e dançar, paquerar e algumas vezes tinha situações que nos parecia libertina, tinha “amigos” que eram nojentos e minha irmã mais velha estava morando em outra cidade, vivendo em uma república e pediu para eu ir morar com ela já que a cada dia era mais difícil a convivência harmoniosa com minha mãe. Fui morar com minha irmã, deixando pra trás minha irmã mais nova e meu irmão que sempre foi tratado com certa diferença por minha mãe, mesmo assim isso não significou que fosse uma relação saudável, ele tem dislexia e naquela época isso não era uma doença, era chamado de burrice mesmo e várias vezes minha mãe falou essa palavra, o que o marcou em sua vida adulta. Ele sempre fala que é burro e várias vezes conversando com ele, eu e minha irmã falamos pra ele que ele só precisa se esforçar, mas que é muito esperto e como todos temos dificuldades em algumas áreas, mas que com um pouco de vontade conseguimos aprender e resolver nossos problemas. Bom, morando com minha irmã éramos unidas e de certa forma felizes, passamos por dificuldades, fomos roubadas por uma das meninas da república e ficamos por meses comendo pipoca, tomando cevada e de almoço uma coxinha. Éramos pele e osso, mas conseguíamos pagar o aluguel de uma kitnet e aos poucos fomos nos estabilizando. Após dois anos minha mãe veio morar em nossa cidade e queria que morássemos todos juntos, poderíamos morar em um local maior e dividir as despesas, logo em seguida uma bomba estourou em minha cabeça, eu estava grávida e já de três para quatro meses. Minha irmã como sempre me apoiou e ficou do meu lado, o pai de minha filha simplesmente achou que era golpe da barriga e sumiu, na justiça foi obrigado a reconhecer a paternidade e pagar uma pensão, mas isso durou quase três anos e durante esse período fui julgada, minha mãe não falava comigo, tive minha filha, minha irmã me acompanhou a maternidade e tive ajuda de estranhos para me levar até o hospital. Minha mãe dizia que eu a envergonhava, que não era para ir em seu trabalho, ao final ficamos mais de um ano sem nos falar. Meu pai, após mais de cinco anos sem nos falarmos, a única coisa que disse é que sentia vergonha e que a culpa era de minha mãe.
    Passei por um período difícil, precisei trabalhar de dia e na temporada de verão, por ser praia eu trabalhava a noite também, sete dias na semana, dormindo duas horas durante os dias úteis, sábado e domingo aproveitava para dormir o dia inteiro e guardava dinheiro, nessa época minha mãe se propôs a ficar com minha filha, mas eu devia pagar algo para as despesas pois gastaria com água, luz e comida com ela. Eu ficava quase cinco dias sem vê-la e ao final minha mãe não ficou mais com minha pequena, tinha passeios que queria fazer e não podia por estar cuidando dela. Logo em seguida, graças ao bom Deus consegui que o pai dela pagasse a pensão, logo em seguida também fui trabalhar em outro emprego e comecei a ganhar melhor, pude colocá-la em um jardim de infância e isso por muitas vezes me colocou em uma situação desconfortável, perguntava o motivo de seus amiguinhos terem pai e ela não, que o pai não a amava, que os amiguinhos a chamavam de sem pai, o que eu podia falar era que tinha pai, que a amava, mas ele não sabia disso. Foi dessa maneira que fui educando minha filha, tentando não interferir no sentimento pelo pai. Não queria cometer o mesmo erro que minha mãe, que a todo momento falava mal de meu pai, lembrando de brigas e o que falava.
    Desde minha gravidez minha convivência com minha mãe era uma bomba-relógio, pronta pra ser detonada por qualquer palavra ou ação. Nesse período minha mãe estava com sérios problemas financeiros, havia perdido o dinheiro da venda da casa da separação e que havia investido em um apartamento, mas por ter compulsão por compras não conseguia paga-lo e até hoje fala que perdeu o apartamento porque não ajudamos a pagar, o problema é que quando morava conosco nunca ajudou nas despesas, nunca tinha dinheiro e eu tinha uma filha para sustentar e meus irmãos custeavam as despesas do aluguel. Fui morar em outra cidade e deixei os problemas de minha mãe com ela mesma, não importasse o que fizéssemos nunca estava bom e não tínhamos como sustentá-la, ela nunca ganhava o suficiente para seus gastos. Nesse período comecei a freqüentar um terreiro de Umbanda. No início fui descrente, já havia ido em muitos lugares e sempre achei tudo uma palhaçada, muita purpurina, muita pluma e isso nunca me atraiu. Com o passar do tempo fui amadurecendo e melhorando meu emocional, minha revolta e raiva foram diminuindo a cada passo que eu aprendia como funcionavam as leis espirituais. Descobri por intermédio de minha irmã, que minha mãe freqüentava um terreiro onde a mãe de santo se dizia de candomblé e que estava afundada em dívidas, que a responsável pelo terreiro ligava mensalmente pra ela, ameaçando e sabia exatamente o dia que ela recebia seu salário de funcionária pública. Descobrimos que estava sustentando essa senhora a pelo menos 5 anos e muitas de nossas brigas eram por insinuações que esta senhora falava para minha mãe, dizendo que eu e minha irmã mais nova, que começou a freqüentar esse terreiro de umbanda, fazíamos trabalhos contra minha mãe e que se ela não tinha dinheiro era por nossa culpa e tínhamos que ajudá-la, que era pra ela cobrar dos filhos esse dinheiro. Minha mãe escondeu isso por muito tempo, mas que ao final estava com tantos empréstimos e passando necessidade que foi obrigada a falar com minha irmã mais velha e contar tudo. Fazia pelo menos dois anos que eu não tinha contato direto com minha mãe e com esse problema começamos a nos falar, mas sempre com um pé atrás. Voltei para a cidade onde minha irmã mais velha e minha mãe moravam, mudei de emprego e passei por um período complicado financeiramente. Nessa época comecei a namorar e logo em seguida casei com um estrangeiro, ele veio morar comigo e com pouco dinheiro começamos nossa vida, entrei para a Universidade um pouco antes do casamento e ele me apoiou até o final de minha faculdade. Meu marido não tem nenhuma simpatia por minha mãe e muitas vezes eu tive que fazer o meio campo para os dois se entenderem, ele tem uma cultura muito diferente da nossa e não aceita as ações de minha mãe. Ela por um tempo foi amante de um senhor, o colocou na época para morar conosco quando ele saiu de casa por um curto período e não sabíamos que ele era casado, em seguida ela foi morar com um senhor ciumento e os dois ao final brigaram tanto que ela precisou entrar na justiça para conseguir seus bens de volta, não conseguia nem entrar na casa dele para pegar suas roupas, depois conheceu outro senhor que era mulherengo e quando precisava dos cuidados de uma enfermeira ele a procurava, ela chegou a brigar em um clube de dança com outra senhora por causa dele. Muitas vezes eu e meus irmãos tentávamos compreender o motivo dessa libido, já que ela havia passado da menopausa e não seria hormonal, em uma de nossas conversas minha irmã mais velha fez uma revelação que chocou a mim e meu irmão. Contou que ainda no processo de separação com meu pai ela havia tido um romance com um viajante, esses promotores de venda de produtos de beleza que ela em suas horas vagas se propunha a vender e passou a noite com ele em um hotel da cidade, deixando minha irmão mais nova, com 7 anos em casa com minha irmão mais velha e esta passou a noite preocupada e pela manhã minha mãe falou onde estava. Eu na época morava com minha avó e só soube do ocorrido já adulta e até a última discussão nunca havia tocado no assunto. Ela não negou que havia estado com este viajante, mas que não havia tido sexo.
    Por muito tempo me senti mal e perante a sociedade eu era uma filha desnaturada, que não amava ou não demonstrava amor pela mãe. Sendo sempre a que discutia, que contestava e que não aprovava o comportamento, ainda que quem esteja fora do convívio familiar não sabia dessas estórias e tampouco compreendiam as mágoas e tristezas de meus irmãos e minhas. Minha maior revolta era ela se por como vítima em todas as situações, ela tinha necessidade da pena alheia e não importava a conseqüência. Certa vez ela esteve em uma viagem a cidade natal e entre primos tinha uma prima mais próxima e falou sobre nossa relação, que eu a respondia, não a queria por perto, que a deixei de lado, e outras conclusões de sua cabeça e essa prima sempre tinha uma ou outra indireta pra mim quando falávamos via internet e eu sabia que havia algo que foi falado, mas não sabia exatamente o que. Em sua última viagem ela encontrou essa prima e falando comigo pela net, iríamos viajar para a cidade onde minha irmã mais nova morava no momento e iria fazer a festa de aniversário de seu primeiro filho e iríamos de carro, sendo uma cidade a 760 km de onde estávamos falamos para minha mãe que seria melhor ela ir e voltar de avião ou ônibus, claro que quem pagaria sua passagem seria minha irmã e como temos um carro econômico, não é muito confortável e seria realmente mais confortável mesmo de ônibus a sua viagem, sendo nesse caso que sobraria uma vaga no carro e levaríamos uma amiga, esta prima de minha mãe entendeu que eu não queria levá-la no carro e que cederia sua vaga para outra pessoa ir, a preterindo. Minha mãe em um momento após a viagem comentou que sua prima estava irritada e não acreditou no que fiz, e realmente não entendi a colocação. Ela explicando que tinha entendido que eu não queria levá-la, simplesmente contestou a sua prima que “fazer o que”, eu no momento não acreditei no que estava ouvindo e muito menos no que minha mãe fez, ao invés de ter explicado que não e defender sua filha, simplesmente deixou o mal entendido prosseguir e novamente eu era a má, a filha ingrata. Isso foi a gota para nossa ultima e maior briga, anteriormente havíamos discutido violentamente, mas não como esta última, ela falando rancorosa que seu sempre fui má com ela, que na infância sempre fui respondona e nesse momento uma amiga da família se meteu e falou para ela que uma mãe defende seus filhos com a vida e o que eu fazia da infância era coisa de criança, adolescência e isso um pai ou mãe jamais poderia ficar carregando como rancor pela vida.
    Com todos os acontecimentos de brigas e rancores, por muito tempo pedi que Deus me ajudasse a superar a mágoa que eu tinha dela, que mesmo pequena eu já sentia, não gostava realmente dela como mãe, nunca consegui ter um afeto por ela e por muito tempo pedi forças pra Deus me ajudar até que em uma noite tive um sonho que até hoje não consegui confirmar se realmente era um acontecimento de uma vida passada. Neste sonho eu era muito jovem, com quinze anos no máximo e era filha de um senhor com dinheiro. Fui prometida em casamento para um senhor mais velho e que eu não gostava, mas eu tinha um rapaz que era meu amor e para ele me entreguei e engravidei, eu tinha uma dama de companhia ou empregada da casa que eu tinha intimidade e confidenciava meu romance e a ela falei como meu estado e desespero, confidenciei que iria fugir com o rapaz que amava e que estava grávida, não demorou muito tempo meu pai soube e conseqüentemente o homem que eu era prometida, o rapaz que eu era apaixonada me abandonou com medo de meu pai e eu em meu desespero, sabendo que eu sofreria sérias conseqüências me joguei de um penhasco. Eu descobri que minha confidente havia falado a meu pai de minha situação, esta empregada por poucas moedas havia destruído com minha vida e ao olhar para ela vi minha mãe, para o meu amante vi o pai de minha filha nesta vida e o velho que fui prometida, vi meu marido que hoje é meu apoio e rocha. Não sei exatamente até onde fui e se realmente isso aconteceu, mas amenizou consideravelmente minha raiva e rancor de minha mãe, percebi que ela não consegue compreender seus atos, precisa muito da atenção e pena alheia e para isso não importa os sentimentos dos outros, seu umbigo é seu mundo e é só o que importa. Mesmo que eu tente conversar e explicar o motivo de minha mágoa, ela se põe na defensiva, não aceita que errou e que os outros devem estar do seu lado apoiando.
    Percebi que na realidade ela tem uma mentalidade de uma adolescente, com toda sua imaturidade, libido e falta de responsabilidade. É realmente triste quando uma pessoa tem oportunidade de evoluir como Ser e modificar um futuro, mas sua preocupação é seu mundo e sua vida, não a vida alheia. Talvez o mais desanimador é ver que esta pessoa não compreende seus erros e não aceita que tenha feito algo errado, querendo que haja afeto onde não foi plantada a árvore do amor. As frases que ela mais utiliza é que nos ensinou a trabalhar, a dar valor ao trabalho; nós fomos bem encaminhados e que uns tapas não fazem mal a ninguém. O que respondo é que trabalho é necessário, mas na idade certa e prioridade é estudo; não nos tornamos drogados, prostitutas e outros afins, só mesmo por nossa índole e pela ajuda e encaminhamento dos Orixás, nós fizemos nossos caminhos e o que temos hoje foi pelo nosso esforço, nem quando passamos fome tivemos um pai ou mãe preocupados em saber se estávamos bem, só não podíamos fazer passar vergonha e por fim bater nunca é a solução, até posso dizer que um tapa na hora certa corrige um pepino torto, mas descontar nos filhos as frustrações é algo imperdoável.
    Tenho certeza que fui encaminhada pelos meus guias para o caminho espiritual e também tenho certeza que essa senhora que por cinco anos tomou dinheiro de minha mãe não é do candomblé ou de qualquer outra linha espiritual, simplesmente é uma farsante que utiliza da fraqueza e carência alheia para conseguir por meio de palavras de consolo no momento certo e ameaçadoras como “aparelho espiritual” em momentos onde precisa reforçar a escravidão e vícios do cliente querer saber o futuro. Hoje tenho fé e peço forças as Orixás e os Guias para eu conseguir mais uma vez perdoar e relevar as palavras ofensivas de minha mãe e tentar amenizar as minhas que soltei ao vento em momentos acalorados onde eu como boa filha de Ogum não guardo o que me incomoda e falo a verdade dura e crua, mas sempre por querer esclarecer e melhorar e nunca por maldade.

    Com respeito deixo um abraços a todos.


  264. Ju Prates, boa tarde, minha irmã.

    Li todo seu relato, durante a leitura lembrei de histórias de pelo menos dois livros que li que são bem parecidas com a sua.
    Não há mais o que falar e como duvidar que você sempre foi muito bem ilumunada e muito bem acompanhada pelos orixás.

    Muito obrigada por nos ter dado a oportunidade de conhecer uma história de vida como a sua, de consciência e fé!

    Axé!


  265. Boa noite.
    Preciso receber uma informação e comentário:

    Fui a um terreiro conhecido por mim e lá vi um assentamento de caboclo numa feitura de 21 anos.
    O babalawo disse que pode se assentar com certeza um cabloco nesse tipo de obrigação.
    Porém, em outra casa de uma conhecida a mesma me falou que estava assentando um baiano, assim como um caboclo na feitura de um yao que é “pai de santo” na umbanda.
    Isso é possível na visão de voces?
    Grato.


  266. Fabio em candomblé não se faz assentamento apra entidades. Na umbanda se cultua entidades mas não se faz obrigação de 21 anos e nem assentamentos. Quando vc fala em obrigação de 21 (que vc se refere como feitura de 21) isso me diz que dificilmente haveria necessidade de se assentar mais Orixá, afinal já é tempo suficiente apra todos terem sido assentados, sei que há casos especiais, mas aí são especiais. Mas estou falando de assentar Orixá. Assentar caboclo é invenção. Outro detalhe é que babalawo não faz parte do nosso culto religioso, babalawo cuida de outra área que são os Odús, outro assunto. Não terá sido o Babalorixá que disse isso?
    Agora sobre o yaô, não há o que falar, é invenção, isso não existe. Concordo que a pessoa que veio da umbanda deve continuar cultuando suas entidades sim, mas não com assentamentos e muito menos durante a iniciação, faz-se uma cerimonia específica apra as entidades, dá um agrado, mas assentamento durante a iniciação é triste. Esperoq ue este pai de santo/yaô aguardo o tempo devido antes de voltar a tocar umbanda, é o mínimo. Tomeje


  267. Gostaria de saber algo sobre o MALANDRO Martins da praça Maua´. Sabe alguma coisa sobre ele? no meu terreiro de umbanda ele baixa la e é o tipico malandro…


  268. Mauro nós não temos essa informação, mas nos sites ligados a umbanda talves vc encontre alguma coisa sobre malandro, acredito que nãos eja tão específico assim como a sua pergunta, mas sobre malandro em geral creio que sim. Tomeje


  269. Bom dia a todos!!!!

    Alguém pode me exclarecer uma dúvida.

    Qual a diferença de egum pra exú? de onde vem? o que fazem? Um pode virar o outro? porque os exus não encarnam? como é esse processo?

    Obrigado.


  270. Antonio não é questão de diferenças e sim de não haver semelhanças entre egum e exú, o que há é uma forma pejorativa de se dirigir aos exús e espíritos ou guias da umbanda como eguns. Egum é o espírito de um ancestral que é reverenciado de tempos em tempos, mas apra isso a pessoa deve ter feito por onde, deve ter sido alguém de reconhecida importancia para a comunidade, não que os outros não sejam e não mereçam reconhecimento, mas culto só a uns poucos. Mas por entendimento geral, todo morto é egum e por entendimento geral os espíritos que vem na umbanda são chamados pejorativamente de eguns, não deixam de ser, mas precisa de um entimento mais profundo do assunto, vc pode ler os posts ligados a este assunto clicando na foto da Manuela, e ler sobre egun e sobre umbanda.

    Flash Mob – Participe da 1a mobilização do nosso blog, colabore com uma das intituições e contribua para dar evidencia social à nossa religião. Tomeje


  271. Obrigado Nelson Souza, valeu, vou dar uma olhada sim.


  272. É normal da vontade de rir quando estamos tomando um ébo?


  273. em Dezembro 2, 2009 às 7:54 pm Fernando D'Osogiyan

    dudu,

    Não é normal, e deve ser apurado no jogo. Pode estar fazendo ebó à toa, em vão.

    Axé,


  274. vlw pela resposta mas tbm ouvir dizer q isso acontecia pq a bompo gira encosta na gente será q naum é isto?
    obrigado!!!

    AX!!!


  275. em Dezembro 4, 2009 às 9:54 pm Fernando D'Osogiyan

    dudu,

    cabe ao zelador dar caminho a tal bombo gira, que não encostará mais nem em poste.

    Axé,


  276. Gostaria de saber qual o Orixá que regerá o ano de 2010?
    Annelise


  277. em Dezembro 8, 2009 às 12:15 am Fernando D'Osogiyan

    annelise,

    Antigamente mãe Regina do Asé bangbosè, fazia o jogo e nos guiávamos por ela, com sua passagem, não sei quem fará este ano, vamos aguardar.

    Vale ressaltar que Oxalá sempre está presente no começo e no fim do ano.

    Axé,


  278. olá pessoal!!!
    eu tenho uma guia azul de oxossi eu queria saber como eu uso ela sertamente pq quando a mae de santo me deu ela nao me falo nd. algumas pessoas fala quem tem que fazer alguma coisa antes de coloca e antes de tira nao sei vcs poreriam me dizer oq devo fazer.

    obrigadoo axe pra todos…


  279. OLá Marcos Felipe
    As guias são confeccionadas dentro da casa de axé e de tempos em tmepos elas devem passar por uma renovação,mas isso quando a pessoa é iniciada.Vc ode utilizar aa proteção,mas sabendo que isso tem uma “validade”.
    Axé


  280. ola meus amigos gostaria de saber se podem me informa o nome ciêntifico da erva mata cabra e como encontra -la

    o mais obrigado


  281. Jorge eu fui pesquizar e não encontrei este nome em nenhum lugar, esperemos que outros possam te ajudar. Tomeje


  282. Bom dia,

    Vim neste site na verdade, pesquisar sobre o candomblé tendo em vista que sou leiga no assunto, a família do meu ex namorado acredita e é praticante, tendo em vista alguns problemas que eles estão passando, decidir verificar como eu poderia ajudar, porém acredito que seja inviavel realizar qualquer trabalho (pois me foi passado um), quando estamos desacreditados, por isso venho aqui, pedir ajuda a vocês, para que me expliquem um pouco melhor sobre como tudo isso funciona e se eu realmente tenho como ajudar meu ex namorado, uma pessoa muito importante pra mim.

    Desde já agraeço a colaboração e peço deculpas de não ser muito clara, e que ainda tenho dificuldade pra acreditar e aceitar tudo que está acontecendo.

    Obrigada.


  283. Manuela,
    gostaria de me comunicar com vc.
    Pode ser por e-mail? como faço?
    Até.
    Agradeço.
    F.


  284. em Dezembro 26, 2009 às 1:38 pm Fernando D'Osogiyan

    T. Alves,

    Para uma pessoa leiga no assunto, é muito difícil lhe ajudar e apontar algum caminho. Entregue tudo nas mãos de Pai Oxalá, peça a ele misericórdia!

    Feliz 2010!

    Axé,


  285. Prezados,

    Gostaria de entender porque os buzios mostram claramente desde maio de 2009, que um triangulo amoroso vai se findar e o mesmo nao acontece.
    Confio muito no Pai de Santo que cuida de mim, mas neste momento estou muito confusa. Tenho uma consulta com ele e os buzios amanhã e gostaria de saber se posso perguntar e falar sobre minhas confusões e duvidas, pois eu não gostaria de ter mais um ano de tortura nesta relação.

    Muito obrigada pela atenção.

    Keli


  286. Keli afirmar que um caso vai ter fim é sempre complicado pois depende de outros fatores que não estão nas mãos de quem joga os búzios, por isso se te foi dada esta informação o zelador deve se aprofundar neste assunto nesta sua próxima consulta apra saber o que fazer e como agir. Vc pode perguntar tudo que desejar numa consulta. Tomeje


  287. Como faço para saber qual o meu santo, não sou adepto ao candomblé, porém gostaria de saber.

    Agradeço pela atenção.


  288. em Janeiro 2, 2010 às 3:08 pm lucia g. silva

    Prezado Nelson sou Lucia G. Silva, de Belem do Pará, tive informações de você por um amigo de Natal quando conversavámos sobre a religiosidade africana, na conversa dizia a ele como era confuso a questão da nossa identidade, sabemos tão pouco de nós brasileiros, toda nossa educação e formação está ainda centrada na cultura européia, sabemos que houve a miscigenação, mas falamos de contribuição quando tratamos do negro e do indio na nossa formação, sincretismo há, mas também é velado quando vamos definir conceito de religião, a religião cristã, a religião católica, as crenças africanas, as crenças indigenas, enfim vários conceitos que vão diminuindo os outros para definir o que somos, embrora tenhamos um discurso de que as coisas estão mudando…enfim a a partir desse cenário que me vejo, como alguém que gostaria de saber se eu como brasileira, incluida no catolicismo, nascida na década de 70 qual seria a minha relação com a religiosidade africana, ou como pode ser estabelecido esse link, que creio eu ainda é uma lacuna na minha vida…todos nós temos algum guia??? Bem acho que já é um começo…


  289. Mayck, boa tarde.
    Pra saber o orixá, a regra é geral. Só é possível através da consulta ao jogo de búzios com um zelador. Não se vá por características físicas, data de nascimento, ou horóscopo. O orixá não depende desses fatores, apenas do que diz os búzios.

    Axé!


  290. Lúcia Silva há um brincadeira sobre religião que diz “segundo o entendimento religioso atual, todos vão pra o inferno” isso está ligado ao entendimento que vem sendo difundido por segemntos religiosos de que “se vc não pertence aquela denominação religiosa, vc fatalemnte vai apra o inferno”. O candomblé não é assim, ele é inclusivo e democrático,a ceita a todos e não quer ser o único meio de comunicação com Deus/Orixá/Vodum/Inkises, somos todos filhos de um mesmo criador,no nosso caso, em Ketu, o nome Dele é Olodumare. Então cremos que todos tem Orixá, mas nem todos precisam seguir, estar ou cultuar Orixás, podem ou desejam estar em outro segmento religioso, mas isso não os transforma em “inimigos” de nossa religião, entende? Todos tem Orixá sim, mas a escolha cabe a cada um de nós. Nossa religião é milenar e tem seus próprios caminhos, dógmas e liturgias, que as vezes não bem entendidos por que é de fora da religião e este link que vc fala só será de fato criado quando a pessoa entende a beleza do culto e da cultura envolvida no candomblé. Acho que se vc ler os “mitos da criação do mundo segundo a visão yorubá” (procure desta forma no google) vc vai ter um bom começo. Temos tb alguns bons livros sobre a mitologia dos Orixás e outros livros com estudos antropológicos muito bons. E temos tb a nossa boa vontade, se vc quizer saber mais é sóperguntar e ler aqui no blog,estamos a sua disposição, grande axé em 2010. Tomeje


  291. Olá, primeiramente um MARAVILHOSO 2010 a todos…..eu já passaei por aqui algumas vezes e fui muito bem recebida pelo Nelson e pela Dayane que por sinal me ajudou muito…..um grande bjo Dayane, e voltei com outras questões que vão surgindo quando vamos lendo e aprendendo um pouco sobre o tema religiosidade afro brasileira, primeiro qual a diferença entre orixá e guia os dois termos tem o mesmo significado ou não…..a segunda minha tia foi a um terreiro e pediram a ela que levasse alguns materiais e surge a questão, pediram para ela alguns animais mais ela não sabe direito se é para preparar alimentos ou não, ela não acha muito legal…este tipo de coisa, agora vem a questão isso é normal a mantaça de animais esta intimamente ligada ao candomblé ou somente a magia negra, a terceira questão fiquei sabendo sobre alguns rituais para iniciados um tanto quanto sanguinolentos gostaria de saber (se puderem me explicar) se isso é real?, e só como sugestão gostaria de pedir que se puderem trabalhar no blog essa questão na magia negra…que acaba por manchar a imagem dos seguimentos religiosos afro brasileiros, por exemplo acredito que o Brasil ficou muito chocado com a história do menino que foi perfurado com agulhas pelo padrasto em alguns rituais de magia negra e por consequência as pessoas associam isso ao candomblé, é legal a gente ter informação para pode conversar, e explicar quando a questão vem a tona para que fique claro as diferenças.
    Agradeço muitissimo a ajuda e a boa vontade de vocês, um grande abraço. Mari.


  292. Mariana o primeiro passo é vc determinar em que segmento vc se sente feliz, há a umbanda, o candomblé, o kardecismo e outros, mas no candomblé há sim o sacrifício animal, vc pode ler nos post na barra lateral sobre este assunto, mas somente o entendimento e convívio pode te dar a clareza necessaria e o conhecimento sobre os motivos desta cerimonia que não tem nada de bárbaro ou sanguinolentos rsrsrsrsrs. Eu em particular acho que discutir esta coisa de magia negra é dar credibildade a uma prática que não tem fundamento religioso amparado no candomblé,a cho que é dar mais visibilidade e importancia a um assunto que não deveria ser dado tanta importancia assim. Não sei se é correto ou não esta prática e nem sei se é verdadeira esta prática, porque o candomblé não lida com diabos ou pactos, pra mim não passa de uma crendiçe ou de alucinações de mentes perturbadas, por isso eu em particular não creio mesmo. Mas como informação a título de escalrecimento acho que é importante o seu pedido, vamos analisar sim. Há pouco tempo tivemos um manifesto de repúdio publicado aqui no blog, creio que no foi último post publicado pela Manuela, dá um aolhada nos últimos post dela e procure os comentários destes posts, achoque está lá. Tomeje


  293. Olá Mariana,
    Wow, você está de volta e perguntadora também! 🙂
    Vamos então por partes, tentar responder às suas questões.
    Alguns rituais implicam o sacrifício de animais sim, e não se trata de magia negra, nem nada do género. Parte-se apenas do principio de que há uma troca de “energias” e uma oferenda de “força vital”, mas esses rituais terão sempre que ser feitos observando o respeito pela vida que se está a sacrificar/oferendar e com conhecimento exacto daquilo que se está a fazer. Existe já aqui no blog uma matéria que fala sobre o Sacrifício que poderá ajudar a escalrecer este ponto, bem como diversas outras matérias sobre os diversos tipos de sangue (verde, vermelho, etc.) que são utilizados em rituais específicos, e o porquê disso. Não esqueça que se trata de fundamento, e que essas coisas pouco têm que ver com opções mais recentes da humanidade (que eu aceito e compreendo também), mas que não devemos confundir. Eu detesto crueldade, especialmente a crueldade gratuita, mas um sacrificio animal nunca é um acto de crueldade à luz do entendimento e da cultura Afro que está na base do Candomblé.
    Não sei o que você ouviu sobre rituais sanguinolentos, mas presumo que se está a referir às Kuras que são feitas nos iniciados. Sobre este assunto também temos já alguma matéria postada aqui no blog. Dê uma olhada.
    Já a questão desse crime perpretado por essas pessoas nessa criança. é isso mesmo, crime, e nada tem que ver com o Candomblé, nem mesmo com Umbanda ou qualquer religião.
    A chamada Magia Negra não é religião. Tem muitos seguidores por esse mundo fora, mas que lhe asseguro não trabalham com o mesmo intuito e no mesmo sentido que os seguidores do Candomblé e de diversas outras religiões de origem Afro que acabam sendo colocadas no “mesmo saco”. Só de facto com base em desconhecimento da realidade do Candomblé, ou com o intuito de denegrir mesmo é que essa relação pode ser feita, e em qualquer dos casos é lamentável.
    Só alguém que não é do bem, ou que não esteja em seu perfeito estado de sanidade mental poderia fazer um acto desses numa criança, e aqui não há desculpas com religiões ou credos… é um crime hediondo, e ponto. Como tal, deve ser punido severamente.
    No entanto, permita-me dizer que verifiquei muito aproveitamento em diversos meios de comunicação (jornais, tv, internet) tentando fazer precisamente essa ponte entre aqueles actos horríveis e o Candomblé, mencionando, entre outras coisas, que um dos intervenientes no caso era uma “Mãe de Santo”.
    Sabe, por vezes fica difícil saber por onde acudir primeiro, se discutindo, expondo e lutando contra a discriminação religiosa, ou se expôr e lutar contra tanta gente que incorrectamente se faz passar por pertencer a uma religião que nada tem a ver com as práticas de magias negras e afins.
    Fica a sua sugestão de desenvolver aqui algumas outras matérias que possam ajudar a esclarecer melhor essas situações e diferenças.
    Axé!


  294. Manuela feliz ano novo e feliz aniversário 19/12, rsrsrsrsrsrssr estou paroveitando este momento aqui porque não sei se tens recebido meus mails rsrsrsrsrsrsrsrs Beijos.


  295. Obrigado pela resposta, vou procurar.

    Bjs e tenha um ótimo 2010.

    Oxalá os abençoe!


  296. Olá Nelson e Manuela primeiramente obrigada pela compreensão e pelos esclarecimentos, a questão dos rituais tanto com animais quanto no processo de iniciação já ficou mais clara vou seguir as sugestões e olhar melhor os artigos aqui no blog, pois eu sempre confiro os arquivos antigos e recentes mais sobre este tema em expecifico acabou por passsar despercebido, quanto a questão da magia negra, acontece o seguinte no conceito popular candomblé, umbanda são sinonimos de magia negra, isso pode ocorrer por causa destes seguimentos serem oriundos da Africa e na frase magia estar o termo “negra” unido, não sei mais sempre que se procura explicar, as pessoas acabam questionando uma serie de coisas e dizendo a seguinte frase”a para mim é tudo a mesma coisa”, e a gente que tenta enterder melhor o assunto e que quer mostra as diferenças acaba ficando sem palavras, por isso a sugestão para pessoas que tem interesse em ler sobre o candomblé dentre outros seguimetos afro brasileiros terem argumentação no momento de mostrar as diferenças, eu por exemplo sempre que me deparo com este tipo de situação mostro dentro da história que os termos e os seguimentos são diferentes, por exemplo, eu explico que o candomblé, umbanda dentre outras religiões que vieram com os negros e que hoje ficou como herança para nós, estão na história da antiguidade africana, e só se deslocou da mãe Africa com a exploração dos povos europeus na Africa, já a magia negra ela esta liga a um cultura também milenar mas européia este termo é utilizado pela bruxaria, este seguimento sim trabalha muito com esta frase, mais o problema é que alguns adeptos do candomblé tomaram posse deste termo e ai quando isso é posto a mesa cade a argumentação?……então com relação a magia negra seria mais isso mesmo, a base para a argumentação.
    Quero também me corrigir pois quando usei o termo sanguinolentos não me referia a mortes, mais sim a questão do uso do sangue de animais em alguns rituais de iniciação, e outra questão que eu também coloque é qual a diferença entre guia e orixá? se realmente exite diferença. um grande abraço e muitissimo obrigada pela ajuda. Mari.


  297. em Janeiro 6, 2010 às 2:53 pm Victor J. Marques

    Olá! Li com atenção o que secreveu sobre esta religião e a fé. Sou um homem de pouca fé e grandes dúvidas sobre religião, diria mesmo que sou 50% agnóstico, e nos outros 50% atribuo a dúvida à minha capacidade intelectual de atingir uma fé ao desconhecido. Até à poucos meses frequentei um terreiro candomblé em Portugal, levado por uma amiga que muito amo, tendo participado com total exposição e respeito em várias sessões. Me defeniram como”Xango”, sendo minha amiga “Oxum”, embora em leituras e pesquisas que tenho feito, tenha chegado à conclusão que ela, è coincidente de um modo quase a100% com Yansã”. Procuro um comforto espiritual, a que possa acorrer nesta vida atribulada que levamos, mas se por um lado abomino figuras (santos), como cultos, por outro por vezes e em desespero apelo por Eles. Não me conformo com o paralelismo de “Orixás”, com “Santos do cristsanismo” ou de outras religiões, me perdoe mas acho um oportunismo inqualificável. Estou escrevendo este comentáio porque o que li e você escreveu me deu alguma paz, por a achar boa e verdadeira na sua fé. Se achar minimamente justo dê-me um conselho ou se não um pequeno conforto.
    Axé


  298. Olá Mariana,
    A referência de “guia” é mais utilizada na Umbanda e nos centros espíritas, não é um termo utilizado no Candomblé, mas é frequente as pessoas se referirem ao seu Orixá de cabeça como sendo o seu Guia, especialmente entre as pessoas da Umbanda.
    Com relação à Umbanda gostaria de rectificar que não é proveniente de África. A Umbanda nasceu no Brasil, mas adoptou elementos do Candomblé e de diversos outros segmentos de ordem espiritual como o Kardecismo.
    Com relação a Magia Negra, ela tem diversas proveniências, em realidade existe desde sempre (tal como a magia branca) em todos os continentes. A utilização da referência da magia negra em relação ao Candomblé é meramente pejurativa, e foi durante muitos anos incitada pela Igreja católica, que proibia os cultos afro, e para os condenar classificava-os dessa forma, estabelecendo também paralelos com cultos satanicos, numa forma “desesperada” de tentar assustar e afastar as pessoas desses cultos – este tipo de prática da Igreja viveu-se tanto nos países de onde os escravos saíram como nos países de destino, entre eles o Brasil. O “Diabo” é uma figura da Igreja católica, ele não existe no Candomblé, e nem mesmo esse conceito.
    Se você der uma olhada nos posts sobre o Sincretismo e sobre Exu vai entender melhor aquilo de que estou a falar.
    Axé!


  299. gostaria de saber mais sobre a pomba gira do lodo tem muito pouco sobre ela na internet , gostaria que se possivel vçs ´soubessem de alguma casa em são paulo que medius recebem está entidade , obrigado gosto muito do site de vçs bjos
    Axe


  300. Olha só, nada melhor do que o conhecimento, eu sempre passei a informação errada por este motivo sempre me irritava quando estas questões sugiam em conversas com amigos…, mais agora sim estou entendendo melhor meu erro e tenho condições de corrigi-los quanto a questão do guia ficou muito clara, e aquestão da cosntrução da imagem do “diabo” a Dayane já havia me explicado mesmo assim agradeço. Muitissimo obrigada pelo auxilio, pela informação e principalmente pela paciência estou muito grata. Obridaga e um grande abraço Mari.


  301. Mari! Você voltou, minha irmã! rsrsrsr

    E pelo jeito querendo entender tudo bem certinho. Isso é bom pra você. E sendo tão bem assistida pela minha Velhinha Manuela, então está tudo bem.
    Vim para dar-lhe as boas vindas mais uma vez rsrsr

    Axé!


  302. em Janeiro 7, 2010 às 9:02 pm INGRID SANTA RITA

    NÃO SEI MUITO BEM SOBRE ESSAS COISAR ….MAIS GOSTARIA DE UM TRABALHO PARA QUE MEU EX VOLTE PARA MIM
    OQ FAÇO?


  303. Ola!
    Gostaria de saber se vcs podem me informar o significado do uso do keler pr que ele serve pq o yao tem q uso e depois ele é quebrado pq?

    AXÉ!!!


  304. Olá minha querida Dayane sim voltei com mais dúvidas, e a Manuela esta tendo bastante paciência comigo me explicando tudo……certinho ela é uma querida, eu senti sua falta. obrigada pela recepção!!!! um grande abraço. Mari.


  305. Olá Dudu
    O kelê representa a sua ligação com o seu orixá,o axé que é colocado em sua iniciação.Kelê é único e dura a vida toda, não se quebra kelê,ele é usado novamente nas obrigações seguintes.Muitos o chamam de jóia do orixá.
    Axé


  306. Oi Manuela depois de nossas conversas e suas explicações estou lendo mais sobre os diversos temas postados no blog, e lendo dois sobre as Pompagiras fiquei um pouco confusa e ao mesmo tempo curiosa, primeiro a questão da Umbanda e do Candomblé, você escreveu que elas são figuras da Umbanda mais que alguns segmentos do Candomblé também trabalham com elas?, não entendi esta questão direito, e outra coisa é que no outro artigo você disse que elas tem suas linhas eu gostaria de saber qual é a da Maria Padilha?, obrigada, abraços .Mari.


  307. Olá Mariana, pois é, minha irmã. O tempo tá apertado, por isso que não tenho respondido tanto por aqui, mas a equipe é muito eficiente e dá conta do recado rsrsr.
    Sobre as pombagiras, é exatamante isso que você leu. Inicialmente elas são entidades que começaram a ser cultuadas na Umbanda, já que a Umbanda é um segmento diferente do candoblé. O Candomblé não trabalha com entidades, e sim com orixás e ancestralidade ( a nossa família, antepassado religioso é sempre lembrado e cultuado, pois tudo partiu deles e se não fossem por nossos antepassados, não estaríamos aqui) esse culto é o chamado a Egun.

    As pombagiras, assim como outras entidades, por terem sido pessoas e por terem já morrido, podem até serem consideradas eguns, porém o culto no Candomblé é voltado aos iniciados, zeladores, enfim, aos que pertenceram a comunidade religiosa e partiram. Na verdade, na verdade a única semelhança entre os que pertencem ao culto à Egun e as pombagiras, é que um dias eles também foram mortais, apenas isso.

    No passar do tempo, essas entidades (pombagiras) passaram a ficar mais populares por causa do crescimento da Umbanda e por causa dos seus feitos relacionados a amor e sexualidade. E com essa popularidade, muitas pessoas (mesmo sendo de Candomblé) passaram a conhecer, possivelmente gostaram e alguns começaram a trabalhar com essas entidades.
    Eu não sei a origem, de como começou o culto delas na Umbanda, mas sei que esse culto não existe no Camdomblé. Embora haja muuuitas casas que trabalham com elas, tudo é feito muito separadamente do culto dos orixás, pois não existe uma definição específica dentro do nosso segmento para elas. Atualmente é muito raro perceber uma casa pura, sem que haja o trabalho com entidades de umbanda. Mas é sempre bom deixar claro que esse tipo de trabalho não é feito misturadamente, é cada um no seu lugar.

    Mari, eu não sei sobre as linhas das pombagiras, mas se alguém souber, com certeza virá e responderá.

    Axé!


  308. Olá REnata
    A resposta acima da Dayane pode te ajudar
    Não temos material sobre pombagira do lodo.
    axé


  309. Boa noite , desejo a vcs um feliz 2010 de muito axé. venho aqui desde então desabafar um pouco com vcs , sou um adepto do coandomble muito apaixonado pela religião , porem não fiz nenhuma obrigação . Tenho tb familiares meus e imãos de sangue que ja são de dentro da RELIGIÃO que ja fizeram santo e tudo mais , quando eu vou ao terreiro onde meus familiares e irmãos frequenta eu fico fascinado com as incorporações dos orixas e quando o tambor começa a tocar o candomble eu tb entro na roda para dançar porque algo me chama para dentro da roda e danço a noite toda kkkkkk adoro dançar o candomble. Mas certa vez joguei meus buzios para saber meu santo a minha mãe de santo que eu considero como minha mãe, mesmo sem ter feito o santo ainda,mas tb por ela ser uma pessoa extremamente do bem que sempre esta ali para ajudar a quem precisa.Ela me informo que meu santo era obaluae mas que xango estava muito presente e que meu odun axo que foi isso que ela falo (odun) não me lembro bem ta negativo e que eu prcisava de uma limpeza e eu fix essa limpeza.Eu perguntei a ela se eu era rodante ela jogo os buzios e disse que era cedo para saber porque so na hora do bolonan é que vamos saber pois sei qu existe pessoas que não recebe seu orixa.Desde então venho pensando comigo mesmo sozinho sem falar a ninguem , que minha maior felicidade seria receber meu orixa sentir a presença dele e tudo mais , e não consigo imaginar que nunca nessa vida eu não vou receber meu orixa ,se isso acontecer irei ficar muito triste e creio que vou perder o brilho e a paixão pelo candomble. Não almejo e nem pretendo ser cargo e nem ogan , sei da função da responsabilidade do respeito e importancia de cada cargo dentro de um terreiro.Vcs estão são os primeiros o qual desabafo essa historia , não desabafo com outras pessoas e nem familiares meus porque as pessoas sempre interpreta mal as coisas achando que vc é um invejoso e que vc não é nada por não receber meu orixa .Gostaria muito de receber meu orixa sentir sua força sua energia e mostrar que eu tb tenho santo e sem receber meu orixa vou sentir uma sensação de vazio , de uma pessoa sozinha sem a presença de meu orixa e vou perder o encanto pela religião e isso fico pensando o dia todas as noites antes de dormir de como vai ser se eu não receber meu orixa.obrigado a todos vcs por ouvir meu desabafo intimo e pessoal gostaria que todos vcs podescem le isso .AXÉEEE


  310. Olá meu anjo, imagino que estaja bastante corrido mesmo, mais agradeço pela sua ajuda e por separar um pouquinho do seu tempo para me auxiliar, sua explicação clariou bastante meu entendimento agora sim da para perceber melhor como isso tudo funciona, sobre a outra questão tudo bem quando alguem tiver um tempinho responde, bjs muito obridaga e um bom fim de semana. Mari.


  311. Olá Victor J. Marques,
    Agradeço em primeiro lugar as suas palavras e fico feliz por saber que encontrou algum sentido e/ou paz através daquilo que leu neste texto introdutório do blog.
    Noto que está algo instisfeito e muito hesitante quanto à sua continuidade na religião, pois as suas questões revelam que não concorda com algumas práticas a que assistiu ou vivenciou.
    A questão do paralelismo entre os Orixás e os santos católicos tem entre nós o nome de Sincretismo. No passado não era permitido aos escravos trazidos de África o culto dos Orixás, então, como forma de contornar isso, eles encontraram o sincretismo, ou seja, estabelecer o paralelo entre os Orixás e os santos católicos através das suas características, tendo assim a possibilidade de continuar a cultuar os Orixás de forma dissimulada. Mais tarde, seria com a criação da Umbanda no Brasil que este paralelismo continuaria a ter força. O sincretismo assim, viria a ficar enraizado ainda mais fortemente. Se a isto juntarmos o facto de tanto Portugal como Brasil serem países fortemente cristãos, assim como a América latina e o mundo ocidental em geral, torna-se mais dificil ainda que as pessoas se libertem deste conceito.
    O candomblé tradicional hoje em dia luta bastante para acabar com o sincretismo, uma vez que ele já não se justifica. A luta pela liberdade religiosa continua, mas já temos liberdade de culto. Por outro lado, é muito comum encontrar casas que não são tradicionais e onde se misturam conceitos do Candomblé e da Umbanda e isso também gera alguma confusão em quem chega… Por muito que algumas delas tenham até instituido que num dia tocam para candomblé e que no outro é para Umbanda… as águas continuam a se misturar. Acima de tudo é portanto necessário ter noção daquilo que é practica dentro de cada casa, e ou se aceita e continua ou então há que partir para outra e procurar a casa onde nos sentimos mais completos, em suma, mais “em casa”.
    Quanto às características da pessoa e qula seria o seu Orixá, o facto de haver muitas coincidências não quer dizer que seja assim. Apenas uma consulta de búzios (feita por um pai ou uma mãe de santo com conhecimento e real fundamento do Candomblé) pode revelar os Orixás da pessoa (o Orixá de cabeça, o Juntó, etc.), e pode até ser que essa sua amiga tenha também Iansã. Na realidade, até à hora da feitura tudo pode mudar, pois é nessa hora que aquele que é o Orixá de cabeça da pessoa vai deixar bem claro quem é, qual é a sua qualidade, etc..
    Dê uma olhada nos posts sobre o sincretismo e sobre as nações do Candomblé, bem como os posts sobre Candomblé e Umbanda que creio vão lhe dar mais alguma luz sobre o assunto.
    Que todos os Orixás sempre lhe tragam caminhos de Paz!
    Axé!


  312. Em Janeiro 9, 2010 às 1:57 am eu YAGHINHO enviei um pequeno texto para vcs um humilde desabafo meu particular e não tive retorno , peço a vcs que me retorne por favor agradeço a todos pela atenção .


  313. obrigado carol pela explicação axé!!!


  314. Yaghinho, você começou falando muito bonito sobre a religião, sobre o amor que você tem a religião. Isso foi me deixando feliz até chegar na parte que você disse que perderia o encanto pela religião caso não venha a rodar. Eu até entendo o que você diz, só que não é por que somos rodantes que temos mais orixá, o orixá está comigo na mesma intensidade que está com um ogan e uma ekedy. A aproximação do nosso orixá também depende muito de nós, sabia?
    Quem disse que ogan não pode sentir a energia do orixá, a presença??? Eles não rodam, mas sensibilidade de perceber e de sentir também pertence a eles.
    Yaghinho, acho muito bonito sentimentos que independem de fatores, de possibilidades e “impossibilidades” e esse é o tipo de sentimento perfeito que devemos ter por uma religião. Olodumare nos criou assim: uns para cuidarem, outros para serem cuidados. O ogan tá ali pra isso, não há obrigação, não há toque que aconteça bem se não há ogans e ekedys no barracão.
    O que eu acho incrível é que as únicas pessoas que têm essa percepção de como é lindo, encantador um orixá virado e dançando são justamente aqueles que estão olhando, pois nós, quando estamos virados, não temos nenhuma consciência disso, do que está sendo visto e sentido, acredita? Falo, pois sou rodante, porém rodo pouco pra uam yawô, então muitos toques fico ajudando como se não fosse rodante e cá pra nós, meu irmão, me sinto muito importante quando minha yá pede pra ir até tal orixá que acabou de rodar, levantá-lo e levá-lo aos ilús rsrsrsr

    Meu irmão, lembre-se de uma coisa: não existe “se”, ao menos nesses casos, ou você é rodante ou não é, isso já foi decidido´, já está no seu caminho e ninguém te tira, nem seu orixá, ele fará de acordo com o que tem que ser feito.
    Eu não tenho muito o que falar quanto a esse casos, pois sempre ouço coisas parecidas: ogans que queriam rodar, rodantes que queria ser ogans. O que você tem que ter em mente, Yaghinho, é que você tem um orixá que te ama, que te quer bem e não será mais ou menos se você for rodante ou ogan. Você primeiro tem que construir um elo com ele antes de pensar na beleza do Candomblé, no ritmo, em rodar ou não, pois esses fatores acontecem temporariamente, uma duas vezes ao mês, mas o amor, a cumplicidade entre você e seu orixá será vivido todos os dias, durante a labuta, a alegria, a tristeza… Durante todas as horas da sua vida e isso não é medido por quem roda ou por quem não roda.

    Deixe a poeira baixar, tire um pouco isso da cabeça e em vez de parar todos os dias pra pensar como será se você rodar, pare um momento pra pensar, pra conversar com o seu orixá. Isso tráz uma sensação boa danada, além de ajudar a “desanuviar” a mente e o nosso espírito, além de ser nessas horas que encontramos caminhos para nós mesmos.
    Procure compreender-se, meu irmão.

    Axé!


  315. DAYANE primeiramente estou agradecido pela consideração, e seu gesto humilde de ouvir meu desabafo e de certemente ter mim compreendido.Adorei sua opinião que vc irmã elaboro de forma bastante construtiva e segura fazendo com que eu realmente venha a me acalmar e pensar nos fatos.
    Vou com certeza começar a cuidar das minhas obrigações com o orixa ,por etapas iniciando com um obi quea minha mãe ja me disse que tenho que fazer para poder esfriar minha cabeça. Tenho fé e acredito na religião , quando falei que poderia perder o encanto se caso eu não virar no meu orixa, peço desculpas a vc pois saiba que foi um momento de fraqueza minha no meu desabafo porque o meu desejo falo muito alto junto com meu coração não sei te esplicar o porque, e tb sei que nada depende mim infelizmente .Irei realmente tirar um pouco isso da minha cabeça e procurar me unir mais com meu orixa conversando com ele todas as noites ao inves de pensar em rodar ou não com orixa. A minha maior preocupação é se eu não for rodante e ficar dentro de mim o senimento e o desejo a vontade de receber sempre meu orixa isso pode até me levar a alguns sentimento muitoi ruim como(descepção ,tristeza e inveja).
    Adorei conversar com vc minha irmã se assim posso chamar , tu me parece uma pessoa de bom coração ,descule pelo me parece vc realmente é boa de coração e tem uma aurea muito positiva obrigado .
    ESPERO TUA RESPOSTA OK . AXÉEEEEEEEEEEEEEEEEEE


  316. Ô meu irmão, muito obrigada por suas palavras, de verdade.
    Yaghinho, caso você não seja rodante, você só se verá decepcionado, triste ou com inveja, se caso você (você mesmo) se enverede por esse caminho. Quem poderá te levar a algum lugar será você mesmo.
    Todos nós temos a nossa importância, todos temos nosso espaço, nossas funções numa casa de axé, você também terá uma.
    Deixe o tempo atuar, meu irmão. Frequente a sua casa e deixe se descobrir qual será sua função dentro da casa, qual será sua aptidão nela, mas tudo isso com calma e sem pensar em “possibilidades”. Vá vivendo o agora, meu irmão. Esse tempo.

    Axé!


  317. DAYANE , muito obrigado pelas suas palavras de conforto , irei seguilas pode ter certeza disso .Breve voltarei aqui de novo para comunicar de como vai esta indo a minha vida espiritual dentro do candomblé , espero sempre contar com seus conselhos construtivos e objetivos .Gosto de pessoas assim claras diretas e objetivas e com segurança no que diz.
    So tenho a te agradecer por me ouvir , vou deixar tudo nas mãos do nosso pai maior e deixar que as coisas aconteça de forma natural , espero que eu possa realizar tudo aquilo que almejo e desejo dentro do candomblé meu orixa deverá saber o que é melhor para mim .


  318. ALGUEM ME AJUDE MORO EM SALVADOR E MINHA IRMÃO ESTA COM PROBLEMA O MARIDO DELA SAIU DE CASA E JA ESTA MORANDO COM OUTRA PESSOA ,JA FOMOS EM UMA CASA FAZER TRABALHO MAIS ATE AGORA NADA ADIANTOW SEM FALAR QUE ELA TBM TA NO AVISO DO TRABALHO,ELA SÓ TRABALHA ATE DIA 30/2010DESTE MES..QUERIA SABER O QUE FAZER NESSE CASO ELA ESTAR DESESPERADA E TENHO MEDO DO PIOR….DESDE JA AGRADEÇO
    SE SOUBER ALGUMA CASA QUE TRABALHE BEM ME AVISA.


  319. Olá e boa madrugada !!!!!
    Só hoje e neste momento é que percebi quantas coisas
    já aprendi em minhas visitas a voces, senti um certo va
    zio e ñ percebi que houve ausencia temporária. É até
    muito engraçado da minha parte. Só tenho a agradecer
    pois meu zelador jamais faria parte desta riqueza vir –
    tual e não me suportaria c. tantas perguntas. Portanto
    e por enquanto, já ñ me sinto mais um vazio meio que
    inesplicável.
    me senti realizada com o relato do seminário e ñ sen-
    ti nada de grosseria de sua parte, vou aguardar mais
    como uma bela curiosidade. Desejo a todos muita luz ,
    saude prosperidade e continuar este trabalho tão lin-
    do. Muitos Axés para 2010 e outros tantosssssssss


  320. Josantana, você está preocupada com o caso da separação da sua irmã ou se com emprego dela?
    Sobre a separação da sua irmã, se seu marido saiu de casa e se já está com outra pessoa, claramente, já dá pra perceber que ele não quer continuar com o casamento. E isso todos têm direito, se acha que não tá dando certo procurar um novo caminho e consequentemente com outra pessoa. Isso é livre arbítrio, minha irmã. Temos que aprender a respeitar.
    E sobre o emprego, enquanto a previsão não acontece, peça pra ela ir se organizando, procurar outras maneiras, contatos para essa possível demissão para que caso isso aconteça, mas faça que ela não viva nada de véspera. Prepare-se para o futuro, mas não viva o futuro.

    Axé!


  321. M. Jussara, bom dia.
    Ficamos muito felizes em poder ajudá-la de alguma forma, mesmo estando “longe” uns dos outros rsrsrs
    Venha sempre que quizer falar, perguntar. No que pudermos, você será ajudada.

    Muito Axé pra ti, minha irmã!


  322. Olá a todos do blog…
    não sou iniciado em nenhuma casa e ainda desconheço meu orixá de cabeça, hoje fui a uma ialorixá e a mesma cobra 50 reais apenas para a leitura de búzios…
    conversei um tempo com ela e ela me falou de fazer um assentamento para minha pombogira, e depois fazer ebó, para então jogar búzios pra saber meu orixá de cabeça…
    1º pra fazer assentamento, precisa “comprar o chão de exú?”ela me falou q precisaria de 77 reais pra comprar esse tal chão ou espaço de exú.
    estudo a Umbanda há dois anos, conheço minha pombogira, sou fascinado pelas religiões afro descendentes… por isso estou sempre pesquisando na internet…
    é normal os babalawos ou babalorixás ou ialorixás cobrarem pra ver o orixá de cabeça da pessoa?
    estou um pouco confuso…
    desculpem pela confusão das informaçoes e duvidas. aguardo resposta…

    muito axé pra todos…


  323. Marcos em primeiro lugar não se assenta pombagira, isso não é parte do candomblé, candomblé não cultua pombagira e muito menos assenta-se. Outro coisa é que não é preciso fazer ebó para saber o orixá. Sobre cobrabça apra jogar é normal sim, mas te recomendo que procure outra pessoa e uma casa tradicional e de candomblé mesmo. Tomeje


  324. seria o assentamento dela, no lugar do assentamento de exú, essa ialorixá, falou de fazer o ebó entes do borí, pra depois do bori ver o santo, e então, fazer o santo…
    agradeço pela resposta…

    fiquei mesmo muito vonfuso, mas estou começando a entender… Marcos.


  325. boa noite estou perdi precisando de uma ajuda meu tio umbandista disse q teve uma revelação de q o exu do meu namorado esta furioso comigo não sei o pq ele até falou q ele pode me matar dormindo isto realmente pode acontecer? não tenho como falar com meu namorado pois ele esta recolhido não sei o q fazer pois estou confuso tenho certeza de q não fiz nada contra o exu e nem contra a pessoa q amo o q tenho feito até hoje e ao maximo é ter ajudado ele gostaria de saber se alguem pode me dizer alguma coisa pois agora to com medo de dormi obrigado!!!


  326. em Janeiro 29, 2010 às 11:34 pm Fernando D'Osogiyan

    dudu,

    Medo de que? Furioso por que? Revelação sem explicação? Nos poupe Dudu, confie em Deus e fé na vida!

    Axé,


  327. desculpa apenas sou uma pessoa q não sabe sobre exu então achei q alguem poderia me dizer alguma coisa mas pode deixar q aparti de hoje irei poupar vc com as minhas pergunta!!!


  328. em Janeiro 31, 2010 às 12:12 pm Fernando D'Osogiyan

    dudu,

    Não entenda mal, lutamos contra essas pessoas que tentam mestificar a religião, emprobecer a espiritualidade das pessoas, então, poupe-se também você irmão, dessas bobagens, seja firme e forte, pis quem pode mais é Deus!

    Sory,

    Fernando


  329. Bom dia,

    Estive em uma casa de candomblé onde depois de pegar confiança, acabei fazendo uns banhos e um ebó. Posteriormente foi realizado um jogo de búzios onde segundo o pai de santo, relatou que seria importante eu dar um borí e que o jogo estava mostrando que eu teria que fazer o santo. Concordei em fazer o borí, fui até a casa do pai de santo onde comecei a tomar nota das coisas que eu precisaria comprar para realizar esse ritual, mas no momento que estava realizando as anotações me senti muito mau, mas não deixei transparecer e fiquei na minha e fui embora, ligando depois dizendo que não faria mais o borí. Ele comentou que sabia que eu não faria o borí. Mas ele disse que era para eu ficar tarnquilo e realizar o borí apenas quando eu achar que devo. Algumas coisas vem acontecendo não sei se é da minha cabeça ou não. Eu não tenho tido já algum tempo uma noite tranquila de sono, e em alguns dias que se passaram eu fiquei mais ou menos uma semana passando em claro sem dormir direto praticamente, fiquei com uma fadiga quase que insuportavél durante uma semana, chegando a ir no pronto-socorro, onde fui examinado e nada foi diagnosticado.

    Bom, hoje estou bem melhor mas não voltei mais no terreiro, tenho tido contato por telefone com o pai de santo, mas até o momento não realizei nenhum tipo de ritual.

    Escrevi para vocês para ter uma palavra de orientação talvez, em relação aos meus relatos.

    Muito obrigado

    Rodrigo


  330. Boa tarde Nelson,

    Eu não consegui achar a resposta para as minhas dúvidas postada no blog. Esta em algum lugar especifico.

    Abraços

    Rodrigo


  331. Olá Rodrigo
    Não há local específico, seu comentário não foi respondido, Devemos ter passado por ele e nos perdido, a demanda é grande!
    Olha só, eu não sei no que lhe orientar,temos um post sobre bori que ,peço que por favor, vc dê uma lida.O bori não é vinculativo, não lhe obriga a fazer santo. Mas se vc não sente confiança, firmeza nessa casa, não adianta vc ir lá pára dar um bori.
    É uma decisão pessoal e que somente vc pode tomar.Não sei o que pode estar causando sua insônia,mas é preciso que vc afastte causas físicas.Axé


  332. Obrigado Carol!


  333. sou de oxumare com omulu,qual a qualidade do meu oxumare


  334. Antonio não há uma regra apra saber a qualidade do orixá pela combinação de orixás na sua cabeça.
    Na minha opinião há uma onda de “todos querem saber qualidade de Orixá” isso é minha opinião, ok? Mas para que? Com que finalidade se a maioria não conheçe na verdade nada ou quase nada sobre o Orixá. Sei que no seu caso assim como de muitas pessoas é um carinho imenso que te trouxe aqui para pedir ajuda, e venho eu te encher com meus pensamentos, mas a verdade é que saber a qualidade do Orixá sem ser iniciado atrapalha mais que ajuda o filho de santo que acaba por conhecer ou se fixar num determinado aspecto do Orixá, e não o conheçe como energia Orixá única. Além do mais em muitos casos simplesmente não há informação escrita disponível e o aprendizado tem que ser mesmo dentro da Casa de Axé. Que será sempre o melhor local.
    O que te aconselho é que vc se interesse neste momento em conheçer muito bem o Orixá. A qualidade virá com o tempo e vc terá conhecido lendas maravilhosas e informações úteis ao seu aprendizado. Isso é que eu acho.” Tomeje do Ogum


  335. gostei muito me ajuda bastante a enteder o candomble


  336. Boa noite eu gostaria de saber se o contra egun tem um tempo determinado de uso , se ele precisa ser refeito?? Será que tem alguem que possa me esclarecer esta duvida ,pois desde já agradeço


  337. Ingrid o contra egum tem o tempo que o seu uso permite, alguns usam tanto epor tanto tempo que acabam por se desgastar mesmo, é normal substituir o contra egun. Tomeje


  338. OLA MEU NOME É DEISYANE EU QUERIA AS BER SE VC MIN DIZ SUA OPINIÃO DO MEU SONHO.
    EU SONHEI QUE MINHA AVÓ E MEU CPLEGA NIM BOTARAM EM UM QUARTO ESCUTO E DISSERA 3 NOMES DE ORIXÁ O 1: ERA NÃNÃ 2:ERA XÁNGO E O 3 NÃO FICO NA MINHA CABEÇA EU QUERIA SABER O QUE VC ACHA
    OUTRO ACONTESSINENTO FOI QUE EU TAVA LAVANDO O COPO DE VIDANCIA DO SENHOR OGUM QUE É MINHA AVÓ QUE ZELAE DEREPENTE MIN DEU UMA FALTA DE AR O QUE VC PODE MIN DIZER .
    SERA QUE VC PODEM MANDAR A RESPOSTA POR EMAIL É :deis_ypic@hotmail.com
    Se não poder deixe a resposta como comentário o mas rápido possível ta obrigado !


  339. Boa tarde, soube que sou filha de oxum pandá com oxossi (não sei se ta escrito certo) não frequento nenhum lugar apenas um amigo meu jogou buzios pois eu queria saber pq tinha muitas dores na barriga aí ele disse q eu tava levando uma surra de oxum. Não entendi bem, queria saber mais sobre esse orixá.


  340. Anny, já apra começar devo dizer que numa única consulta ao jogo não se ve qualidade de orixá, que neste caso seria Oxum Ipondá, mas como te disse, numa única consulta não se ve isso, que é um assunto muito mais complexo que uma simples consulta. É como ir no ginecologista e ele só te olhar e diagnosticar uma doença, sem exames de ressonancia, ultra e outros, entende? Pois bem, diante disso, tb posso lhe garantir que Oxum não dá surra em seus filhos sem antes um aviso e como no seu caso vc não frequenta casa de axé, creio que seja difícil que isso de surra seja verdadeiro. Oxum de fato rege estes assunto femininos (ventre), Oxum está ligada a fecundidade e fertilidade sim, ms não é porque Ela apreçe num jogo que significa que o “problema” tenha relação com Ela. Já foi descartada a possibilidade de assunto clínico/médico? Se foi, procure outro jogo, com alguém que conheça de fato o jogo. Sobre conhecer mais, teos no blog diversos assuntos relacionados a Oxum é sópesquizar, fique a vontade, leia tb os comentários dests posts relacionados a Oxum. Tomeje


  341. Por favor, gostaria de participar do blog de vcs tenho muitas duvidas e sei que vcs são muito serios e responsaveis, por isso gostaria de saber como faço para receber as respostas de vcs. como participo desse site,
    muito obrigado


  342. em Fevereiro 28, 2010 às 10:31 am Fernando D'Osogiyan

    Simone favero,

    Assim com estou lhe respondendo que você participa, não estamos o tempo todo, porém, estamos quase todo o dia.

    Vamos conversando, eu, Carol, Daya, Tomeje, Mamuela a qualquer momento iremos responder, OK!

    Axé,

    Fernando


  343. OLÁ BOM DIA POR FAVOR NECESSITO DE AJUDA MUITA MESMO BOM ME CHAMO KLEYTON MORO EM SP – ZL EU NAMORO COM UM RAPAZ A SEIS MESES E ELE É DE AXÉ E PAI DE SANTO NOS DAMOS BEM MAS EU NÃO ESTOU SENDO EU MESMO EU AMO ELE COM MAIS INTENSO AMOR SOU GAY SIM ….MINHA FAMILIA NÃO SABIA A PRIMEIRA PESSOA QUE APRESENTEI ELE FOI MINHA TIA QUE É DE UMBANDA MÃE DE SANTO TAMBÉM FOI ML ELA NÃO SE IDENTIFICOU COM ELE MAS NEM ME IMPORTO,TENHO O DESEJO ENORME DE ENTRAR NA RELIGIÃO MAS ULTIMAMENTE TENHO SIDO E FICADO MAL NÃO CONSIGO ME INTERRAGIR COM AS PESSOAS NÃO CONSIGO SORRIR MEU NAMORADO ELE QQUER QUE EU SEJA MELHOR E EU ACABO SEMPRE BRIGANDO COM ELE POR CIUMES QUANDO ELE SAI FICO COM APERTO NO CORAÇÃO E E DOLOROSO MINHA MÃE JA SABE DA EGNETE E ACEITOU EU NÃO QUERO E NEM PRECISO AMARAR ELE PRA MIM POIS SEI DOS SENTIMENTOS DELE ………………O QUE FAÇO PARA VOLTAR SER COMO ERA NO TRABALHO SINTO CLIMA PESADO E CARGADO E DOR NO PEITO OU MELHOR NO CORAÇÃO POIS FICO SERIO E NÃO QUERO CONVERSA AS PESSOAS QUE ME CONHECEM SABE COMO SOU E ESTARNHAM EU AMO ESTE HOMEM COM A MAIOR ORÇA DO MUNDO NÃO QUERO PERDE-LO POR CAUSA DO MEU JEITO QUE NÃO É MEU QUERO CONSEGUIR BRINCAR E INTERRAGIR COM AS PESSOAS ACREDITO EU QUE TALVEZ EU DEVA ME FILIAR AO AXÉ SERÁ QUE ISSO FARA EU SER UMA PESSOA MAIS ANIMADA E FELIZ POIS SEMPRE FICO QUETO NÃO CONVERSO E QUANDO ELE SORRI COM OS OUTROS SINTO UM POUCO DE CIUMES E COMEÇO A ACHAR QUE ELE NÃO E O MESMO CONOSCO……O QUE POSSO FAZER PARA MUDAR MAS LEMBRANDO O DESEJO DA RELIGIÃO É REAL NÃO POR ELE ……………POR FAVOR ME RESPONDAM POR -EMAIL OU MENSAGEM -EMAIL KLEYONSUPERPOP@YAHOO.COM.BR ME AJUDEM A MUDAR E SER ALGUEM MAIS FELIZ POR FAVOR ME AJUDEM O QUE POSSO FAZER ,EXISTE UM BANHO PARA ME LIMPAR PARA TER ANIMO E MAIS ALEGRIA ALGUMA COIS POR FAVOR MUITO OBRIGADO MEU FONE É 011 7571-5380 KLEYTON


  344. POR FAVOR ME AJUDEM QUERO MUITO ATÉ RECEBER ENTIDADE MINHA TER MEU ORIXA PARA CONSOLO E GUIAR-ME NÃO SEI SE FALO BESTEIRA MAS É O QUE SINTO CORREÇÃO DO MEU E-MAIL KLEYTONSUPERPOP@YAHOO.COM.BR

    NASCIDO EM 06/02/1984
    KLEYTON ROBERTO BARBOSA


  345. Kleyton, existem dois fatos no seu comentário: um é a sua personalidade que anda diferente e outra é a vontade de se integrar a comunidade religiosa. Só que você tem que pensar que uma coisa pode estar ligada a outra ou não, preste atenção. Por que entrar para o axé te melhoraria? Você quer melhorar para não perder seu namorado ou por você?
    Nosso organismo vive trabalhando, exercitando a homeostase, meu irmão. Homeostase é a capacidade que o nosso organismo se equilibrar mediante as condições externas, exemplo, se faz muito frio, nosso organismo trabalhará para que a temperatura do nosso corpo aumente, se fizer muito calor, ele trabalha para diminuir a nossa temperatura para atingir um equilíbrio, e nos manter vivos. Nosso sistema trabalha em prol do funcionamento, em prol da VIDA. É esse equilíbrio que devemos ter. Às vezes, o amor intenso não nos tráz esse equilíbrio.
    Meu irmão, pode está a se entabecer em ti uma depressão. Procure um médico e um jogo de búzios, veja o que o zelador pode te falar, se ele passará um bori, pois seu ori deve está muito confuso.

    Axé!


  346. OBRIGADO PELO AJUDA MINHA AMIGA IRMÃ DAYANE REALMENTE TENHO O DESEJO SIM DE ENTRAR NA RELIGIÃO NÃO PELO MEU NAMORADO MAS POR MIM ….EM RELAÇÃO A ELE AMO MAIS DO QUE TUDO NESTE VIDA E ISSO ME DOI UM POUCO POR QUE TO COM DUAS PERSONALIDADES MESMO MAS MEU SENTIMENTO E REAL E DESEJO TAMBÉM ELE E A PESSOA MAIS ESPECIL NESTE MUNDO PRA MIM ELE NEM DESEJA MUTO QUE EU FAÇA PARTE MAS NÃO SEI TENHO DESEJO ACHO QUE PODE ME AJUDAR TAMBEM VOU PROCURAR O JOGO DE BUZIOS SINCERAMENTE ESTOU MAL DE VERDADE TO SENDO UMA PESOA INCONVINIENTE PRA ELE COM MINHAS ATITUDES O JOGO DE BUZIOS PODE ME EXPLICAR O QUE OCORRE ??? UMA COISA EU NÃO DESEJO SENTIR É QUE EU O PERCA PRA OUTRO MAS ISSO NÃO EXISTE TENHO CERTEZA MAS QUANDO NÃO ESTOU PERTO FICO COM ESTE APERTO ME ACABA COMIGO NOS GOSTAMOS MUITO E COMO ELE É PAI DE SANTO ELE MESMO MME DIZ NÃO PODER SER SEU FILHO DEVIDO AS NORMAS E NOSSA RELAÇÃO E ENTENDO MAS VOU VER QUERO SER ALEGRE ESTOU SENPRE TRISTE E DE CARA FECHADA NAO CONSIGO SORRIR QUERO BRINCAR E EM ALEGAR COM ELE TAMBÉM MAS NÃO CONSIGO SINTO QUE SE FIZERAM ALGO CONTRA MIM ESTOU ME ACABANDO ………………..


  347. minha duvida esta la encina nas niguen tiro


  348. Caro Nelson,
    Estive recentemente num terreiro, onde, após jogo de búzios, me foi revelado que meu orixá de cabeça seria oxossi, enquanto o outro, seria oxalá. Contudo, não compreendo qual relação de prevalência entre os dois orixás, e quais características de orixá seriam mais marcantes em mim.
    Ademais, considerando que um outro pai de santo, sem jogar os búzios, disse que meu orixá era xangô, pergunto se seria possível ocorrer um equívoco por parte do primeiro pai de santo, o qual teria jogado os búzios.
    Após analisar as caracterísiticas dos dois orixás (xangô e oxossi) percebo em mim características de ambos.
    Gostaria de uma orientação.
    Por fim, parabenizo-lhe pela clareza e serenidade das respostas.


  349. em Março 20, 2010 às 1:16 am Fernando D'Osogiyan

    deisyane,

    Sonhar com Orixás é bom presságio, boas notícias. O problema da falta de ar, seria bom ir a um médico para se certificar de sua pressão, etc. Ogun pode estar mostrando-lhe este caminho.

    Fique mais tranquila na paz de pai Oxalá.

    Axé,


  350. Robério o caminho é frequentar um axé como abiã e ir devagar, com calma, vendo o que aconteçe. Há uma máxima no candomblé que é “abiã não tem orixá” e isso quer dizer que só se sabe de fato qual o orixá da pessoa quando esta é iniciada, até lá tudo pode acontecer, então o caminho é ir devagar e ser abiã, é fundamental para o futro do yaô. Tomeje


  351. pai nelson, me tire uma duvida por favor, uma pessoa que ja fez obori catulagem por fim raspou no santo e agora vai dar obrigaçao de 3 anos ela pode ja ter um barracão e filhos de santo? obrigado axe


  352. em Abril 10, 2010 às 7:07 pm Thiago Corrêa

    Olá Manuela,

    Meu nome é Thiago e eu gostaria de conhecer um candomblé da naçao Ketu. No entanto, nao tenho ninguem da minha família, nenhum amigo e nenhum endereço disponível. Moro em Niterói. Será que voce poderia me ajudar?

    um abraço,


  353. Thiago nós temos agora aqui no RJ um site do “censo dos terreiros”, pro favor, procure no google por este nome e vc vai encontrar o site, é lá tem informações sobre casas de Ketu e deve ter alguma perto de vc. Tem tb o site de mae Marcia de Oxum que tem uma bela roça em São Gonçalo. Tomeje


  354. Marilene de forma alguma alguém tão novo deve se aventurar a abrir uma roça e muito menos colocar a mão na cabeça de alguém. Tomeje


  355. em Abril 12, 2010 às 2:35 am Thiago Corrêa

    Nelson,

    muito obrigado pela resposta prestativa! Já encontrei o site da Mae Márcia de Oxum e entrarei em contato. Pela confiança na sua indicacao e pelo “curriculum” dela, acho que é lá que eu vou. 🙂

    um abraço,


  356. Thiago vc vai gostar dela com certeza. Tomeje


  357. Motumbá!!sou iniciada de oya á 4 anos, e estou a procura de informações sobre a qualidade do meu orixá Logunare!
    O meu zelador me passou algumas coisas! mas sempre é bom nos apurar, Para que um dia possamos ajudar algúem.
    Obrigado!! que Oya lhe agracie!!


  358. em Abril 18, 2010 às 6:20 pm Fernando D'Osogiyan

    patricia,

    Seu orixá é Logun Edé, príncipe de Ilexá, o caçador das águas doces. Esse “are” eu não entendi, por favor, pergunte a ele o que significa e nos conte.

    Oyá seja fulé!

    Axé,


  359. FUI A UM TERREIRO DE UMA MÃE DE SANTO BEM . E ELA ME INFORMO QUE EU ESTOU COM UMA GUERRA DE ORIXA OU SEJA OS ORIXAS ESTÃO BRIGANDO POR MIM .PARA SOLUCIONAR ESSE PROBLEMA ELA RESOLVEU FAZER UM BORI PARA EQUILIBRAR E SABER QUEM É MEU ORIXA DE FRENTE .PORQUE EXISTE ESSA GUERRA DE ORIXA ?ESSA GUERRA PODE PREJUDICAR UM INICIANTE NO CANDOMBLÉ?E DEPOIS DESSE BORI EU POSSO RODA NO SANTO?


  360. BOA TARDE!!!mais uma vez estou aki a procura de algumas respostas e antes de tudo quero primeiramente agradecer novamente como sempre, o espaço que vcs todos estão abrindo para nós…..muitissimo grata pelo auxilio quero fazer uma pergunta um tanto quanto pessoal porém que vem me encomodando nos útilmos meses, é que nada se ouve falar sobre este assunto a não ser algumas pessoas que falam de forma preconceituosa, gostaria de saber como os seguimentos afro-brasilerios tratam a questão da homoxessualidade?, pois para alguns é algo que esta junto da pessoa, para outro seguimentos é um demonio, dentre outras várias vertentes mais nunca ouvi fala sobre nenhum tipo de posicionamento do candomblé com relação a isso e gostaria de saber?
    Grata pelo auxilio
    Obrigada Mari


  361. ago senhores moderadores, vou postar minha opnião.
    kebeça, esta guerra de orixa ,é uma forma poetica de dizer q vc esta sobre a rejencia de varios deles ao mesmo tempo.
    e o eborí ,vai lhe dar força para poder identificar uma energia entre estas ok.
    quanto a rodar com santo …
    se estiver em seus caminhos , depois q vc tomar o eborí, e ir frequentando o candomblé, o orixa pode sim dar sinais ok.
    espero ter ajudado de alguma forma.


  362. fala mariana tudo bom de novo rsrsrsrrs.

    irmã, o candomblé é a RELIGIÃO DA NATUREZA ok.

    outro dia , estive assistindo o canal discovery ,e estava passando um documentario falando da hosexualidade no mundo animal.
    foi bem engraçado… o interessante foi q me deparei com coisas q nem popderia supor, exemplo :
    o leão quando vai namorar a leoa , é agressivo morde o pescoço e etc..
    mas quando um vai namorar outro do mesmo sexo…
    q amor… o bicho é carinhoso lambe , tem o maior cuidado rsrsrs.
    isso ocorre com macacos , com cães , gatos, humanos e etc…
    incrivel né? como pode uma coisa q está na natureza animal ser condenada?
    o homem também é um animal , é racional, mais responde aos instintos animais sim, pq não?
    dizem q é poceção demoniaca, espirito de pombogira e etc…
    pura baléla , faz parte do instinto ,e da natureza de alguns individuos, e é acima de tudo uma opção, não um defeito .
    todos temos o direito de ser feliz , se não estivermos prejudicamos ninguem logico .
    espero ter ajudado!
    tata ofange , hétero, e candomblecista… religião sem falsos pudores.


  363. Mariana o posicionamento do candomblé é o da liberdade, leia o post da Dayane que está na capa do blog e fala sobre “Pecados”. O candomblé não tem nada contra o homossexualismo pois entede que seja um modo de ser, natural. Tomeje


  364. PORQUE EXISTEM PESSOAS QUE NÃO RODA NO SANTO ? CONHEÇO ALGUNS AMIGOS MEUS QUE VIVEM NO CANDAOMBLE GOSTA DA RELIGIÃO E ATE AGORA NÃO RODA NO SANTO, E ALGUNS DELES TB TEM UMA VONTADE MUITO GRANDE DE SENTIR A ENERGIA DO SEU ORIXA OU SEJA RODAR NO SANTO .TEM ALGUMA COISA QUE POSSA FAZER PARA AS PESSOAS QUE NÃO RODA PASSAR A RODAR .


  365. Kabeça, virar ou rodar de orixá não é questão de vontade e sim de determinação dos orixás. Mas existem os ogãs e ekedjis que são cargos e/ou funções tão bonitas, dignas e importantes como os rodantes. Tomeje


  366. Ola, Boa tarde a todos.
    Eu Tenho uma duvida! sou apenas simpatizante da religiao e estou lendo algumas coisas que me deixam um pouco confusa. na nacao de angola tem 3 raizes…bate folha, tombensi e tumbajussara. mas percebo que em algumas por exemplo bate folha é Oxossi ja em tumbajussara o Oxossi é chamado de Gongobila em tumbensi é Cabila. alguem poderia me esclarecer. o porque de tantas divergencias. e no bate folha como realmente sao chamados os orixas.
    Obrigada


  367. Boa noite a minha bença.
    gostaria de saber o que o senhor sabe sobre os orixas Oya Fefé e Bade se são voduns ou orixas e quem são eles.
    Obrigado!!!


  368. ago senhores blogstas…
    bom dia jessica, como vai? jessica existe varias ramificações de angola sim:

    a raiz de todas é bate folhas
    e temos:
    tumba jussara
    cassange
    goméia
    congo
    cambinda
    todas éstas, são de origem bantur.
    as nações desta origem falam o bantur , kibundo e outros idiomas inclusive um pouco de português.

    éstas nações querida, são detentoras de um vocabulario muito extenso,tão grande q chega a se perder.
    o q posso te dizer é q em bate folhas não se usa ioruba em hipotese alguma ok
    sendo desta forma o modo correto de se falar.
    mas, existem ramificações ( mistura ) q o utilizam secundariamente no cotidiano do abassa( barracão .)

    o axé tumba jussara, ( mistura do meu amado tatetu ciriaco)
    o utiliza, e digo q faço parte de axé com muito orgulho,
    porém a forma correta é:
    n’kissi, não orixa

    exú=pambu n’jila, mavambu, aluvaia
    ogun= n’kossi,mukumbe
    odé= kabila, mutalambo
    ossãe=katende
    obaluae=kaviungo
    omolú=n’subo ,cafunge
    oxumarê=angoro,hongolo
    xango=n ‘zaze , kambaraguange
    oya/iasã=bamburucema, matamba
    oba=mina luvango, katamba,bamburucema( vide jogo bz)
    ewa=hongolomea, dandalunda,ou até matamba(videjogo)
    oxum= dandalunda
    logun=terecopensu, gongobila
    yemanja=caia, mikaia,kaiatumba
    nanã= zubaranda
    oxala= casute , lembariganga, lemba
    ifá= kassubenca
    estes são os similares querida , e aonde está vide jogo, é pq não tem em angola ok
    tata ofange, digina em yruba … se certo ou errado
    kivanda de mutalambo
    espero ter ajudado


  369. Anne sobre Bade, este é um vodum sim e não conheço muito sobre Ele. Sobre Oyá, Oyá Afefe ou Padá procure infrmações no post qualidades de Oyá e nos comentários do post. Tomeje


  370. CONCORDO PLENAMENTE COM O SENHOR NELSON SOUZA, A RESPEITO DAS FUNÇÕES DOS CARGOS NE UM TERREIRO DE CANDOMBLE , SEI TB ACREDITO NA DETERMIÇÃO DOS ORIXAS EM QUEM DEVE RODAR OU NÃO .
    MAS VEJO TB PESSOAS QUE PROCURA O CANDOMBLE COM PROCURAR QUALQUER OUTRA RELIGIÃO, MAS MUITAS PESSOAS ENTRA NO CANDOMBLE COM SEU DESEJO DE RECEBER SEU ORIXA E AO PERCEBER QUE NAO SÃO RODANTES FICAM DESMOTIVADOS PENSANDO QUE NÃO TEM ORIXA E NÃO ESTA IGUAL AQUELES QUE RODA ALGUNS JA ME FALARAM QUE SENTE UM VAZIO A FALTA DE ALGO.


  371. GOSTARIA TB QUE VCS FALEM UM POUCO DO CANDOMBLE NAGO


  372. Kabeça, essa questão de sentir vazio dura até o momento em que a pessoa consegue sentir a presença do orixá, o intermédio dele na sua vida, meu irmão. Isso, todos, independentemente de serem rodante ou não, podem sentir. E eu ainda afirmo que esse fato é muito importante, ter uma comunicação com o seu orixá, conhecê-lo é tão importante quanto rodar com ele. Muitos rodam com o orixá, mas nem todos ainda conhecem o seu orixá, e nem percebem-no nos acontecimentos das suas vidas.
    Constatar a presença do orixá nas nossas vidas está bem acima de sermos rodantes ou não. Basta percebermos isso.

    Axé!


  373. Benção a todos.
    Tenho uma dúvida sobre fases da lua…
    Quando falamos que temos que fazer certa oferenda ou obrigação em um periodo de lua cheia, nos referimos a que espaço de tempo especificamente?? Por exemplo, em maio de 2010 teremos:
    Mai 20 23:42 Quarto Crescente
    Mai 27 23:07 Lua Cheia
    Jun 04 22:13 Quarto Minguante

    Na impossibilidade do dia exato em que a lua se encontra cheia, podemos usar o espaço entre quarto crescente a cheia ou deve ser depois da lua cheia?? A partir de quando podemos considerar a “lua como cheia”? 4 dias antes e quatro depois? ou algo do gênero? existe alguma regra/ fundamento que explique isso??
    grata, Nina


  374. em Maio 6, 2010 às 9:30 pm Fernando D'Osogiyan

    Nina,

    Use sempre a semana da lua apenas, se de 27 de maio a 4 de junho ela está cheia, faça nesse periodo, só evite o primeiro e o último dia da semana.

    Axé,


  375. OI como faço pra ser associado no blog


  376. em Maio 24, 2010 às 2:56 am Vera Lúcia da Silva

    Caríssima Manuela

    Estava aqui na net, quando num relãmpago da minha mente, me veio a idéia de procurar por socorro…
    Ando muito preocupada com meu sobrinho mais velho; ele era um rapaz normal, estudioso, inteligente, até q apareceu falando aparentemente sozinho e piscando muito e fazendo caretas.
    Minha irmã o levou a vários médicos e estes detectaram esquisofrenia.
    Quando perguntamos para ele com quem ele fala, ele responde que é um certo homem q fala sem parar com ele, lhe dá ordens, em sua maioria para o mal, para se matar, matar alguém.
    Desmanchou com a namorada, vive uma vida, sem prazer, sem alegria, apático, deprimido; um rapaz q tem td para ser feliz, bonito, generoso… q fazer, amiga querida, como posso ajudar esse sobrinho q amo tanto??
    Despeço-me já agradecida e certa de q a luz vai voltar a brilhar…
    Com Carinho,
    Vera


  377. Vera o caminho é mesmo tratamento médico em primeiro lugar, não esqueça que esquizofrenia é doença e deve ser tratada com urgencia, não te recomendo procurar casas de axé sem antes tratar com medicamentos e psicólogos. Desculpe a dureza do comentário e a aparente falta de direcionamento religioso,mas casos assim é melhor que em primeiro lugar seja excluído qualquer problema psicológico e só depois procurar ajuda na religião. Te digo isso porque em quase na totalidade dos casos onde se procura religião pra estes casos as pessoas depositam “nas mãos de deus” a cura da pessoa e esquecem de procurar ajuda profissional e isso sempre causa mais problemas do que soluções na vida do paciente, por tanto, primeiro um bom tratamento médico. Tomeje


  378. Sou de Umbanda, filha de Omulu, que amo de paixão e sou simpatizante do Candomblé. Procurando informações sobre Logunedé, meu filho mais novo é filho deste maravilhoso Orixá, encontrei seu Blog, que achei muito bom e sério, como a religião merece.
    Parabéns e muito grata por nos oferecer uma fonte tão correta.
    Estarei sempre por aqui e já adicionei aos meus favoritos.
    beijos em seus corações!
    Dinah (filha de Lázaro)


  379. Olá!
    Estou procurando sem sucesso alguma árvore genealógica ou esquema gráfico que represente a hierarquia dos orixás, suas dependências mútuas, etc.
    Meu interesse nasceu ao ler o livro do Reginaldo Prandi, Mitologia dos Orixás.
    Abraço!


  380. OLá Dinah
    Seja bem vinda, no que puder iremos conversando e auxiliando
    Axé


  381. em Junho 3, 2010 às 9:06 am Luizinho Oxaguiã

    Prezada Mãe Manuella! Tudo bem? Graças a senhora, eu aprendi a fazer os calculos dos Odús…

    Mas como posso achar os orixás de: “Logun Edé, Ossaim, Egun, Airá, Ewá, Omolú e Ibeji?

    O Orixá Obaluaiyê parecem como regentes em dois Odús, nos: Numeros 3 que é “Etaogunda Meji” e no numero 7 que é “Odi Meji”. Os dois com elemento “TERRA”!

    Omolú só aparece depois como umas das influências no Odú de numero 5 que é de regência da orixá “Oxum”…

    Sei que Omolú é o orixá velho!
    E o Obaluaiyê é o mais novo!

    Mas por que tem Odús especificos para o Oxalá mais novo ( “Oxaguiã”: que é o meu de testa e da nuca. ) e para o mais velho ( “Oxalufã”: Que é o meu no centro da minha cabeça. )… Já os meus frontes direito deu “Ifá”. Que eu não sei de que orixá é esse? E o meu fronte esquerdo deu “Oxum”… Pois eu nasci em 08/06/1973. Até eu achava que o meu orixá fosse Omolú. Por causas das características dos filhos de Omolú, Na qual eu tenho grande simpatia, respeito e adimiração por esse grandioso orixá. Mas não aparece como regente em nenhum Odú!

    Outras dúvidas:

    Por que “Xangô” é regente de dois Odús? Odu de numero 6 que é “Obará Meji” e o de numero 12 que é “Eji-Laxebará” Ambos são do elemento “FOGO” e nos ambos aparecem o orixá “Logun Edé”… Mas como apenas influências… Talvez influência seja um termo que eu conheço por aqui no Rio de Janeiro como “Os orixás que comem juntos” muitos até aparecem e se repetem, Mas apenas mesmo como influências…

    Outras dúvidas:

    O grandioso orixá “Oxalá” aparecem com outros nomes?

    Ponho no google para ver especificações assim como encontro de outros orixás.. Mas não encontro nada referentes aos orixás: OBATALÁ, ORI, AJEXELUGÁ, ORUNMILÁ, IYA-MI, ODUDUA, ODÉ, DARIBÔ E “IFÁ”, Que deu no meu fronte direito!

    COMO PODE VER, SÃO PERGUNTAS QUE EU NÃO CONSIGO OBTER RESPOSTAS. PARA QUE EU POSSA AJUDAR OS MEUS AMIGOS QUE PRECISAM SE ENCONTRAREM NESSE MUNDO FANTASTICO QUE NÓS VIVEMOS… NO CASO A SENHORA OU QUALQUER UMA OUTRA PESSOA QUE PUDER ME AJUDAR! PODEM ME RESPONDER NOS MEUS E-MAILS TAMBÉM QUE SÃO: “LUIZWED.1987@HOTMAIL.COM” OU NO “LUIZWED@YAHOO.COM.BR”

    Muito obrigado pelo o carinho que a senhora tem em dividir os seus conhecimentos… Que me ajudaram a entender melhor o Candoblé que também era muito mal visto por mim… Hoje a sua sabedoria me fez compreender melhor o mundo dos orixás… E passo para as pessoas que existem outras pessoas com intuíções de ajudarem outros irmãos… Muito axé para os amigos do seu blog e em especial para senhora… Um forte abraço e mais uma vez obrigado!

    Anteciosamente e humildemente Luizinho de Oxaguiã.

    *Obs: Até tenho amigos que entende, Mas viajam muito ou estão sempre ocupados! Mas como eu tenho um equilibrio espiritual excelente e de uma paz interior infinitamente tranquila. Sou generoso tento ajudar aquelas que precisam da minha ajuda e ensiná-las a ter uma linha de raciocínio. Assim como eu tenho!

    Obrigado e aguardo respostas de sua grande sabedoria e visão!


  382. em Junho 3, 2010 às 11:59 am Fernando D'Osogiyan

    Luizinho Oxaguiã,

    Os odús precedem uma ordem de chegada à terra, dái numerá-los, entretanto, cada odú tem suas peculiaridades. O jogo de meredinlogun nos oferecem 16 principais Odús oriundos do sistema Ifá de Bangbòsé Obitikú.

    Obs: Note que Ifá é um sistema de Divinação da cultura africana Yorubá.

    Num mesmo odú vários Orixás podem estar nesse caminho, não existe a influência de um só Orixá, desdobrar o Odú é outra modalidade de entendimento de Ifá pelo sistema Ibò, portanto, não existe uma regra estabelecida para isso, existe apenas um conceito.

    Nâo é só Xangô que responde no odú Obará, temos Oxóssi, Oxun, Logun, Oyá, Orí, etc. Isto acontece para todos os odús, muitas vezes uma determinada qualidade de Orixá responde por exemplo em Okàran, em IjiOnilè, etc.

    Podemos chamar de Orixás principais de cada Odú, apenas isso, no que reduziu em muito a divinação e o entendimento sobre Ifá. Essa simplicidade de interpretação com um pequeno estudo de decorar as caídas difundiu a tal ponto que muitos interpretam o orixá de uma pessoa pelo o número de búzios que caiu no jogo. Então, se caiu o 12 abertos a pessoa é de Xangô, UM ABSURDO TOTAL, mas, é o que se ve por aí na sua grande maioria.

    Obatalá, Orunmilá, Daribô e Oduduwa pertecem ao panteão dos Orixás Funfun.

    Ajeselugá Orixá ligado água e a terra.

    Iya-Mí, as mães feiticeiras, Irumalés da noite.

    Odé é um caçador com o título de Oxóssi em Ketu.

    Orí é Orixá pessoal, aquele que detem o livre arbítrio, sem seu concentimento não se inicia para Orixá.

    Obaluaiye e Omolú são títulos que Xapanan o grande Orixá Sakpatá em África, andarilho, recebeu inúmeros títulos e mensões honrosas pelas cidades/tribos/lugarejos que passou e enfrentou e erradicou com seus poderes muitas doenças. Pode ser visto como um guerrero temível ao lado de Osogiyan, pode ser visto como um velho feiticeiro, também como Rei da nação Jeje, como irmão e amigo de Xangô, ligado de uma forma ou outra com vários Orixás, é com Nanã que mais se confunde e se traduz no grande Orixá do Panteão afro brasileiro do candomblé.

    A data de nascimento revela o odú de placenta, ou seja, o caminho pelo qual vieste ao mundo, embora alguns oriates e oluwos não aceitem, permito-me discordar baseado no que trazem para o caminho em sua vida.

    Espero ter contribuído um pouco, axé!

    Fernando Osogiyan


  383. em Junho 4, 2010 às 5:05 pm Luizinho de Oxaguiã

    Para o amigo Fernando!!

    Algumas coisas eu já entendi… Mas mesmo nos calculos para os Odús, O numero 16 tinha que significar algum orixá especificamente… E essa é uma coisa que eu não consigo passar para os meus amigos!! Então fica uma coisa indefinida e complexa… Sei que os calculos dos Odús não o mesmo que o jogo de Búzio que define de vez o orixá da pessoa… Mas tem outros orixás que também não bate com os Odús dos calculos assim como o orixá “Iroko” ! Mas se você souber com mais detalhes nos Odús o numero 16… Eu ficaria muito feliz… Um forte abraço.


  384. em Junho 4, 2010 às 7:57 pm Fernando D'Osogiyan

    Olá irmão Luizinho,

    Orunmilá é o Orixá no meredinlogun (16 abertos) que responde nessa caída. Orixá Funfun, pai dos segredos, pai dos Babalawos e está no caminho das pessoas de Oxalá e Oxun, sobre tudo os Zeladores desses Orixás.

    Oxaguiã nos abençoe,

    Axé,


  385. em Junho 11, 2010 às 6:11 pm ANDRE LUIZ PEREIRA SILVA DE ÓXALA

    CERTOS ZELADORES DE SANTO NÃO SÃO CAPAZES DE FAZREM CERTOS TRABALHOS NAS PESSOAS SEM DINHEIRO PORQUE DINHEIRO GERA DINHEIRO. MEU MOTIVO É QUE PESSOAS NÃO TEM CORAGEM DE FAZER CERTOS TRABALHOS PARA AJUDAR AS PESSOAS.
    TANTO QUE GOSTARIA DE MOSTRAR MEU DESAFETO PARA CERTOS FILHO DE SANTO QUE NÃO TEM CORAGEM DE AJUDAR AS PESSOAS E POR ISSO QUE A CADA DIA MAIS AS PESSOAS SE AFASTAM DA RELIGIÃO. BEM NESTA ORA VEMOS QUE SEM DINHEIRO NINGUEM SOBREVIVE E A CADA DIA MAIS PESSOAS NÃO TEM RESPEITO A RELEGIÃO. CARIDADE DE AJUDAR O PROXIMO SEMPRE VAI EXISTIR MAIS CERTAS PESSOAS TEMOS QUE REZA MUITO POR ELAS.


  386. Andre Luiz,
    Infelizmente seu desabafo é recorrente e procedente sim, e não digo em termos de Candomblé e Umbanda apenas. O dinheiro hoje tem envolvido muitos outros ciclos religiosos e não religiosos também. O dinheiro tem comprado caráteres, construído imagens e acabando com o sentimento de caridade das pessoas.
    Ontem eu ouvi um frase que um amigo me falou: “O dinheiro tem o valor que damos a ele”. O dinheiro é necessário, pois não estamos numa sociedade que vive através da subsistência, mas nós é quem escolhemos em qual posição ele estará nas nossas vidas e até onde a sua influência pode chegar.
    Muitos dizem que essa onda de fazer tudo por dinheiro contamina e vem crescendo. Eu tento seguir o fluxo inverso, ir contra essa enorme onda: devolver o troco que me dão errado, avisar a pessoa que seu dinheiro caiu do seu bolso, não ganhar por cima de outras pessoas. Acho que essas atitudes simples, que podem ser feitas por todos, são capazes de conter essa falta de solidariedade que tem crescido entre as pessoas. Falo isso não só a nível de religião, mas a todos o fatores presentes nas nossas vidas.

    Axé!


  387. em Junho 15, 2010 às 2:02 am Luizinho de Oxaguiã

    Boa noite amigo Fernando!! Vc poderia me falar sobre o orixá “Iroko” E “Ayrá”?
    Um Forte abraço com muito axé para você.


  388. Luizinho são dois orixas disitintos que vc pode ter mais informações lendo sobre elesna barra lateral em orixas e tb em lendas dos orixas. Tomeje


  389. em Junho 17, 2010 às 2:52 pm ANDRE LUIZ PEREIRA SILVA

    GOSTARIA DE FAZER UMA OBSERVAÇÃO SOBRE ALGUNS ZELADORES DE SANTO QUE EXISTE PAIS DE SANTO QUE AJUDAM AS PESSOAS QUE PRECISAM DE AJUDA. POR ISSO AGRADEÇO MUITO ESTE ZELADOR QUE ME TRANSMITIU SEUS CONHECIMENTOS E ME DEIXOU MAIS TRANQUILO E PENSAMENTOS POSITIVOS EM RELAÇÃO A RELEGIÃO. PORTANTO CONTINUO ELEVANDO AS PESSOAS QUE SÃO HUMIDES DENTRO DO RITUAL COM OS ÓRIXAS. MUITO OBRIGADO A ESSA PESSOA QUE ME TRANSMITIU ESPARANÇA EM RELAÇÃO A RELIGIÃO.


  390. André que bom que vc encontrou ajuda, mas te peço que retribua a ajuda que um certo filho de santo lhe deu um dia, acendendo velas para o seu Exú, dando pades e pedindo que lhe ajudasse a encontrar camihos, porque este certo filho eu sei que precisa de ajuda pois tb se encontra em dificuldades. Assim faremos um grande círculo de ajuda, um rezando e pedindo pelo outro, como deve ser numa boa casa de axé. Tomeje


  391. em Junho 23, 2010 às 11:18 am Luizinho de Oxaguiã

    Para o amigo Nelson Souza!!

    Sobre o orixá “Iroko” tudo bem! Mas o orixá “Ayrá” não vi nada especificamente. Até dei uma lida na parte que fala sobre “Xangô”, Mas não vi nada referente. Se puder me ajudar. Te agradeço! Um forte abraço e fique sempre na paz.


  392. Luizinho o problema é que não tem mesmo informação disponível sobre Ayrá, o que existe está fundido nos assuntos de Xangô, então o caminho é estudar os assuntos de Xangô e ir aos poucos achando material sobre Ayrá, não vejo outro caminho, infelizmente. Tomeje


  393. FIQUEI SABENDO DE SUA OBRIGAÇÃO DO CARGO NA DE SUA MÃE DE SANTO PARABENS E ESPERO QUE COM ESTE CARGO TENHA MUITAS EXPERIENCIA JUNTO AO ÓRIXA PORQUE ÓXALA E PAI E XANGO É REI DA JUSTIÇA. SUA BENÇA E QUE OGUM LHE TRAGA MUITOS TRABALHOS.


  394. André eu ainda não confirmei cargo, houve sim uma confirmação na roça mas não foi a minha, foi outro filho de Ogum, um que tem casa aberta. Com certeza Ogum vai me dar caminhos de trabalhos. Obrigado pela lembrança. Tomeje


  395. em Junho 29, 2010 às 1:00 am Francisca Ligia Gonçalves

    Boa Noite!

    Queria que tirassem uma duvida. Fui jogar buzios em varios pais de santo e cada um me deu um santo. Os últimos me deram Iemonja com oxum, ogum como terceiro santo, outro me deu oxum com ogun e o ultimo me deu oxossi e oxum. Sinceramente estou muito confusa, por favor tem alguém que possa me esclarecer, obrigado


  396. em Junho 29, 2010 às 12:14 pm Luizinho de Oxaguiã

    Para o amigo Nelson!! Certamente… Aos poucos vou obtendo informações!! Um forte abraço e fique sempre no axé da paz…


  397. Francisca muitas vezes o orixa aparece no jogo por um motivo diferente de ser o nosso “pai”, os motivos podem ser os mais diversos. O que sempre recomendo é que se faça uma boa pesquiza sobre quem vai jogar pra saber se a pessoa é realmente um bom zelador, isso normalmente vc encontra nas casas de tradição. Tomeje


  398. Nelson,

    Gostaria de conhecer mais acerca do candomblé, quem poderia jogar buzios para mim? Estou em Ribeirao Preto/SP. Existe alguém de confiança e que possa me ajudar? Obrigado


  399. Marcos procure na net por “pagina pessoal de reginaldo prandi” lá tem uma lista confiável de casas em SP. Eu só conheço a casa do meu irmão de santo, mas é em Campinas. Tomeje


  400. em Julho 2, 2010 às 4:38 pm Francisca Ligia Gonçalves

    Olá,

    Primeiramente quero agradecer e tirar uma duvida.

    Já fui em muitos pais de santo jogar buzios e me deram muitos santo de cabeça. Me deram Oba, Oxum com Ogum, Iemanja e Oxum, o último me deu Oxossi e Oxum, fico confusa, queria esclarecer. Abraços a todos.


  401. em Julho 2, 2010 às 4:49 pm Fernando D'Osogiyan

    Francisca,

    Isso que acontece com você, em que, cada vez que abre um jogo aparece um Orixá preponderando é normal. Generalizando, no jogo de búzios antes da pessoa ser iniciada, o que temos na verdade é apenas um parecer, ninguém pode afirmar o Orixá de alguém 100%, então, oscilações acontecem, faz parte da própria natureza litúrgica em sí. O jogo de búzios é antes de tudo uma ciência onde envolve o conhecimento nos Odús, psicologia, conhecimento dos Orixás e tudo que o envolve e muita intuição.

    Apenas observe que Oxun está sempre presente no seu jogo, já é um caminho, ainda mais Oxun que se impõe face a qualquer um bom olhador.

    Axé,


  402. boa tarde sou de yemanja ogunté e gostaria de saber 2 coisas: para dar um buri é obrigatorio assentar o santo? e por ter essa qualidade de yemanja os bichos tem que ser dobrados ? gostaria que alguem me respondesse urgente pois estou ficando doidinha com essas 2 perguntas obrigada desde ja AXÉ A TODOS


  403. moni,

    Sua resposta foi dada pelo Tomeje em outro post. Mas peço licença pra lhe responder, não sou do blog. Primeiro para vc dar oborí não é necessário assentar o santo, pois é uma cerimônia para fortalecer sua cabeça, portanto nada tem haver com seu Orixá e não lhe obriga a ter nenhum vínculo com a casa. Segundo, esta qualidade que vc diz ser não lhe obriga também a dar bichos em dobro, o que aliás vc só dará ao seu Orixá quando for iniciada.
    Espero ter lhe ajudado.

    Axé!


  404. OBRIGADA PELA RESPOSTA


  405. BOM PESSOAL GOSTARIA DE SABER PORQUE NA NAÇÃO ANGOLA É ACEITO O CABOCLO E O MARUJO . E NÃO É PERTIDO O CULTO AOS PRETO VELHOS QUE ELES O CONDIDERAM DE EGUN E ALGUMAS CASAS NÃO PERMITE TB GIRA DE CATIÇO E POMBA GIRA .

    POIS PELO QUE PERCEBO O CABOCLO E O MARUJO DEVEM TB SER EGUN POIS SÃO GUIAS QUE TIVERAM PASSAGEM NA TERRA E OUTRA ELES BEBEM E FUMA E PORQUE NÃO CULTUAR O PERTO VELHO NA NAÇÃO ANGOLA , PORQUE DESSA DIFERENÇA ENTRE ESSE GUIAS E O PERTO VELHO NA NAÇÃO ANGOLA


  406. JA QUE OS PRETO VELHOS SÃO GUIAS QUE VEM PRESTAR SUA CARIDADE.
    QUAL DA IMPORTANCIA QUE O MARUJO E O CABOCLO TEM QUE O PRETO VELHO NÃO TEM ?


  407. em Julho 12, 2010 às 1:15 am Fabio A. Goncalves

    Boa Noite,

    Fui raspado em 1993, na nação ketu, feito de Odé Aguerã, mas não virei no santo na feitura, e mesmo assim fui raspado de iaô.

    Desde de então, minha vida não se firmou em nenhum ambito desde de então. Não frenquento mais nada.

    Obrigado!!

    Fabio


  408. Fabio a ansia e necessidade (as vezes incluvise necessidade financeira) que alguns zeldores tem em raspar as pessoas podem acabar por grar problemas como este. MAs será que não é melhor procurar alguém que possa te ajudar? Talvez vc seja ogã meu irmão. Mas simplesmente largar tudo eu não vejo grande motivo pra isso. E onome do Oxossi é Aquerã. Tomeje


  409. Boa noite poderiam me indicar um terreiro procimo do porto


  410. Helder nõ conhecemos nehuma roça aí em Portugal, a Manuela é de Portugal, e o que ela sempre recomenda é que procurem as federeção de umbanda e candomblé de Portugal, eles tem boas indicações de casas. Tomeje


  411. muito obrigado,pela informação!
    Sabe gostaria me jogacem os búzios, mas parece k aki em portugal poucos jogam


  412. Helder procure a federação de umbanda e candomblé de Portugal, eles podem te indicar pessoas aí. Tomeje


  413. ME DESCULPEM MAS GOSTARIA DE OBTER MINHA RESPOSTA QUE ENVIEI PARA VCS .
    ESTOU FAZENDO UM ESTUDO MINUNCIOSO , POR ISSO PRECISO DA OPNIÃO DE CADA UM DE VCS SOBRE O ASSUNTO O QUAL PERGUNTEI .
    OBRIGADOOOOOOOOOOOOOOO


  414. Beleza antes disso precisamos esclarecer certos pontos. Aqui no blog, quando falamos em Angola, falamos de tradição bantu, procuramos falar de inkises e não de orixas, procuramos falar que no Angola as tradições são distintas e independnetes, em fim, procuramos falar de Angola mesmo e não de misturas, por isso as vezes antes de começar uma conversa precisamos entender melhor e exatamente a que segmento vc está se referenciando e chamando de angola, pois em muitas vezes, na realidade, o culto praticado é o Omoloko e em muitas outras vezes é simplesmente uma mistura que equivocadamente as pessoas chamam de angola para “disfarçar” a mistura. Não teho nada contra quem faz ou cultua misturas, mas geralmnte a mistura causa interpretações equivocadas como a sua. Veja que em Angola existe sim o cuto ao caboclo boiadeiro é tradição deste segmento, porém não existe culto a preto velho e nem a marujo, que alías o culto a marujo é tipico do nordeste do Brasil nos cultos a Jurema. Então não se trata de preconceito do Angola com preto velho ou marujo, sóque estas entidades não fazem parte do culto tradicional do Angola. Tomeje


  415. em Julho 19, 2010 às 10:00 pm Francisca Ligia Gonçalves

    Boa Noite a todos. Bom em 93 fui recolhida junto com meu pai e meu irmão carnal. Primeiro o pai de santo me fez limpar todos os Exus. Quando fui para iniciação antes de ir para o roncó, nos levaram para a beira da represa, foi ai que tudo começou. Estouraram um ovo na minha cabeça e me jogaram agua da represa, depois voltamos pra o ilê, tomamos banho e entramos no roncó. No outro dia é que o bicho pegou, acordei com uma imensa dor de cabeça, que não tinha remédio que passasse, pois bem me deram Iemanja Asessum. Fiquei uma semana e não aguentei, só consegui ficar até o buri, pedi ago ao meu pai de santo e com a mesma roupa que estava no roncó fui pra casa. Ah, a dor de cabeça foi embora, se não saisse iria ficar louca, Meu pai e meu irmão rasparam. Depois que sai, participei dos fundamentos e feitura do meu pai e irmão, só não vi a hora da raspagem.Sei que me prejudicou. Queria saber e agora sou abiã sou yaô, não nada, só sei que não tenho enredo com Iemanja. Me esclareça por favor, um abraço e muito axé a todos.


  416. em Julho 19, 2010 às 10:14 pm Fernando D'Osogiyan

    Francisca,

    Você continua abian pois não cumpriu todo o preceito/ritual de iniciação. Se um dia for se iniciar, terá que fazer tudo novamente e espero que se certifique de seu Orixá em mais 3 casas idôneas para não acontecer de novo os equívocos.

    Axé,


  417. em Julho 25, 2010 às 12:38 am Francisca Ligia Gonçalves

    Boa Noite a todos!

    Como dizem nada é por acaso eu estava navegando pela internet quando encontrei ou fui encontrada por vcs, agradeço muito e desejo que tenham muito sucesso e que ajudem muitas outras pessoas como eu. Bem como já disse em outras perguntas tenho muitas duvidas. Quando nós não vamos pelo amor, vamos pela dor, foi o que aconteceu comigo. Depois de muito tempo sem frequentar casa nenhuma, me encontrei um terreirode angola, lá me sinto em casa espiritualmente. Aconteceu uma coisa muito intrigante. Eu estava na gira e estava contando para Ossain e quase perco meu sentido, como se estivesse preste a dismaiar e sempre acontece quando toca pra Ossain. Poderia perguntar a mãe de santo, mais como sou nova na casa fico meia acanhada. Queria saber o porque acontece isso, sendo que a mãe de santo me de Oxossi e Oxum. Obrigado e muito Axé a todos.


  418. em Julho 25, 2010 às 12:01 pm Fernando D'Osogiyan

    Francisca,

    Orixá é assim, nos envia sinais, mostra a sua energia arepiando a pele, deixa-nos tonto, meio zonzo, é assim mesmo, cabe a sua zeladora lhe dar um acompanhamento, converse com ela, isto é uma das obrigações de todo zelador, tenha confiança e boa sorte. Apenas confirme a sua nação, pois Ossãe, Oxóssi e Oxun, são Orixás da nação Ketu e não da nação Angola.

    Converse com sua zeladora, é assim que aprendemos, pesquisando e estudando a religião e suas nações.

    Boa sorte,

    Axé,


  419. Pessoal, Acabei de ver um video no youtube de um artista do candomble sofrendo preconceito de protestantes.. Fiquei muito indignada… Olhem o video: http://www.youtube.com/watch?v=8soGKuvp8MQ


  420. Olá….. sempre estou acompanhando este blog…gosto muito do trabalho de vocês, e sempre indico para as pessoas pois tudo aki é muito bom se eu encontrasse por aki onde moro uma casa que desenvolvesse o trabalho que vocês apresentam, eu já estava seguindo firme, enfim.
    Tenho procurado uma casa onde eu me identifique para seguir, e a alguns dias atrás conheci um lugar onde ouvi algumas coisas que ñ me agradaram, gostaria de saber até onde tudo isso pode ir e como faço pra me encotrar de verdade neste meio religioso, me disseram que tem pessoas a minha volta que tem inveja de mim (mas ñ acredito que isso possa ser possivel), e que isso esta me destruindo e também me disseram que sou filha de yemanjá e ogun é possivel dizer a uma pessoa que ela é filha de algum orixá sem jogar os búzios? achei tudo um pouco estranho me pediu algumas coisas pra fazer um trabalho…e me disse que um dia antes desse trabalho ñ podia fazer sexo, nem comer carne nem usar roupa escura, que eu precisava me afastar dessa pessoa pra minha vida caminhar, disse que tenho uma estrela dourada na testa que brilha de longe e que tenho uma cabocla de frente que é justia e forte, e é ela que ta segurado as pontas, sofri a alguns meses atrás um acidente de carro e ele me falou que era pra ter cido muito grave e que foi ela quem me protejeu. Estou bem confusa, ñ sei direito o que pensar, no dia fiquei bastante assustada agora to mais calma, ñ gosto dessas coisas gosto de outro tipos de trabalhos mais até agora ñ me encontrei m nenhum lugar que fui.
    o que devo fazer se puderem me ajuar fiko grata, estou meio perdida diante de tudo isso.
    se puderem me ajudar eu agradeço ele tb disse que tenho que me cuidar para coisas caminharem.
    um grande abraço a todos e obrigada por tudo
    sempre que entro falo com a daiane, meu anjo um grande beijão saudades.
    obrigada mari.


  421. Mariana acho que em primeiro lugar vc precisa saber em que segmento vc fica mais confortável, se na umbanda ou no candomblé. Precisa tb ter a clara noção de que em todos os lugares vc vai encontrar resistencias, preconceito, pessoas chatas, difíceis de lidar e tb vai encontrar pessoas agradáveis, dispostas a ensinar e que querem realizar um bom trabalho, isso tudo é inerente a qualquer grupo/comunidade de qualquer ligar do mundo. Então para que possamos tentar te ajudar vc precisa saber disso e definir o segmento que deseja participar. Mas tem algumas dicas que são básicas, no candomblé o método para revelar o orixa é semrpe o jogo, já na umbanda pode ser uma consulta com guias chefe da casa (não estou falando de exú e pombagira). É bem normal que muitos digam coisas “genéricas” como “tem alguém com inveja de vc” “vc tem estrela” e coisas deste tipo, é normal e não quer dizer que sejam lugares ruins. Porém eu sempre indico que a pessoa pode ir frequentando o lugar que escolher sem compromisso, só como observadora durante algum tempo e vá tirando suas conclusões. Dê sempre preferencia por casas tradicionais tanto de umbanda como de candomblé, as radicionais geralmente procurarm se manter fieis ao culto original sem misturar os cultos, ou ao menos não muito. Volte e conversaremos mais. Tomeje


  422. Olá Nelson, boa noite, obrigada pela ajuda, então nunca fui a uma casa de comdomblé, já fui sim em casas da umbanda, que é o caso dessa casa que fui, sei que as coisas em alguns lugares são confusas e complicadas e estava indo como expectadora de uma outra casa de umbanda, e fui nesta onde me falaram tudo isso com uma tia minha só pra conhecer a impressão que ficou foi bem complicada….., agora vou voltar a essa outra casa de umbanda onde eu estava indo pois lá havia parado nas férias foi quando procurei este outro lugar, gostei de lá, mas tenho curiosidade de conhecer uma casa de candomblé pra ver como é?
    E gosto muito de lugares mais tradicionais sim, cultos sem muitas misturas, me sinto mais a vontade. E quanto a essa coisas “genéricas” o que isso quer dizer?, genéricas como?
    Mais uma vez obrigada pela ajuda e boa noite.
    Mari.


  423. Mariana coisas genéricas são aquelas informações que servem pra todo mundo, do tipo, “vc tem uma estrela”, todos nós temos estrela, entendeu o sentido genérico do comentário? De onde vc é? Talvez possamos te indicar algum lugar. Tomeje


  424. em Agosto 12, 2010 às 12:20 pm kaiko oliveira

    fiquei muito contente em saber que tem um site com tantas respostas.
    gostaria de receber po e-mail.quando tive algo parecido.

    obrigado.
    kaiko


  425. Kaiko eu mesmo não sei como se cadastrano blog, mas sei que tem um espaço na capa do blog onde os leitores se cadastram apra receber suas perguntas e respostas pelo seu email, por favor, dê uma olhadinha aí. Tomeje


  426. sou de yemanja com oxum gostaria de saber qual e a minha qualidade


  427. Olá Nelson, mais uma vez obrigada pela explicação, então eu moro no inteiror de São Paulo na divisa entre São Paulo e Minas Gerais, em uma cidade chamada Vargem-SP interior as cidades mais próximas de Vargem é Bragança Paulista e Extrema. Se puder me indicar algum lugar em uma dessas duas cidades eu agradeço muitissimo.
    Obrigada por tudo um grande abraço a todos do blog
    Mari.


  428. em Agosto 14, 2010 às 9:09 pm Fernando D'Osogiyan

    andrea,

    Dois lindos Orixás, porém, só por estarem juntas não configuram uma qualidade. Somente através do jogo de búzios é que poderá obter um parecer.

    Axé,


  429. Mariana eu infelismente não conheço ninguém por aí, mas vc pode pesquisar no google “pagina pessoald e reginaldo prandi” lá vc vai encontrar alguams casas próximas a vc. Tomeje


  430. Ola Nelson..
    Eu queria saber qual é o ensinamento no candonble ou na unbanda..
    condo a pessoa morre pra onde vai o seu espirito sua almaa voocs tem tipo um Ceu ou oq me explique se for possivel..

    estou esperando retorno..
    Fike na paz… 😉


  431. Lucas o primeiro passo é enteder as diferenças culturais de umbanda e candomblé. No candomblé, ao menos no ketu, nós temos os espaços sagrados chamados de Orun, num totald e 09 Orun. Aí vem um ponto importante que vc deve estudar as lendas de baba ajalá pra compreender, antes do nosso nascimento nós “escolhemos” uma cabeça (estude tb a importancia da cabeça no mundo yorubá) e esta cabeça pode conter defeitos, não selecionamos a cabeça apenas escolhemos e de posse desta cabeça voltamos à terra (ayê) depois de ter feito um relato sobre tudo aquilo que nos propomos a fazer aqui no Ayê, na morte, quando retornamos ao Orun, à um dos Orun, prestamos conta do que fizemos ou não fizemos e neste momento seremos encaminhados a um dos 09 Orun. A umbanda tem um entendimento diferente deste e está ligado ao sincretismo religioso onde há a crença de ceu e inferno. Tomeje


  432. olá tudo bem bateu saudades de todos vcs bom o mutivo deu estar aqui novamente é para pedir uma orientação.Pos estou mim semtimdo muito estranha é uma sencação que nõa da para esplicar mais é mais ou menos assim tenho a empresão que estou semdo acompanhada não estou conseguimdo durmi ,areia,feliz, etresada, minha mae faz de tudo para não vivermos em paz sou uma pessoa religiosa não frequemto terreiro mais vou na casa espirita q inclusive tem 1 mes q não fui tenho um facilidade que tudo q eu falo vira realidade haaaaaaa minha sogra ela recebe emtidades como por exemplo não sei se vc ja ouviu falar deles ela recebe jaguaracina,raio do sol,e outros porem veio uma dessas e mim diseram que eu faço parte desta aldeia dela o que é aldeia?? são cosme e damiã é a mesma coisa de crispina e crispiniana? e eu tomo banho de alfazema e incenso minha casa faz mal?


  433. Jessica por favor reformule suas questões com mais clareza, está muito confuso o seu texto. Aguardo seu contato. Tomeje


  434. olá tudo bem bateu saudades de todos vcs bom o mutivo deu estar aqui novamente é para pedir uma orientação.Pos estou mim semtimdo muito estranha é uma sencação dor de cabeça, estrse porem tudo que eu falo acontece tamto bom quamto ruim.
    haaaaaaa minha sogra ela recebe emtidades não sei se vc ja ouviu falar deles ela recebe jaguaracina,raio do sol,e outros porem juaguaracina vei e mim deu passe dizemdo que eu sou da aldei dela!o que é aldeia?eu tomo banho de alfazema encenso minha casa tem algum problema atram espiritos de luz ou espiritos obisesores.
    nasce em 2 de dezembro e uma mae de samto mim disse que eu era de iansã sera eu sei q tenho q jogar buzios mais não tenho enterese mais o q vc acha tomage como eu faco para ler minhas duvidas q eu ja mandei para vc ok bjsssssssssssss espero q agora vc possa mim respomder oya te abençoe


  435. ate hoje espero sua resposta tomage ta de mal é!kkkkkkkkkk


  436. Jessica o termo aldeia está se referindo a um aldeia indígena, uma comunidade que reune os caboclos, é uma metáfora e quer dizer que vc tb pode receber seus caboclos. O banho de alfazema é sempre benéfico pois acalma e o incenso afasta as más energias, então está tudo certo, mas tem um cuidado que vc deve tomar, todo banho ou incenso deve ser modificado de vez em quando pois pode te acalmar demais, então seria bom vc mesclar com banhos que ativem a sua energia tb, eu não indico banhos rsrsrsrs. Como vc já sabe só se pode afirmar o orixa da pessoa num jogo, não conheço forma mais segura no candomblé, mas se vc estiver na umbanda vc pdoe fazer uma consulta com o guia chefe do terreiro. Desculpe a demora tá? rsrsrsrsrs Tomeje


  437. Sempre visito este blog e cada vez mais ele está recheado de boas informações com formas didáticas sem que os fundamentos do axé sejam expostos.
    É uma importante ferramente na ajuda para perpetuar o axé.

    Parabéns aos fundadores e administradores.

    Muito axé a todos,

    Ogún Ipemí


  438. Ogun Ipemi obrigado pelas palavras meu irmão, esteja a vontade e volte sempre, Ogun Yê. Tomeje (de Ogun)


  439. em Agosto 25, 2010 às 5:38 pm Claudio Mendes

    Oi Manuela, boa tarde. Na verdade quero que, se possível, esclarecer algo que vem me preocupando..pois pretendo me iniciar..
    Sou abian há 4 anos.
    Primeiramente, me deram em (2005) orixás funfun Oya, Omulu e Oxisssi. Em 2009 (em outra casa) Ogum, Oya e Oxossi.
    Este ano joguei com duas pessoas: na 1ª casa Oya Bagan e Ogum e a na 2ª casa (onde me encontro atualmente) <>.
    Sendo que eu viro com Esú e nunca mais virei com Oya. Parece que sou orimeji. Atualmente uso fio de contas preto-vermelho (Esú), outro marron (Oya) e um azul-vermelho Ogum Xoroque). Tirando o fato de hoje, com esses orixás minha cabeça está bem inan, não me sinto mal. Minha espiritualidade vem crescendo e me sinto bem a vontade. Gostaria de saber se poderias me dar uma palavra sobre isso, já que tenho pânico de <> Esú e ao mesmo tempo maior adoração por esse fato. Se realmente é perigoso como ouço dizer. Meu zelador diz que tá tudo bem, pois eu pergunto e questiono, bem como estou fazendo com você. Mas, apesar disso, tenho muito receio por causa de todo esse tabu envolvendo o orixá Esú.
    Muito obrigado Manuela.
    E que meus Pais possam nos abençoar
    em nome de Olodumare


  440. em Agosto 25, 2010 às 6:11 pm Claudio Mendes

    Oi Manuela..
    Complementando minha pergunta.. O pânico que sinto é das consequências para o iniciado em Esú, já que é uma iniciação incomum hoje em dia, porém, não mais significativa do que qualquer outra. Eu amo e respeito muito Esú, sua complexidade me encanta e me deixa pianinho. A ambivalência da energia de Esú, as facetas, o prognóstico proibitivo que envolve o assunto e, principalmente, a astúcia e poder, O tornam, em mim, um Pai desafiador e necessário. Sinto uma estranha certeza de que seria impossível caminhar nesse mundo sem Ele. É como se eu fosse um chaveirinho da sua imagem em Suas mãos.
    Laroié!


  441. Claudio tradicionalmente as casas matriz não raspam Exú, e esta questão não de hoje, pelo contrário, hoje é que está havendo uma inversão e há muitas casas que estão raspando Exú. Mas quando vc diz que vira com Exú vc esta se referindo a que Exú especificamente? Pois o Exú aque nos referimos é Exú orixa. Um detalhe importante é que ori meji se carateriza por duas qualidades do mesmo orixa num mesmo ori,por ex, Ogum já e Ogum meje, Oyá bagan e Oya onira. Tomeje


  442. por favor …eu vi ontem uma coisa aki neste site que falava dos buzios mais nao consigo achar era os significados vocs podem me mandar o link 😕


  443. Obrigadoo Nelson Por ter me respondido..

    Agora consegui tira a minha duvida..
    mais eu queria achar uma casa espirita bem conhecida pelos seus bons feitos, e por seguir corretamente a sua doutrina aqui onde eu moro..
    Eu moro no rj no bairro de vila da penha queria saber se vooc pode me dar uma referencia se vooc tiver…
    Eu seria muito agradecido…
    Mais eu queria que vooc me tirase + uma duvida..
    Pomba-gira baixa en homen pq muitos falan que sin mais eu ñ concordo com isso..
    seria muito grato se vooc me respondese..

    Q todos os Orixás te iluminem e te ajuden nessa grande caminhada…


  444. em Agosto 29, 2010 às 11:55 pm Fernando D'Osogiyan

    Lucas,

    Pomba gira vem em cabeça de homem assim como Exú homem vem em cabeça de mulher. Uma das maiores festas de Exú em Vilar dos Telles no RJ, era de seu Tranca Rua de Dona Mona Luadê.

    Axé,


  445. boa tarde

    queria que vc tirace umas duvidas comecei a freguentar uma casa de candoble as ums 4 anos mais so agora entrei pra casa primeirome fizerao um banho de abo no mesmo dia tivemos sesao de emxu e ponba gira nas ultimas sesao antes de entrar pra casa minha ponba gira senpre se mani festava mais nao sei seu nome porque ela so tremia nao fazia nada mais tanbem so vimha quendo ia me consutar sozinha nao mais a duvida e porque no dia que entrei pra casa ela deceu e me colocou de cabeça baixa quaze no chao e ajuelhada e nao saiu de la enguanto nao me desvirao tanbem tivemos uma festa de tenpo todos da casa virao no seu orixa mesmo eu porque ? adoraria que me respondece com sinceridade obrigada


  446. Liliane quantas vezes ao ano esta casa toca pra entidades/pombagira? Tomeje


  447. Fernando D’Osogiyan
    Não desfazendo da sua resposta..

    Eu queria saber a Opinião do Nelson
    sobre o assunto…
    Seria muito grato se ele me respondese..

    Abraços.. 🙂


  448. Olá nelson.

    Se um pessoa sair do Centro espirita e não terminar de fazer as sua obrigações o que aconteçe?
    porq a minha Mãe ela era se um centro-unbanda;
    e saui sem da satisfação alguma .
    e hoje em dia Visita igrejas .
    e pessoas revelam a ella que o exu-caveira esta sugando ella isso é verdade?
    e os santos dela era ; rosa caveira exu caveira exu das sete catatumba e tal . e de vez enguando ela recebe o erê em casa e varios santos tambem .e ella visita a igreja e dizem, isso a ella mais eu não aceito isso .e fiko desiludida e não sei o ke fazeer.


  449. Lucas eu conheço em Olaria a casa de Yá Dolores, procure no google cetrab.org.br e faça contato, lé é candomblé. Tomeje


  450. quero saber oque significa uncimbeuntala e minha digina sou de logum ede


  451. Marcelly não há respostas que eu possa te dar sobre isso sem falar antes sobre diferenças de entendimentos e cultura religiosa ligados a este tema. peçoq ue leia os textos da Manuela, clique na sua foto e procure os textos “Exú não é o diabo”, “Candomblé não é umbanda” e “No início” são textos quepodem te ajduar e entender as diferenças básicas dos segmentos religiosos e tb oque vou lhe dizer agora. Religião não tem a função de dar nada a ninguém, principalmente material, muitos dizemque se decepcionaram com a religião e que suas vidas andaram pra tráz e/ou que perderam seus maridos/mulheres e muitas outras coisas porqu acham que a religião deveria dar isso a eles como forma de pagamento por estarem nela ou porque muitos veem a religião como meio de consquista dos seus desejos através da magia e quando percebem que não há magia além do trabalho e da dedicação ao assunto que desejam conquistar ou resolver, preferem deixar a religião ou simplesmente a renegam, não aceitam o fato de serem incapazes de resolverem por sí só os seus problemas e pensaram que atravez de “milagres” ou ebós conseguiriam resolver os problemas sem nenhum esforço pessoal, só acendendo vela e pedindo aos orixas ou entidades. Marcelly esta religião é igualzinha a qualquer outra, é religião somente, nãoé balcão de comércio da fé. E pra piorar ela diz e ensina muito claramente que é preciso esforço pessoal para conseguir os objetivos. Orixa dá força sim, mas não faz por nós os nossos serviços/trabalhos/estudos. Sobre as outras religiões falaram o que falam de nós é puro terrorismo psicológico, é uma tentativa de demonizar a nossa religião e mostrar que a deles é linda, florida e salva as almas perdidas, Cada um cai na armadilha que quer, não acha? Tomeje


  452. Felipe nunca pergunte isso na net meu irmão, seu zelador teve um trabalhão pra te dar uma digina, estudou o seu caso específico, jogou, perguntou seus sonhos, teve um trabalho de doido, e agora pode vir alguém e te dizer algo que não seja exatamente o que o orixa revelou pra ele. Tomeje


  453. Boa noite, Eu sou da Nação Cabinda e anos atraz fui consultar com Babalorixa do Candomble, e na consulta ele me falou que eu sou filho de Bara-kessu, foi o que eu entendi não sei se esta correto o nome escrito mas a tonalidade da palavra era esta, gostaria muito de saber que significa e se é orixa ou que for., na Nação Cabinda sou do roixa Oxalá velho
    mas ele me afirmou que no Candomble sou do Bara-kessu, se não for esse nome o correto favor me corregir. entendo muito pouco desta Nação e fiquei muito interessado. desde já agradeço aos irmãos pela atenção.
    Guiro de Oxalá


  454. em Setembro 7, 2010 às 12:16 pm Fernando D'Osogiyan

    Guiromar,

    Bára Kesã é um Exú cultuado na nação Ketu/Nagô, portanto, ao memos no meu entendimento, esse Exú não contempla a cabeça de ninguém, sua função é outra completamente diferente, Exú também não dá sua qualidade no jogo de búzios numa simples consulta. Sugiro desconsiderar este jogo e cuidar de Oxalá com amor e carinho.

    Axé Babá!


  455. Fernando D’Osogiyan, Obrigado pela explicação e mesmo lembrei que ele havia me falado que não mudaria nada em
    minha nação que apenas iria fazer um acentamento do Bara Kesã, que apenas iria ter mais uma casa de bara de frente.
    agora comecei a entender o porque havia se manifestado suas energias em meu corpo em alguns dias depois do jogo
    que fiz uma abertura na esteira. Obrigado de coração pela sua atenção. E gostaria de participar mais sobre o entendimento dos orixas neste blog. Att. Guiro de Oxalá
    Axé


  456. Gostaria de saber mais a respeito do Bára Kesã e sua historia. Fico Agradecido
    Guiro de Oxalá
    Axé


  457. 1ª Caminhada em Defesa da Liberdade de Crença e Contra Intolerância Religiosa Informações:Dia 12 de Setembro, das 9:00 às 13:00.

    Maiores detalhes ligue:
    (11)6516-7995 / 4606-1694

    Local: Concentração em frente a Lojas Cem – Várzea Paulista – SP


  458. Olá Nelson e Manuela,

    Não posso esconder o meu entusiasmo com tanta informação concisa vinda de vocês.
    Este meu contato é uma tentativa de conhecer o terreiro de vocês.
    Podem me passar por e-mail o telefone ou endereço?

    Muito obrigada,

    Fiquem na paz.


  459. boa noite meu amigo emprimeiro lugar,eu estou com uma duvida imensa.espero que vc possa me aconcelhar vomos lá..olha eu e meu marido frequentamos uma terrero a 1 ano e 3 meses umbandomblé toca pros 2 mais olha eu estou em desenvolvimento meu marido não roda só cambona mais desde que entramos nesse terrero as coisas pro meu marido nada anda bem ele esta desempregado e não arruma nada pra mim as coisas andam pois deus e meus guias me ajudam e já tem uns 2 meses que eu quero sair do terreo só que as entidades do meu pai de santo fica falando pra mim depois que perder emprego o casamento acabar não adianta vir aqui pedir ajuda que não vou ajudar mais eu falei que queria sair pq as coisas pro meu marido nada da certo dai ele me falou que o caso dele é muito grave e que pai de santo algum e terrero nemhum vai conseguir ajudar meu marido dai eu decidi msm sair como vomos ficar em um terrero que o proprio pai de santo fala isso,e não podemos ter esperança então?dai eu falei que já sai que só vou buscar minhas guias minhas coisas vc acha que devo ir buscar?olha ontem foi dia de trabalho lá eu passei mal a noite toda com zonzera e fraquesa no corpo a cabeça explodindo e ele agoar falou que ajuda meu marido a caminhar só que só pode ajudar se eu estiver junto se não não da mais eu já decidi e não volto mais mais estou com medo dele fazer algo e eu perder emprego me ajuda por favor oq devo fazer estou muito comfusa desde já muito obrigada só que eu não quero fazer nada obrigada quero achar um lugar legal par cuidar da minha vida edas minha entidades muito obrigada axé


  460. OI,NELSON,KERIA UMA EXPLICAÇÃO SUA SE POSSIVEL,ESTAVA MUITO MAGOADA CM UMA PESSOA E FIZ UM PEDIDO A XANGO E IANSA..KE DESSE UM SUSTO NESSA PESSOA,E ISSO REALMENTE ACONTECEU…MAS A HISTORIA AINDA ESTA MEIO ESTRANHA,MAS PEDI MSM KE FOSE FEITA A JUSTIÇA,,EM NOME DE XANGO E IANSA,A MEU FAVOR POIS EU ESTAVA SENDO MUITO HUMILADA …E ELES ME DERAM UM SINAL KE EU KERIA TER,PEDI CM MUITA FÉ E FUI ATENDIDA,OKE VC ME EXPLICA SOBRE ISSO??…TENHO MUITA FE EM XANGO E IANSA,POIS SOU A FAVOR DA JUSTIÇA,NÃO ME ARREPENDO DO MEU PEDIDO …E AINDA KERO MAIS,POIS ESTOU PAGANDO POR UMA COISA KE SEI KE NÃO ERREI SOZINHA,AMO XANGO E IANSA,ACREDITO NO PODER DELES ,CONFIO NELES SINTO MUITO FELIZ QUANDO FALO NELES,TENHO SEDE DE JUSTIÇA,ME AJUDE A RESPONDER TD ISSO,SERA KE SOU UMA FILHA DOS DOIS?..ME SINTO CRESCER QUANDO FALO NELES,ME AJUDE POIS TD KE PEÇO A ELES SEMPRE ALCANÇO…BJOSSSS!1


  461. Ana eu respondi no post Iansã. Tomeje


  462. em Outubro 4, 2010 às 7:29 pm Auília Wannessa

    A querida MAnuela,
    Boa Tarde…
    Novamnete passando por aqui, me deparei por uma complexa e inesplicável vontade de escreve.. o fato de votar a este blog é ter mais conhecimento das coisas.. minha mãe sempre frenquentou, sempre foi espírita, agora atualmente ela écatólica e em quer ouvir falar nisso, mais eu frenquento um lugar com minha tia, e sempre visitei essa página na internet, mais numk tive coragem de lhes escrever, hj depois de tantos problemas em casa, volta a encontrar vcs, que são pessoas maravilhosas.
    Quando pequena ia com minha mãe, mais ela numk me deixavam fik la, junto cm ela..naum entendo pk!!! =/
    Hj estou cm 19 anos, nasci no dia 01/07/1991- pertenço a que orixá de cabeça?

    De coração, este blog apareceu do nada, mais faz tanta diferença na vida das pessoas..mais que coisa boa.

    Abraços há vcs.


  463. Auília que bom que podemos ajudar, esse é o propóito do blog. É pena que muitos depois de um tempo saem da religião, eu perceboq ue há um certo entendimento de que “cumpriram” o dever e agora estão “livres”, não estou falando que seja este o caminho de sua mãe, apenas que isso é uma constatação minha, e fico triste porque geralemntre isso é devido a comprenssão de que religião é familia e que candomblé ou umbanda tb é família. Para saber com certeza qual é o seu Orixá, procure um jogo de búzios ou se vc for de umbanda procure o guia chefe do terreiro, é a melhor forma. Nunca se guie pelo que te falam tomando por base sua data de nascimento, seu tipo físico e nunca faça jogo por internet, O correto é uma consulta pessoal com um bom zelador. Antes da consulta procure informações sobre a pessoa, e se é de fato Candomblé. Tomeje do Ogum


  464. Olá pessoal do blog. vcs são de São Paulo?? Pergunto pois preciso fazer uma visita em um dia de festas para fazer uma filmagem básica para um trabalho de faculdade. Alguém poderia me ajudar??


  465. em Outubro 11, 2010 às 6:36 pm Fernando D'Osogiyan

    Joelson,

    Nenhum de nós é de São Paulo, infelizmente não podemos lhe ajudar.

    Axé,


  466. olá tudo bem tomage olha a padilha que incorpora na minha sogra disse que era para mim abraçar iansã ja que eu não quero frequentar terreiro eu comprase a imagem de iansã levase na igreja e assistise uma missa com ela e fizesse um altar cuidamdo asemdemdo luz para ela com jaros o que vc acha que eu devo fazer apezar que eu sempre estou mim comunicamdo com iansã e ela graças a deus mim escuta sempre e mim prenche é miha gramde amiga com ela eu sei que eu posso comtar.
    Agora mim fale um pouco sobre cabloca raio do sol porfavor não deixe de mim respomder tomageeeeee


  467. Jessica não há nada de errado no que lhe foi indicado, ter fé é semrpe bom, e se vc já tem uma relaçao com Oyá/Iansã isso só reforça este laço, faça sim. Sobre a cabocla eu não sei nada. Ser feliz é tudo que o ser humano quer e os orixas nos dão sempre o melhor caminho. Tomeje


  468. tomage mim diga como é que eu devo fazer o altar de iansã o que agrada ela quais os elementos usados no altar dela porfavor mim respomda.
    olha eu irei casar em 2011 no cartorio porem quero mim casar no religioso tamben, porem no lugar do sarcerdote quero uma cabloca que é a mae do meu esposo quero saber de vc se posso mim casar dessa maneira porem não frequento terreiro nenhum esso é posivel bjs estou muito ansiosa para ler a resposta


  469. olá esta pagina não foncona mais não gente mim respomdam porfavor


  470. Jessica a pagina está sempre funcionando, sempre. Tomeje


  471. tomage ate hoje espero a resposta da minha pergunta que está logo en mim cima mim respomda porfavor ou ta mim dexamdo de cartigo
    kkkkkkkkkkk


  472. Jessica, desculpe a demora,mas as vezes fica complicado conciliar tantos afazeres. Sobre o altar, vc pode colocar uma pequena imagem, geralmente é de Santa Barbara, não sou de umbanda e no candomblé não tem sincretismo, Oyá/Iansã é diferente de Santa Barbara, mas no seu caso pelo que eu entendi vc é simpatizante da umbanda, por isso recomendo a imagem. Peça que o pai ou mãe de santo do terreiro que vc vai, lave e sacralize a imagem. Prepare um lucal reservado e onde não haja possibilidade ou pouca possibilidade de outras pessoas ficarem mexendo, o ideal é que só vc tenha acesso. Vc pode enfeitar com flores, copo d’agua, cristais, perfumes e tecidos coloridos. Quanto ao casamento nãda impede que a cabocla faça o casamento, inclusive é bem comun na umbanda que caboclos façam os casamentos. Tomeje


  473. olá, gostaria de tirar uma dúvida,
    sou raspada e sei q quando o orixá de nossa zeladora,
    incorpora automaticamente seus filhos tb…e se algum dia isso naõ acontecer a zeladora virar e eu não sentir nada é normal?? aconteceu de a zeladora virar em seu orixa e depois em uma entidade, depois virou no orixa novamente e não senti nadaaa dessa vez e a ekede da casa acabou me precinando na frente de todos perguntando e ai não vai virar??
    foi horrivel obrigada desde já


  474. em Novembro 1, 2010 às 6:09 pm Fernando D'Osogiyan

    Yao,

    A função de uma ekedi não é perguntar se a pessoa vai virar, ninguém pode prever seu próprio transe, até por que, quem roda e vira no Orixá sabe que minutos antes da incorporação a pessoa já está num estágio meio letárgico, tá mais para lá do que para cá. A energia do orixá de um zelador pode influenciar não só seus filhos como também quem estiver por perto, porém, não é uma obrigatoriedade, a não ser, que o Orixá tenha sido educado para isso. Essa ekedi é descompreendida, converse sobre isso com sua zeladora.

    Axé,


  475. Gostaria de saber se alguem do site poderia falar alguma coisa sobre Ogun Bege ou Beje?Já vi,li alguma coisa sobre Mege.Estou um pouco confuso.Ogun já tem aluma coisa a ver com Beje ou Bege?Que ogun trabalha na porta do cemitério?
    Muito obrigado a todos!


  476. Junior eu nunca li nem ouvio este nome (beje) ligado a Ogum, achoq ue pode ser um erro de grafia ou pronuncia. Sobre Ogum Meje ou Mejeje, este Ogum tem afinidade com os mortos (eguns) e por isso tem relação com o cemintério, mas não significa que Ele trabalhe na porta do cemitério, é um Ogum e portanto o seu domínio é a rua/estrada. Tomeje


  477. Olá,

    gostaria de saber se o jogo de buzios, as velas e o taro podem se enganar na resposta de um assunto.

    pergunto porque estou sofrendo muito por uma situaçao de relacionamento e não sei qual caminho seguir.

    preciso de ajuda urgente, não sei mais no que acreditar, e estou muito deprimida e não consigo comer a dias e não quero mais sair de casa.

    vocês podem me indicar algum ligar para eu me cuidar, estou com muito medo de ficar doente.

    moro na cidade de são paulo

    muito obrigada

    Cris


  478. Olá,

    pergunto porque estou sofrendo muito por uma situaçao de relacionamento e não sei qual caminho seguir.

    preciso de ajuda urgente, não sei mais no que acreditar, e estou muito deprimida e não consigo comer a dias e não quero mais sair de casa.

    vocês podem me indicar algum lugar para eu me cuidar, estou com muito medo de ficar doente.

    moro na cidade de são paulo

    muito obrigada

    Cris


  479. olá! Nelson desde já fica aqui minha admiração por você. Sou leiga no assunto rs, sou filha de baianos e neta de mãe de santo da Bahia (falecidos) minha mãe era uma católica q ñ participava da igreja, mas tinha fé nas simpatias, velas de 7 dias e chãs rs, sou crismada na igreja católica (onde ñ mais frequento). Desde sempre me perguntava pq eu era desse jeito (personalidade de iansã) rs já tinham me revelado que eu era sua filha (sei q para isso é preciso jogar os búsios) mas fui conhecer sua história e nunca me emocionei dessa forma a respeito de tal assunto, pois me vi em iansã, assim entendo pq sou assim, e quando minha mãe dizia: sua irmã apanha menos pq se cala… rsrs tenho uma intuição muito apurada (filhas de oyá são assim) rs gosto de me informar para ter base. Não sei até onde vai minhas necessidades no assunto, até onde irei, mas estou procurando me informar a respeito do candomblé, pq sei q sempre existiu algo que me chamava atenção! (a respeito dos orixás) Preciso ter cautela a respeito.
    Agora sei pq sou assim rsrs.
    Beijo grande em teu coração.


  480. Cris os oráculos nunca se enganam, sejam de que segmento for, o oráculo é infalível. O mesmo não se pdoe dizer de quem os lê. Cris o primeiro passo é decidir-se por um caminho, por uma cultura e um oráculo, só depois disso vc poderá ser ajudada. Dar tiro no escuro não é uma boa solução, decida-se primeiro. Tomeje


  481. Lii obrigado pelo carinho. Filhas de Oyá são o vento e fogo juntos, seja feliz minha irmã, seja sempre feliz, curiosa, perspicaz, e tenha sempre vontade de aprender. axé, Tomeje


  482. em Novembro 8, 2010 às 11:58 pm Fernando D'Osogiyan

    Cris,

    Se problema é depressão, deve procurar um neurologista para se cuidar e se tratar, é o mais recomendável, depois que começar o tratamento, aí sim, procurar uma boa casa para paralelamente ao tratamento se cuidar com um bom zelador.

    Boa sorte,

    Axé,


  483. Lii
    oxiii! você ñ imagina tamanha emoção senti agora (liguei correndo p minha melhor amiga)… depois de um dia quente no rj, um dia de trabalho, academia e finalmente em casa… oq vejo? VC ME RESPONDEU, rsrs por ter tantos à responder, e nem sempre é possível atender a todos (mas, compreesível) eu gritei de alegria… minha filha ñ entendeu nada rsrs com toda sinceridade de meu coração, minha intuição ñ falhou, quando foquei o olhar em ti, e comecei a ler seus comentários, vc é cristalino como a água, oxiii! (com todo respeito). Irei ler mais, gosto muito quando diz, para ñ colocar a culpa dos problemas nos orixás… problemas fazem parte de nossas vidas, onde temos que ter fé, força e determinação para resolve-los. Vou fazer uma consulta aos búzios, agora mais que nunca. Obrigada por vc ser essa pessoa pura luz! q nos esclarece as duvidas (filhos de oyá, falam o que pensam) (feliz :D)
    beijo no coração;***


  484. op’s (comentário acima) de LII para NELSON SOUZA.


  485. Tomeje,

    Muito obrigada pela resposta.

    Vou seguir os conselhos do buzios lutar por esse amor que disseram que foi cortado por trabalhos.

    Como falei moro em São Paulo Capital, você pode me indicar uma boa casa para me limpar e me proteger.

    Obrigada,

    Cris


  486. Fernando,

    Obrigada pela resposta, eu ja estou me tratanto com psiquiatra e psicologo, mas preciso cuidar do espiritual também e por isso gostaria de recever indicaçao de vocês de alguma casa aqui na cidade de São Paulo.

    Obrigada,

    Cris


  487. Cris, você já foi muito bem respondida pelo Tomeje e pelo Fernando.

    Agora é só um conselho: cuidado, minha irmã, nessa luta por esse amor. Eu já vi trabalho deixar a criatura meio fora do ar, mas nunca vi trabalho que fizesse uma pessoa deixar de gostar da outra ou algo do gênero.

    Às vezes nós tentanto, persistimos num caminho que por sí só já nos mostra que não deve ser seguido. Isso é evidente que vive acontecendo conosco.

    Olhe pra sí e perceba onde o seu amor próprio começa e se você está se colocando acima dessa situação. Se você tiver conseguindo fazer isso, o restante ficará muito mais fácil de resolver.

    Luz aí no teu caminho e axé na tua vida.


  488. Cris eu só conheço em Campinas. Mas no site “pagina pessoald e reginaldo prandi” vc encontra uma relação de boas casas em SP. Tomeje


  489. saudações Nelson Souza e a todos… tenho lido sempre que possível, e descobri histórias lindas no candomblé, tão
    diferente do que é colocado pela sociedade. E fico à pensar
    pq é visto dessa forma, algumas pessoas de má conduta se
    coloca em nome do candomblé, umbanda etc… para que “nos sentimos” temidos. Olha a importância do conhecimento, da leitura…

    “Antigamente, os orixás eram homens.
    Homens que se tornaram orixás por causa de seus poderes.
    Homens que se tornaram orixás por causa de sua sabedoria.
    Eles eram respeitados por causa de sua força,
    Eles eram venerados por causa de suas virtudes.
    Nós adoramos sua memória e os altos feitos que realizaram.
    Foi assim que estes homens tornaram-se orixás.
    Os homens eram numerosos sobre a Terra.
    Antigamente, como hoje,
    Muitos deles não eram valentes nem sábios.
    A memória destes não se perpetuou
    Eles foram completamente esquecidos;
    Não se tornaram orixás.
    Em cada vila, um culto se estabeleceu
    Sobre a lembrança de um ancestral de prestígio
    E lendas foram transmitidas de geração em geração para
    render-lhes homenagem”.

    Lendas Africanas dos Orixás,
    Pierre Verger

    Nelson Souza pura luz!


  490. Parabéns e obrigada por todas essas informações!!
    Sou abiã e gostaria de ter acesso às letras das cantigas dos orixás.


  491. O que significa “tomeje”?
    Obrigada


  492. em Novembro 17, 2010 às 7:43 pm Fernando D'Osogiyan

    Geneses,

    Tomeje é um nome pelo qual o Nelson é reconhecido dentro da nação ligada ao orixá Ogun, ele também usa para assinar seus comentários.

    Axé.


  493. lii ficquei muito feliz com seu comentário e principallmente com o resultado de suas pesquisas e estudos. Mas não sou pura luz, erro muito tb e de vez enquando erro feio , lhe agradeço o carinho, mas não sou pura luz rsrsrsrs Tomeje


  494. Parabéns e obrigada por todas essas informações!!
    Sou abiã e gostaria de ter acesso às letras das cantigas dos orixás.
    Já vi algumas em “Xiré”.

    Obrigada


  495. Geneses o livro “cantando para os orixas” de Altair B Oliveira é muito bom para isso. Tomeje


  496. Geneses Tomeje é minha digina, meu nome iniciático o nome pelo qual sou conhecido no candomblé. Tomeje


  497. NELSON SOUZA TOMEJE DE OGUM eu sei q ñ é pura luz! é meu jeito de se expressar… bocadinho de pura luz! ta bom p vc? rsrsrsrs
    Fernando D’Osogiyan com suas sábias palavras… zangue comigo ñ viu, como fez bocadinho de pura luz rsrsrs
    (estou parecendo Exu irreverente e brincalhão)

    Manuelamaravilhosa! (tudo junto)
    Dayane feita com delicadeza!
    Carolina oh! danada.
    oh! povinho bão 😀
    eu já os tenho em meu coração e em minhas orações.
    assim que eu os vejo!

    Ps. ansiosa para assinar LiAnsã rsrsrs (tudo é festa, mas já mudo de humor viu?) rsrsrs


  498. SR. Nelson Souza rsrsrs brincadeiras à parte… me diga bocadinho de pura luz! me indicaria eBook “Oya – Segredos Revelados” Apostila – Fundamentos das qualidades de Oya.

    achei bastante interessante mas por parte neh? tu sabes, ñ sei nadinha, nadinha…
    desde já agradeço viu?

    Axé!


  499. Lii de forma eu aconselho estas leituras, não conheço o trabalho de quem fez estas apostilas, mas acho que é impróprio revelar segredos de roncó desta forma indiscriminada, sou contra mesmo. Além disso, a leitura desta apostila com certeza vai criar em vc a expectativa de que o seu zelador “deve” fazer isso ou aquilo de acordo com o que vc leu. Mas, e se o aprendizado do zelador for diferente do que esta´escrito na apostila? Quem estará errado? Como vc vai poder avaliar isso? E acima de qualquer questão liturgica ou ética desta apostila, existe a perda/quebra do lúdico, do novo, do descobrimento e encantamento com cada orô, com cada passo/faze da iniciação, por isso sempre falo que o ideal é que o abiã entre no roncó como uma folha me branco e deixe seu zelador ir aos poucos escrevendo e mostrando o caminho. Vá a praia, namore, veja filmes, vá a festas, esqueça um pouco que vc vai se iniciar. Tomeje


  500. Nelson Souza muito boa noite, percebes a importância de sua opinião? por isso de minha pergunta… está certíssimo, objetivo e direto em suas convicções. Tem toda razão, as vezes preciso que me acalmem, sou uma rajada de vento…
    Vou segui seus conselhos, por sinal muito bom, adoro festas rs ñ sei se tenho que pedi desculpas por se assim. Tenho sede de aprender! Obrigada por tudo, sempre.
    axé.


  501. Lii,

    Foi realmente uma astúcia do destino eu, sendo de Oyá, com um Xangô grudado em mim e ainda “de quebra” um Ogum de herança, “feita com delicadeza”. Rsrsrsrsrs Mas Olorun tudo pode, né? Rsrsrs

    Muito obrigada pelo carinho, querida 😉

    Axé!


  502. Dayane,
    Sim, Olorun tudo pode. Oia teu rostinho…
    Day=Enini rsrs
    rii tanto sobre um comentário… “Nelson Souza e a tecnologia” ser do tempo dos machados, facões… algo assim rsrsrsrs

    Fiquem bem!
    Àdimó!


  503. marcos
    olá
    tudo bom ?
    olha di uns tempo pra k venho pensando e gostando e com muita vontade de esclarecimentos sobre meu orixas,tanto é q pesquisando achei esse site,sou de 25-03-1991 assim pelo site meu orixa é Exu , as caracterisca desse orixa diz como eu so , rsrsrs assim continuo querendo me aprofunda mais,logo estou indo a uma casa pra sabe realmente qual meu orixa,agradeço a atenção e Meus parabens muito util o site
    um abraço .
    Axé


  504. em Novembro 26, 2010 às 2:38 pm Fernando D'Osogiyan

    marcos,

    A data de nascimento não revela qual o nosso Orixá, somente no jogo de búzios você poderá obter um parecer.

    Boa sorte,

    Axé,


  505. em Novembro 30, 2010 às 7:08 pm 'Jefferson Silva

    ‘ boa tarde, Gostaria de saber porque os Abikú’s não são raspados nem abrem as curas, porque disso?


  506. em Novembro 30, 2010 às 7:13 pm 'Jefferson Silva

    ‘ Dayane Você mora em Gravata Pernmabuco?


  507. Jefferson somente um abiku não raspa, é um caso raríssimo. O restante raspa e pasa por todos os oros da iniciação. Tomeje


  508. ‘ Obrigado por me responder.

    2 YáLorisá jogou os Buzios para mim a 1 ano atraz, e me falou sobre isso,
    mas não entendir muito.

    ‘ mas agora já sou Adbito da Religião e tentendo um pouco.

    minha Biza-avo era mãe de santo mas não cheguei a conheçela e antes de eu ser Adbto da Religião, em sentros espiritas me diziam que minhas corretes era Herdada de minha Biza-avo e mandavam eu proucuram o lugar onde desenvolvesse essa corrente mas nunca especificamente diziam o nome da religião que eu devia desenvolver, então quando encontrei o candomblé Ifá disse mesma coisa, um Orixá de Erarquia que já fou feito, e o babá disse que isso é uma qualidade de Abikú,

    ‘como vc é um Babá muito entendido do assunto, quero saber é Veridico?


  509. Boa tarde!!!

    Respeitando as questões dos segredos, gostaria de uma explicação sobre o por que de não existir “adoxu” na nação Jeje?

    E por que tem em outras nações?

    E se realmente não tem “adoxu”em Jeje, por que algumas casas fazem?

    Eu já sei daquela velha história que cada casa é uma casa.

    Mas por favor, me dê uma explicação!!!
    Preciso entender isso!!!

    Obrigada mais uma vez!


  510. CORREÇÃO

    ‘ Obrigado por me responder.

    2 YáLorisá jogou os Buzios para mim a 1 ano atraz, e me falou sobre isso,
    mas não entendir muito.

    ‘ mas agora já sou Adbito da Religião e tentendo um pouco.

    minha Biza-avo era mãe de santo mas não cheguei a conheçela e antes de eu ser Adbto da Religião, em sentros espiritas me diziam que minhas corretes era Herdada de minha Biza-avo e mandavam eu proucuram o lugar onde desenvolvesse essa corrente mas nunca especificamente diziam o nome da religião que eu devia desenvolver, então quando encontrei o candomblé Ifá disse mesma coisa, um Orixá de Erarquia que já fou feito, e o babá disse que isso é uma qualidade de Abikú,

    ‘como vc é um Babá muito entendido do assunto, quero saber é Veridico?

    Também quero diser, que sempre aconteçem coisas comigo relacionadas há morte, :/


  511. Jefferson vá com extremo cuidado nestes assuntos, vc me parece bem novo e está em busca de respostas apra um assunto tb muito novo pra vc, está em busca de respostas que só tempo e uma boa orientação poderão te dar e isso vc só encontrará numa comunidade de axé, na vivencia do terreiro, nos anos de dedicação a religião. Sobre isso que lhe foi dito sobre abikú, sobre orixa de herança e já ter sido feito eu discordo. Abiku é um assunto extremamente complexo que deve ser visto ao longo de diviersos jogos e muita observação da pessoa em questão. Orixa de herança não é nada de mais e não implica em nada na vida da pessoa, só é um fardo a mais que se tem que carregar. Meu irmão vá sem pressa neste caminho do aprendizado, uma luta por ves, um aprendizado por vez. primeiro dedique-se ao seu orixa a saber de fato quem é o seu orixa, depois vc poderá se dedicar a outros assuntos. Tomeje


  512. ‘ Obrigado por sua resposta isso me deixa mas tranquilo.
    ‘ alem desse caso do orixá de enraça, tem a historia do abikú e o que você falou é muito parecido com o que meu avó de santo tbm falo, que era pra mim ter muito “cuidado” com isso pois é coisa séria, e devo esperar mas alguns tempos para poder entrar de quarto.

    só tenho 19 anos e estou no pré-vestibular o que devo faser, para me proteger disso?
    será que é preciso, dizem que isso só resolve na feitura dentro do quarto de santo, .

    isso tudo sera uma grande resposabilidade para mim, sou muito jovem e as vezes acho quee mechir com quem ta quieto, minha yá ela não gosta de comenta isso muito, ela foi uma das pessoas que me enformou sobre isso,.

    obriga jefferson Andrade.


  513. ‘ sim esqueçir de diser sou de oxalá.


  514. Olá Manuela,
    Sou estudante de arqueologia e desenvolvo pesquisa financiada pelo Programa Bolsa da Fundação Ford acerca do universo simbólico das comunidades remanescentes de quilombo e a religiosidade de matriz africana e gostaria de estabelecer contato contigo.
    obrigada


  515. Boa tarde a todos!
    antes de mais nada, devo mesmo deixar registrada a minha satisfaçao em ver tantos assuntos serem discutidos com tamanha propriedade e respeito na net. Dedico minha existencia a tentar compreender a minha função na vida através da identificação de meus arquétipos e constantemente me deparo com a insipiencia de certos “sacerdotes” o que fatalmente obstácula meu entendimento e mingua minha confiança. Portanto peço licensa para usar e, deixando claro meu amor e respeito por esse assunto, abusar deste veículo nessa minha busca.
    A maior parte das informações que tive sobre os conceitos de espiritualidade e religião ( ao menos os mais coerentes!) me foram dados com muito amor por meu Babalorixa Giberewá (Dari mota) a quem devo minha curiosidade sem fundo. Mas tmb creio que devido à caracteristica de sua transmissão (oral) os preceitos e as informações sobre o axé sao passíveis de interpretação, o que me conduz a uma busca maior e por diferentes pontos de vista para minha compreensão otimal.
    O assunto que proponho desta vez é O ABIKÙ. Sei que é um assunto delicado mas,
    quais as caracteristicas deste elemento?
    qual é sua função na religião?
    pode ser desfeito?
    e, principalmente, qual (ou quais) a origem desta qualidade de indivíduo??
    No mais, parabens pelo esforço em tornar a sociedade mais informada e evoluída!!!
    Axé!


  516. Boa tarde, Nahuel!
    Fique à vontade para passear o quanto quiser pelo blog!

    O assunto ÀBÍKÙ já está em discussão aqui no blog.
    Basta colocar na barra de procura a palavra ÀBÍKÙ e vc será direcionado para o post a respeito!

    Axé!


  517. em Dezembro 5, 2010 às 6:46 pm Fernando D'Osogiyan

    Nahuel,

    No post Abikú, temos muitos textos sobre o assunto, pesquise em nossos camentários e lembre-se que determinados fundamentos são de fórun íntimo de axé.

    Criou-se muito lenda urbana sobre o Abikú, observo aqui no blog vários olhadores informando aos seus consulentes que é um Abikú e sempre apavorando as pessoas, e nunca explicam o que é ser um abikú, nascer de um abikú,a vida de um abikú, a liturgia que dá caminho a um abikú e a qualidade de um abikú, enfim, não sabem absolutamente nada sobre o que informam, isso é um absurdo.

    Certa vez ouvi de um “antigo”: Abikú é aquele que para nascer,alguém precisa morrer. Tanto na vida material como na vida e iniciação do Orixá. Esse é o clássico Abikú que morre a mãe no parto, ou o gêmeo, ou alguém da família, ou, o Abikú que nenhum zelador quer colocar a mão, pois a troca também se realiza.


  518. Paty devido a outros compromissos a Manuela tem vindo pouco no blog, mas oque eu posso te ajudar? Tomeje


  519. ‘ pelo que pouco entendi, do assunto acho que o melhor é deixa esse assunto para ser resolvido no quarto de santo em minha obrigação, e esquecer isso, pois o assunto é sério.

    ‘agradeço muito, .

    ‘ OBS: você consulta pessoas pela internet, tipo: búzios etc.


  520. Fernando D’OsOgiyan,Osumarê com omolu é necessariamente Ori-Meji?Obrigado!


  521. A pergunta é Osumarê com omolu no Ori do Yaô é necessariamente Ori-Meji?


  522. em Dezembro 6, 2010 às 10:16 am Fernando D'Osogiyan

    ojuidan,

    Não é Ori mejí, pois Orí mejí só se caracteriza sendo de um Oríxá dividido em duas qualidades, por esemplo: Omolú com Omolú, Oxun com Oxun, etc, etc. A mesma energia divida em duas qualidades de Orixá sendo que uma das qualidades preponderá na iniciação.

    Outro detalhe é que Osumarè não é segundo, ele é o único.

    Axé,


  523. Olá, gostaria se possível, de uma ajuda com a resposta da pergunta que eu fiz acima.

    Obrigada


  524. ‘ você poderia me ajudar, na pergunta que fiz acima?


  525. em Dezembro 6, 2010 às 10:16 pm Fernando D'Osogiyan

    Geneses,

    Os Voduns são iniciados dentro de liturgias próprias, as casas Jejes Mahis fazem a sacralização dentro dos seus preceitos.

    Axé.


  526. em Dezembro 6, 2010 às 10:19 pm Fernando D'Osogiyan

    jefferson,

    Ninguém melhor que sua Iyá para saber o tempo exato de tirar suas dúvidas, não encuca com isso, é muito novo ainda. Determindas coisas aprendemos com o tempo, vivência e iniciação.

    Axé,


  527. ‘ Cara posso dizer que te amo, me deixa tão tranquilo, rsrsrs.

    ‘forte abraço.


  528. Bom dia á todos! sofri um problema na roça onde estava e minha ereia pela primeira vez passou. Deu seu nome e disse que quem teria enviado ela seria oxum. sue nome é pingo de ouro. fiquei surpresa pois não conhecia meu orixá nesses 3 anos que tenho no candomble , pois não sou raspada apenas oborizada. Fiz um novo bori tem 1 mês (faço uma vez no ano) e nesse logun se apresentou .meu pai de santo já havia dito que eu teria cabeça meji e achei diferente pois depois que ele foi embora passei a não me sentir bem e meu paizão chamou meu ere. Estranhei pois me disseram que quem passou foi o ere de logun e lhe deram o nome de ofazinho dourado. minha dúvida é: o que é cabeça meji. qual a ligaçao de um ere com outro, será que é porque logun tem ligaçao com oxum. Se puderem me explicar agradeço. bjssss axé e um feliz natal á todos


  529. Liliane o ori meji (numeral dois) é caracterizado e só compreendido assim, com dus qualidades do mesmo orixa numa mesma cabeça, isso que dizer que vc deveria ser de Oxum “X” com Oxum “Y” pra ser ori meji. Dois orixas disputando ou se harmonizando numa mesma cabeça não é ori meji é apenas desequilíbrio de energias. Eu recomendo que vc procure um jogo pra ver esta questão de ser Oxum ou de Logum, já que na sua casa te informaram isso, de ori meji, equivocadamente, acho que é mais prudente procurar outra mão e outro jogo. Tomeje


  530. em Dezembro 25, 2010 às 8:51 pm MARCIA CRIATINA DA SILVA SOUZA

    Fernando D’Osogiyan

    Agradeço por ter retornado. eu ia entrar para o candomblé neste final de ano, mas em virtude de um assalto , meu pai de santo faleceu. ele era meu baluarte, meu apoio e eu estou me sentindo triste e sózinha, quero viver para meu orixá e em virtude disso ainda não consegui e gostaria de saber se o senhor pode me ajudar a realizar meu sonho. eu fazia td pelo meu pai que faleceu.Sei que moro longe. moro no pantanal. mas farei qualquer coisa para que isso aconteça. no meu serviço tbem é cheio de gente invejosa e preciso de alguem para me ajudar a seguir em frente, sou muito só. a não ser pela companhia de meu orixá e de meu Deus. agradeço se puder me ajudar. me ajude. eu farei qualquer coisa pela sua pessoa. um grande abraço.


  531. Estou muito feliz por ter encontrado um excelente aliado para nós, filhos e filhas-de=santo, onde podemos compartilhar experiencias e esclarecer nossas dúvidas… Por gentileza, a pergunta é para um dos sacerdotes que puder me responder:
    o que significa a palavra (nao sei se é junto ou separado) MANIONILE? E a outra KARONIEKETE? Por fvr, preciso esclarecer essa dúvida! Caso nao seja possivel responder em publico, se possivel, no meu e-mail: falecomfrancini@yahoo.com.br. Muito obrigada! Tenham todos um excelente 2011, bem lindo, bem “enfeitado” e cheio de axé!!! Abraços!


  532. em Janeiro 6, 2011 às 2:27 am Mariana Fatima

    Bem primeiramente quero desejar uma Feliz Ano Novo a todos!!!!tenho acompanhado este blog a algum tempo lendo os artigos postados e tirando algumas dúvidas que vem surgindo, de ante mão quero agradecer a todos pelo carinho e atenção. Bem estava frequentando um terreiro de umbanda onde me sintia muito bem o lugar é bastante agradavel e sinto muita paz neste local, porém por problemas de horário tive que parar de frequentar este lugar então passei a ir a casas aleatóriamente de acordo com meus horários, nesta ida e vinda fui a um terreiro de candomblé e minha primeira dúvida com relação a este terreiro é o pai da casa cobra (dinheiro) para realizar os trabalhos por exemplo ele jogou búzios para mim a para fazer isso ele cobrou um determinado valor neste jogo apareceu que haviam feito mandinga pra mim ai ele cobrou mais um valor para fazer o trabalho de limpeza, quero saber se isso é legal de se fazer, o que vocês tem a me dizer sobre essa questão?
    Já a segunda questão é que no jogo de búzios que ele fez apareceu que sou filha de Oxum e Xangô porém em outros lugares que eu fui me falaram que eu era filha de Iemanjá estou bastante confusa o que tenho que fazer para saber de quem sou filha de verdade?……., neste mesmo jogo ele me falou que meu Exu chama Tiriri e minha Pombagira chama Pombagira das Almas gostaria de saber se algum de vocês tem conhecimento sobre estas duas entidades pois não as conheco e procurei algo para ler sobre elas e não encontrei muita coisa?
    Desde de já quero agradeçer a compreensão e paciência. Obrigada.


  533. Mariana a cobrança do jogo é legal e amapara pelos itãs/lendas da religião, mas isso não impede que o olhador faça jogos gratúitos, não é comun mas existem quem faça. A questão do “fizeram mandiga” é típico de quem quer arrancar um trocado do consulente, e é triste tb. Sobre as entidades isso é chute. Em primeiro lugar as entidades, até podem “falar no jogo sim” casos raros onde há grande necessidade desta comunicação, ms é raro. No entando nomes são dados pelas próprias entidades e não num jogo. Sinto muioto mais creio que vc vou vítima de alguém mau intencionado. Antes de jogar pesquise a idoniedade da pessoa e sua conduta, se é reconhecidamente um Babalorixa ou Yalorixá respeitado e que tem tradição, vá a lugares de tradição minha irmã, selecione muito bem antes. Sinto muito dizer isso, ms é verdade estamos cheios de falsos zeladores,pessoas que se aprovietam dos outros, sinto muito dizer isso de coração. Tomeje


  534. em Janeiro 6, 2011 às 4:45 pm Mariana Fatima

    Bem Nelson Souza primeiramente quero AGRADEÇER MUITISSIMO sua ajuda, mais de verdade eu já havia pensado nisso, tanto que procurei ajuda de vocês pois conheci o trabalho desenvolvido pelo blog e gostei muito, tanto que sempre estou indicando para amigos, desta forma vim até vocês pois eu também sai do local onde fui com uma sensação muito ruim e isso não saia da minha mente infelizmente eu percebi que o interesse não era muito bom, enfim isso serve como lição para eu prestar mais a atenção antes de ir em algum lugar. obrigada por tudo. Boa Tarde.


  535. Boa noite!
    Me chamo Daniella e gostaria de saber se poderia tirar uma duvida.
    Fui indicada a fazer um bori do cama, falaram- me que constava numa amarraçao de um carma que eu tinha de uma pessoa da minha familia que atrapalhava minha vida atualmente.
    Esse carma me impede de namorar e de firmar na vida profissional.
    No entanto, o que me incomodou é que nisso envolve matançao de animais, achei muito agressivo.
    Esse bori realmente resolve isso?e existe isso de nos livrar de um carma?Pois sempre ouvi dizer que o carma nao mudamos.

    Desde ja agradeço!


  536. boa noite!

    Me chamo daniella, e me indicaram pra fazer um bori do carma, o nome foi esse que me deram.

    Tambem me disseram que caso eu nao faça isso minha vida continuaria parada em relaçao a tudo, vida amorosa e profissional.
    Foi dito tambem que isso acontecia devido a um membro da minha familia que morreu e passou pra mim o carma dela.
    Existe mesmo esse bori do carma?
    Caso eu faça realmente estarei livre?
    Esse bori tb me faz ficar presa na religiao?

    Desde ja agradeço!


  537. Amanda, por favor, leia o post Bori e seus comentários e vc vai ver que bori é uma cerimonia feita exclusivamente pra sua cabeça, para o orixa Ori que habita o interior de nossas cabeças e deve sempre ser agradado e cultuado, Nunca ouvi de bori do carma. Pode acontecer sim de um egum (espirito de mortos) interferir na vida de alguém e não precisa ser da família, pode ser qualquer egum perturbando qualquer pessoa. Porém nunca será com um bori que esta perturbação será resolvida, bori não tem esta função. Reveja a idoniedade e competencia desta pessoa e principalemnte se ela é de candomblé e tem todas as obrigações feitas, se é habilitada pra fazer estas cerimonias. Qualquer pessoa pode fazer o bori e isso não cria vínculos com a reliigão e nem como zelador. Há zeladores que fazem o ibá ori em todos que fazem o bori, na minha opinião, sabendo que bori não cria vinculos, estes ibas ori tem a função de tentar criar um vinculo e forçar a pessoa a uma ligação que na realidade é inxistente. Tomeje


  538. boa noite , gostaria de saber como se processa a trasmissao de energia atravez do corte , e como a energia contida no eje e fixado e como se da o processo todo. axe


  539. Eduardo, mesmo que pudéssemos discutir este assunto na net, o espaço não seria suficiente, é muito complexo e tem um componente fundamental nisso tudo, vc só saberá e entenderá toda esta compexidade na vivencia da roça e no seu tempo certo de aprendizado meu irmão. Entrando no quarto de orixa, limpando animal, e cozinhando. Em palavras eu não consigo falar nada além disso. Tomeje


  540. olá. eu estava procurando na internet algumas coisas sobre Iansã e axei esse site. Adoreiiii!!!!pricipalmente os comentarios em q vcs sempre tentam ajudar o proximo. Bom, mas na verdade oq eu procuro é um trabalho q eu possa fazer pra Iansã para trazer meu amor d volta. O problema é q ele ja esta com outra pessoa e dizem , nao tenho como confirmar, q ela fez um trabalho pra ele se afastar d mim e d nossa filha. eu acredito q ela realmente fez isso, pq toda vez q ele m procura pra uma reconciliaçao ou ate mesmo pra ver a filha, assim q ela fica sabendo ele some e demora meses pra aparecer. Nao qro o mau dela, qro somente o meu amor d volta. Qria muito a ajuda d vcs!Gostaria d fazer um trabalho forte pra traze-lo d volta. Agradeço desde ja.


  541. em Janeiro 31, 2011 às 10:37 pm Fernando D'Osogiyan

    Simone,

    Nosso propósito aqui é divulgar, ensinar, esclarecer, tirar dúvidas, desmestificar a religião, o Candomblé. Felizmente não acredito em amarrações, saiba que os encantamentos são curtos e sem eficácia, pois, quem pode mais é DEUS, seja esse DEUS da religião que for. Existem amores e amados, temos que saber a diferença sem egoísmos e entender que quando não entendemos que um amor acabou procuramos culpados, quando na verdade o amor acabou a muito tempo e nunca demos conta disso. Reflita bem se vale apena a volta de um amor morto.


  542. Ola, gostaria de saber onde posso encontrar um bom terreiro em Portugal. Estou em Lisboa. Ou será que não existe por aqui???
    Um abraço.


  543. Andreya eu não conheço pessoalmente, mas sei da existencia da associação ou federação Portuguesa de terreiro de umbanda e candomblé. Talvez lá vc consiga um aboa indicação. Tomeje


  544. Peço a voce Manuela que me ajude.Minha mae vive com um rapaz dezoito anos mais jovem que ela e estao juntos a quatorze anos.Somos de uma familia umbandistas,mas nossos medios e o pai de santo ja faleceram a anos restando somente minha mae,uma irma dela e uma cunhada que era a mae pequena da casa,o centro nao tem mais o movimento de antes,os segredos de magias e feitiçarias meu avo levou com ele,pois, ele era o pai do terreiro.Nao sei porque ele nao deixou um sucessor,mas minha mae tem guias muito bons que nos ajudam nas horas dificeis.O que quero lhe pedir é que envie para mim uma simpatia ou oraçao para quebrar força de inimigo,porque a sogra da minha mae tenta de todas as formas destruir o casamento de minha mae.A sogra dela vivia acompanhando a gente em nossas jornadas e ate começou a se desenvolver no centro.Só que ela desistiu depois que minha mae impediu ela de se relacionar com um de meus irmaos,porque esse meu irmao ja tinha sido amante de uma filha dela,entao minha mae achou que era muito ruim ela ter caso com um homem que ja foi de uma filha dela,foi ai que ela se revoltou contra minha mae e hoje quer destrui-la de qualquer jeito,acredito que minha mae só queria evitar confusao na familia,mas a sogra dela nao entendeu achando que ela nao queria a felicidade dela e quer se vingar de toda maneira fazendo com que meu padrasto se afaste de minha mae.Pior foi que depois de anos de umbanda essa sogra se tornou evangelica se afastou de minha casa e tenta fazer a cabeça do filho para se afastar de casa.Ele passou a beber muito e perambular pelas ruas sem rumo e dormir fora de casa varias vezes.Ontem tres de fevereiro,ele estava na casa da mae dele e ela nao deixava ele ir embora.Começou a fazer oraçoes em volta dele,sei disso porque a outra filha dela que me contou,essa filha nao aceita o que ela faz e acha errado ela agir assim.Pedi para minha mae ligar e falar com ele,e para nossa surpresa ela atendeu ao telefone e disse para minha mae que cuidaria dele,minha mae exigiu falar com ele e depois de muita insistencia ela passou o telefone para ele e fez com que ele voltasse para casa.Nao houve discussao quando ele voltou,apenas conversaram com calma e ele disse a minha mae que nao sabe porque ele faz essas coisas e que nem gosta de ficar na casa da mae dele,mas que aquele dia depois dela rezar ele nao sentiu vontade de ir embora.Peço somente uma simpatia ou oraçao para quebrar as forças dela e afasta-la de vez das nossas vidas.Por favor nos ajude.


  545. Boa noite!Sou muito grato pelas suas orientações sobres os curso de folhas Pai Tomeje,so achei uma pena eles serem no RJ pois eu estou em SP!mais vou comprar o livro que o senhor me indicou!muito agradecido Rodrigo de Intilé.


  546. Rodrigo busque então o “jornal do axé ou guerreiros do axe” na net, eles tem sempre boas indicações de cursos aí em SP. Tomeje


  547. Nelson,
    Já ouvi dizer que é o Orixá quem escolhe a casa em que o filho tem que ficar ou nao tem nada a ver?
    Falo isto pq sempre frequentei uma umbanda ja ha uns 15 anos e de 4 anos pra cá tenho me “desgastado” e até me aborrecendo com algumas situações que nao aceito . Sei que toda e qq casa tem seus problemas, e uma vez conversando com uma amiga que é Egbomi de uma casa em Salvador me disse isto. cheguei ate pensar que ela queria que eu deixasse a umbanda e fosse pra roça de candomble dela……etc…por incrivel que pareça conheci a roça dela em Salvador e fiquei encantada com o candomblé…nunca senti tanta paz e nunca me senti tao bem…..foi divino!


  548. Boa noite Pai tomeje!muito obrigado por sua orientaçao sobre o curso e tambem sobre o livro Éwe.Gostaria tambem de parabeniza-lo pala dedicaçao e carinho que vc tem para responder nossos e-mail.Um grande abraço Rodrigo de Intilé.


  549. Boa noite… gostaria se possivel ter o msn de Nelson e de Manuela… desde ja obrigado… com a paz de meu pai Oxala!


  550. Renan, espero mesmo que nos entenda, mas nossa colaboração para a religião só pode ser feita por este meio, não seria possível conciliar nossos afazeres pessoais com atendimento em particular. O trabalho no blog já nos toma um tempo considerável e se abrirmos mais um meio de comunicação perderíamos nossa privacidade. Além disso e principalmente perderíamos o nosso maior foco que é o debate de assuntos de interesse de todos, cada comentário é respondido aqui com todo respeito e honestidade, e serve para que outros irmãos tenham a possibilidade de sanar dúvidas que por vezes são as mesmas. Esperamos que compreenda. E se houver algo que possamos te ajudar será um prazer. Tomeje do Ogum


  551. Ola Nelson , vc joga buzios? Se sim aonde? Ou vc indicaria alguma casa aqui em são paulo de confiança??


  552. Paula eu moro no RJ, mas tenho um irmão em Campinas, serve? Tomeje


  553. Oi Nelson
    Ok, vc pode me passar o contato de Campinas?
    Vc fala tanto de sua mae de santo que é de Iemanja, mas vc nao revela o nome dela??? Nao pode revelar? E o nome da sua roça, vc pode revelar? rsrs.

    Sou de SP capital , mas quem sabe um dia …

    Muito Obrigada!

    Paula


  554. Paula, há diversos motivos para não revelar o nome de minha Yá. Um deles é que ela detesta essa exposição em net. Outro motivo é que devido ela ser uma pessoa conhecida, qualqeur deslize de minha parte terá semrpe alguém de plantãoa pra apontar o dedo e falar ” olha o filho da Francesa falando besteira” (revelei?rsrs). Além disso o meu trabalho deve ser reconhecido pelo o que eu sou e não pelo nome de minha Yá, entende? A minha casa é em São Gonçalo RJ e se chama Omi L’onã. A casa de minha Yá é em Santa Cruz da Serra, Duque de Caxias RJ e se chama Atara Magbá.
    O endereço do meu irmão é
    Mário de Ogum
    candomblé queto / Rua Vitorino Ferrari, 100 — Barão Geraldo — CEP 13084-030 – Campinas – SP telefone: (19) 3289-5717 e-mail: babatonican@hotmail.com
    Tomeje


  555. Nelson, Francesa foi hilário.
    kkkkkkkkkkkkkkkkk
    Com o máximo respeito.

    Agbo ató.


  556. Na verdade eu queria fazer uma pergunta.Queria saber qual é o meu Orixá?

    Obrigado


  557. Nelson
    Entendo sim o lado dela e o seu. Suas explicações são ótimas neste blog acho que é o melhor site de debates sobre a religião, e mais , com seriedade e sem “interesses”, realmente um trabalho lindo! Parabéns….

    Muito obrigada mesmo pela sua atenção! Farei visitas sim com certeza quem sabe no Rio.

    Forte abraço!

    Paula


  558. É NORMAL UM FILHO DE SANTO ANTES DE FAZER SUA FEITURA E PASSAR PELO PROCESSO DE BOLONAN OU SEJA BOLAR NO SANTO E SER RECOLHIDO COMO UM YAO E DEPOIS SEU ORIXA DEIXAR DE RODAR NO FILHO DE SANTO DURANTE O PERIODO DE 21 DIAS ATÉ NA HORA DA OBRIGAÇÃO MAIOR ELE TB NÃO RODAR E SAIR COMO UM CARGO DA CASA . ISSO É NORMAL ACONTECER COM QUALQUER UM SER RECOLHIDO COMO UM YAO E SEU ORIXA A NÃO RODAR MAIS NO YAO E SAIR COMO CARGO DA CASA UM OGAN?
    GOSTARIA QUE VCS ME REPONDAM NA ONDE ESTÁ O PROBLEMA SE CASO ESTEJA ERRADO ME EXPLIQUEM O CERTO.

    PORQUE ORIXA DEIXO DE RODAR JA QUE O PROPRIO ORIXA FEZ COM QUE ELE ENTRE PARA O RECOLHIMENTO BOLADO NO SANTO COMO UM YAO


  559. Mister M, se o orixa bolou o filho, o zelador(a) jamais poderia ter tirado esta pessoaa como Ogã, isso não existe. É preciso entender que o fato de alguém bolar, não indica que a pessoa é filha do orixa que estava sendo cantado na hora do fato (bolar), e muito menos indica que a pessoa tenha que ser iniciado naquela casa. O fato de bolar foi só um alerta do orixa de que aquele filho é rodante, nada além disso. Porém muitos dizem que a pessoa que bola naquela casa tem ser raspada imediatamente e naquela casa, isso é equivocado. Os motivos pra o orixa não voltar a pegar a cabeça do filho podem ser inúmeros e não vem ao caso citar ou especular, o importante é a pessoa procurar outro jogo e verificar o que aconteceu e o que o orixa fala disso, urgente. Tomeje


  560. É normal um ogã ser feito ser a matança de gudupé???


  561. Sou feito a cerca de 1 ano como ogã, por questões éticas e entendimentos divergentes tenho interesse em me retirar do candonble.
    Gostaria de saber quais são os procedimentos???

    Já que me sinto coagido pelo meu zelador espiritual??


  562. Carlos um assunto extremamente debatido aqui, por nós, é a necessidade de ser abiã numa roça de candomblé. dificilemnte alguém que permaneçe numa roça como abiã durante algum tempo (pelo menos um ano), quer largar a religião. Hoje vemos tudo sendo feito com grande urgencia, sem tempo para o neófito conhecer a roça, a religião o pai de santo e os irmãos e poder decidir efetivamente se quer ou não quer ser da religião ou daquela casa. Meu irmão nem todos são assim como esse zelador que vc conheceu, de-se outra oportunidade de conhercer o candomblé por outros caminhos mais felizes. Mas se vc quer sair, nada o impede, a não ser o terrorismo que esta pessoa poderá fazer contra vc, e digo terrorismo, pois não passa disso, nada demais. Seja feliz é isso que o orixa quer pra vc, axe. Sobre o animal de 4 pés, sem ele não se faz iniciação ou confirmação. Tomeje


  563. Tomeje, como sou ogã, feito a um ano (porém em minha feitura não houve nenhuma matança de gudupe (bode) e tenho meu iba e nele meu ota, fico preocupaco, pois como vc mesmo disse o terorismo é grande por parte do zelador de meu sañto, insisto no aasunto porque ele vive fazendo ameças. Quanto ao meu ota, fico com medo dele virar, ouço muito isso, que o zelador pode fazer maldade.


  564. Tomeje, desculpe-me pela ingenuidade, mas naõ entendi sua resposta “Sobre o animal de 4 pés, sem ele não se faz iniciação ou confirmação. Tomeje”, posso entender que não fui iniciado ou confirmado no candomble???
    Todo o ritual pelo que passei, na camarinha, teve alguma valia na minha condição de ogã?
    Em resumo tenho ou não santo??
    Mais uma vez me desculpe pela ingenuidade.


  565. TENDO A TEMER POR UM DIA TER QUE SAIR DA RELIGIÃO POR NÃO TER A OORTUNIDADE DE EM NENHUM MOMENTO ENCORPORAR E NEM RODAR ORIXA.POIS NÃO VEJO MAIS A ALEGRIA E O BRILHO EM SER CARGO OGAN .POIS JA QUE NUNCA MAIS VOU RODAR EM SANTO POR SER UM CARGO O QUE ADIANTA DE ESTAR EM UMA RELIGIÃO ESPIRITUALISTA ONDE OS VALORES MAIORES SÃO PARA OS RODANTES .
    ACREDITO SIM NOS ORIXAS E SUAS MANIFESTAÇÕES MAS DO QUE VALE VC ESTA ESTA NE UM RELIGIÃO ESPIRITUALISTA COM UM DIVERSIDADE DE NAÇÕES CULTOS ORIXAS E ENTIDADES SE VC NÃO É RODANTE E SO PRESTA FAVORES ONDE OS MERITOS VÃO PARA OS RODANTE .
    CREIO QUE UM DIA VOU SAIR DA RELIGIÃO .


  566. Batman, que momento ruim vc deve estar passando.
    Não pense deste jeito jamais!
    Um Ogon ou no culto tradicional chamamos de Onilù, (Senhor do tambor), tem uma responsabilidade ímpar dentro do culto.
    Vc por acaso já imaginou que existe um òrìsá que mora dentro dos tambores chamado Ayon ( Aiâ), ele é o veiculo entre o Ayie e o Orun o toque é o chamento das energias do òrìsá.
    Um Onilù, sente a presença espiritual do òrìsá que se aproxima, por isso ele não deve beber durante o Oro, deve estar de corpo, coração e mente limpos, olha a responsabilidade!
    Eu ficaria aqui linhas e linhas divagando sobre a função de um Ogon, mas acho que o mais importante é vc saber que quem criou este ‘cargo’ foi Esù, sendo assim todos são abençoados por ele.
    Diz um Iton, vou resumir ok, que toda vez que havia festa no Orun, era Esù quem cantava e tocava o tambor e os demais òrìsás ficavam incomodados com esse ruido.
    Pediram a Esù que não tocasse e nem cantasse mais, pois incomodava na hora de rezas e conversas entre eles, Esù acatou e nunca mais tocou ou cantou, então as reuniões ficaram chatas e enfadonhas e pediram a Esù que voltasse com o canto e o toque dos tambores, Esù se ofendeu e disse que não tocaria nunca mais, eles insistiram e ele determinou que o primeiro humano que viesse por aquelas bandas seria encarregado desta tarefa, eis que apareçe um homem e Esù o torna tocador e cantor das reuniões dos òrìsás.
    Estava criado o cargo.
    Portanto orgulhe-se de ser um diferenciado, um escolhido para tarefas tão nobres, pois sem a energia de vcs o culto seria imcompleto.
    Esta história de que um zelador faz 20 ogon e 20 ogon não fazem um zelador é puro jogo de cena, um não pode viver sem o outro, as funções se entrelaçam e convivem em perpetua dependência e harmonia.

    Iba o Ayon, kare mi Òrìsa.
    Ase Ire, a todos os Ogon e Onilù desta Terra.

    Espero ter ajudado.

    Se vc quizer um pouco mais sobre Ayon, vá a minha pag.
    http://orisaifa.blogspot.com/p/ayon-o-orisa-do-tambor.html


  567. Carlos, agora a coisa complicou, vc falou em camarinha e camarinha é umbanda e umbanda não inicia e enem confirma ogã muito menos tem matança. No candomblé tradicional toda iniciação(rodante) e toda confirmação (de ogã e ekedji). tem bicho de quatro pés, é imprescindível. Se não temo bicho não tem confirmação. Axe, Tomeje


  568. em Abril 1, 2011 às 4:11 pm Calos Santos

    Tomeje, pelo visto relamente neste um ano não aprendi nada onde eu estou, talvez seja minha deficiencia, afinal só tenho tempo de ir só nos trabalho, não frequento muito o terreiro/roça???
    Vou tentar explicar melhor.
    Sou feito ogã no candomblé, fiquei sete dias de obrigação, deitado, roncó se não me engano, tive todas as iniciações e no dia da matança, só houve os bichos de pena e não houve nenhum gudupe. è por este motivo que estou preocupado se sou confirmado ou não, pq caso não seja confirmado, penso que fui enganado.


  569. em Abril 1, 2011 às 4:36 pm Fernando D'Osogiyan

    carlos santos,

    Colaborando na resposta do Tomeje, eu só entendo que você seja confirmado se na sua iniciação levou Orixá fefé Etú (galinha Dangola) que é fundamental, se faltou o bicho de 4 pés, você está em pendente com a liturgia de iniciação e sua obrigação não se completou. Por isso a sua indisposição com a casa e sua desilusão, o desapego, é esse o carrego que o bicho leva com ele e não levou.

    Não desanime, você pode acertar isso em outra casa.

    Boa sorte,

    Axé,


  570. Batman,

    O Da Ilha te respondeu da última vez que você veio aqui, te deu as palavras necessárias, a compreensão.

    Hoje eu venho para questioná-lo.

    Você não acha que está sendo tomado pela falta de humildade e o excesso de vaidade que tanto nós vemos em alguns “religiosos” por aí? Você não acha que está sendo tomado pela vaidade que faz alguns religiosos fingirem que estão de orixá para dançarem de maneira acrobática dentro de um salão e assim chamar a atenção de todos? Você não acha que está sendo tomado pela vaidade de pequenos ebomis, novinhos ebomis que querem receber o deká apenas para dizer com a boca cheia “Sou pai de santo” e para quando visitar os outros axés, com o nariz acima da testa, fazer questão que a casa vire couro, pois ele é uma “autoridade”?

    Batman, não compreendo o seu discurso. Tenho ogans na minha casa e eles são deveras importantes. Os abians e iyawôs correm pra eles na dúvida, afinal, eles são ogans, eles foram confirmados pelo orixá que segura o axé. Se meu pai Xangô, o dono da casa a qual sou filha toma benção de um ogan, o que eu, uma iyawô devo a este ogan? Respeito, meu irmão. Muito respeito.

    Olhe para dentro de sí, olhe para trás, olhe para o orixá que com tanto carinho lhe suspendeu e lhe confirmou e apresentou para comunidade como sendo seu ogan. Honre isso. Honre a confiança que este orixá depositou a você e não devolva esta confiança em forma de ingratidão.

    Que meu pai Xangô te abençoe. Sua benção, Pai ogan.

    Axé!


  571. Dayane minha querida , tenho a mais absoluta certeza do quanto Oyá tem orgulho de ter você como filha !!!


  572. Obrigado, não houve a galinha dangola, ou seja, a coisa tá pior que eu imaginava.


  573. Carlos, realmente a coisa foi complicada meu irmão. Mas diante disso tudo, só posso te dizer que vc não foi confirmado e qualquer jogo de búzios pode confirmar o que te falo. Sinto muito. Axé e força, Levante a cabeça e de volta por cima de tudo isso irmão.Tomeje


  574. sou filho de orixa um pai de santo falou que sou filho de ogum mais nunca frenquentei uma umbanda , passo por problema de saude ja fiz exame e nao deu nada vc acha que por causa do meu orixa nunca dei passagem para ele se manifestar pode causa doenca no seu filho.

    agradeço pela atençao


  575. Thiago no candomblé o modo correto de saber o orixa da pessoa é numa consulta oracular, na umbanda é atravez de uma consulta ao guia chefe do terreiro. Olhometro, tipo físico ou intuição não revelam o guia/orixa da pessoa. Pode acontecer do orixa causar algum desconforto físico ao filho sim. Mas quando se recorre ao jogo ao a uma consulta isso será facilmente revelado. Porém, como eu disse, este desconforto é uma hipótese, e mesmo que seja uma realidade, isso deve ser muito visto e com muita calma,nada daquela correria de que tem ser iniciado agora, urgente, calma e serenidade pra ver este assunto. Axé, Tomeje


  576. Bom dia,
    adorei o blog de vcs!
    Sou de Porto Alegre(RS). Gostaria de saber
    se vcs tem consulta de búzios?
    Abraço


  577. Bom dia,
    Estala lendo o blog de vcs e adorei!
    Gostaria de saber se vcs tem consulta a búzios,valores etc..
    Enviem um email para mim por gentileza.
    Abraço


  578. Anelise, eu sou do Rio e não incentivo jogo a distancia, tipo tel e msn.
    Se algum colega conhece alguem de confiança no sul, pediremos para lhe informar.

    Ire o.


  579. Tomeje

    Eu gostaria de lhe perguntar qual é o geito mais fácil de eu me aperfeiçoar em cantigas dos orixás pois tenho um pouco de dificuldade para aprender por escrito …

    e tbm queria saber qual é a finalidade ” do olho de boi “….abrasss…obgd…


  580. em Abril 30, 2011 às 6:55 pm Fernando D'Osogiyan

    Dan omin,

    O jeito mais fácil é você gravar as cantigas de seu barracão. Peça ao zelador para que um Ogan possa fazer um CD básico com 7 cantigas de cada Orixá.

    O Olho de boi tem várias finalidades dentre elas a de cortar mal olhado. Antigos colocam um copo dágua com um olho de boi dentro quando tinha festa em sua casa ou mesmo, deixava sempre a atrás da porta.

    Olho do boi é uma espécie de amuleto.

    Axé,


  581. Ola boa tarde

    gostaria de saber se eu e meu esposo podemos ficar na mesma casa Jeje, eu quero fazer minha iniciação, ele confirmar como ogam.

    o zelador disse q nao ha problemas pq o jeje cuida de família, e nos ja somos casados…
    Tenho mais dúvidas,.vou perguntando aos poucos.

    Queria aprender sobre jeje marrim

    por favor me ajudem colofe


  582. Tay, Kolofé Soro
    O candomblé Jeje Mahi tem mesmo uma vinculação muito grande com família, no meu ver não há problemas. Dúvidas estarei por aí.

    Gbesén Benói


  583. comecei a frequentar o candomblé em uma casa de ketu, sendo q a mi.ha zeladora estava trocando de zeladora e deu seus 14 anos em uma casa de jeje po de aba no dia de sua saida eu bolei, acordei assustada e depois qnd ela retornar suas atividades jogou p mim e m aconselhou a realizar um bori, pois meu santo queria feitura e eu tinha briga de orixa na cabeça quem respondia pelo meu ori era yemanja no dia do bori oxoguian passou a frente, tive alguns desentendimentos e resolvi deixar a casa,procurei outra zeladora onde m sentia bem apos alguns meses vi q ela tinha prioridades e nao cuidar do meu santo, resolvi sai e procurar uma nova casa estou a 2 meses frequentando uma casa de jeje, mas passo mto mto mal qnd vira yemaja e ou canta pra oxala. Queria me iniciar nessa casa, mas queria entender pq meu santo e ketu e será feito em água de jeje. Obs na casa que fiz meu bori era ketu porém tinha poço pois havia uma filha de santo de bessem.

    peço esclarecimentos.

    Colofe


  584. Boa noite Tay!

    Eu resolvi escrever pelo fato de vc ter colocado algo que me chamou atenção

    Eu creio que ñ exista briga de orixás na cabeça. Como já foi dito por tomeje em África cada região cultuava uma dinvindade específica e todos que naciam nestas regiões eram filho daquela determinada dinvindade. Ja no Brasil os adjuntós em Ketu tbm são cultuados. Na sua cabeça tem só uma dinvindade. Ou um Orixá, ou um Inksi ou um Vodum. Os adjuntós(termo de ketu) geralmente vêm na força destas. Adjuntó ñ passa na frente da dinvindade que rege “primeiro” em sua cabeça. Infelismente errôneamete tem zeladores que dizem isto.

    Pelo que vejo vc direcionou a pergunta ao Hugbono Charles. Eu entrei de intrometido rsrsrsrsrsrsrsrrrsrsrrssrrs

    Ago Hugbono; tbm espero sua resposta. Eu só queria fazer uma colocação.

    Abcs Tay!


  585. o q devo fzr nesse caso, mas ja fui em vários jogos e todos me dao oxaguian e dizem q nao tenho odu pra esse orixa mais ele responde pelo meu ori.

    posso ser feita nas aguas de jeje

    Kolofe


  586. sander agradeço a vc, e ao hungbono pela atenção e esclarecimento.

    Kolofé


  587. sander agradeço a vc, e ao hungbono pela atenção e esclarecimento.

    gostaria de saber mais sobre o jeje marrin / marri / mahi

    Kolofé


  588. Tay,

    Pelo que vejo há uma grande mistura por aí. Respeitosamente, concordo com Sander (que pode responder e nem precisa me pedir agô rsrsrs). Nas águas de Jeje não se cultua Oxaguiã – Oxalá, mas sim Lissá ou Lísá, quanto a Mãe Yemanjá há muitos casos de feitura dela em casas de Jeje Mahi, até tradicionais, mas o Vodun, não briga, e tanto que a iniciação no Jeje Mahi tradicional começa com a Vodunsi bolando no santo, caindo ao pé do atinsá de seu vodun, tem que se ver quem é legitimamente seu Vodun e aí ver o que deve ser feito, em Jeje Mahi também não tem bori, há um ritual semelhante (Joá) mas tem preceitos e formas diferentes embora o Jeje-nago e o nago-vodum realizem na forma Ketu.
    Coloque suas dúvidas e terei prazer em respondê-las. Leia meus posts pode esclarecer-lhes muitas dúvidas

    Gbesén Benói


  589. mas quem responde pelo meu ori é guian e nao lissa, o pai de santo do axe de onde eu frequento e de Logun ede. ele disse q serei feita de oxoguian, mas no jeje,pois na casa dele toca ketu i jeje mahi.

    Gostaria de mais.informações sobre

    Kolofe


  590. Tay,
    Olha, eu não concordo nem acho correto esta mistura, não quero que vc fique brava comigo ou ofendida, mas vc deveria procurar uma casa Jeje Mahi tradicional ou Ketu tradicional, pois estas misturas não fazem muito bem para tradição.
    Axé


  591. Não jamais ficaria brava. mais m sinto bem onde estou.

    vc tem algum texto q fale sobre jeje

    queria aprender cantigas em ketu e jeje pode m ajudar

    kolofe


  592. Tudo bem,
    Tay, as cantigas são muitas vezes próprias de cada casa embora exista as cantigas tradicionais, isto vc deve ver com o seu zelador, entre em meu blog pessoal http://hunkpameayinon.wordpress.com tem bastante sobre Vodun/Jeje Mahi


  593. Vi o site…

    Muito legal.

    Obrigada por me ajudar…

    Kolofé


  594. em Maio 25, 2011 às 4:51 pm Janaína Corrêa

    Olá Pessoas,

    Fiquei um pouco descansada quando passei a receber os posts através de meu email, mas creio que há determinadas situações, que o aprendizado se faz presente, com dúvidas e questionamentos.

    Há meses, quando passei por aqui pela primeira vez, fiz “n” perguntas – algumas obtive resposta, outras não – porém fiquei de falar um pouco de mim até para ouvir de vocês.

    Eis que chegada a hora, pois creio que a ajuda que preciso é muito mais espiritual do que carnal e/ou patológica.

    O meu nascimento – em 1974 – foi algo um tanto conturbado, do qual minha família – que vive num verdadeiro clã – não consegue dar explicações.
    Não obtive registro de pai e só aos 20 anos fui ligar os pontos que aquele que se apresentava como namorado de minha mãe, na verdade era meu pai do qual ela nunca permitiu que me registrasse.
    Fui primogênita numa geração, do qual bisavó, avó e mãe já tinham começado e parado (largado) suas iniciações espirituais – sobrou para mim.
    Em outubro de 1985 tive minha primeira crise convulsiva e fora diagnosticado epilepsia. Logo após começaram as vidências infindas e os excessos nas atitudes não consideradas “normais” para um ser.
    Minha tia-madrinha já frequentava um lugar onde jogava búzios, mas não era um terreiro ou barracão, apenas uma pessoa que atendia na sala de sua casa e sem posição de mãe de santo. Essa minha tia (irmã de minha mãe) sempre amou o ocultismo e herdei isso dela.

    Me levou então para jogar e ficou claro que eu teria que seguir a vida espiritual e me indicou o zelador de seu filho caçula. Fato que quando ela jogava, eu fixava os olhos e apesar de nunca ter estado presente com um jogo, parecia que eu entendia tudo o que estava sendo dito ali.
    Fui então parar em Saquarema – estado do RJ – na época o zelador estava mudando o terreiro de Jacarepaguá para lá e cheguei num sábado que ele atendia as pessoas com jogo e tudo mais. Tive de voltar para fazer um bori, pois ele cria eu ser muito jovem para ter que asumir tantas responsabilidades.
    Passei a bolar, vez ou outra, até que 1988 comecei a bolar toda semana e a pior delas foi no colégio. Eu era um palitinho de pessoa, não ultrapassava os 55 kg e foi preciso 04 inspetores para me tirar da sala numa cadeira com rodízios e me levar para a Direção. A surpresa foi enorme, pois o Diretor do Colégio – que era regido por militares – também era “do santo”, chamou minha mãe que veio do trabalho e com portas trancadas ele virou com o santo dele e ficaram conversando numa língua do qual apenas eles se compreendiam e após desvirar ambos, ficou claro que não dava mais para esperar e veio o dito “está pedindo roça”.

    Isso era uma quarta-feira, no sábado estávamos com dinheiro – que apareceu do nada – fazendo todas as compras junto com o zelador e seguindo para Saquarema.
    Fiquei 30 dias no roncó, dos 55 kg passei a 90kg nesse período, não aprendi nada que não fossem os cânticos da maionga e do ajeum, além da dança. Peguei fogo dentro do roncó, do qual minha mãe criadeira teve um “estalo” e foi em minhja direção – era distante – e saiu rasgando minha roupa. Fui rombona por duas vezes, tanto no bori, quanto na feitura, no dia da raspagem ocorreu dois fatos inusitados: 1- a cabra ficou prenha do nada e não pôde ser abatida, sendo dada pelo Orisá a um vizinho que passava muita fome em sua humilde casinha – fato que ele arranjou outra cabra (macho), deram mais crias e ele passou a viver da venda do leite de cabra – achei isso o máximo. 2 – a pomba também não pôde ser abatida para o assentamento, tiveram todos de ir para o tempo e soltá-la.

    Fui raspada como Iansã de Balé e Xangô Airá no ketu, mas sempre tive questionamentos quanto a ser de Iansã, pois minhas atitudes não eram de uma filha desse Orisá.
    Tive diversos aborrecimentos e problemas pós feitura, como puxei o kelé com dois meses e só quando fui dar obrigação de um ano é que ele foi refeito e dei duas obrigações juntas. Mais tarde passei a virar com povo de rua e minha leba disse que não pertencia aquela cabeça, pois tinha sido trocada – era uma cigana quem virava. E quando fui até o zelador para saber, fui distratada. Marquei de pegar minhas coisas e sair do barracão. Peguei todos meus assentamentos e levei para casa – tive de preparar o chão antes com favas e outras coisas que não lembro ao certo. Na vinda, em plena estrada, eu viro no santo que joga fora o otá do assentamento, pois também tinha sido trocado.
    Em outubro passado (2010) cheguei ao meu quarto casamento e dessa vez com um filho de Oxalá, que porventura pertencia ao mesmo asé que eu e foi através dele que soube que meu avó de santo havia falecido – bom, não o conheci mesmo – meu marido foi dar obrigação para os santos dele e conheci meu tio de santo que me informou que meu pai de santo também havia falecido e daí precisava tirar a amão de vume.
    Muito antes disso tudo – em 2003 – minha vida não se acretava de jeito algum e meu advogado me passou o contato de uma taróloga, estive nela que detectou uma briga de Orisá na minha cabeça – apesar de ter lido sobre que isso não ocorre, mas não sei o entendimeno que se dá as pessoas quanto a isso, principalmente por terem sido várias pessoas que confirmaram o dito. Creio que na verdade, era o Orisá do qual eu nasci querendo “tomar” o que pe dele por direito. Isso perdurou em qualquer lugar em que fosse, todos informavam sobre essa briga do qual minha cabeça não tinha dono … rsrsrsrs
    No jogo desse meu tio, foi pior ainda, pois qualquer um respondia, era uma verdadeira festa onde todos queriam falar. Me indicou fazer primeiro um obi d’água, para dar uma refrescada. Fiz e um mês depois retornei para novo jogo, fui então apresentada a uma outra qualidade de Iansã que carrega Oxum na barra da saia por ela ser cega.
    Viramos o ano e ainda em janeiro, comecei a me sentir muito com Nanã – foi demais mesmo – resolvi tirar a prova dos nove em outro barracão, mas a única coisa chata é que parece que eles não leem os búzios, não conseguem abrir um canal entre aquele que foi iniciado e teve preparo para chegar a determinado lugar com responsabilidades, pois só sabem jogar com CAbala. Cheguei a questionar, dizendo que do jeito que minha vida era, nem sabia ao certo minha data de nascimento. Até que esse zelador me perguntou como e o que eu sentia ? Foi quando expliquei que Nanã estava – e permanece – ao meu lado. Fiz a mão de vume e dei um bori em 19 de março, mas tive de ficar quase nua na cachoeira na frente de outros irmãos homens e mulheres. Por mais que tentasse ficar dentro dágua para me cobrir, não dava, pois as roupas íntimas e um paninho branco deixavam tudo à mostra. Achei isso o cúmulo da exposição desnecessária!

    Não retornei ao barracão depois disso, sendo que em todo e qualquer lugar em que tenha ido, me fora dito, que minha mãe carnal é quem mandou raspar uma Iansã, assim como ela cultiva uma Iemanjá. Sempre tivemos muitos atritos, ela sempre foi mentirosa, dissimulada e sempre arquitetou tudo em minha vida, seu maior sonho é minha morte. Há todo tempo ela fez coisas para que ficasse longe. Não fui criada por ela e sim por avó e tias. Como ela não conseguiu me destruir, agora o faz através de minhas filhas. As tirou de mim da forma mais brutal, pegou a mais velha que tem 13 anos a fez contar uma história e escrevê-la levando ao conselho tutelar, pegou a guarda provisória e no próximo mês fará 06 meses que não tenho contato com minhas filhas. Chegou ao ponto de colocar a eplepsia como fator diagnóstico de impossibilidade de criação. O que me doeu mais foi a minha filha ter aceito o caso como natural – estou amargurada quando a vi em fevereiro no Conselho Tutelar vestida como uma piriguete (esse é o termo mesmo). Sempre criei sozinha – apesar de terem pai – sempre a coloquei num patamar enorme, pois durante a gestação, com os diversos nomes o qual havia escolhido entre meninos e meninas (não sabia o sexo) me veio em sonho, dizendo “quem vem aí é a Dandhara”, e foi esse o nome em que coloquei.

    Uma mulher que nunca me viu e é frequentadora de igreja evangélica (a blusa anunciava isso), me disse na rua há pouco tempo “sua mãe está te macumbando toda, ela faz de tudo para ver sua infelicidade e ela quer afastar você de onde você está. Ela é quem está criando desarmonia na sua casa, ela quer te ver morta”. Minha enteada de 16anos, que ajudo a criar, ficou parada – sem ação.

    Do bori trouxe um pequeno jarro de vidro com tampa (como um baleiro) com conchas e outras coisas dentro e a quartinha. Pediu que ficasse mais alto que minha cabeça e sempre aceso. Não concordo com uma série de coisas, inclusive essa obrigatoridade, pois as pessoas tem por hábito lembrar de um Orisá na hora da dor de barriga, só que eu converso com eles todos os dias, não importa onde esteja e o que seja, e´um bate papo como quem vai a um bar para falar do mundo.

    Hoje, meio que aos trancos e barrancos, trabalho administrando uma empresa de transportes, do qual nada é feito sem meu consentimento, acima de mim, está apenas o dono da empresa. Sou casada, crio uma enteada e 05 gatos, faço faculdade de Pedagogia – no momento está trancada, por não cabeça para isso – sou repórter, me trato, principlamente patologicamente e não concordo com os absurdos em que assisto dentro do Candomblé – me desculpem por isso.Mas não vejo que isso impossibilite uma pessoa de criar seus filhos devido uma doença – que também pode ter sido implantada assim como ela – minha mãe – decidiu que Orisá seria raspado.

    Sei que nosso tempo dividido em dias, horas, meses e anos, difere do tempo astral. A natureza não é coordenada pelo homem. E o que me fez escrever – como desabafo foi exatamente um pos que recebi sobre a Sociedade Ogboni que cita em seus últimos parágrafos:

    “…todo aquele que transgredir o pacto estabelecido pela Lei de Ogboni, deverá, – incondicionalmente, prestar contas à Edan – a própria Terra.

    Outra atividade dessa sociedade é a de detectar as ofensas feitas aos Orixás, para logo penalizar rigorosamente os culpados. A cerimônia feita por essa sociedade mística se realiza em um lugar sagrado e nesse lugar são depositadas inúmeras oferendas.”

    Eu espero, que ao tempo e a hora dos Orisás – todos eles – possam fazer a verdadeira justiça, não importa como, pois sempre intervi nas ações em prol de outrém, sempre intervi na crença que o outro seria capaz de mudança, sempre dei oportunidades. Quero apenas ter paz e ser feliz. Preciso que a justiça seja feita, pois sei que hoje sou segura por eles – os Orisás – devido a todo o trâmite judicial que vem rolando e todas as pendengas da qual passo e sempre passei.

    Aqui ficou meu desabafo e se alguém tiver que falar algo sobre esse testamento, que fale, pois gosto de ouvir opiniões.

    Mucuiú


  595. Janaina, sinto sua dor, sei o quanto deve ser doloroso a perda da companhia dos filhos.
    Creio que nesta questão a dor menor foi não ter acertado sua vida espiritual, ainda. Em África juramos e pedimos justiça passando a lingua em uma faca ou pedaço de ferro e jurando a Ogum que estamos falando a verdade, bem diferente do Brasil onde a justiça se pede a Sàngo, pois Sàngo não gosta de ladrão, mentiroso, covarde e etc..
    Eu reitero o que minha esposa sempre fala: “não peço justiça pois não sei se estou errada tbm, peço a misericordia de òrìsá.”
    Seu relato é realmente tocante e muito forte.
    Espero que a justiça dos homens possa lhe ser favoravel, que vc encontre o caminho da verdade, que o Senhor da sola dos pés, (Obatalá), lhe guie em direção da vitória e da felicidade.
    Ainda estou refletindo em cima de seu texto, desculpe se não tenho um juizo de valor formado a respeito é que em cima dos fatos as reações tendem a ser explosivas.

    Eró Ómò Òyà. ( calma filha de Òyà)

    Onon alafià.


  596. hola vcs acredita nas bomba giras?¿gostaria saber.un saludo


  597. em Junho 19, 2011 às 7:20 pm Fernando D'Osogiyan

    luciane,

    Acredito muito nas Pombagiras e pouco sei sobre elas, rsrsrsrs

    Axé.


  598. Nelson/Emanuela yao!
    Ouço sempre falar a respeito de TERRA DE CEMITÉRIO usada p fazer o mal pras pessoas. E verdade? Como funziona? Como se usa? Quais prevenções se pode tomar? Desde já obrigado,

    Axe!


  599. Renan, na verdade a energia que se usa neste caso é a energia de Egun, espiritos que estam vagando, perdidos e pessoas inescrupulosas manipulam estas energias para o mal.
    O que se pode faer é ser ajudado por um zelador e ele lhe indicar as defesas necessárias.

    Ire o.


  600. Muito obrigado pela resposta DA ILHA. A parte dificil e seguir a religiao estando na Europa (Italia!) mas voltando ao assunto só um zelador pode haver domínio sobre essas forcas? Gostaria de aprender a farlo… Alias sou seguro q o tempo vai xegar, se realmente meu destino e de ser futuramente um zelador…

    Axe!


  601. Ola boa tarde!
    Gostaria de fazer um pergunta.
    Fui raspada com orixa ogum já com iansa, com pouco tem de feitura meu pai de santo veio a falecer fiz tudo que a religião pedi pra tirar a mão do morto, procurei um pai de santo da mesma nação que fui raspada e logo me esse me disse que fui feita de santo errado mais sei que não existe santo errado mais toda fez que vou mexer pra fazer algo sempre sinto que tem algo errado e minha vida vira de pernas pro ar e gostaria de saber se é algo que foi feito e ficou faltando algo ou não sei o que é amo de coração minha religião mais acabei me afastando com medo mais não sai do meu coração o amor que sinto pelo meus orixas e não sei o que fazer sinto falta já pensei em frequentar outras naçoes peço um conselho no que posso fazer. Se possivel responda por e-mail obrigado desde já.


  602. em Junho 20, 2011 às 8:24 pm Fernando D'Osogiyan

    Jaque,

    A pior coisa que uma pessoa que joga búzios pode dizer numa consulta é que a pessoa fez o Orixá errado, acho isso inadmissível, não caia nessa e nem se apavore, dependendo de onde você mora, estado, bairro, podemos lhe indicar um bom jogo e uma pessoa para lhe orientar com segurança.

    Axé.


  603. Da Ilha
    Boa noite.
    Fiquei muito satisfeita com a resposta da minha pergunta anterior e tomei a liberdade de lhe passar o meu dilema.
    Pertenço a uma casa de candomblé ha dois anos eu sempre me identifiquei com a religião, apesar de minha mãe ser “evangélica”, aos 14 anos comecei a freqüentar uma casa de Umbanda, porém, namorei um rapaz que me colocou todo medo do mundo e ai resolvi sair, aos 36 anos uma amiga de alguns ano me convidou para eu ir ao uma roça e essa roça é de sua avó, logo que cheguei fiquei enfeitiçada com tudo, era como seu fosse de lá a muitos anos e todos da casa me receberam com um carinho imenso e não demorou muito para mãe Cicera me colocar na Gira e logo me aconteceu o que muito queria eu comecei a ter manifestações e na festa de Ere eu recebi minha Era, após um ano de casa eu deu o Bori e também passei a receber minha querida Iansã, após isso, todo toque que tem eu recebe minha Iansã e aos poucos venho recebendo minha Padilha e também já recebi meu caboclo. Sou feliz nesta casa tenho muito carinho a todos a nação é Keto.
    Através de um amigo, este ano conheci uma casa da nação Gege Nago e quem toca essa casa e um casal de pai e mãe de Santos, fiquei encantada e fui a um toque e também acompanhei um Bori.
    No toque de Orixá minha Iansã veio e deu trabalho para ir embora, foi embora após o Pai de Santo vim recebe-lá e no toque de Catiço veio minha Padilha.
    Essa casa me atrai muito, primeiro pela organização que eu vi, segundo, por ter toque constantemente, adorei muito á doutrina do lugar e com isso passei a fazer comparações com a minha casa, acabei por achar algumas coisas que não me satisfaz junto a minha casa.
    Agora estou em um dilema, amo de paixão a minha casa, porém a casa de Pai Toninho também me atrai muito, jogue búzios com o Pai para ver o que ele tinha a me dizer, o que me disse foi que minha vida espiritual está boa, porém minha Iansã gostou muito da casa dele e que ele viu que vou da minha obrigação Santo naquela casa.
    O último toque da minha casa, recebi minha Iansã ela veio com muita violência quase me machucou até outros irmão de Santo reparou, ela ficou muito brava o tempo todo e nem quis dançar, e eu fiquei muito irritada o tempo todo, coisa que nunca tinha acontecido.
    Estou com muita vontade de participar da casa do Pai Toninho, mas não gostaria de sair da minha, porém, quero da minha obrigação em 2013 e eu não sei o que fazer.
    Posso freqüentar as duas casas?
    Será se eu sair da minha casa eu estaria sendo ingrata com que me acolheu de bom coração?
    Porque será que minha Iansã ficou irritada?
    Me de um conselho, o quê devo fazer em relação ao meu dilema?
    Tudo isso que estou te dizendo eu já falei com minha mãe de Santo e perguntei a ela será que eu vou sair da casa dela, ela me respondeu que isso não vai acontecer, porém, me sinto muito dividida.
    No aguardo de uma resposta
    Obrigada
    Marian


  604. em Julho 1, 2011 às 1:52 pm RICARDO FRANÇA DE ABREU

    MANUELA VOCE E OTIMA,FALA COM CLARESA E FIRMI EM SUAS PALAVRAS E DA MUITA SEGURANÇA NO QUE FALA.GOSTARIA DE LHE CONHECER PESSOLMENTE,MANDE POR IMAIL SEU INDEREÇO.UM GRANDE ABRAÇO E SUA BENÇA.


  605. Ricardo, agradeçemos suas palavras. Com certeza ela entrará em contato com vc.

    Ire o.


  606. ONDE EU ENCONTRO UMA CASA Q VENDE ROUPAS DO DIAA DIA DE UM BABALORIXÁ?


  607. Reggys, se vc informar sua cidade fica mais fácil, não acha?

    Ire o.


  608. Ola não sabia onde criava uma pergunta para todos no site, então postei aqui, ok.

    Bom gostaria de saber, a fruta TAMARINDO é utilizada por qual orisa? ou qual come?, tem algum fundamento esta fruta na religião? se alguem souber por favor. diga-me obrigado.


  609. em Julho 18, 2011 às 10:59 pm Fernando D'Osogiyan

    Sergio,

    O tamarineiro é de Oxalá, também de Airá, Suas folhagens são usados para sacudimentos, seus frutos para comer e fazer sucos.

    Essa árvore tem fundamento com Oxalá por isso é chamada de Igí Íwìn.

    Axé.


  610. Boa noite,
    Assim como o Sérgio, também resolvi postar uma pergunta aqui por ela não se encaixar com os últimos posts.
    Tenho 17 anos e frequento um terreiro de umbanda e candomblé com meus pais desde o início do ano.

    A primeira vez que o pai de santo jogou os búzios deu que eu era filha de Oxalá com Oxum, mas ele disse que tava tendo briga de santo pela minha cabeça. Algum tempo depois ele jogou de novo e deu que eu era filha de Ogum com Iemanjá. Então, recentemente, minha mãe foi lá sem mim e ele jogou, e disse que sou filha de Oxaguian com Iemanjá.

    Com isso, tenho duas perguntas a fazer:
    1. Existe mesmo isso de ‘briga de santo pela cabeça’?
    2. É possível que o pai de santo jogue os búzios para saber meus orixás de cabeça mesmo sem eu estar presente? Nas duas primeiras vezes ele mandava eu pegar uma pedra e dizer meu nome completo três vezes, então se eu não estiver lá é possível jogar mesmo assim?


  611. Cacá, pode sim haver esta ‘diputa’ pelo seu Ori. Um jogo para tentar se achar qual òrisá lhe rege já é dificil com a sua presença imagina sem. Usamos pai e mãe para vermos várias coisas do filho,mas orisá é meio complicado, eu não arriscaria um palpite desses.
    Quanto a essa pedra, eu nunca vi, mas eu tbm não sou a verdade do mundo.

    Ire o.


  612. Muito obrigada pelo esclarecimento! =)


  613. Boa noite, como faço p/ saber se eu sou do candomblé ou da umbanda. gosto muito dessa religiao.
    tenho muitas dúvidas


  614. Michelle, é como lhe responder se vc é católica ou protestante. Partindo do principio que nossa cosmogonia nos remete a uma história e vc se encontra nesta trama então vc é uma das nossas, porém se sua cabeça não aceita qualquer que seja a religião entam vc mesma se exclui. Faça um jogo, conheça nossa religião, frequente uma casa e sinta a energia do òrìsá. Se vc se encontrar seja bem vinda.

    Ire o.


  615. Bom diaaa… a todos do grupo…..
    Sou Ekedji Juju d’Osun do Asé Ilha Amarela, Rio de Janeiro, filha de Luiz d’Osun, neta de Bete d’Ossain, bisneta do saudoso Herculano d’Obaluae, e trineta de Mundinho da Formiga, sou confirmada e ekedji de Osun, tenho minha mãe duas vezes por ser filha de Osun e Ekedji de Osun também…
    A minha dúvida hoje é sobre o culto a Orunmilá-Ifá, pois sempre tive muita curiosidade por esse assunto, já li bastante a respeito, e tenho muita vontade de me iniciar no culto…as dúvidas são: existe algum principio para ser deste culto, como por exemplo ser convidado?…Qual a diferença da raiz cubana para a raiz nigeriana? precisa ter anos de santo..ou uma coisa não interfere na outra?
    Obrigada a todos pela atenção…
    Awre!!!


  616. Ekedji Juju, Òrúnmìlá não distingue os que querem seguir seus passos, porém sua formação como sacerdotiza do culto de Ifá sempre será confirmada através do Odu que se apresentar no jogo.. Esta consulta vc faz com um Babalawo ou Oluwo (pai do Babalawo e unico autorizado dentro do culto para formar novos sacertodes). Tem gente que faz qualquer um que queira se tornar um sacerdote, em minha casa Òrúnmìlá os escolhe, pois a vida de um sacerdote tem que ser reta e honesta. Vc pode tbm se iniciar pela primeira mão de Ifá, chamada Isefá, onde alguns preceitos são feitos o Igba de Òrunmìlá é arrumado, mas não lhe dá credito a fazer jogo para ninguém, se bem que tem gente que não respeita esta LEI DE IFÁ. Vc não precisa ser iniciada em òrìsá para se tornar uma sacerdotiza de Ifá, Iyànifá, porém seus estudos sobre a religião como um todo são intensos e rigorosos, pesssoas do culto de Ifá não podem raspar ninguém para òrìsá, se não for iniciado não pode participar dos preceitos dentro do Ilè Ikù, mas vc pode ser uma Iyàlorisá e Iyànifá, nada lhe impede, mas é de uma grandeza imensa o esforço empreendido, sou adepto do um ou outro. Quanto a raiz Cubana e a Raiz nigeriana, existem várias diferenças, principalmente em ebós, poemas e outros fundamentos, mas a rfesposta seria muito longa e respeito a escola cubana que dá certo e dará certo por muito tempo, pois Ifá é Universal, fala e entende todas as linguas. Somente uma ressalva, o sacerdote recém iniciado no culto de Ifá, precisa da autorização de seu Oluwo para começar a andar com as próprias pernas, pois a mecanica da profissão é complexa demais para se soltar uma pessoa sem experiência, 256 Odus, poemas, ebós, magias com folhas, Egungun, Esu, Iyà mi Agba e comidas de òrìsas, tem que estar na pontinha da lingua, além de muitas outras coisas, o prêmio deste culto é entender a filosofia de Ifá e a cabeça do ser humano.

    Awure se o.


  617. Da Ilha….bom dia….

    O senhor falou o que eu não soube me explicar….eu queria justamente saber se escolhemos ou somos escolhidos….
    E eu conheço pessoas que são iniciados para o culto, e que me relatam que a vida mudou completamente, não em sentido financeiro, até pq esse nem é o meu propósito, mas no sentindo de entender a própria vivência, de entender a SI próprio, o porque voce passa por certas coisas…tenho um grande amigo que diz que hoje ele é uma outra pessoa, que Orunmila na vida trouxe muitos entendimentos…é isso…
    Um grande abraço e obrigada pelos esclarecimentos..


  618. Mo juba Iyà, em meu comentário eu disse que todos podem e devem seguir o culto de Òrúnmìlá, porém só saberemos se vc pode ser um sacerdote de Ifá pelo Odu que cair na consulta. Não disse que vc não soube se explicar, sua pergunta foi clara e acho que minha resposta tbm. Quanto ao seu amigo, damos graças, pois Ifá é isto mesmo. O auto-conhecimento e o entendimento do ser humano, Ori é uma coisinha muitooooooooooo complicada, rs. Ifá nos ensina a educá-los.

    Ire o.
    Onon alafiá.


  619. Da Ilha
    O senhor que não me entendeu…kkkkk….eu que estou falando de mim mesma …que EU não soube formular a minha pergunta..kkkk…mas já entendi tudinho…
    Olorum Mo dupé!!!!


  620. to fikando véio, kkkk, li sua pergunta novamente e acabei esqueçendo o tal do artigo defido O, que ficou oculto da minha visão.
    Não devo trocar a cor dos remedios.

    àse.


  621. Motumbá, Baba “Da Ilha”, motumbá mais velhos.

    Da Ilha, tenho grande curiosidade para saber mais sobre o culto de Ifá e os ensinamentos dos Odus, sobre o caminho sacerdotal de Orinmilá, enfim… Nem sei os termos certos a usar. Hehe É difícil achar informação e, na era da internet, desconfio muito do que se acha online (e não acho que esteja errado de todo). Onde consigo mais informações sobre?

    Algumas vezes ouvi que são raros os Babalawos (de verdade, de tradição) no Brasil, é verdade? Há Babalawos? Há Oluwos?

    Você falou um pouco acima sobre ser Babalawo e/ou Babalorisa, poderia falar um pouco mais sobre? Não é necessário ser feito para ser Babalawo, entendi correto? São caminhos distintos, é isso?

    Essa é um universo da religião que é muito confuso na minha cabeça. Gostaria de ir um pouco mais afundo nisso…

    Mo dupé!


  622. Vitor, o caminho sacerdotal de Ifá de uma pessoa é visto no terceiro dia de seu nascimento, como estamos fora desta natureza e não é costume do povo brasileiro fazer esta cerimonia, fazemos o reconhecimento do terreno quando nos deparamos com os ensinamentos de Ifá ou através de um jogo com um Babalawo. Vc desconfiar de alguns Babalawos que estam na net fazendo algumas coisas erradas não está errado, visto que muitos foram a Nigeria comprar titulos, tanto Olorisás e Babalawos devem formação academica e prática, mas não é isto que vemos por ai. Temos até atropelos, gente desqualificada querendo raspar neófitos e Awo que não se dá o respeito. Vc pode Olhar meu blog. http://orisaifa.blogspot.com/, tem bastante informação, que eu chequei antes de postar.
    Existem babalawos de verdade sim, conheço alguns pela net e pessoalmente, gente seria e com conhecimento, Olowo é um pouco mais dificil de se ver, mas também tem e neste caso só indicaria o meu pois é o único que conheço, uma pessoa amante de Ifá / Òrìsa e reconhecido dentro e fora do Brasil, onde ostenta o titulo de REI DO CULTO DE OBATALÁ DA CIDADE DE IRE IKITI.
    Eu diria a vc que o babalawo é o cara que faz a assepsia da alma, ele cuida de seu equilibrio espiritual, toda sua parte de Odu, ele te coloca alinhado com as energias positivas e negativas, pois devemos ter as duas para que haja equilibrio, positivo demais faz mal, como negativo de mais tbm. O Olorisá (zelador, pai de santo ou babalorisá) é o cara que cuida de nossa energia que acopla com o mundo invisivel, òrisá, egungun e ori, esse cara é realmente o que faz com que seu ori esteja alinhado para receber esta energia poderosa e maravilhosa chamada òrìsá, pois sem alinhamento não há acoplamento perfeito e temos que viver em sintonia o tempo todo, estar incorporado sem manifestação, isso é um tabu para se falar em público, Portanto Vitor, são caminhos distintos que se unem em alguma ponta, um não vive sem o outro. Na prática o que a Tradição Ioruba faz é: Levar o neófito ao babalawo, fazer a faxina, ver Odu, ancestralidade e orisá e entregar na mão do Olorisá para ser iniciado.
    Este iniciado pode fazer sua iniciação ao culto de Ifá depois e seguir o sacerdócio do culto se for um dos escolhidos e não se escolher. Como pode tbm se inicar apenas no culto de Ifá se for escolhido por Òrúnmìlá e depois se iniciar no culto de òrìsá a ordem quem determina é seu ORI, ele é soberano, fazer ou não fazer, tem babalawo que não é iniciado no culto de òrìsá e não há problema algum, pois ele não mexe na cabeça das pesssoas.
    Espero ter sanado suas dúvidas.

    Ire o.


  623. Motumbá, Da Ilha. Mo dupé!

    Esclareceu sim e muito. Salvei a resposta, vou reler mais algumas vezes pra maturar na cabeça. Estou no trabalho, mas salvei o blog também para ler em casa (o seu). Logo logo volto com mais perguntas, provavelmente, tá? Rsrs

    Ire o!


  624. Olá Manuela!

    Como vives na Europa, penso que possa talvez conhecer alguma ramificação do Candomblé na Suécia? Poderia procurar informar-se a respeito para mim e tendo sucesso, indicar-me um terreiro. Minha região é a Skåne, mas, sendo o país pequeno poderia deslocar-me a outras regiões.

    Parabéns pela iniciativa e pelo sucesso do sítio. Aqui sinto-me de certa forma abraçada e segura e tenho absorvido muito dos textos. Aos pouquinhos, usando essa colagem de textos, vou tornando-me mais consciente de minhas próprias necessidades espirituais e isso é um grande presente. Obrigada desde já e axé para ti.

    Monique Freitas


  625. Manuela; Aprecio muito o seu trabalho e seu conhecimento, sempre desvendando dúvidas e auxiliando espiritualmente a todos que te procuram.Parabéns a você e a todos que estão junto contigo nessa missão. Estou com outra dúvida; Sou do Rio Grande do Sul P.Alegre, Minha esposa é de Nação/Batuque, como podemos saber as caracteristicas de cada Yemanja na nossa religião, Exemplo: Boci, Bomi, Omi-Maré,Dila,Omioé, Olobamí, Anaréu, Omiremi, etc.., Agradeço se nos ajudares. Um Grande Abraço.


  626. Meus amigos boa tarde gostaria de saber se alguem ja ouviu fala de yemanja do bale se ela realmente existe , na casa onde fui feita me deram esse orixa e na casa nunca me falaram nada sobre ela e eu ja procurei em tudo quanto foi de site e ja me falaram que não existe yemanja do bale quero saber se ela realmente existe.


  627. Ana Leite, não existe.

    Ire o.


  628. XIII ALAIANDÊ XIRÊ BSB 2011, FESTIVAL DE MÚSICA SACRA AFROBRASILEIRA, evento que terá lugar em Brasília, no período de 21 a 25 de setembro de 2011, na Cidade do Guará-DF.

    Este evento tem como tema geral de reflexão o conceito de COMPLEXIDADE, sendo composto por reflexões sobre CULTURA abordada nos seguintes segmentos:

    A EDUCAÇÃO e o ensino de história da África nas escolas brasileiras;

    O DESENVOLVIMENTO SOCIAL e as reflexões sobre a Lei da Igualdade Racial;

    As INTERSESSÕES entre Brasil e África;

    A ARTE e a musicalidade sacra afrobrasileira, praticada nos segmentos religiosos do Candomblé, da Umbanda; do Vale do Amanhecer e de outros segmentos espirituais.

    http://www.alaiandexire.com.br
    http://www.facebook.com/event.php?eid=198194073548959&ref=ts


  629. Olá Manuela,

    Se possível, divulgue… Axé…


  630. sou filha de oxum,fiz um aborto quais as minhas consequencias?

    detalhe adorei o sate.


  631. euuuu, somente o ALTO poderá julgá-la, faça um jogo e veja sua situação, sua falta é grave porém Òrúnmìlá admira o arrependimento, o que não alivia sua falta.
    Òsúm kare l’onon.

    Àse.


  632. Iago,

    Divulgaremos o evento sim. Pode deixar. 😉

    Axé!


  633. euuuu, (um apelidinho mais fácil seria legal, né? Rsrsrsrs)

    Existe um ótimo post que discute esse assunto sob uma visão religiosa e social.
    Acho que ele está na foto do babá Fernando. Procure-o, por favor.

    Axé!


  634. em Agosto 17, 2011 às 8:39 pm rosimeire ribeiro

    parabens por esse linda e rica cultura


  635. Obrigado Rose.

    Ire o.


  636. em Agosto 21, 2011 às 2:13 pm Monique Freitas

    Olá Manuela!

    Não me agrada ser impertinente, mas é muito importante pra mim saber se há pela Suécia alguma boa casa que eu possa frequentar. Por favor, se souber de alguma em meu país ou mesmo em Copenhague na Dinamarca ou Oslo na Noruega (ambas capitais são próximas a Malmö, cidade onde vivo) informe por aqui, se não, responda ao post dizendo não poder ajudar. Desculpe pelo aborrecimento e obrigada pela paciência. Tenha um ótimo domingo! Monique Freitas


  637. Monique infelizmente não tenho contato e nenhum destes dois paises.
    Se alguém puder ajudar….

    Ire o.


  638. sou designer e ilustrador,tenho um projeto de uma hq(história em quadrinhos) sobre os orixás e suas peculiaridades se estiverem enteressados em edita-la estarei as ordems…

    Grato desde já pela atenção
    Ricardo;


  639. boa noite… adoro o blog! parabéns! leio sempre e curto mto, mesmo. nunca comentei, mas agora acho que agora [e o momento… estou precisando de uma ajuda breve… sou raspada em ketu, porém estou passando uma fase MTO COMPLICADA, pois meu PDS fechou a casa dele, e, concomitantemente, mudei de cidade e não conheço ninguém em SP. estou precisando dar um bori e uma obrigação URGENTEMENTE, e não tenho para onde correr… conheço a lista do Reginaldo Prandi, cheguei a visitar algumas casas “ao acaso” e não me identifiquei com nenhuma, pois eram praticamente umbandistas… nada contra, mas não é a minha. minha situação, no que tange a cobranças de cabeça está bastante delicada. sei que vcs têm resistência a isso pelo que leio aqui, mas peço que me indiquem, se possível, algumas casas DE CONFIANÇA em São Paulo, capital.
    sou do ketu, como disse, mas, no momento, eu não me importo se for de outra nação, desde que o sacerdote/a sacerdotisa seja séri@… não me importo com distância… nada… estou implorando aos meus orisás por um caminho, mas penso que um conselho de gente entendida e do meio não faria mal a ng. m’otumbá e, desde já, obrigada.


  640. Mariana, não conheço ninguém em S. Paulo.

    Ire o.


  641. em Setembro 5, 2011 às 1:24 pm monica pereira

    bom dia a todos!
    amigos pode se levar a louca do orixa p/ casa apos a morte do zelador?
    obrigada


  642. Mônica,

    essa pergunta é muito genérica, envolve várias questões:

    A casa tem luto? fará axexê?
    Acasa tem mãe ou pai pequeno?
    O falecido tem zelador vivo ou alguém do axé para orientar?

    Rituais seríssimos e importantes para continuidade da casa e da vida dos filhos.

    Axé.


  643. Motumbá!
    Pessoal,aconteceu alguma coisa com o nelson?Pergunto porque me assustei quando não vi mais a foto dele.Espero que nao tenha acontecido nada de ruim e,caso ele tenha desistido de escrever aqui no blog,que tenha sido por seguir um caminho melhor,por ter terminado este ciclo de sua vida,pois ,com certeza,suas palavras sábias ajudou,não só a mim,mas a muita gente.Axé


  644. edson,

    Nelson se retirou do blog e partiu para novos desafios, neste momento está empenhado na montagem de sua casa e dando aulas. Continua amigo de todos e nos acompanhando.

    Axé.


  645. Lendo o comentário acima,me surgiu uma duvida,como uma pessoa abre uma casa de candomblé,como começa.afinal ela pertence a uma roça, decidindo montar a sua,como começa,ele tem os seu filhos de santo já na roça anterior e depois abre a sua ou ele começa do zero e leva alguns seguidores da antiga roça com ele?


  646. guinho, isto é um mistério. Mas toda pessoa que recebe os seus direito e autorização para iniciar um trabalho em um Ilè Àse, começa do zero mesmo. Fundamentos da casa, obra de alvenaria, filhos que vão chegando, iniciações, ebós, toques, festas e por ai vai. Tudo tem uma ordem, mas dizer que a pessoa já recebe tudo no colo não é verdade. Muito trabalho lhe espera pela frente, noites e noites sem dormir, dormir com o problema dos outros, acordar com a carga negativa de outros, injurias, blasfemias, pragas e tbm reconhecimento, carinho, amor e reciprocidade daquilo que oferecemos aos filhos e a sociedade. Receber uma noticia de uma vitória é por demais gratificante, ver as pessoas progredindo na vida, armazenando conhecimento e extendendo sua fé e agregando bons valores ao seu carater. O sacerdócio é uma via sinuosa e perigosa, perigosa para quem quer ser sacerdote e sinuosa para quem recebe o cargo de sacerdote. Não existe dia, nem hora e nossa porta não tem tranca. As poucas casas que visitei não tinha nem relógio na parede, rs. Não é Bàbá Fernando!!!!
    Seja bem vindo ao mundo dos sem relogio e sem fim de semana.

    Ire o.


  647. guinho,

    Colaborando com a poetica esplanação do Da Ilha, apenas complementaria dizendo que quem planta o axé de sua casa é o seu zelador, que vai dos guardiões da entrada, cumieira, opo, ariesé/ronkó/odú, babá egun e dá o primeiro toque de candomblé para apresentar ao ègbé a casa de seu filho.

    Axé.


  648. boa tarde fernando D’Osoguiyan!
    postei aqui uma duvida sobre oque fazer quando morre o pai de santo de uma pessoa , recebi rapidamente a resposta e agradeco.
    mas uma nova duvida paira no ar.
    como ja havia dito minha mae fez o santo em efon e sua mae de santo faleceu,e havia um prazo para se retirar cada filho de santo suas loucas,n sei bem o nome,do barracao.
    ok..quando minha mae foi buscar oque lhe era de direito ,n encontrou!
    havia sim uma louca parecida com a dela mas as coisas que tinha dentro,acho que os fundamentos do santo,n estavam.
    havia sim um monte de conchas quebradas.
    e muitos levaram as locas de outras pessoas,ou seja trocados.
    minha mae n levoou para casa porque n era o dela.
    aconcelharam a ela que comprasse outra louca e levassem p/ outro pai de santo jogar e fazer tudo outra vez!
    e a quem tivesse levado o santo trocado que entregasse para a natureza.
    isso pode ser feito?
    por favor gostariamos de uma orientacao,pois ate mandaram que ela fosse a uma casa de caridade para que o pai de santo jogasse e visse onde esta o santo dela.
    absurdo!!!!
    desde ja agradeco e aguardo resposta.
    obrigada a caso alguem seja ou conheca efon por favor precisamos de orientacao.
    fiquem com deus.


  649. Monica,

    Pelo que você relatou, não há mais nada a se fazer. Sua mãe deve procurar outra casa, refazer seus igbás e de continuiade a sua vida religiosa.

    Axé.


  650. obrigada pela rapida resposta.
    um abraco fica com deus.


  651. Oi meus irmao só passei pra deixar um grande beijooo pra vc sempre leio o site de vcs… sou filha na casa de mae mona em vilar dos telles…
    Um super AXÉ pra todos !!


  652. ahhh comi o S … ” irmaos ” rsrs
    bjinhos rsrsr 🙂


  653. Nat. mo jùbá. Erinlè ki ba se o.

    Auwre gbogbo. Onon rere o.


  654. perdoadissíma. kkkkkkkk


  655. Nat.

    Mãe Mona Luadê, grande Iyalode do candomblé do Rio de Janeiro.

    Axé.


  656. Motumbá.
    Qual o signicado do obi, orobo?
    Usa-se em todos os igbás de orisás?
    Por que se usa vinho branco nos igbás?


  657. O que é emeri que vem com Oxaguiã?


  658. Fabio,

    Obi e orobô são sementes sagradas que usamos para comunicação com os Orixás. Para manuseá-los temos que ter o aprendizado de sua leitura, rezas e toda liturgia, além de tempo de iniciação e obrigações. Não são todos os ibás que se utilizam o vinho, serve para cortar a negatividade, porém, em quantidade mínima. Não sei o que é emeri.

    Axé.


  659. ola..quero muito volta a namora com meu ex
    tem como vcs me ajudarem
    por favor me envie um email


  660. Josi, infelizmente não fazemos este tipo de magia.
    Procure um post na foto da Dayane e vc entenderá muito do que estou lhe falando.
    Quando o amor se acaba é o nome do post.

    Boa sorte.


  661. Olá, boa noite. Vcs podem me ajudar? Não sou do candomblé, mas tenho simpatia pela crença. Qual a diferença entre Cosme, Damião, Crispin e Crispiniano e Crispina e Crispiniana?
    Sou gêmea bivitelina, procuro sempre distribuir doces na data 27 de setembro. Mas, sinto que minha vida se transforma, fico mais tensa,mais nervosa, e acontecem coisas inexplicáveis comigo até dezembro. O que devo fazer? Será que não sou de Cosme e Damião?


  662. Nara, acho que linkando algum site sobre estes nomes vc achará a história deles quanto as irmãs gemeas eu nunca ouvi falar. Mas a Umbanda cultua todos esses meninos e Doum tbm. Ninguém ” e de Cosme e Damião”. Vc tem uma afeição pelas crianças, talvez uma ligação espiritual com as crianças do céu. O que se pode fazer neste caso é um jogo para se averiguar que ligação é esta.
    Um conselho, compre uns doces e em vez de colocar em um jardim distribua na rua, escolha crianças e faça a distribuição, não olhe a quantidade e sim o que vc pode comprar e distribuir. A retribuição dada com um sorriso de alegria é impagavel e com certeza seu coração irá se encher de felicidade e sua noite será dos deuses.

    Boa sorte.


  663. Obrigada pelo conselho. Farei isso.


  664. Boa noite,gostaria de tirar algumas duvidas que tenho sobre rituais,como poço fazer isso.


  665. Patricia, interagimos pelo blog. O que pode ser falado e discutido sempre terá resposta ou aconselhamento.

    Ire o.


  666. õla…gostaria de saber se tem como vcs me ajudarem a volta com meu ex namorado..obrigada


  667. Josi,

    Leia o post que está abaixo da foto da Dayane chamado “O amor que se acaba”.

    Axé.


  668. Josi, excetuando as amarrações, trabalho que não indicamos, pode-se ver se há algo a ser feito.
    Leia o texto da Dayene, clik na foto dela, e vc saberá e entenderá por que aconselhamos o que ela escreveu.

    Ire o.


  669. excluiram meu post?:s


  670. boa noite minha vó é do candobléa mas de 30 anos sempre vivi ali mas ñ com muito chamego e no mes de agosto de 2011 teve a festa de cabçloco dela jaguaraci fui suspensa por surtão mas (bii)0 exu capa de aço eu amei muito pois na hora qu eu fui suspensa meu corpo tiodo sou filha de iansã tremia ñ sei pq todos felizes com aquilo na semana seguinte fui para festa de surtyão que eu sou ekedei pois ele é filho de (bii) capa de aço foi maravilhoso comecei a gosta do trb de ekedi na casa apesar de ser uma reponsabilidade e tanta depois desse dia eu tô tendo cada sonho hj mesmo sonhei com um h colocando a mão naminha kbeça eu tentando levantar e nada eu sentia ele dizer alguma coisa eu gritava eonome mas ñ coseguir dizer liguei parameu pai ele disse que penmsou em mim forte e viu iansã tentando dizer algo a ele mas como ele tava no trn ñ prestou muita atençaõ e o mes passado eu tava gravida e tireisonhei que um homem dizia que eu tinha que dar minha kbeç que eu queria ser eu ia conseguir acordei toda arepeiada e c com uma mulher querendo mim dar a mão. será que eu vou rodante ???? desculpa a msg ser muito grande


  671. OLÁ TD BOM , ME CHAMO RODRIGO DE LOGUM EDÉ, SOU PEGIGARN DA CASA DE MEU PAI GOSTARIA DE SABER SUA OPINIÃO SOBRE OS MEUS SANTOS DE ANO E JUNTO, LOGUM EDE GERALMENTE VEM COM QUE?, FERNANDO ESPERO SUA RESPOSTA


  672. olá boa tarde a todos…………..gostaria de saber o que tenho que fazer pra saber quem é meu orixá cabeça e meus orixás protetores? obrigada.


  673. Mariana,

    A única forma de se saber qual é o seu orixá é através do jogo de búzios, porém, orixá apenas se confirma mesmo durante a iniciação dentro da religião.

    Axé!


  674. Rodrigo,

    No meu axé Logun Edé está sempre acompanhado de Oyá e Oxun.

    Axé.


  675. GOSTARIA DE PARABENIZAR FERNANDO PELO SITE, É MUITO MARAVILHO, MUITO AXÉ PRA VC ,


  676. E A TODA EQUIPE DESSE SITE MUITO OBRIGADO AXÉ


  677. alguem ai sera q pode me ajudar com uma amarraçao amorosa
    pra eu volta com meu ex namorado…
    to desesperada preciso dele urgente
    me ajudem
    obrigada


  678. em Outubro 12, 2011 às 8:06 pm Janaína Corrêa

    Josi,

    Me antecipo aos mestres (babás e iaiás) que nessa sala se encontram e que podem falar da cultura africana sabiamente enquanto eu, sou mera pessoa que aprende de longe.
    Não sei qual é sua frequência nesse blog, mas me vi indignada como este tipo de procura vem crescendo por aqui e não pude deixar de expor minha opinião, então queira compreender que:
    1. aqui se fala sério
    2. aqui é mais um ambiente de estudo do que qualquer outro tipo de ideia que se possa ter
    3. tire de sua mente que candomblé é macumba e que só fazemos “bruxarias”
    4. há um ditado de senso comum que diz:”o que é do homem o bicho não come”. Se a pessoa não tiver de ser sua, não será.
    Se queres fazer o que é dito como macumba, faça em prol de si, a começar cuidando de sua cabeça.


  679. Mo jùbá.

    Ire o.


  680. Mo Jùbá.

    Olorún súre fún ò.


  681. em Outubro 28, 2011 às 3:13 pm andresatandera26@hotmail.com

    BOM DIA!

    DESEJO SABER O QUE EH UM CARGO CHAMADO BOMBOMCHE, BOMBOXE?! NAO SEI COMO SE ESCREVE.
    POIS UM SACERDOTE ME INFORMOU QUE EM MINHA FAMILIA RAMOS DE ACUPE DE SANTO AMARO,BAHIA. TINHAMOS UM BOMBOCHE. QUE ERA DA CASA DE MAE MENININHA DO GANTOIS.


  682. andresa,

    Bangboxê é um cargo ligado ao culto divinatário de Ifá em Oyó . Bamgbose Obitikú, africano, (Rodolfo Martins de Andrade) ajudou a formar o candomblé da Casa Branca do Engenho Velho que é raiz do Gantois e Opo Afonjá, ele também introduziu o jogo Merindilogun. A família do Bangboxê deu origem a outras casas na Bahia e Rio de Janeiro, o Axé Bangbosè.

    Axé.


  683. oi ,eu gostaria de saber por quer do uso das roupas de baiana, e o uso do branco no candoblé.
    obrigada!


  684. jade,

    O branco é a cor de Oxalá, pai senhor da vida além de ser catalizador de energias positivas. No candomblé podem ser usadas várias cores sem problema algum.

    Axé.


  685. Boa tarde, gostaria de uma informação, tenho uma irmã de santo que recebeu sua pombogira a poucos dias e a pombogira dela mandou pedir quatro buzios e quando desce, sempre que fazem alguma pergunta a ela e joga e depois esponde, gostaria de saber se isso é um procedimento normal , pois nunca havia visto isso antes?


  686. Antonia, eu tbm nunca vi e não é correto. Tem mais Ori que Pombo gira nesta história.

    Ire o.


  687. Da Ilha, também achei, pois ja vi vc conversar com seu exu atraves do jogo de confirmação, mas o exu usar, isso eu nuca tinha visto, embora, vejo propagandas de jogo de buzios assim ó. Venha jogar buzios com pombogira tal, etc rsrsrsrs


  688. em Novembro 27, 2011 às 10:07 pm Roberta Cardoso

    Oi boa noite!

    Tenho 26 anos, desde nova tenho uma ligação com esse lado espiritual, por conta da minha avó paterna que acredito ter sido senão mãe de santo, alguém importante nessa hierarquia. Enfim de uns anos pra cá tenho sentido a necessidade de buscar mais conhecimento quanto a isso, então comecei a visitar algumas casas tanto de Umbanda, quanto de Candomblé, sendo k na casa de Umbanda, nas consultas que fiz com entidades nunca disseram nada a respeito de obrigação, cargo ou vocação! Já 1ª casa de Candomblé uma entidade disse pra eu me cuidar pois tinha uma mediunidade muito grande, na 2ª fui a conselhada a fazer um jogo, fiquei receosa, mas no fundo sabia que deveria ser feito. Demorei um tempo mais fui e abri o jogo com uma pessoa de axé que meu coração aprovou. Nesse jogo ela me disse que não apareceram meus pais,e que isso não tinha acontecido por conta de uma energia não cuidada da minha família e que no caso a pessoa da geração responsável por faze-lo sou eu! a única coisa que apareceu no meu jogo foi meu Exu de frente, no caso: Seu Tranca Ruas! Essa pessoa disse que Seu Tranca não autorizou ela a fazer nada por mim, já que ela é filha de uma casa, abre jogo, mas não tem uma casa aberta, no casa ela me aconselhou a procurar uma casa casa em que eu me sinta bem, abrir o jogo novamente e lá cuidar e descobrir quem são meus pais e etc. Fico receosa porque ela disse que provavelmente meu Orixá vai pedir minha cabeça por conta da responsabilidade que carrego.Ah lembrando: Ela fez duas Cabalas(acho que é esse o nome) na 1ªnão deu orixá nenhum, na 2ª deu Ogum, com Iansã!
    O que devo fazer? Se eu fizer alguma coisa pra descobrir meus Orixas,e cuidar dele obrigatoriamente tenho k fazer obrigação, no caso deitar? Como posso resolver essa situação?

    Recorri a vocês pois vejo k são pessoas comprometidas com a religião e divulgação de conhecimentos pertinentes e esclarecimentos, desde já agradeço!


  689. Roberta, primeiramente devo dizer que vc está correta em buscar seu caminho espiritual, já que sua ansiedade tem endereço.
    Mas não se deixe levar por essa conversa eu vc tem uma mediunidade forte, que vc isso, que vc aquilo.
    Procure uma casa de respeito e direcionada para o verdadeiro propósito da religião. Faça seu jogo, saiba como adentrar no Ilè Àse, passe seu tempo de abian, observando, colhendo, ouvindo, trabalhando, aprendendo e se preparando para sua inicação. Neste periodo vc estará sendo observada, seu òrìsá entrará por um canal de comunicação com vc e se for sua vontade se inicie. Caso vc não queira se iniciar não adianta entrar para uma casa de àse. Arrumar òrìsá sem se inicar é uma temeridade pois envolve conhecimentos e obrigações em relação ao òrìsá em questão. E lugar de assentamento é no Ilè, onde estará sendo cuidado e recebendo a energia da casa para não se tornar um energia morta.
    Não existe meio sacrificio, ou vc vai ou será sempre uma simpatizante ou suplicante, ok.

    Ire o.


  690. em Novembro 28, 2011 às 6:11 pm Roberta Cardoso

    Obrigadaa!!


  691. Boa noite!
    Gostaria de saber qual ou quais os orixas regentes de 2012 e o que podemos fazer para entrar o ano com o “pé direito”?
    Obrigada


  692. Baba Fernando, Da Ilha

    Motumbá

    Na situação do orixá de um abiã trazer ilá e a ialorixá da casa tratar desse assunto sabendo que é contra a liturgia, mas, a situação persistindo, o que se há de fazer? uma vez que tanto o orixá já recebeu orientação e reprimendas da ialorixá e até a pessoa desvirada leva bronca dos ogãs da casa. Foi o único caso assim que vi até hoje.

    Axé.


  693. Renato o Candomblé traz estas normas em sua liturgia. Eu pelo tempo que andei no Candomblé tbm não tinha conhecimento de abian receber a energia de òrìsáa e trazer seu Ilà. Na minha opinião o Ilá é o brado de guerra do òrìsá, o anuncio de que ele chegou, dentro da Tradição é normal.

    Ire o.


  694. Roxanda esta informação ainda não é de dominio publico pois o ano de 2011 ainda não terminou.
    Somente após 31.12.11

    Ire o.


  695. Obrigado, Da Ilha.

    Foi um alento saber que dentro da Tradição esse fato pode ser considerado normal embora na minha casa eu saiba que o procedimento não seja visto como algo correto, mas enfim eu acredito muito na iá da casa e te agradeço uma vez mais.

    Axé.


  696. Marcio quem está fora de sintonia com seu Nkise é vc. Vc pode responder se a sua cabeça está ou não conectada com esta energia.
    Pode acontecer do Nkise não incorporar por não ser um momento que ele ache correto. As dicindades são soberanas em suas atitudes, mas não fuja de um jogo com seu sacerdote, melhor saber logo o que está acontecendo. Com esta energia não se brinca nem de brincar.

    Ire o.


  697. essa noite sonhei que entrava, três pessoas em minha casa,como um raio que se dividia em três pontos,enquanto uma mulher,branca e alta ficava ao lado do meu sofá outro homem ficava perto do meu guarda roupa e um homem negro e alto,tocava em minha perna não sei se foi impressão minha mas tenho certeza que eles queria falar comigo o medo foi tão grande que acordei.Assustado fui no banheiro depois, fui tomar água,voltei para a cama e quando dormir novamente, tudo o que aconteceu anteriormente,voltou á acontecer,mas o homem dessa vez tocava em minha perna com uma calça e com mais força…´energia que sentia era como se eles estivessem desesperado para me falar algo.
    preciso de um conselho sobre isso não tenho ninguém para dividir esses acontecimentos.


  698. como faço pra saber quem é o meu santo? já fiz parte mais quando era menor hj ando afastada mais pretendo voltar com tudo


  699. José, se realmente vc quer saber sobre este sonho, vc terá que abrir um jogo com alguém.
    Sonhos são muito dificeis de decifrar nesta situação. Se informe com amigos e veja alguém na sua cidade para ajudá-lo.

    Ire o.


  700. Hellen vc terá que abrir um jogo, procure alguém em sua cidade para auziliá-la.

    Ire o.


  701. Boa tarde!
    Eu acho que Candomblé tem que combater 2 desafios: os neopentacostais e o movimento para os direitos dos animais. O primeiro é mais fácil para combater, (intolerância religiosa), o segundo, mostrar para gente que Candomblé respeita os animais.
    Eu estou pensando sobre o segundo, como combater a campanha dos ativistas (protetores dos animais)…?


  702. em Dezembro 29, 2011 às 1:53 am Janaína Corrêa

    Olá Dominic e todos que aqui frequentam,

    Para sua questão é fácil solucionar.
    As pessoas foram aculturadas com o mix de religiões dentro de uma miscigenação.
    Sem estereótipos, o catolicismo pregou e prega sua verdade como una.
    O que nos falta é observação. Temos o hábito de ver e não de assistir criticamente um simples filme. Por exemplo: há filmes que falam sobre Jesus e que, quando menino é apresentado pelo pai José ao Templo. Pergunto: O que ele carrega nas costas para doar?
    Uma cabra, que será sacrificada.
    O candomblé é milenar e está nesse mudo muito antes de tudo que está no velho e novo testamento.
    Nos falta argumento por desconhecermos a história e a ciência em si.
    O que pessoas de outras religiões querem fazer é tolir o direito de escolha se pondo como unas falando suas verdades sem historicidade.
    Temos ficar de olhos abertos e atentos ao que está em nossas mãos facilmente, como os filmes que a TV nos proporciona.
    Trace uma linha do tempo, leia, associe, observe, critique e terás conclusões claras.

    Abraços


  703. pai fernado… quem governará o ano de 2012…obrigado,.. um feliz ano novo paro o senho e que no ano de 2012 o senhor consiga mais axé…paz… e muita saude…e properidade……
    QUE OXALA ABENÇOE A TODOS UM FELIZ 2012


  704. bruno,

    esta informação ainda não é de domínio público pois o ano de 2011 ainda não terminou.
    Somente após 31.12.2011.

    Axé e feliz 2012!


  705. Olá Manuela, boa tarde!
    Comecei a andar no candomblé no início deste ano, me apaixonei pela religião. É claro que comeucei a andar pq sentia algumas coisas estranhas, fiz alguns ebós, banhos e alguns trabalhos. Mas qndo fiz um ebó em uma cachoeira, comecei a sentir calor nos meus pés, mãos e principalmente nas costas. Fui com o pai de santo que me atendia, e ele me falou que seria a mediunidade, só que ele nada fez para ajudar, hoje, eu já sinto mais coisas e não sei o que fazer ou aonde ir, pois já não confio mais em alguns pai de santo. Sei que nem todos são iguais, mas já gastei de dinheiro e não queria mais passar pela mesma coisa. Ele queria fazer um ebó sem jogar búzios para saber os santos que regem, então resolvi me afastar, pois senti que me faria mais mal do que bem. Eu gostaria muito de uma ajuda, eu não posso passar perto de um terreiro que começo a ouvir o ponto da Dna. Mariana e começo a balançar e sentir que vou desmaiar, estou completamente sem saber o que fazer, gostaria de uma ajuda, uma palavra amiga ou algo que possa me ajudar nesse momento que eralmente está dificil, pois não sei como conduzir ou até mesmo o que fazer para amenizar os sintomas.
    Desde já agradeço a oportunidade de desabafar. Adorei o site me ajudou a conhecer a cultura e a religião que tanto me fascina!
    Abraços!
    Axé!


  706. entao espero sua resposta ,quanto o senhor puder dizer quem governara o ano de 2012 deixe um recado para min … estarei esperando. obrigado pai Fernando.


  707. Marluce,

    Podemos indicar alguém de confiança para abrir um jogo de búzios para você. De que Estado ou cidade você é?

    Axé.


  708. Olá Fernando D’Osogiyan, obrigada por responder, vc não consegue nem me dizer mais ou menos o que está acontecendo?
    Sou de Manaus.
    Obrigada pela ajuda fico no aguardo!


  709. em Janeiro 2, 2012 às 9:03 pm Babalorisa Sandro de Obaluwaiye

    Gostaria de comunicar, que infelizmente no dia 24 de Dezembro faleceu meu avo Babalorisa Adelode D’ Osum, anos dedicados ao Orisà.


  710. Babalorisa Sandro,

    A vida foi vivida pelo seu egbomi, o que resta é a saudade e seus ensinamentos.

    Osun ki ba sé ò.

    Pezar…


  711. em Janeiro 4, 2012 às 8:00 am Felipe Emanuel

    Primeiramente , quero dar parabéns a todos pela seriedade é grande sabedoria como cuidam da pagina . E também caso eu venha falar alguma besteira me desculpem nao conheço pouco

    Bem , na minha família haviam muitos membros do candomblé , porém eu fui criado por minha avó que é católica é sempre ouvi historias as mais fantasiosas possíveis e ate assustadoras sobre o candomblé . Porém ,sempre tive curiosidade de saber dessa religião então comecei a assistir documentários , li inumeros artigos do “ocandomble.wordpress” e comecei a frequentar um terreiro de nação queto da minha cidade
    Nesse terreiro ( desculpa se eu falar bobagem ) depois de frequentá-lo por um tempo comecei a notar que muitos do seus membros é a própria mãe de santo se ” gabavam do poder que o candomblé os dava ” em especial o poder de prejudicar o outro . Logo comecei a me afastar bastante triste com isso , quando a mãe de santo disse que eu nao posso mais me afasta men deixar de ajudar financeiramente , inclusive com ameaças de inúmeras coisas ruins acontecerem na minha vida ?
    Quando escutei isso dela foi como em certa parte a postura de alguns mestres acabasse por prejudicar a própria religião . Porém como conheço pouco fiquei com muito medo é;
    possível isso prejudicar o outro sem motivos ??

    Obrigado desde já pela ajuda é parabéns
    Axé


  712. Felipe,

    Infelizmente essas pessoas existem e falam em nome do Orixá, o que é um absurdo! Não tenha medo de nada, saia imediatamente deste lugar,nem de satisfação, apenas não volte mais e não fale mais que essa zeladora.

    Pense em Xangô com fé em sua decisão e tenha certeza que ele não lhe faltará.

    Boa sorte, axé.


  713. boa noite pai FERNANDO.Colofé
    recebi uma msn dizendo que o orixá que governara 2012 é OXUM, OXALA E XANGO.
    Isso é verdade ?
    gostaria de saber do senhor para que eu possa ta ofertando, e pedindo boas energias a esse orixá.
    espero resposta
    obrigado…. Colofé Baba Fernando D` Osogiyan


  714. bruno,

    Também ouvi falar que são eles, eu realmente não sei porque na minha casa fazemos o jogo para saber o odú que vai reger a casa e consequentemente o Orixá que se apresentar nesse caminho.

    Axé.


  715. uma pergunta cuanto custa para fazer uma obrigacao raspa i eu moro na ESPAÑA Cuanto tenpo tenho que fica no brasil,tenho dois buri mas no consigo tira pra frente, senpre e como tener uma pedra em mi caminho sonho muito con con coisas de condonble como por exep sonhey con un quarto de santo i tinha uma image grande que para mim era oxossi .sonhei tambem que me estava fazedo obrigacao no entendo. minha mari padilla ven na terra mas ella ven so metadede


  716. Andre su respuesta en este Osala mensaje.
    Leer respuesta.

    Ire o.


  717. cuando cuide de meu orixas cres que estare mejor de salud es que tengo un poco inseguridade em min .


  718. Paulo

    Admirei o muito o teu blog e trabalho e todo o carinho e respeito para com os Orishas. Eu sou um compositor erudito, e fico encanto com os cânticos e as poesias neles contidas. Gostaria muito de saber, se poderia usar em minhas peças(cancões) Alguns dos texto aqui, contidos,sei que são para cerimonias, mas não tenho acesso a grafia e conteúdo genuíno da linguá Ioruba. Tentei , mescla, alguns texto em Ioruba, sem perder o sentido, com texto propios meus em português, minha intenção e louvar aos Orishas. Peço humildemente, que me esclareça sobre, o uso dos texto ,e se tenho permissão de usa -los ,em meus tributos aos Orishas , de forma respeitosa ,através de minha arte e expressão que é a musica Clássica.Fiz alguns esboços para piano e voz, e ficaram muito bons.
    Muito Obrigado pela atenção
    E espero tua resposta
    Paulo Cesar Maia de Aguiar (Brazilian-English- Composer)
    ps.Se queres saber quem sou , como pessoa é so pesquisar sobre ,meu nome, pois sou pessoa publica ,e não são velados os meus dados.


  719. Motumbá,
    Gostaria de de saber mais sobre ekedi, já li alguns livros indicado por vocês, mas quase não sei nada sobre a função de ekedi, parece mas ainda não sei ao certo,que sou ekedi.
    De qualquer forma estou descobrindo o candomble agora e infelizmente aqui em Brasilia, não conheço nenhum candomble respeitavel.
    Obrigado
    Aline


  720. Aline, temos um post sobre cargos dentro do Candomblé e varios comentários sobre Ekeji.
    Boa leitura.

    Ire o.


  721. Paulo, temos cantigas e rezas que são usadas em atos sagrados. Porém o que está publicado são cantigas, chamamos orin, de dominio publico.
    Na Nigéria temos vários textos chamados orikis que são cantados com acompanhamento de orgão, violão, guitaras, baixo e sopros.
    Não há nehuma interdição quanto a isso.
    Òrúnmìlá nos diz que devemos levar sua palavra aos quatro cantos do mundo e a musica é um veiculo maravilhoso e potente.
    Adorei suas idéias e lhe diria que tenho uma gama de informações musicais (letras em ioruba) que carecem de uma melodia.
    Adoraria esta experiencia de tambores e arranjos classicos, para diversos oriki e orin.
    Faremos contato.

    Òbalufon ki ba se.


  722. Motumbá,
    Gostaria de saber se eu mesma posso suspender meu anjo de guarda ou só quem já é feito?
    E como se faz, para não haver erro.
    Obrigado!


  723. Aline, que historia é essa menina??
    Quem anda lhe falando essas coisas?
    Sua inocencia está sendo usada por alguém?
    Nos conte esta história, acho que vc está sendo enganada por alguém e se tem uma coisa que deixa p… é ver gente enganando inocentes.

    Ire o.


  724. Me Desculpa,
    Talvez eu tenha usado o nome errado, é que onde eu ia a mãe de santo sempre fazia algo pro meu anjo de guarda, que eu me lembre ia canjica, vela de 07 dias e mel, com meu nome, só que eu nao me lembro se era só isso ou se havia mais coisas, sei que tinha preceito e que eu me sentia muito bem depois.
    Obrigado


  725. Aline, o que vc fazia era dar comida a Osalá.
    Isto tem que ser feito por uma pessoa que esteja autorizada a manipular a energia em seu favor.
    Procure alguém que possa lhe ajudar, ok.

    Ire o.


  726. oi, gostaria de saber o significado de um sonho: sonhei que via minha mãe com uma moça e essa moça estava coberta de sangue, minha mãe ajudava ela a se deitar sobre pregos e eu perguntava : que era quilo minha mãe respondia que aquela era a minha moça ( pombo gira ) eu ficava de frente pra essa moça e ela me abraçava , nesse abraço ela encorporava em mim, e eu saia com ela encorporada .. eu me encontrava com meu atual (marido) e uma mulher, essa mulher me dizia que meu atual ia me deixar pra ficar com ela , eu que estava ainda encorporada dizia a essa mulher que isso não ia acontecer, meu marido me dizia que ia ficar apenas mais 2 anos comigo e que depois ia me deixar pra ficar com essa mulher…. o que sera que significa esse sonho ? quando namorava com meu marido ele era espirita e eu fiquei querendo entrar na religião, ele me apresentou a um pai de santo que iria dar inicio pra mim me tornar da casa mais depois meu marido não deixou que eu fizesse , isso já faz dois anos e sempre sonho que estou no terreiro encorporada ou junto de muitas pessoas… gostaria de saber se esse sonho tem alguma coisa a ver com o que eu ia fazer ou é apenas um aviso me ajude por favor, gostaria de receber um conselho, explicação, ** ficarei agradecida *** obrigada pelo espaço** beijos


  727. liliane.

    Sonhos nos remetem a devaneios e sulrealismo, muitas vezes o que nos atormenta é o nosso interior, as aflições, são dúvidas, inseguranças. Se achar que é algum tipo de demanda ou algo estranho ligado a essa entidade, procure um bom jogo de búzios para entender se realmente existe algum recado ou alguma influência na sua vida.

    Axé.


  728. Olá Amigos deste blog. Acompanho há bastante tempo esta página e a recomendo sempre para adeptos e pessoas interessadas em informações claras e honestas sobre nossa religião. Parabéns!

    Fica o convite ao meu blog/site da minha pesquisa sobre imagens de ritos afro-brasileiros do Ceará. A pesquisa chama-se “Fé no Tambor” e tem através desse endereço: fenotambor.org as informações e imagens que venho coletando. O foco da pesquisa é mostrar o tambor, a musica litúrgica e as manifestações populares que ele influencia.

    Usamos suporte da fotografia tradicional (com filme 35mm) inspirado por Pierre Verger pra traçar perfis e mostrar o povo de santo como todo respeito nas suas peculiaridades.

    Grande abraço e motumbá!


  729. Barbosa,

    Muita bacana, parabéns pelo trabalho.

    Axé


  730. em Fevereiro 5, 2012 às 2:29 pm DAYSE GONÇALVES

    Fernando,
    Graças a vc, consegui me comunicar com o Marcio Castrillon e os contatos de outros filhos do meu Amado Babà Altair T’Ogum.
    O meu muitíssimo obrigada.
    E qualquer coisa pode entrar em contato comigo.
    Um grande e forte abraço. Dayse.


  731. Dayse,

    Graças as nossas energias!

    Olorún súre fún ò.


  732. em Fevereiro 6, 2012 às 2:09 pm Ricardo Oliveira

    Boa tarde, parabéns pelo blog. O responsável ou administrador blog tem algum email de contato?
    Obrigado,
    R.


  733. olá, gostaria de um exclarecimento, pois este dias tive uma lembrança e que talves vocês possam me ajudar. será que se eu de visitar conhecer o espaço e sobre trabalhos que podem ser feitos, pois ando muito cansada ultimamente, e a lembrança é a seguinte:

    uma vez uma mulher colocou cartaz pra mim disse que eu era “filha de Iemanjá” e que por isso eu choro muito por ser filha da mae das águas. fiquei com isso martelando na minha mente.

    Será que uma visita a casa de camdoblé pode me ajudar ?

    aguardo resposta obrigada.


  734. Pollyana,

    Essas ligações (porque chora muito, chora pouco) são infundadas demais. Nenhum orixá vive chorando.

    Eu sou de Oyá e sou bastante emotiva, que é uma beleza rsrs.

    Se você quiser verificar qual o orixá que tem te acompanhado, o melhor mesmo é procurar o jogo de búzios com um bom zelador (ou zeladora) de Candomblé.

    Axé.


  735. Obrigada Dayane, a mulher que jogou as cartas é uma mãe de santo eu acho, eu depois até fui na casa dela, mas fico tímida de perguntar as coisas, pois como não sou iniciada em nada fico perdida.

    Outro dia até tirei umas duvidas aqui, por causa das materias que estudo na faculdade e tive as ideias clareadas rsrsrs, sou fascinada por religiosidades e tudo que é mistico, me envolvo gosto das boas energias.

    Vou tentar perder a timides, e pergunta a Mãe Nita, vou abri o coração para poder os orixás notarem minha boa vontade.


  736. Pollyana,

    Para eles notarem a sua boa vontade, basta que ela exista e que você a pratique. 😉

    Axé e boa sorte.


  737. Fernando,gostaria de pazer contato,meu nome è Ronaldo.fone ou email.obrigado.


  738. Ronaldo,

    Já lhe enviei um email.


  739. Eu por momento de fraqueza solicitei um trabalho, e agora me arrependo muito, pois como percebi a demanda voltousse contra mim eu queria afastar duas pessoas, acabei afastando -os de mim.

    O que posso fazer, para desfazer o trabalho, devo procurar a mãe de santo a quem solicitei o trabalho?
    Esses dias visitei uma casa de umbanda e me senti bem, me consultei e me foi dito que se queremos fazer algo que vai contra a vontade do criador, nao pode ser bom a ninguem e o retorno é certo e cruel.

    Com que ritos posso pedi que se desfaça esse mal que causei. Vejo agora que o mal veio foi pra mim e isso esta me atormentando e me tirando o sono, já acordo lamentando.

    aguardo resposta


  740. Pollyana,

    É a lei do retorno; Tudo que vai, volta.
    Mas você teve seu lado positivo, reconheceu seu erro e está disposta a concertar. Deus nos ensina que ainda que pareça tarde, devemos lutar pra consertar o erro.
    Essa frase que você ouviu no terreiro de umbanda é 100% correta, não há nada que Deus (Olorun) não veja. Mas… Parabéns por essa atitude de reconhecer seu erro!
    Volte a casa onde foi feito o trabalho e Que Oxalá esteje com você.

    Axé!


  741. Pollyana, em nosso culto não existe pecado e nem perdão. Tudo que fazemos fica gravado e guardado em nossa sacola de compras da vida.
    Dizem os mais velhos que nossa vida é no òrun e o mundo é mercado, onde viemos fazer compras.
    Que tipo de compra vc veio fazer no mundo?
    Que tipo de carater vc vai levar de volta para o òrun?
    Pense nisto sempre que você for fazer qualquer pedido ou ebó.
    Eu particularmente acho que vc deve procurar as pessoas e se redimir, não sei quanto a eles, mas aos olhos de Deus vc está procurando se reparar e melhorar o seu carater.
    Não há como desmanchar o que vc fez.
    Imagine, rogar uma praga e depois desejar tudo de bom para a mesma pessoa.

    Ire o.


  742. quando um abiã vai assentar o orixá (ñé feitura), ele passa pelo ritual do bolonan? se não, em qual momento isso é feito?


  743. paulo,

    Assentar um Orixá não implica o ritual de bolonan, fica entendido também que só se assenta Orixá de Abiyan quando o jogo determina e existe um caminho (odù). No ketu/Nagô ninguém precisa entrar “bolado” para se inciar, o ritual é mais simbólico, justamente é mais usado o “rodaê” para ter certeza daqueles que não viram no Orixá.

    Obs: existem casas que ainda se utilizam do bolonan.

    Axé.


  744. fernando, no meu caso o assentamento de meu orixá foi determinado pelo jogo mesmo. minha duvida é porque no assentamento de uma outra pessoa, só os iniciados (feitos), foram para o barracão, para o ritual da entrada do abiã (recolhimento). a próposito vc poderia explicar melhor o que é ‘rodoê’?

    Axé.


  745. paulo,

    Foram por que eles foram chamados pelo zelador e são iniciados, são iyawos, não são abiyans, mesmo com orixá assentado você é um abiyan.

    Rodaê é uma expressão usada quando se precisa saber se a pessoa incorpora ou não com Orixá.

    axé.


  746. em Fevereiro 23, 2012 às 12:16 pm vania fernandes da silva

    bom dia e axé gostaria de saber qual profissão um filho de ossaim com oya poderia ser bem sucedido?nasci no dia 29/01/82 obrigado e muito axé


  747. Vania a profissão estará ligada ao seu Odu.
    E com certeza estará ligada ao seu òrìsá.
    Mas a determinação, em Ifá, vem atrvés do Odu.

    Ire o.


  748. em Fevereiro 23, 2012 às 3:44 pm DAYSE GONÇALVES

    Meus queridos Fernando e Da Ilha,
    As orientações diárias q vcs nos dão, tem me ajudado muito e em muito pouco tempo aqui no blog. E tenho recomendado a todos que conheço.
    Pena que não tenho como imprimir os artigos.
    Axé.

    Ps.: Fernando, falo melhor com vc por e-mail, ok?


  749. Dayse, conhecimento é para ser distribuido.
    Vc pode marcar o texto, copiar e colar no word.
    Muda fonte, cor e etc e monte sua apostila de estudos.
    Pra frente é que se anda, menina.

    Ire o.


  750. DAYSE,TENHO ANOTADO TODOS OS ARTIGOS DO BÀBÁ FERNANDO E DO D’ILHA,JÁ SÃO 5 CADERNOS DOS GRANDES!QUE VENHA MAIS CONHECIMENTO!!!!ASÉ.


  751. Bom dia, uma pessoa que esta começando a conhecer a religião, mas gosta de oráculos pode aprender e chegar a jogar, mesmo se não for iniciado ou até mesmo de pertencer a uma casa? Me refiro aos búzios. Caso seja possível, vcs podem indicar livros para este estudo?

    Axé!


  752. Stela,

    Jogar búzios e mais dificil e complexo do que se imagina. Para estar preparado para isso é necessario se iniciar e completar as obrigações (1, 3, 7) até o Dekà e Ifá permitir. Não é Qualquer um, mesmo com a obrigação de 7 anos, Que pode jogar búzios. Isso requer anos de estudos e muita pratica. Afinal os búzios é um elo de consulta dos Humanos á Ifá.

    Axé!


  753. Stela somente os inicados podem receber os buzios e não é qualquer um que tem o dom de ver e decifrar as mensagens. São anos e anos de estudo e Òrúnmìlá não permite pessoas despreparadas para tal tarefa. Se vc acha que pode começar seus estudos sobre o oráculo, começe por se inicar nos mistérios do òrìsá. Ok.

    Ire o.


  754. Babá Da Ilha, Meus Respeitos.

    Uma duvida que me surgiu agora, Alguem pode jogar búzios sem ter os 7 anos de iniciado? isso pode acontecer?

    Axé!


  755. Gostei muito das respostas e agradeço de coração.

    Axé


  756. Tenho uma dúvida. Em novembro estive em uma tarologa muito conceituada, pois estava sentindo alem de um sono terrível que, muitas vezes me fazia sair do trabalho e voltar pra casa para dormir, muito dificuldade no trabalho. Ela me disse que eu não tinha mais opção, deveria me desenvolver espiritualmente. O taro que ela joga é mediunico, durante todo jogo ela se sentiu muito mal, então disse que eu deveria procurar alguém para fazer uma limpeza (ela não é do candomble) e que teria a ajuda de um homem. Procurei uma mãe de santo e fiz 3 limpezas e o bori também, quem me levou lá foi um filho de santo dela e ele ficou o tempo todo sentindo a presença do santo dele (Oxumarê). Depois de 2 semanas que fiz tudo isto, entrei em contato com ele para agradecer a indicação, ele me pediu para ir lá conversarmos pessoalmente quando estavamos conversando senti uma tontura, coração desparou e depois um calor estranho, depois disso ele recebeu o ere que começou a conversar comigo. O ere disse que no dia que estive lá era pra ter conversado com ele e não com a mae de santo, mas o filho de santo esta começando e resistiu, mas pediu para falar comigo e me perguntou se eu gostaria de ser sua madrinha, que me protegeria e quando precisasse falar com ele era so avisar, se eu concordasse, e apos conhecer a religião, seria sua ekede. Ultimamente tenho sonhado com muitas crianças, pessoas dançando, um indio numa roda querendo conversar comigo, outro dia foi com um homem jogando buzios e falando comigo para que fizesse qualquer pergunta que ele iria responder ai chegavam 3 crianças lindas vestidas de santo e roupas coloridas e sorriam pra mim. Sonho também rios parecidos com mar e uma senhora sempre me guiando. No ano passado fui a uma casa e uma entidade me falou que eu tenho uma IEMANJÁ e teria que cuidar dela e eu respondi que não sabia como fazer isto ele disse que depois me procuraria para responder. Enfim, isto é possível? receber recado através do ere que um orixá quer te proteger? quer que vc seja sua madrinha? e se colocar totalmente disponível? Este filho de santo não tem uma casa, mas depois que começamos nossa aproximação ele ganhou um terreno no mesmo dia em que liguei pra ele para contar meu sonho da noite anterior com as crianças, o indio e muitos animais com filhotes. O que isto significa? não conheço ninguem envolvido na religião, mas confesso que sinto uma felicidade muito grande dentro de mim ao escutar musicas, ver as danças, as orações em yorubá falando de orixás.

    Axé!


  757. Jonatahan, dentro do Candomblé impossível, faz parte dos seus direitos, após o sétimo ano. Sem 7 sem jogo.
    Existem casas que estão liberando, eu não acho que seja o correto. Jogar não é decorar Odu e seus òrìsá e tem gente que acha que é.
    Tem venda de apostila de jogo e incentivo para vc jogar e danar a fazer besteira com a vida das pessoas. Uma lastima.
    Dentro do Culto Tradicional é diferente e os inicados de Osun o recebe na iniciação, se vai estudar e jogar é outra história, ok.

    Ire o.


  758. Stela, seus dessejos e sonhos indicam um caminho que o oráculo irá desvendar, apenas lhe digo que dentro do Candomblé não existe padrinho ou madrinha, Erè não tem ekdji, esta deferencia pertence ao òrìsá.
    Vá com calma, não se jogue de cabeça de forma precipitada e analize tudo com calma.
    ui abian por 5 anos da mesma casa e não me arrependo.

    Ire o.


  759. Bàbá Da Ilha,

    O que não falta na internet são apostilas que “Ensinam” a Jogar Búzios. Mas cada um deve saber onde pisa.

    Por Favor me responda mais 2 peguntas…

    1- Existe alguma nação de candomblé que faz-se CURAS (cortes) nos Ogans e Ekedes?

    2- É verdade que um ogan depois de raspado já é considerado um Egbomí?

    Axé.


  760. Jonathan as curas são formas de colocar dentro de vc os pós e as magias que fazem parte do nosso culto, todos são obrigados a colocá-las.
    Sem excessão. Existe pó pra tudo meu filho.
    Um Ogan, ou Oloyè, já nasce com seu cargo, após inicado ele tem seu cargo e toda liturgia do cargo lhe pertecem.
    Com um dia de inicado ele já é o ‘cara’.rs.
    Egbon = irmão mais velho
    mi = meu.
    Qualquer um que seja mais velho que vc dentro do culto é um Egbom mi.
    O candonblé pegou este termo e entregou as pessoas que fazem 7 anos de obrigação ‘paga’.

    Ire o.


  761. Bàbá Da Ilha,

    Obrigado pela resposta, é que eu estava lendo um artigo na Wikipédia e lá dizia que os Ogans e Ekedes quando se iniciam já passam a ter 7 anos e iniciados e são Egbomis. Mas eu entendi o que o senhor me passou.
    Fiquei sabendo aqui pelo blog que o senhor está se preparando para talvez esse ano ser um Babalawo, Boa Sorte nessa caminhada.

    Axé!


  762. Jonathan algumas casas fazem as obrigações de ano do Ogans e Ekedji, vai do entendimento da casa e do seu sacerdote.
    Existem casas que apenas fazem o Bori anual destas pessoas, após a inicação, outras fazem obrigações de ano e muito bem fundamentadas.
    Como é do entendimento de cada um, fica como se fosse uma opção pessoal.
    Em minha casa chamamos estas pessoas de Onilù e eles tomam as obrigações de tempo,1,3,e 7.

    Ire o.


  763. Bom dia, quando fiz as limpezas e o bori foi por indicação dos búzios, e quando a mãe de santo jogou pela segunda vez, após as limpezas, ela falou que eu não ficaria somente nisso que seguiria a religião, não fui mais nesta mãe de santo pq achei que ela estava querendo mais o dinheiro que outra coisa, mas confio no que ela fez, apenas me afastei. Por outro lado, este rapaz que estou tendo mais contato não me parece ter o dinheiro como objetivo. Ele é novo na religião e quer desenvolver seu conhecimento, respeita muito seu orixá e acredita muito no seu erê. Quanto a ser ekedi, ele sempre frisa que depende do conhecimento, desenvolvimento, identificação e que as responsabilidades são muitas e é com todos. Acho que o termo madrinha ficou por não saber qual o nome daria para alguém assim. As vezes acho que meus sonhos podem ser coisas gravadas do meu subconsciente, mas já tive vários outros sonhos que mostraram acidentes, mortes, outro dia sonhei que o filho de minha vizinha (que mora no RJ) chegava em casa com seu bebe, falei no outro dia com ela… Ela começou a me chamar de bruxa pq tinha ficado sabendo naquele dia que seria avó. E o casal nem moram aqui.Minha pergunta é, é possível um orixá, no caso Oxumarê, através do erê falar que quer vc como filha? que quer cuidar de vc? e te preparar para ser uma ekedi? Ou será que estou sendo enganada?


  764. Vocês podem indicar algumas casas de candomblé em Salvador, gostaria de jogar búzios e frequentar.

    Axé!


  765. Ah aproveitando, a pergunta de Stela se possível vocês poderiam indicar alguma casa de camdoblé aqui em Recife -PE, gostaria de conhecer um pouco mais, obrigada.


  766. Stela,

    Entre no site da “Casa do Oxumare”, lá encontrarás endereço e telefone, marque uma visita.

    Axé


  767. Motumbá,
    Gostaria de saber porque mulheres não podem tocar no camdomble?
    Obrigado.


  768. Aline,

    As mulheres podem tocar atabaques, porém, os cargos são masculinos, assim como os homens podem fazer comida de santo, porém o cargo é feminino. Então é melhor cada macaco no seu galho. Conheci uma Ekedi que tocava e fazia os orôs internos na falta do Ogan, minha inesquecível Ekedi Elza.

    Axé.


  769. As obrigações do Camdoblé podem ser “punidas” casos sejam desculpridas?
    e como se redimir com os orixás???


  770. Pollyana, todo ebó, oferenda, tem uma finalidade.
    As ‘obrigações’ de ano tbm tem sua finalidade.
    Se vc não faz, vc está em debito com vc mesma.
    Òrìsá não pune ninguém.
    ELe apenas se afasta e nós viveremos nossa vida por nossa conta e risco.
    Não há do que se redimir, não somos pecadores, temos nossos atos certos ou errados que seram cobrados um dia.
    Ayè lójá, òrun nílè.
    O mundo é o mercado, o òrun a nossa casa.
    Que tipo de compra vc veio fazer?

    Ire o.


  771. em Abril 5, 2012 às 11:51 am clayton freitas

    bom dia, gostaria de saber se vc sabe qual a qualidade de oxossi que está ligado a yansã e oxaguiã, pois não encontrei lendo aqui. Vc pode me ajudar com essa dúvida? obrigado


  772. clayton,

    Não podemos confundir o enredo que uma pessoa tem em seu Odù com o fundamento de seu Orixá e a interação dessas energias. Portanto, esta é uma configuração que tem ser vista individualmente pelo seu zelador através do jogo.

    Axé.


  773. MOTUMBÁ BÀBÁ!O ENREDO QUE UMA PESSOA TEM EM SEU ODÚ SÃO OS ORIXÁS QUE RESPONDEM NESSE ODÚ!EX:ÌRÒSÙN-YÁNSAN,ÉEGUN,YEMOJA,ÒSÓÒSÌ.ADUPÉ BÀBÁ.


  774. Isa sem analizar a sequência de òrìsá que vc descreve.
    O seu enredo, as forças que atuam mais perto de vc, estão ligadas ao seu Orí, nosso Orí é tão poderoso que é ele quem determina nosso òrìsá, isto visto pela ótica ATR (Tradição Iorubá), Odu é uma emanação de Olodunmarè, estão no Cosmos desde o bing-bang, eles testemunharam tudo que aconteceu e acontece no universo. Inclusive o aparecimento das energias chamadas òrìsá, tudo está no testemunho deles que chamamos de Escrituras Sagradas ou Ese Ifá.
    Portanto, o seu enredo com as forças da natureza estarão desvinculadas do Odu, existem pessoas que são inicadas em òrìsá e seu Odu não tem nada a ver com ele.
    Odu é muito mais que isso. Ele é o seu DNA.
    Basta ver que depois de inicado a pessoa senta na esteira e é feito um jogo e será visto o Odu que lhe acompanhará pelo resto de sua vida e que vai lhe ditar tabus e Eewó pessoais e espirituais.
    Vc estva sumida….

    Ire o


  775. ESTOU AQUI TODOS OS DIAS,SÓ NA ESCRITA,JÁ POSSUO 5 CADERNOS DE ANOTAÇÕES DO BLOG,ADORO ANOTAR TUDO,APRENDER NUNCA É DEMAIS.IRE O!


  776. Mo jùbá Iyà.


  777. Isa,

    A grande maioria confunde odù do Orixá com o odù individual ligado ao Orí, uma coisa não tem nada a ver com a outra, até porque, são cultos separados.
    Por exemplo, um determidado Orixá nasce por um caminho (odù) tráz consigo seu enredo que o caracterizará como sendo o Orixá Tal, caberá ao Babalorixá ou a Iyalorixá através dos búzios apurar esse caminho e por conseguinte todo o enredo que se apresenta.

    Obs: Estou te esperando em maio para festa de Caboclo!

    Axé.


  778. MOTUMBÁ BÀBÁ!OLOUN MODUPÉ ASÉ.VOU FAZER DE TUDO PARA COMPARECER NA FESTA DE CABOCLO….


  779. boa noite, sou candoblecista feita na nação angola, mas tenho algumas dúvidas e se for possível gostaria de pedir ajuda para que dentro do possível me seja esclarecido algumas coisas como por exemplo: um orixá pode raspar um yaô no lugar do zelador de santo? uma ekedi e um ogan podem ser suspensos pelo zelador ou somente pelo orixá? desde ja agradeço pela orientação que me será dada sepossível.


  780. cristiane,

    Um Orixá não pode raspar um iyawo, para isso existe o Babalorixá, Iyalorixá, Baba kekere, Iyá kekere, egbomis de confiança com cargo, enfim, uma estrutura. Ogans e Ekedis só podem ser suspensos pelo Orixá, pois é o Orixá que convida para assumir o posto e cabe ao Ogan ou Ekedi aceitar ou não. Você é de Angola mais suas dúvidas se referem a nação Ketu/nagô.

    Axé.


  781. boa tarde, se uma mãe de santo abrir um jogo e falar que o seu exu é um, e vc vai lá e acenta esse exu mas tarde descobre que seu exu esta errado pode trazer complicaçao para sua vida financeira podendo ficar ate sem trabalho o exu fica enquizilado ? obrigada desde já.


  782. Marcia estamos falando de òrìsá ou de Pvo das Ruas?
    Se por acaso for um òrìsá eu não vejo problema, pois a energia de Esù é única, na hora de rezar fazemos os direcionamentos para a energia que queremos alcançar.
    No caso de Povo das Ruas, mudo por que uma energia difere da outra, se foi montado errado o oráculo poderá apontar a solução, sem traumas ou quebras de tabu.
    Desfaz e arruma o outro ou fique com os dois.
    O que não pode é ficar achando que é o fim do mundo e que vai lhe trazer problemas e etc…

    Ire o.


  783. DÚVIDAS MUITAS DÚVIDAS

    Caros amigos, eu estou precisando de ajuda vou descrever passo a passo das minhas duvidas para ficar bem claro para vocês, eu sempre faço oferenda para o meu exu e para a minha pomba gira, mais agora eu estou sem casa para arear estas oferendas estou procurando uma mais com calma, e estou com muitas dúvidas, se vocês me ajudarem eu ficarei grata o restante da minha vida para vocês, eu sei que a minha pergunta é bem longa mais eu não consegui encurtar, desculpem mais desde já que Deus abençoe a todos.

    OFERENDA PARA O EXU

    Eu gostaria de saber primeiramente se eu posso preparar esta comida na minha casa, na minha cozinha (um padê para o exu – farinha com dendê e em cima com um bife frito com cebola ralada frita no dendê enfeitado com pimenta deda de moça);
    Certo ou errado
    R.:
    Qual é a farinha certa para preparar o padê?
    R.:
    Depois de pronta eu gostaria de arrear esta comida em um terreiro que tem um jardim dos orixás, mais ela fica longe da minha casa eu tenho que pegar vários ônibus, a minha dúvida é o seguinte não tem problema eu preparar em casa estas oferendas e depois de pronta eu passar por várias encruzilhadas, dizem que não pode, mais também me falaram que eu posso envolver estas oferendas em sacolinhas plásticas (falam que o plástico é a única forma de fazer com que não pegue as energias que estão em volta, “não sei se eu fui clara” na expressão);
    Certo ou errado
    R.:
    Mais também eu não tenho como preparar no local, fica difícil a gente não consegue se concentrar nos pedidos e nos agradecimentos;
    Certo ou errado
    R.:
    Eu tenho que colocar o ojá na hora que eu estou preparando as oferendas, e na hora de oferecer também ou somente na hora de fazer? E eu tenho que ascender a vela do anjo da guarda na hora também?
    R.:
    A minha próxima pergunta da oferenda para o exu e a seguinte eu posso arrear em um pratinho de isopor ou tem que ser em um alguidar, porque aonde eu for oferecer eu não vou poder pegar de volta o alguidar?
    certo ou errado
    R.:
    Do lado da oferenda eu vou colocar a bebida dele que é pinga abro ela e coloco em um copo, ascendo o charuto e as velas – 7 preta e vermelha;
    certo ou errado
    R.:
    Eu tenho que oferecer alguma coisa para o exu chefe que rege aquele jardim
    R.:
    Se eu tiver que oferecer alguma coisa para o exu chefe daquele terreiro como eu deve fazer de forma certa? E o que? Existe uma prece que tenho que estar fazendo na hora?
    R.:

    OFERENDA PARA A POMBA GIRA

    Gostaria só de confirmar se o pade para a pomba gira e farinha com dendê e mel ou farinha com água é mel, depois eu enfeito com pétalas de rosas vermelhas rego com mel e ascendo 7 velas vermelhas, ascendo 7 cigarros e deixo o restante da carteira no local da oferenda e ofereço uma champagne vermelho abro ela e coloco em uma taça e deixo a garrafa do lado?
    Certo ou errado
    R.:
    Existe alguma pomba gira chefe que rege o terreiro, se sim eu tenho que oferecer alguma coisa para ela, o que é como?
    R.:

    Obrigada!


  784. Fernanda,

    1-certo
    2-farinha crua de mandioca
    3-certo
    4-leve pronta a oferenda
    5-não precise colocar ojá e nem acender velas
    6-faça no prato de papelão
    7-certo
    8-tem sim
    9-pague o exú chefe com 7 moedas correntes
    10-certo com farinha e dendê.
    11-pague com 7 moedas a pombagira chefe.


  785. em Abril 17, 2012 às 1:10 am Tarciana Araújo

    Por favor, boa noite!!! Conheci uma pessoa num site brazilcupido e ele se dizia chamar David Cole e depois de muita conversa falou ter um filho de 3 anos e me comoveu e foi segundo ele fazer compras em Lagos na Nigéria e falou que o garoto adoeceu e me pediu dinheiro dizendo que o cartão de crédito dele não funcionava na Nigéria e falou que vinha me conhecer e não aconteceu. Meu irmão que fala inglês falou com ele ontem e disse que de Londrino ele não tinha nada que o sotaque dele era de alguém que aprendeu muito mal o inglês e ele pediu dinheiro a meu irmão 500 dólares americanos e para que enviasse em nome de Dr. Agdoe Kedib no endereço nº22 Adeniyi Jones Street Lagos e quando percebeu que meu irmão é policial ele sumiu. Por favor me ajude. Estou muito triste e decepcionada.

    Muita Paz

    Tarciana Araújo


  786. Tarciana,

    Você já recebeu uma grande ajuda de seu irmão! Bola pra frente e vida que segue.

    Axé.


  787. em Abril 17, 2012 às 5:01 pm Tarciana Araújo

    Não entendi o que o senhor Fernando D’Osogiyan quis dizer com isso. Ele me mandou um e-mail hoje pedindo ajuda e desesperado. Ele está mentindo ou devo fazer das tripas coração para ajudá-lo, pois não tenho o dinheiro que ele me pede emprestado.

    Axé e muito obrigada Tarciana


  788. Tarciana,

    É, O que o Bàbá fernando disse é verdade, Seu Irmão lhe deu um presente. Não sei se foi escrito com o sentido em que eu lí.
    Tarciana, primeiro, Você acha que deve emprestar? “A sua resposta será indiscutivel”.
    Deixe até um pouco Sentimental e pense com lógica. Pra mim, no seu comentário, você mesmo ja se respondeu…

    Axé!


  789. em Abril 17, 2012 às 6:37 pm Tarciana Araújo

    ele me mostrou um bilhete da klm se não me engano com data marcada par dia 13 de abril saída 23:30pm Lagos (Murtala Mohammed Airport,) numa quinta feira, chegando 06:15am Amsterdam (Schiphol, Netherlands) para uma escala, depois nova partida às 09:15am Amsterdam (Schiphol, Netherlands) 19:15pm Sao Paulo (GRU) com destino a São Paulo, em Guarulhos. A passagem foi escaneada e enviada via e-mail em nome de David e Kelvin Cole. Foi comprada no dia 12 de abril, setor de não fumantes e em primeira classe. Checamos a passagem e estava tudo dentro da normalidade, mas como o filho dele Kelvin estava no hospital, ele perdeu o vôo. Isso tudo que me coloca em dúvida e principalmente que ele não foi falando de sua vida de cara, aos poucos fomos nos conhecendo e ele falou da possibilidade de vir nos visitar aqui em Recife, mas que não se preocupasse pois custearia suas despesas num hotel…. e de uma hora para outra tudo virou de pernas para o ar,… como tenho uma família onde sou muito humilhada por eu pai e irmão, vi nessa pessoa uma possibilidade de voltar a sorrir, pois há quase um ano o grande amor de minha vida simplesmente me abandonou e voltou a morar com a esposa que o fazia tão mal e até denunciar ele na justiça o fez, ele é policial civil… então, mesmo amando mui augusto César Figueiredo Soares, vi no David Cole a esperança de voltar a sorrir. Ajude-me por favor!!! preciso voltar a sorrir.


  790. Tarciana,

    Sería Carencia? Cuidado, na carencia podemos nos apegar hoje e nos decepcionar amanhã, como também podemos nos apegar hoje e arrajar ma companhia pra vida toda. É uma balança.
    Dá pra ver que você investigou a vida dessa pessoa, que digamos: Você não o conhece pessoalmente!
    Na realidade são decisões que você deve tomar consultando a Você mesmo. Cabe a VOCÊ decidir: Investir ou não Investir ?

    Axé!


  791. Tarciana,

    No meu comentario, apoós a palavra arranjar eu quiz escrever UMA, mas a letra U não apareceu.


  792. em Abril 17, 2012 às 9:05 pm Tarciana Araújo

    Obrigada!!!! Mesmo não entendendo o final do arranjar e da letra U o contexto como um todo foi perfeito. Axé e muita luzzzzzzz


  793. Tarciana, você não percebe que está sendo vitima de um golpe.
    Internet está cheia de golpista e este é apenas mais um.
    Baba Fernando já lhe orientou e seu irmão tbm.
    Você não é a palmatoria do mundo, livre-se deste homem que está do outro lado do mundo, a Nigéria está cheia de bandidos tbm, que está usando seus sentimentos para lhe arrancar dinheiro.
    Seu irmão já lhe ajudou, agora aceite a ajuda dele e não brigue com seu interior.
    Seja mais esperta nesta vida.

    Ire o.


  794. Tarciana, é muita responsabilidade opinar ou dar uma sujestão.
    Se o seu irmão diz que vc está sofrendo um golpe, quem somos nós para dizer o contrário.
    Tenha cuidado e não envie dinheiro desta forma a uma pessoa que vc conheçe apenas pela internet.
    Seu Orí (cabeça) é soberano.

    Ire o.


  795. em Abril 17, 2012 às 10:49 pm Tarciana Araújo

    OBRIGADA E MUITO AXÉ


  796. em Abril 17, 2012 às 10:56 pm Tarciana Araújo

    O SENHOR ME VER TENDO UM CASAMENTO COM ALGUÉM E SENDO UM DIA FELIZ E TENDO MINHA FAMÍLIA. TENHO 37 ANOS E SOU MUITO SOZINHA,… MEU PAI NÃO ME DEIXA SAIR, POIS EM SEU PENSAMENTO TODA MULHER QUE SAI E NAMORA É PROSTITUTA, SÓ QUE ELES NÃO SERÃO PARA SEMPRE EM MINHA VIDA E PRECISO TER ALGUÉM PARA DIVIDIR E SOMAR MEU DIA A DIA. O SENHOR PERCEBE QUE POSSO SER FELIZ? E QUANTO AO EX NAMORADO O POLICIAL CIVIL,… TAMBÉM NÃO É UMA PESSOA CORRETA, POIS ESSE SIM AMO DE TODO MEU CORAÇÃO. SEU NOME É AUGUSTO CÉSAR FIGUEIREDO SOARES, FICAMOS JUNTOS POR 6 ANOS E FOI TUDO MUITO LINDO, ATÉ O DIA QUE ELE DESAPARECEU. MAS TAMBÉM SOFRI UM POUCO COM ELE, POR SER DEPENDENTE DE CRACK,MAS AGORA ELE DIZ QUE DEIXOU AS DROGAS E ESTAR FELIZ COM A FAMÍLIA QUE TANTO O DESPREZOU E MUITAS VEZES ELE TEVE QUE DORMIR NA RUA COMIGO, POIS NÃO DEIXAVAM ELE ENTRAR EM SUA PRÓPRIA CASA. O QUE O SENHOR VER DESSA RELAÇÃO? ELE REALMENTE DEIXOU DE USAR DROGAS E ESTAR FELIZ? E EU SEREI FELIZ TAMBÉM….. MUITO OBRIGADA E MUITO AXÉ


  797. em Abril 17, 2012 às 11:06 pm Janaína Corrêa

    Tarciana, complementarei o que Babá Da Ilha e Jonathan falaram. Sei que não vai gostar nenhum pouco do que escreverei, mas não falarei aqui como uma pessoa que cultua uma religião e sim como uma psicopedagoga comportamental e investigativa.
    Começaremos pelo nome “Agdoe Kedib”, não há nenhum médico, advogado ou quem tenha tal título, mas sim um nome comum em páginas de relacionamento. Seguimos com o endereço “22,Adeniyi Jones Avenue, Lagos, Nigeria” avenue e não street é o nome correto do local do qual esse número é correspondente a uma parada de ônibus e nada mais está relacionado a ele, além do mesmo ficar na esquina entre essa avenida e a Ladipo Oluwole Avenue.
    Agora vamos pensar em você (pensemos juntas), você reclamou de seu pai e irmão, pois os mesmos te humilham, ou seja, você possui uma carência(conforme o Jonathan colocou) masculina, seria um Complexo de Édipo invertido. Daí sua necessidade de ter um homem que te dê valor, nisso você transfere para qualquer um que o faça, da seguinte forma, se um cara durante um período põe todas as suas boas características, ele é a pessoa que lhe fará FELIZ.
    Mas o que é a felicidade e onde ela está? Já procurou dentro de você?! Será que só um homem lhe fará feliz? Será que nesse mundo enorme não há nada que lhe preencha?
    Se as respostas forem duvidosas e/ou negativas é porque o problema está contigo e vai além do cuidado espiritual, pois este deverá ser feito juntamente com um tratamento patológico, talvez uma terapia, talvez um psicólogo.
    Você precisa se amar.
    Essa sua loucura em ajudar uma pessoa distante que você nunca viu, e provavelmente, jamais verá, poderia acontecer com uma pessoa em seu estado ou em seu bairro, por não medir esforços para quem MOMENTANEAMENTE te OFERECE o que PRECISA.
    O que essa pessoa está fazendo contigo é o mesmo que um pedófilo faz com menores em abordagens pela web.
    Vá se cuidar, vá se amar, pois só quando tiveres essa capacidade, poderás dividir com outra pessoa.
    Axé.


  798. em Abril 17, 2012 às 11:17 pm Tarciana Araújo

    OBRIGADA MAIS UMA VEZ E MEU CORAÇÃO FALAVA ISSO O TEMPO TODO MAIS, NÃO CAIREI MAIS NESSA. MUITO OBRIGADA MESMO. SOU PSICÓLOGA E ESTOU SIM FAZENDO TERAPIA, MAS TRABALHO NUM PRESÍDIO DE MENORES E A CARGA NEGATIVA É MUITO GRANDE.

    E QUANTO AO AUGUSTO CÉSAR FIGUEIREDO SOARES, ESSE SIM, AMO COM TODA MINHA ALMA.


  799. Perfeito o comentário da Janaína Corrêa, inteligênte, sensível, educado, enfim, adorei a forma em que, ela expôs essa situação tão delicada, que mexe tanto com o emocional desta moça..

    Axé para todos os que se envolveram,
    E Taciana que nossso Pai Oxalá lhe cubra com seu Ala Sagrado e inunde sua
    caminhada de Paz e felicidade.
    Tenha sempre fé, que o que seu, vem na sua mão..Calma Irmã que Oxalá, lhe dê a paz de espírito que precisa.


  800. Tarciana, o que vc tem que fazer é perguntar estas coisas ao jogo de buzios.
    Não temos com lhe dizer com certeza nada do que vc perguntou, estariamos induzindo vc ao erro e o pior, estariamos falando coisas sem embasamento.
    Quanto ao seu namorado ter largado as drogas…Vc é quem deve saber, analizando seu comportamento, lembre-se de como ele era e como ele está agora.

    Ire o.


  801. Janaina, mo juba.

    Àse ooooooo


  802. Andrea, as meninas hj estão com a medida correta em forma de conselhos, muito saber que existe pessoas equilibradas, de bom senso e discernomento nos lendo e ajudando aqueles que precisam, particepem e nos ajudem nesta cruzada de auxilio a quem precisa.
    As vezes um ombro faz mais efeito de 10 ebós.
    É por isso que eu sempre me ajoelho para as mulheres.
    Sem vcs eu não estaria neste mundo.

    Àse obinrin enyan.


  803. em Abril 18, 2012 às 1:11 am Janaína Corrêa

    Agradeço as palavras sensatas de um local que me acolheu e me ajudou muito a crescer espiritulamente, profissionalmente e como uma eterna estudante. Por isso, sempre que posso e vejo um comentário do qual eu possa analisar de todas as formas, o farei, é o mínimo, uma troca, para isso estamos nessa terra, para trocas e não para julgos.
    Só fiz uma análise mais profunda desse caso, por desconfiança de quem estava do outro lado e não tolero traições nem pessoas que se aproveitem da sensibilidade do outro.
    Novamente a Tarciana e seus questionamentos (serve para todos nós), quem passou, passou. Olhamos para o mar e cremos que está tudo sempre na mesma posição, mas não está. A água é outra, o declínio da areia e a própria areia são outras.Ou seja, você nunca se banha com a mesma água. Por que queremos que o passado retorne? Aquelas pessoas e aquelas situações pertenceram ao passado. O hoje é novo, o amanhã nascerá. Viva!
    Certa vez escutei de uma entidade, o tempo dos homens é diferente do tempo dos orixás, e é.
    Passei a conversar com Tempo e ele foi me ensinando a ter paciência com o tempo.
    Asé


  804. Tarciana,

    Vpcê tem 37 anos, ja está na hora de seu pai entender que você creceu e que o mundo evoluiu!
    Mostre a ele que você é uma pessoa responsavel e que sabe o que quer da vida, ai certamente ele vai aliviar pro seu lado.

    Axé!


  805. Tarciana,

    Tenho certeza que você vai entender os nossos pontos de ajuda á você.
    Nesse mundo há muitos Lobos com pele de cordeiro. Quase todos os dias vemos na TV pessoas enganadas pela internet (Não digo que é seu caso) e muitas das vezes danos irreparaveis para si mesmo. Calma, encontre alguem de “carne e osso” pra reparar esse vazio e não uma pessoa pra você completamente Virtual e ainda por cima que ja começou um tanto quanto mal.
    Só posso pedir que meu pai Oxaguian lhe ilumine, lhe de paz e capacidade de dissernimento.

    Axé!


  806. boa noite
    hoje foi a uma tenda e jogaram os buzios , disseram me o meu orixá que e “OXUSSI” ! por fim vim a saber que tenho uma amarração! tenho matar uma galinha em minha cabeça ,gostava de saber ,como deveser natural tenho um pouco de receio


  807. elder,

    Não deve fazer isso, as tais amarrações estão naqueles que tem a cabeça fraca, a vida de um animal não merece esse tributo. Banhos de ervas frias bem masseradas e coadas como manjericão, saião e levante vão lhe deixar bem tranquilo e limpo.

    Axé.


  808. Muito obrigado Fernado D`osogiyan ,seguirei o seu conselho !
    Axé


  809. Fernando D; osogiyan gostava de saber se o banho com mangericão e com leite ? E como devo faser ,se da cabeça para baixo? fico agordado sua resposta . Obrigado AXE


  810. elder,

    Não recomendo nada com leite, massere na água e depois coloque cuada e misture com água potável na mesma medida e jogue na sua cabeça.

    Axé.


  811. Bom dia todos!! gostaria de uma orientação, pois estou um pouco confusa. começei a sonhar com todos os orixás todos os dias e via muitos olhos. Não conseguia dormir. me indicaram o jogo de búzios e fui fazer a consulta. foi me dito que existia uma disputa pelo meu Ori: Ogum, iansã, oxaguiã e ossaim e que minha mediunidade estava muito forte. Ela me indicou uma limpeza e me dúvida é a seguinte: Depois dessa limpeza devo consultar o jogo para ver se já aparece o dono do Ori?


  812. Helen,

    O Orí de quem não é iniciado é assim mesmo, uma “DISPUTA”. Um dia um orixá outro dia outro.
    Pode ser que depois disso preescrito no jogo as energiar se acalmem. mas Definir Orixá mesmo, só na hora de se iniciar.

    Axé!


  813. Helen não sabemos que limpeza é esta, Orí em guerra não existe, o que temos é uma captação de energia pelo seu Orí.
    Seu òrìsá será definido na hora da sua inicação, se assim vc desejar, faça o que tem que ser feito, porém, esta limpeza não vai determinar e nem tirar o véu deste enigma.

    Ire o.


  814. Mutumbá,Baba Fernano D’ Osogiyan, tenho 28 anos de Umbanda e sempre soube meus Orixás, mas quando completei 33 anos de idade, ano passado, começei a ter problemas, de fraquezas, desmaios, sensibilidade ao calor, dificuldade em olhar para luz forte, minha personalidade mudou muito, há ponto de pensar que iria morrer. Procurei médicos e nada, saúde perfeita, procurei os búzios e todos os jogos diziam que Oxoguian estava pedindo feitura, no candomblé, confirmei isso em várias casas (me identifico mais com Keto). Passei mal no período da Quaresma e me disseram que era o Bolonã, entrei para “Fazer o santo”, pois não aguentava mais passar mal, o calor que sentia era insuportável…Mas na casa de Keto que entrei, depois de tudo comprado, roupa comida e tudo mais, deu um Ejó orrível e sái de lá às 5:00 da manhã brigando com tudo e todo mundo foi horrível, e toda casa que tento fazer o santo tem um problema…
    Procurei uma casa de Omolokô e me disseram que meu Orixá não está pedindo feitura, que por ser de família toda Umbandista e ser Yá de Umbanda, meu Orixá (Oxoguian), não quer que raspe apenas ser reconhecido como dono do Orí. Sou Orí Megi Oxoguian e Oxum Opará.

    Gostaria de saber do Senhor se isso é possível, um orixá pedir apenas reconhecimento no Orí e deixar eu permanecer na Umbanda, sendo ele um Orixá de candomblé? Depois que comecei a tomar banhos de suas ervas e fiz seu assentamento melhorei e não sinto mais nada…
    Por favor me responda essa dúvida que está me consumindo, não gostaria de raspar realmente, sou Umbandista e sou feliz assim, mas se o Orixá exigir eu faço….


  815. em Maio 4, 2012 às 12:54 pm Nathália Gomes

    Bom dia, Manuela!
    Tem algum e-mail que eu possa entrar em contato com você?
    Ou, se puder, entre em contato comigo.

    Obrigada!


  816. em Maio 4, 2012 às 12:57 pm Nathália Gomes

    Bom dia, Manuela!

    Por favor, preciso entrar em contato com você por e-mail, é possível?

    Sou da religião e estudante de jornalismo.

    Tenho em mente um projeto editorial para Trabalho de Conclusão de Curso e gostaria de fazer algumas perguntas sobre o blog.

    Desde já agradeço pela sua atenção.

    Abraço.


  817. Olá Nathalia!
    Já enviei e-mail para você.
    Aguardo seu contacto.
    Axé!


  818. Andrea,

    Fique certa que não se entra para uma casa de candomblé apenas para “fazer santo”, em primeiro lugar vem o Orí, e os ebós que se fizerem necessário. Vivenciar e ter num mínimo um bom tempo sendo abiyan é muito importante também, nesse periodo o zelador vai lhe observando e vocês se conhecendo mais, se familiarizando e assim, havendo uma boa sinergia, com certeza chegará a hora de você se iniciar. Nenhum Orixá divide cabeça, prtanto, você não é Ori meji, ou você é de Oxaguian com Oxun ou Oxun com Oxaguian, apena um Orixá prepondera. Ori meji é tão somente um mesmo Orixá que se divide em duas energias, ou seja, Oxun com Oxun, Oyá com Oyá, e assim sucessivamente.

    É possivel que ele só queira seu assentamento, e aí teria que abrir um jogo para entender melhor, o que Oxaguian deseja e confirmar se realmente essa hipóteze, pois este Orixá é muito pontual, não volta
    atrás de modo algum, nunca o subestime, um perigo!

    Axé.


  819. Ola estou precisando esclarecer algumas duvidas , alguém nesse exato momento pode me ajudar ?


  820. em Maio 6, 2012 às 11:46 pm Nelson....Minha digina....KAVILUANGO

    Motumbá…Manuela…
    Sempre vejo o site ocandomble.wordpress…há muito tempo, sou da religião Candomblé…e leio bastante as postagens aqui…e resolvi montar o meu blog…para poder ensinar e aprender mais sobre a nossa amada religião…
    Tenho colocado alguns posts… tirados de diversos lugares e livros…e aqui no seu site tem posts muito bons ou seja ótimos…e gostaria de saber se eu posso usar alguns posts de vces colocando a origem e nome do autor…
    Através deste site resolvi colocar o meu blog…
    Vces me autorizam a colocar??? Eu agradeço muito se a resposta for SIM…e peço a ti também que se puder me dar alguma orientação eu agradeço…

    Axé…a Todos os membros deste site…. e aos que acompanham….


  821. Motumbá Nelson!
    Obrigada pelo seu comentário e pela sua presença assídua neste blog.
    Pode utilizar as matérias publicadas nos posts, sim, e seria simpático da sua parte mencionar a origem, ou até colocar um link directo para o blog.
    Volte sempre!
    Axé!


  822. em Maio 7, 2012 às 1:20 pm Nelson - Kaviluango

    Obrigado Manuela
    Estou aprendendo a mexer no blog….rsrsrs….mas vou mencionar de onde é e quem postou no meu blog…e aprendendo a mexer vou colocar o link direto…obrigado

    Muito Axé para vce…


  823. Obrigada Nelson!
    Vá dando notícias!
    Axé!


  824. em Maio 10, 2012 às 1:15 pm Cristiane Ribeiro

    Olá bom dia! Estou com uma dúvida sonhei que estava num local one havia um festejo de camdoblé e uma mãe de santo fez uma reza em mim e em seguida disse que eu tinha que parar de beber e foi tudo muito real acordei com a sensação fisica que havia passado pelo processo da reza e ritual que ela “fez” em mim no sonho e gostaria de saber o que isso significa agradeço a atenção. Obg


  825. Cristiane significa que vc deve procurar um jogm e se informar deste aviso.
    Somente o oráculo poderá lhe responder com precisão.

    Ire o.


  826. em Maio 21, 2012 às 6:52 pm quero ajuda um amigo

    Oi pessoal prazer novamente pode pergunta algo a vocês é da ultima vez ajudou muito sim por tanto estou novamente aqui a lhe pedi mais uma ajuda agradeçendo pela ultima vez é claro
    Bom que tipo de bebida exu belzebu ele toma e tarça também
    e exu lucifer e tarça também
    e exu rei das 7 encruzilhadas e tarça ele também toma
    e maria padilha rainha das 7 encruzilhadas e tarça também
    maria padilha rainha dos infernos e maria padilha rainha da figueira e também gostaria saber sobre essas entendidades ai também tipo informações tenho um amigo que tem e gostaria de ajuda lo a informa lo agradecido pelo site e pela atenção


  827. oi boa tarde gostaria de saber se possivel sobre um sonho que tive
    estava na cama quando acordei e fui até a cozinha dei de cara com santo antonio logo me dando uma vela branca e dizendo que preciço reza olha em volta vi santo de igreja catolicas todos estavas em volta da cozinha sendo que deu um vento fortissimo e fui eu abri fecha a porta onde ouvi uma voz de uma criança dizendo deixa exu entra e fui la falar com ela convençamos um pouco e voltei a cozinha donde tavas todos os santos me espera e não só eu mais sim todos rezamos um pai nosso no pire transparente e uma coisa ligada a macumba tipo de oferenda quando terminei ouvir a risada de zé pilintra não faço idéia que é isso significa mais queria informação se possivel


  828. em Maio 21, 2012 às 9:33 pm Janaína Corrêa

    Olá “quero ajuda um amigo” e “oliver”, me pareceu que vocês não são brasileiros, mas vamos lá.
    A resposta a ambos é similar.
    Não temos como desvendar sonhos, pois cada sonho possui um significado preciso e para chegar a conclusão final é necessário um jogo – consulta a Ifá.
    No caso do Oliver, há muitas situações misturadas (Santo Antônio, criança, Exú e rezas) para saber o que querem de você, só através de um jogo.
    No outro caso do “quero ajuda”, são bebidas específicas de cada Exú e pode variar, mesmo que você dê a qualidade deles.
    Se este povo – Exú, for teu ou de tua família, cabe também fazer uma consulta ao jogo de búzios para que cada um diga o que bebe e o que fuma.
    Aqui não há uma “Receita de Bolo”, quando os babás relatam algo não quer dizerque aquilo servirá para todos, principalmente pelo Candomblé ter nações diferentes.
    Sempre consultem o jogo de búzios (de confiança) para saber o que querem de vocês.
    Mais consulta sobre Exú, é encontrada aqui mesmo em
    https://ocandomble.wordpress.com/?s=ex%C3%BA

    Abraços e Axé


  829. Ola, gostaria de saber se voces fazem so estudo da religiao ou se tambem tem um terreiro onde sao feitos os cultos. E no caso, se seria possivel entrar em contato com um zelador. O candomblè è uma religiao que me afacina, uma pena que estando na Italia nao consigo seguir. Aquim tem alguns zeladores, porem, aquele famoso tipo de zelador que pensa antes no dinheiro e nao na responsabilidade do cargo confiado a eles. Triste tudo isso, visto que o candomblè è uma religiao tao linda! Abraços e Axè


  830. querida manuela,
    gostaria muito de poder ter um contato seu, por email ou msn, ou facebook…para poder tirar algumas dúvidas que me norteam em relaçao ao candomblé, mas principalmente a um problema especificio e pessoal.
    Por favor, poderia me ajudar?
    obrigada….mto grata…
    lorena


  831. Lorena na lateral direita do blog temos um link que direciona vc a nossa pagina do Face Book.

    Ire o.


  832. O QUE VCS MIM A FALAM DESSA PESSOA!!!Com a promessa de trazer a pessoa amada em três horas, Edmar dos Santos de Araújo, o pai de santo Bruno fazia anúncios em jornais e na internet e cobrava R$ 37 por consulta. Ele foi preso em flagrante acusado de extorsão e formação de quadrilha no Rio de Janeiro. A delegada que está cuidando do caso disse que as vítimas eram ameaçadas de morte caso não realizassem o pagamento. Reportagem exibida no SBT Brasil. Visite o UOL Notícias


  833. Poliana,

    Deveria aqui no Brasil, como acontece em Nova York e outras cidades americanas, uma lei que não permitisse esse tipo de anúncios nos meios de comunicação, infelizmente, o que é pior, o tal Pai Bruno nem iniciado é, ninguém o conhece dentro do meio religioso, seja no Candomblé ou Umbanda. Extorção é crime e que sirva de exemplo para outros que estão por aí nos jornais, prometendo o impossível. A reportagem foi exibida em todas as TVs e hoje estão em todos os jornais.

    Já havíamos chamado a atenção aqui no blog ´para esses falsos zeladores, para esses tipos de promessas, isso não é religião, é exploração, é comércio!


  834. Poliana, quem deve falar é Esù.
    A Espada cega e justa.
    Esù ma se mi, ma se wá.

    Àsé.


  835. em Junho 14, 2012 às 4:35 pm Janaína Corrêa

    São essas pessoas que detonam a religião.
    Há uns vinte anos, a população brasileira começou a sofrer de uma necessidade religiosa – o que se tornou um mal. Antes tínhamos a igreja católica, os centros de umbanda e candomblé – escondidos, além das igrejas protestantes, como a Batista. Nessa época houve força da Igreja Universal que criou várias pernas evangélicas. Por que?
    1.A necessidade das pessoas que sempre se oporam a tratamentos psicológicos, por vergonha ou por não crerem ser loucas, com uma mudança radical já ocorrendo no mundo. Sai-se em desespero pela “salvação”.
    2.Uma entidade filantrópica (igreja e templos) são isentos de vários impostos, então abre-se uma portinha e ora-se a um Deus que só eles conhecem.
    3.As pessoas estavam e estão tão loucas que necessitam do remédio “imediato” e para isso “pagam” o que for preciso.
    Dessa forma, toda e qualquer religião, passou a se aproveitar desse caos e tornar uma forma de ganhar dinheiro. Não à tôa, surgiram graduações e pós-graduações em teologia, enriquecimentos ilícitos, desvios, templos luxuosos, contas no exterior. E claro, todos os que querem enriquecer fácil e preferencialmente já tenham tido um passado sombrio, seguem como pastor, dando seus testemunhos ilários.
    Se caminhas pelo bairro de Madureira, no subúrbio carioca, vê-se as paredes da linha férrea e os postes com “n” promessas. Os jornais trazem vários deles. As caras dos distintos só falta ter escrito na testa “171”.
    Mas nós temos o direito de ir e vir, somos maiores de idade, vacinados e responsáveis pelos nossos atos. Quem frequenta, o faz porque quer e quem ministra se aproveita.
    Afirmo, a justiça dos homens pode ser falha, mas a justiça divina não dorme e para tudo que se faz na vida há um preço.
    Há um capítulo na Bíblia que diz “muitos virão em meu nome”. E vieram, mas ninguém quer ver.
    Endossando a fala de Babá Fernando, deveria ter uma política que interferisse realmente, pois como o cidadão não era iniciado e a matéria é manchete nacional, quem fica mal são pessoas direitas dentro da religião. Caberia as casas em Salvador, tomarem partido dessas situações e descartar qualquer vínculo dessas pessoas.
    Axé


  836. Olá
    Sou uma Dofona novata, mim disseram que já nasci feita mas mesmo assim fiz meu santo, já completei esse primeiro processo já sou considerada uma yalorixá, agoro pergunto eu o que fazer, o que ler para o meu crescimento


  837. Boa noite Nelson, Fernando, Da Ilha…
    Por favor, será que um de vocês pode me indicar alguém para abrir os búzios para mim no Rio de Janeiro, ou passar o contato de um de vcs para jogo.
    Tem muitos terreiros por aí, mas é difícil um encontrar um lugar confiável.
    Obrigada!!
    Axé


  838. Moon estaremos fazendo contato.

    Ire o.


  839. Carmem, vamos conversar seriamente sobre isso.
    Quem lhe falou que vc é uma Ìyálorìsá, lhe iniciou e imediatamente lhe deu estes direitos?
    Quem diz que alguém nasce inicado não entende nada de Orí, de inicação e de hierarquia.
    Estude o Odù Ìkà’fún, neles estão contidas as 16 Leis de Ifá.
    Não entre nesta conversa, estão lhe enganando. Orí é individual, nasce com seus carmas e objetivos relacionados ao seu destino e uma das obrigações se assim for determinado no òrun é se inicar, todos nós que buscamos este caminho temos que nos inicar, estando na barriga da mãe ou não durante a inicação dela.
    Não vou abrir questão sobre o tema, mas gostaria que me informassem em qual Odù está escrito que existe caso de uma Olorisà não ter que se inicar, nasce feita, que não tem que fazer todos os rituais e passar seu tempo dentro do culto se preparando e aprofundando seu aprendizado.E muitas outras coisas mais.
    Tem gente brincando com nossa capacidade de raciocinio e inteligencia.
    Estou lhe ajudando e lhe orientando, vc está sendo manipulada e de forma errada.
    Seu sacerdote jamis poderia ter lhe feito isso.
    Você tem quanto tempo de inicada?
    Ele lhe deu os seus direitos na sala?
    Por que vc pergunta o que fazer?
    Quem lhe daria a vida para vc cuidar?
    Vc aceitaria cuidar de uma vida?
    Transformar infortunio em sorte?
    Ele lhe deu este àse?
    Filha procure alguém que possa realmente cuidar, orientar e lhe ensinar nosso culto, cuidamos de vida, de pessoas, de familia.
    Ninguém é considerada uma ìyálorìsá, ou vc é ou não é, simples assim.
    Para terminar, lhe disseram ou fizeram um jogo para vc, para determinar que vc aportou neste mundo uma ‘quase’ Ìyálorisá.
    Cuide de sua vida, vaidade não é bom, Irunmolè não aprova este tipo de comportamento.
    Me desculpa as palavras duras, mas a verdade não pode ser escondida.
    Estamos trabalhando para a seriedade de nosso culto e estaremos aqui prontos para lhe ajudar.

    Àse.


  840. Não expliquei direito fiz todo o processo ficar recolhida,etc, eu que não mim sinto segura queria ler mais alguma coisa sobre esse universo que é novo pra mim, quanto ao meu Baba ela dá topo suporte que necessito tirando minhas dúvidas, mas eu quero mais, andar com minhas próprias pernas. Entendeu?, gostaria que mim indicasse livros para aprofundar mais no assunto.
    Grata pela explicação já estou Odù Ìkà’fún.
    Muita Paz a todos vocês
    Esse espaço é de muito importante para nós novatos nessa missão tão bonita.


  841. Carmem,

    temos o post “leituras recomendadas”, tem ótimos livros.

    Axé.


  842. Olá,

    Peço-lhe para ajudar e recomendação
    Para exorcismo especialista por sua religião
    Religiosa ou nas proximidades.
    Este é um caso difícil e eu quero magia Recomendar
    Para alguém famosa, se não for muito caro, contanto que fiável
    E aceitável na região de São Paulo.

    Desculpem o meu Português

    muito obrigado


  843. informo com um enorme pesar que o candomble de Salador esta de LUTO faleceu nesse domingo 15/07 o Babalorixá JOÃO LUIS DE OGUM zelador do ILÊ AXÉ OMIN OGUNJÁ nós filhos de santo dele estamos muito triste pelo acontecido


  844. Ogan Luiz,

    Sinto muito pela passagem do seu babalorixá.

    Que Oyá o conduza aos caminhos do Orun.

    Axé.


  845. obrigado Daya estamos muito sentido


  846. Fernando D’Osogiyan, desculpe vir novamente perguntar a mesma coisa, é pq. não obtive resposta e inclusive foi retirado o post. e fiquei na mesma. a
    pergunta que numa consulta foi me dito que eu sou do BARAKESU, não sei se escrevi correto o nome, mas gostaria de saber sobre este bara ou se
    não é permetido falar sobre ele., poderias pelo menos me indicar alguma leitura sobre este assunto., me sinto muito constrangido de achar nada a respeito, vasculhei toda a web e nada de resposta. se não podes responder aqui no blog. então por favor me mande por MAIL (guiro53@gmail.com).
    Aguardo ancioso pela resposta. e que os pais abençoe a todos. AXE.
    Guiro de Oxalá (cabinda)


  847. Guiro, Bàbá Fernando lhe conferiu duas respostas sobre o assunto.
    Vou acrescentar.
    Bara é uma elisão de òbá ará, ou seja, o rei do corpo. Bara não se assenta,bara é a força animica que vc recebe nos dominios de Àjàlá Mopin, dentro processo de consrução de seu corpo/destino, esta fagulha de energia que habita seu corpo é a energia de Èsú, o movimento do átomo, a eterna roda que não para de girar.
    Èsú é um Imolè, primogenito do criador, primeiro e único, detentor do àse, guardião do universo, a ligação òrun/ayé, sua encruzilhada de forma de Y é um portal de entrada ao reino invisivel, Ikolè òrun, todos os nomes de Èsú, em torno de 200 na África, são epítetos, nomes de elogio e a energia a ser invocada.
    Diferenciaremos um pouco esta energia quando falar-mos de Òdàrà e Òséturà, e ai é uma outra história e muito longa, Èsú é Èsú, a energia do Mensageiro Divino, O Malandro que nos coloca em confronto com a realidade da vida, aquele que nos mostra as portas que devem ser atravessadas, este é o papel de Èsú, nos confrontar o tempo todo, esfregar a realidade em nossa cara, nos mostrar a vida como ela é e não como nosso Orí Ode gostaria que fosse.
    Não brincamos de invocar o Mensageiro, pois podemos marcar um encontro o MAlandro Divino e nos depararmos com uma realidade que não gostariamos de enxergar.
    Isto é Èsú e está muito aquém desta visão mesquinha de: ” O meu Èsú”, Èsú não é de ninguém, nem de òrìsá, Èsú é do mundo, do universo, a consciencia punitiva de Òlódúmarè.
    Èsú otá òrìsá, o inimigo do òrìsá. A pedra que sustenta a montanha (O àse que sustenta o mundo).
    Saia da caixinha Guiro, junto o que lhe dei, com o que vc tem e some.
    Busque mais informações e saiba que a frase. Sem Èsú não se faz nada, é muito mais profunda.
    Pare e pense.

    Ire o.


  848. gostaria de fazer uma pegunta não sei se é aqui o lugar certo mas como tenho duvidas e ninguém me respondeu ate hoje eu sou filha de Ogum Mege e Iansã e ja foi confirmado no jogo varias vezes mesmo que sou filha destes orixás mas não sou rapada frequentei uma casa de candomblé durante 3 anos e meio eu la trabalhava com os catiços pretos velhos e caboclos mas ja tem 4 anos que parei mas tenho uma duvida toda vez que vou fazer um ebó para alguém ou passa por um ebó ou fazer ebó para mim logo depois de 3 dias fico de bage gostaria de saber se isso é bom ou ruim e porque sera que isso acontece sera que é ansiedade para dar certo. gostaria que pudesse me ajudar a desvendar esse mistério. muito obrigado desde ja


  849. Claudia vc mesma afirma que não é inicada, então, como fazer ebó para alguém?
    Como participar de ebó para alguém?
    Vc tá louca menina?
    Vc tem noção do quem fazendo a vc mesma?
    A única coisa que posso dizer é que vc está cada dia mais se afundando em energias negativas, nada do que vc está fazendo é correto.
    Tome cuidados e não pule no rio se vc não sabe nadar.

    Ire o.


  850. em Agosto 14, 2012 às 5:10 pm Roberto Naliwaiko Filho

    Pessoal, peço desculpas caso meu comentário já tenha sido publicado porém não o encontrei.
    Queria pedir a ajuda, de vocês, Da Ilha, Nelson, Fernando, Dayane, Manuela e tantos outros, para que se possível me auxiliarem a encontrar um Pai ou Mãe de santo de respeito aqui em Curitiba.
    Por varias vezes encontrei divergências religiosas as quais não me deixaram continuar nas casas pelas quais passei, sempre gostei de estudar o candomblé, e bem sabemos que o estudo da nossa fé, acaba por tornar-se um degrau a mais na procura da mesma, pois por consequência nos tornamos críticos e exigentes para com quem nos zelara, e vai nos raspar, catular e miçangar.
    Por isso peço a ajuda de vocês para encontrar alguém que seja capaz de conduzir a religião de forma séria e que possa de fato zelar por seus filhos, tendo conhecimento e respeito.

    um grande abraço

    fica também meu pedido de Bençao a todos vocês.


  851. Queri pedir uma pequena orientaçao!!!Comecei a frecoentar um terreiro de umbanda des do primeiro mumento que entrei la senti uma enegia muito forte ,nesse mesmo dia que entrei lá no terreiro rodei logo ,nao percebi muito bem ,depois o Pai zelador da casa disse que de via entrar para a corrente ,entao entrei !!! mas a tenho andado confusa ,porque a medida que entrei comecei a receber algumas entidades das varias linhas ,não percebi muito porque estao a dexer muito rapido ,mas sinto me bem !!!porque dexem taõ rapido?gostava de saber por que tambem disem que eles falam com nosco sera que mais sedo o mais tarde eles vao falar assim tao rapido? se poderem ajudarme !!! obrigado


  852. Manuela,

    Toda casa de Umbanda tem uma doutrina e dias específicos para casos como o seu, que é desenvolver a manifestação de suas entidades, orientando, educando e desmistificando, e acima de tudo, estabelizando essas energias, justamente para não ficar a chamada “cabeça de oratório”, onde uma infinidade de espíritos até negativos encontram uma chance para se manifestarem a todo momento. Cuide-se com seu zelador.

    Axé.


  853. Boa tarde aos Administradores,

    Pertenço a um grupo Afro, e motaremos um espetáculo para falarmos dos orixás e as religiões de matrizes afrifacas no Brasil na semana da conciencia negra em Curitiba. Gostaria de pedir permissão para utilizar alguns trechos dos textos postados aqui.

    Se for necessario envio a montagem do espetaculo para vocês saberem o que será utilizado e do trabalho que faremos.

    obs. Os textos não são utilizados de forma integral e o site será colocado como refencia de pesquisa para preservar os direitos autorais de cada um.

    Aguardarei a confirmação de vocês.

    KAOANI


  854. Kaoani,

    Desde que citem as referências, podem ficar à vontade com o nosso material. E se quiser alguma ajuda na divulgação em novembro é só nos enviar o material que damos uma olhada e divulgamos divulgamos por aqui.

    Axé.


  855. Boa Tarde Manuela e Dayane,

    Estou verificando algumas informações sobre amaração!
    Não sei se é pro bem ou pro mal, mas queria saber se consigo fazer alguma coisa para volta com o meu relacionamento. Terminei faz 4 meses, mas não consigo para de pensar nele, nem um segundo!!
    Trabalhamos juntos, nos falamos apenas o necessario por conta do trabalho, mas tenho uma saudade constante de tudo.
    Porém não quero fazer nada para o mal!!! E sim para o bem!!!
    Tem alguma solução para isso??? Vocês poderiam me ajudar???
    Não sei a amarração é uma solução, pois se fizer gostaria de achar algum confiavel e que não viesse nada de ruim pra nenhum dos lados.
    Podem me responder??
    Obrigado.


  856. Sandra,

    Sou contra amarração ou qualquer tipo de coerção que alguém possa ser submetida neste âmbito. Portanto, de mim os conselhos vão por caminhos opostos ao da amarração.

    Eu sou a favor do papo direto, da conversa, do “se mostrar” de verdade ao outro. Você terminou, mas ainda gosta e sente falta? Vá atrás e diga isso pra ele. Pegue uma dose do seu orgulho e jogue pra longe. Mostre-se, Sandra. Mostre o que você quer, quem você é e espere a reação dele. Se ele voltar porque também sente falta e gosta, ótimo. Mas se ele não quiser é porque o tempo passa e as prioridades mudam. Ninguém é obrigado a esperar pelo outro. Uma pessoa normal respeita essas novas escolhas e toca a vida pra frente.

    Axé.


  857. Boa Noite Dayane,

    Obrigado pela resposta. Se for feito o mal, entao é melhor que fique como esta. E que eu aguente firme até esquecer!!
    Se Deus quiz assim, quem sou eu para tentar desviar, nao é!!!
    Pois sempre vou querer o melhor!! Forcar nao é o caminho!!!
    Sua resposta me ajudou bastante, vou esquecer essa ideia!!
    Obrigado.


  858. olá. gostaria de saber quais sinais uma pessoa pode demonstrar, ocm relação a necessidade de cuidados para com sua divindade (orixa, inkisse ou vodum).


  859. J Paulo os sintomas são variados, podem ser sonhos, premonições, alterações fisicas e psiquicas. Com certeza a pessoa saberá que algo está fora do controle humano.
    Òrúnmìlá nos ensina a estarmos conectados com o oráculo sempre que possível, portanto, se você tem alguma desconfiança sobre estas alterações, procure ajuda de uma pessoa qualificada.

    Ire o.


  860. Boa Tarde

    Entrei para um terreiro UMBANDA nao vai a algum tempo,prai a 3 meses ja comecei a recerber algumas entidades ,estou a iniciar ,com o de correr do tempo o meu pai de santo teve de se ao sentar e ir ao brasil tratar de um a suntos pessoas ,e como nao tinhamos mae de santo ele ilejeu a filha maes velha para ficar a dirigir o centro ,ate ai tudo bem ! o problema e que a filha mas velha so tem um ano de religiao,sera que para mim e perigoso axo muito nova para uma responsablidade muito grande !!! Sabem quando o meu pai de santo estava ca aconteceu me o seguite ! quando eu tava na roda baixou uma entidade ,e mais outra por mumentos uma queria que eu tivece com ela mas ao outra amarravame e nao deixava passei ali uma afliçao que so oxala sabe,mas o meu pai de santo la me segurou ,como muito esforço porque elas nao nao subiao ,!eu eu tenho medo que esto me aconteça com a mae de santo como tao pouca esperiencia ! Gostava de saber tambem se deixar de ir ao centro e tumar os banhos de descarga poderei faselo e que eu ja nao me sinto bem la,com o PAI ere uma coisa tinha mais confiaça ,assim ja nao tenho !! Se poderem me ajudar !!


  861. Tambem tive um sonho parecia um aviso ,a mae de santo aparecia no sonho mas de Cigana ,com uma cara parecia que me estava a faser algo ,no outro dia sonhei com os Pretos velhos e ela a faserme a mesma cara ,tambem tenho sonhado muito com uma cabra de costas para mim e tum homem de preto de frente para mim


  862. bom dia eu me iniciei no candonble a zeladora disse que eu prescisa de imediato fazer um bori eu o fiz , não coloquei fé e não apaguei na hora dos atos em nenhum, momento,Eu fiz gravida de dia não sabia ,mas agora eu peço agô para eles mas não posso continua pois não quero mas quero seguir a religiao que me sinto bem que é a evangelica So to receosa de despachar o igba ori e me acontecer algu quero fazer tudo direito não quero ofender a eles pois tenho respeito mesmo tando em outra igreja a zeladora me disse que era pra mim tar doido pirada pois o negocio de dentro da cartinha está podre ,porem estou tranquila e levando a gestação suavemente so a vida financeira esta ruim como para todos .Me ajudem acho que o orixa não vai se irrita comigo , quando entramps não falam que eé obrigado ficar o resto da vida eu quero sair desse vingulo póis não é do meu agrado cuidar de algu que nãp quero , e não quero que nada aconteca com a minha filha
    obs:a mãe de santo se recusou me ajuda e não fala comigo so mantem o meu igba , disse para mim fazer oque quiser ,mas não quero tratalos como objeto sei que por mas que eu não queira isso pra mim desrepeita-los tambem não vou. me ajudem,


  863. Caroline,

    Pelo que você fala, você tomou um bori e teve igbá-ori arrumado. Você passou pelo ronkó, foi raspada, teve saída, passou pelos meses do preceito? Se não passou por isso que eu te perguntei, você não foi iniciada, minha irmã.

    Não se preocupe. Continue agindo da forma que você anda agindo respeitando a religião mesmo percebendo que o seu caminho é outro. Orixá entende as coisas bem mais do que a gente, ver o seu coração e quer a nossa felicidade. Continue o seu caminho, cuide da sua vida, da sua gravidez e seja feliz com a sua fé.

    Axé.


  864. Dayane obrigada por pela explicação . Eu so fiz o bori mas nada ,porem a mãe de santo me colocou medo dizendo que eu vo enlouquecer edar tudo errado ,mas falando com quem entende agente fica aliviada sei que oxumare me compreendera é uma descisão
    obrigado que todos os orixas e Deus te traga tudo que merece de bom


  865. em Setembro 23, 2012 às 7:25 pm emilia dos santos lima

    OLA BOA TARDE,ESTOU AQUI PEDINDO A SUA ORIENTAÇÃO EU ESTAVA DESENVOLVENDO NA UMBANDA MAS NÃO QUERO MAIS SEGUIR ESTE CAMINHO. GOSTARIA QUE VCS ME INFORMASSEM COMO POSSO DESPACHAR AS SAIAS QUE EU ME DESENVOLVIA E AS GUIAS. RESPEITO MUITO A RELIGIÃO SO NAO QUERO MAIS CONTINUAR DESDE JA OBRIGADO


  866. emilia,

    Converse diretamente com o zelador da casa, saia de cabeça erguida e doe a quem precise as suas saias, etc. Não há necessidade de despachar, saia fazendo uma caridade.

    Boa sorte,

    Axé.


  867. Bom dia,

    Gostaria de saber sobre dois sonhos que tive:

    1 – O primeiro sonhei que estava à beira de um rio com água muito límpida e cheia de peixes, ele estavam fazendo a piracema. Os peixes eram de couro e não de escamas. Tinha muitos peixes mesmo dentro do rio. Me senti muito bem nesse sonho.

    2 – Um dia depois desse sonho, sonhei que estava no apartamento do meu pai de santo (não estou mais com ele), o apartamento estava pintado, em alguns cômodos, com uma parede verde (sou makota de Oyá e meu santo é Katendê). Encontrei meu pai de santo no apartamento e lhe pedi a bênção. Depois fui para a sala onde encontrei meu padrinho de santo e sua pombogira. Só que era como se ele tivesse um irmão gêmeo: um era ele mesmo e o outro era ele, porém, incorporado com a sua pombogira. Ela me deu uma rosa de papel e pediu que eu fizesse mais da rosa fazendo um colar e desse à ela. No sonho fiquei com medo dela pois pensei que ela estaria tentando fazer com que eu voltasse para o terreiro.

    Gostaria de saber o significado desse sonho.

    Obrigada.


  868. oi boa noite, gostaria de agradecer pelas informacões. todas as noites venho aqui me informa mais um pouco. estou aprendendo muito!
    muito obrigada mesmo.Gostaria de saber uma coisa, estou entrando no candomble a pouco tempo, pouco sei sobre, mas gosto cada dia mais. queria saber o que acontece com a pessoa que come chocolate depois de um dia ter colocado comida para o santo?! eu esqueci… e gostaria de saber se a alguma coisa q posso fazer para me redimir.
    bjus e boa noite


  869. Marina,

    Chocolate não é quizila ou ewó de nenhum orixá. Ou seja, não há proibição.

    Axé.


  870. oi, gostaria q vc me ajudasse a definir esse sonho:
    Sonhei que estava em um campo de futebol (tinha muitas comemorações por lá) estava e o meu padrasto, derrepente ele olha pra miim me mostrando uma mensagem (no celular) que estava escrita:
    oi filho, peço que vc aproveite bem as pequenas coisas, pois na minha epoca eu não tinha isso(é mais ou menos isso eu não lembro muito bem) e ele me mostrava e dizia que não sabia quem era, depois uma pessoa apareceu como se fosse uma alma e dizia q era oxalufan e disse pra ele aproveitar as pequenas coisas dada a ele, pois em troca, lhe daria a o “poder” da videncia.
    o meu padasto não o via mas eu sim.
    Depois fui a um lugar parecido com um vestiario, o celular toca novamente e era oxalufan de novo e disse que queria falar comigo, dizia :
    oi é a thais?
    respondi: sim
    ELE: então vim aqui te falar q vc esta trocando muitas mensagens com esse rafael, tome cuidado, (do outro lado da linha ele dizia a alguem ” sim ela esta me ouvindo”)
    RESULTADO: não conheço nenhum Rafael!!!!!!!!


  871. Thais,

    Você tem agum problema com seu padastro? Seu padastro tem alguma porblema com você?

    Axé.


  872. Foi falado que dois orixas estão brigando pela minha cabeça, Oxala e Yemanja o que isso significa,nasci 25/11/1986.


  873. Olá!
    Gostaria de me apresentar a vocês. Meu nome é Débora, conheci o candomblé há poucos meses e venho lendo sobre a religião e frequentado a casa de uma mãe de santo. Estou gostando, tem me feito bem e eu tenho uma simpatia muito grande pela religião, muito mesmo. Sinto que minha ligação com o candomblé há de aumentar. Gosto do lugar que frequento, mas sinto muita, muita vontade de conhecer outro terreiro, por algum motivo. Mas não sei o que fazer, nem sei se isso é “errado”. Sou de SP, mais precisamente do ABC paulista. Gostaria de alguma indicação, inclusive para jogar búzios novamente.

    Obrigada!!
    ps. Cadê o Tomege?? sinto muita simpatia por ele!


  874. Débora,

    Não conhecemos terreiros para indicar aí em São Paulo, somente no Rio de Janeiro.

    Axé.


  875. Obrigada pela atenção, Fernando.
    Axé!


  876. Boa tarde….parabens pelo blog, muito bom.
    gostari de perguntar aqui em brasilia qual o terreiro que vcs poderia minha indicar para eu conhecer????

    sou de são paulo e me mudei para brasilia em julho….estou conhecendo a umbanda e o candoblé…..e gostaria de um indicação de vcs para que eu pudesse ir, em algum……

    por favor obrigado


  877. João Pinto,

    Infelizmente não conheço nenhuma casa para indicar.

    Axé.


  878. BOM DIA FERNANDO D´OSOGIYAN…..
    OBRIGADO PELO RETORNO…..
    EXISTE ALGUMAS CASAS AQUI EM BRASILIA!!…TEM UMA DE CANDOMBLÉ NA MINHA RUA…
    NO QUAL IREI CONHECER HJ POR CONVITE DE UMA PESSOA QUE CONHECI NUMA LOJA DE UMBANDA E CANDOMBLÉ ONDE ESSA PESSOA TRABALHA….TENHO IDO JA A 3 MESES NUMA CASA DE UMBANDA QUE É MUITO LINDA E ENCANTADO TENHO TIDO EXPERIENCIA MUITO CONSIDERAVEL INCLUSIVE FASSO PARTE DA CORRENTE…..NA SEGUNDA VISITA A CASA, NOS CONVIDARAM A FAZER PARTE, E ENTÃO NOS ENGRESSAMOS…MAS SINTO UMA FORÇA MUITO FORTE QUERENDO ME LEVAR A CONHECER UMA NOVA CASA, TALVEZ PARA APRENDER MELHOR, TALVEZ PARA EU MUDAR DE CASA, AINDA NÃO TENHO ESSA CERTEZA E NEM ME PREOCUPO COM ISSO A UNICA COISA HJ QUE TEM ME DEIXADO MUITO PREOCUPADO E PENSATIVO, É QUE QUERO TER CERTEZA DO MEU CAMINHO…..

    MUITO OBRIGADO…..

    JOÃO PINTO.


  879. em Março 13, 2013 às 9:00 am Walmor Fernando

    Bom dia, Motumbá,
    Eu sempre fui da umbanda desde criança, só que não gosto muito, gosto mesmo do camdonblé, já fui em alguns aqui em SP, joguei os Búzios tudo bonitinho, só tem um problema gigantesco, cada jogo me deram um santo diferente, gostaria de saber como faço para saber qual é realmente, por que, quero dar as obrigações e tudo mais até mesmo por que a minha vida foi virada de ponta cabeça, gostaria de um auxili de vcs,, meu email é walmor39@gmail.com
    não sei mais o q fazer estou completamente confuso e tenho outras perguntas se alguém puder me passar um email ou contato entrarei de imediao para tirar algumas duvidas que são mais complicadas…

    Desde já Agradeço, Asé!


  880. Bom dia sou o marcelo jr e resido em São Paulo.
    Eu fui em algumas casas para conhecer gostei muito,
    depois de um tempo joguei búzios, ai o pai de santo me disse que eu, precisava cuidar do meu espirito para ontem, ai sim foi feito um ebó agora vou fazer um bori mais o pai me disse que tenho que fazer santo. e tem 3 orixás em cima da minha cabeça sendo: oxossis omolun e iansã sera que preciso,
    fazer santo tão rápido assim.


  881. Marcelo não existe guerra de òrìsà, o que existe é uma confusão na cabeça de quem fez o jogo para você.
    Primeiro quando temos este tipo de quadro em nossa frente não colocamos a situação do jeito que lhe foi colocada.
    Segundo que os Odù que teve ter trago esta informação, com certeza não é o Odù que irá apontar o seu òrìsà.
    Òrìsà de iniciação se descobre dentro de um processo e não em apenas um jogo.
    Cuidado com algumas pessoas que na pressa de ‘catar’ filho, fica colocando minhoca na cabeça dos outros.

    Ire o.


  882. Walmor se a pessoa que joga para você tem a pressa de descobrir o seu òrìsà com certeza lhe falta preparo sacerdotal.
    A cada jogo que fazemos um Odù se apresenta para lhe trazer algumas informações e geralmente a pessoa na pressa acha que este Odù é o responsável em apontar seu òrìsà.
    Não se apresse, não se deixe manipular.
    Frequente uma casa, ou seja apenas um cliente desta casa e faça seus ebo conforme a informação do Odù.

    Ire o.


  883. Olá fui avisada num jogo que tenho que fazer um bori, quero muito voceis podem me indicar uma casa confiavél eu moro no centro de são paulo! lembrando que já fiz vários ebós em cuiabá 2011quando morava lá e um e em carapicuiba 2012!


  884. olá. bom dia! não sou do candomblé. mas meu filho ingressou na religião por motivos de saude. o fato é que nos diversos jogos que ele fez sempre apareceu oxossi e mais raramente oxalá. pois bem, agora ele entrou para ser devidamente iniciado,e qual não foi a surpresa quando a zeladora confirmou que seu verdadeiro orixá é oyá. confesso que fiquei um pouco atordoada por que oya nunca apareceu nos jogos que ele fez até o momento de ser iniciado. issó é comum?


  885. Maria Vilma isto é mais que natural, porém, não é comum.
    Òya se mostrou presente na hora exata de varrer os problemas da vida de seu filho.
    Epá Hei!!!

    Ire o.


  886. Gostaria de obter um email pra sanar algumas duvidas minhas. É importante, aguardo respostas.


  887. Boa tarde, eu já deixei um pedido de indicação de uma casa confiável no Rio de janeiro e agora nem encontro minha pergunta. Pensei que seria notificada por email. Aguardo resposta. Muito obrigada pela ajuda


  888. Boa noite, Da ilha bom vamos começar desde o começo eu fui em algumas festas já dito então fui jogar búzios, ai o pai me disse que eu estava perturbado sem rumo na vida, como eu não ia em religião a algum tempo, eu estava com o corpo aberto e tudo de ruim vinha para mim.
    e eu comecei a algum tempo ver alguns vultos , eu sinto q tem alguém me observando ei então fui fazer o bori, feito o pai no mesmo dia falo q iria fazer o ebó e não fez porem o mesmo me pediu para levar uma peça de roupa que eu dormira já a dois dias, e um lençol dissera q era para fazer algum despacho e não o fez também
    ai ele pediu para eu retornar na semana seguinte para ser feio o que faltara o ebó e as roupas mais ai 2 dias antes fiquei sabendo q iria ter uma festa pois bem fui la e nada feito e nem satisfação me deu , sendo que ele queria fazer santo em mim no próximo dia 10 de abril e nem por um momento ele falo em dinheiro pois fui indicado por um primo meu que esta na casa já faz 15 anos.axe.o que faço preciso de orientação
    desde já agradeço a todos
    axé ,,.,..


  889. sera q esta é a casa certa para mim.


  890. Sulene nosso fórum de discussão é o blog.
    Fique a vontade.

    Ire o.


  891. Re eu sempre indico a casa de Baba Fernando por conhecer muito bem.
    Minha casa faz culto Tradicional yorùbá.
    Não posso avaliar nenhuma outra por falta de frequência.

    Ire o.


  892. Marcelo isto quem decide é você, antes de fazer qualquer coisa, seja um abain, faça seus ebo e etc.
    Uma pessoa somente se torna um integrante do àse se realmente se iniciar para o òrìsà.
    Pense, conte e reconte.

    Ire o.


  893. Marcelo este senhor não morde.
    Sente e esclareça suas duvidas.
    Nada que uma boa e franca conversa não resolva a situação.

    Ire o.


  894. Certo, sou completamente leiga nisso, mas, respeito e admiro muito o candomblé.
    Eu gostaria de saber o que significa o termo ‘Trabalhada no santo’ e mais uma coisa a respeito do zé pilantra, qualquer pessoa pode recebe-lo?
    Obrigada!


  895. Sulene, isto que dizer que a pessoa tem experiência ou tempo de òrìsà.
    Não credencia ninguém a ter conhecimento ou sabedoria.
    Sobre o Zé:
    Caso esta energia esteja no seu caminho, você pode trabalhar com ela.
    Nós não escolhemos este tipo de ‘casamento’.

    Ire o.


  896. Entendi, uma pessoa me disse que ela era ‘trabalhada no santo e só recebe o que carrega consigo’, acho que entendi o que ela quis dizer. Muitíssimo obrigada!


  897. Da Ilha
    Obrigada. E onde fica?


  898. em Abril 4, 2013 às 8:19 pm Axogun Obanissobonan

    Quero parabenizar aos responsáveis pelo site, pela seriedade com que tratam nossa religião e seus costumes.
    Seria fantástico que, assim como vocês, os praticantes, iniciados, feitos ou não, enxergassem nosso culto, que disseminassem o conceito a essência. Que se preocupassem menos com a imagem, com sua posição e sua hierarquia e praticassem mais a caridade espiritual.
    Axé!


  899. Mo juba Ogan, Ògún gbe wa o.
    Creio que você pega na virilha quando direciona seu comentário para a vulgaridade da imagem, o tal do: “Como estou na foto”?
    No Odù Osé méjì e no Amulu Oyekú’sá Ifá nos exorta e estarmos sempre bem vestidos e exteriorizar nossas vitórias matérias alcançadas, porém, ele no mesmo canto fala em não sobrepor a linha da normalidade, não exagerar, não provocar excessos e nem desperdícios.
    Disseminar o conhecimento e buscar conhecimento está no Odù Eji Onilé/ Eji Ogbè, Ifá nos diz que não devemos voltar para casa sendo a mesma pessoa que saiu pela porta de manhã e retornou a noite.
    A posição do iniciado dentro do culto e fora dele, é de respeito a qualquer pessoa, principalmente em função da idade cronológica de outra pessoa, deveria fazer parte do bê-á-bá do Abian, conhecer as Escrituras Sagradas a respeito do mais velho, o Egbon, Olódùmarè nos conclama veementemente a cumprir esta determinação.
    No Odù Eji Ogbè ele diz que não haveria como uma folha nova de Palmeira se sustentar sem o apoio das folhas mais velhas e depois ele diz que estamos onde estamos por estarmos nos ombros daqueles que vieram primeiro.
    Por isso o culto a Ancestralidade é muito dignificado na terra sagrada yorùbá, não há medo, não há pavor, não há deboche, existe sim muito respeito e alegria em poder conversar e cultuar um ancestral. Seus Oríkì são carregados de emoção, seus orin são cantados em voz alta e embargada, o som dos tambores é ensurdecedor.
    Neste ponto eles demonstram toda a gratidão e alegria em poder compartilhar este momento de felicidade e respeito. Infelizmente vemos o mau exemplo vindo de cima para baixo, sacerdotes xingando, debochando e proferindo palavras inenarráveis sobre um ancião, este tipo de ensinamento/comportamento leva os mais novos a desconhecer nossa Lei Sagrada e disseminar um comportamento que é tabu dentro da religião e depois muitos ficam se perguntando por que sseus ebo e rezas não são atendidas, por que sua vida não anda, seus negócios não dão certo e etc.
    Isto sim, deve ser trabalhado como um regra básica, um comportamento normal e hierarquizado.
    Creio que aqui temos o básico no quesito respeito aos ‘mais velhos’.
    Quanto a caridade eu tenho opinião diferente da sua, em relação ao sacrifício que se confronta drasticamente com a caridade.
    Em muitos versos/poemas de Ifá Olódùmarè diz que devemos sacrificar constantemente para conseguirmos nosso objetivo.
    O sacrifício envolve a forma como você lida com a energia, submissão ao òrìsà, respeito, tabu (eéwo/kizila) que devem ser muito bem observados, quanto você vai conseguir pagar pelo seu ebo (poucas pessoas sabem que o dinheiro é uma energia e que veio ao mundo pelas mãos do Odù Osé méjì, que na metadora de sua chegada ele mata todos os òrìsà menos Òrúnmìlá, pois este consultou Ifá para saber como manipular este bem) não importando a quantia, mas quanto você pode sacrificar para demostrar o seu empenho em conseguir suas bênçãos.
    Nossa religião difere muito dos conceitos pregados e sua realidade, as pessoas não estão preparadas para a envergadura do mistério e do desconhecido, as pessoas não estão treinadas para saber o que acontece com você na hora de imolar animal, elas não sabem da sua, da minha e da responsabilidade deles, este momento crucial e sacro muitas vezes é tratado como se fosse apenas mais uma etapa da ritual (e não é apenas isso).
    Meu bom guardião, suas palavras foram poucas mas a resposta foi longa, pois eu acho que consegui captar o que estava em sua mente na hora que você escreveu.
    Òrúnmìlá forma líderes e você é um Oyé, um sacerdote e líder, tenha mais afinco (muito mais do que você tem hoje) na hora de proferir um ensinamento/conselho para quem está chegando e para quem já está lá.
    Nossa missão é longa e de muita responsabilidade, nossos ancestrais contam com está determinação e sabedoria.
    Ògún lakayé ooooooooo, osinmolé,
    Ògún Olónà ki nba se o.

    Ire o.


  900. Boa noite! Primeiramente parabéns pelo site, eu simplismente achei o maxímo ter pessoas como vocês ajudando a esclarecer as nossas dúvidas.
    Preciso tirar uma dúvida com urgência peço que com carinho me respondam.
    Eu frequento a Umbanda a 10 anos como cliente e amigo da casa, sendo que numa festa de preto velho fui chamado pelo Vovó da casa e o mesmo disse que eu teria que iniciar(raspar) com urgência no candomblé que o mesmo pai de santo da umbanda tem as duas casas (umbanda e cambomblé, individuais) e inumeras vezes eu frequentando fui abordados pelos guias do pai de santo para que eu fosse fazer meu santo, que era importânte, que eu preciso fazer, que já passou da hora, que é para minha vida caminhar.. Sendo que eu nunca frequentei o candomblé Fui apenas em 2 festas lá por sinal achei muito bonito mais NÃO entendi nada(com todo respeito). Ele jogou búzios e disse que sou de guiãn e Ogam e marcou minha feitura para o proxímo sábado dia 115\2013 como Ogam. não tenho tanta grana para fazer essa obrigação que pelo que eu ouvi e vi tem um certo custo, Consegui uma boa parte e também fui ajudado por ele, e outros que irão raspar também, Minha dúvida é a seguinte, eu não sei se realmente quero e se devo , eu só vou fazer pq eles dizem que tenho que fazer e preciso fazer, pois eu não sei oque é, como funciona, oque eu faço como ogam,Ex: E se “daqui a 5 anos eu não quiser mais frequentar o camdonblé oque acontece comigo já que eu fiz santo? como devo proceder como ogam, oque farei e quando não puder ir? O pai de santo tem poder sobre mim para fazer oque ele quiser por que ele irá fazer o corte em minha cabeça? são duvidas que apertam meu coração. tem um vulcão dentro de mim, não sei se desisto, se vou em frente, abri a internet e o primeiro site e maravilhoso foi o de vcs,aguardo a resposta desde já agradeço. abraços e muito axé.


  901. Paulo,

    Com toda sinceridade te digo pra repensar essa iniciação tão repentina. Como você fará obrigação numa religião que não entende nada, absolutamente nada? Isso não lhe parece insano não? Ver um toque duas vezes e ser entrar pra religião assim de uma hora pra outra?

    O meu conselho pra você é que você converse com o zelador, diga as suas dúvidas, o que passa na sua cabeça, no seu coração – como você disse-, e até sugira que ela seja adiada pra mais pra frente, pra você fazer com entrega de verdade. Se você fizer uma obrigação agora, não aproveitará nada, pois tudo soa muito estranho a você.

    Axé.


  902. Dayane, muito, muiiiito obrigado pela sua atenção!

    Você tem razão, eu irei conversar com ele.
    Grande abraço, axé!


  903. a bença ao mais velhos… a serpente tras ligaçao com os orixas igbo.. ou mesmo esu… ou esta diretamente e restitamente direcionados aos orixas oxumare e ewa… abraços… Axe.. = )


  904. Lailai o termo Osumaré nos remete aos domínios de Olodumare. A serpente encantada, senhor da chuva, está em toda parte.
    Seus oriki e reza nos dão a ideia de seu poder e penetração no universo.

    Ire o.


  905. Boa noite,

    Gostaria de saber se o exu marabo assentado pode ser tratado dentro de casa.

    Muito obrigada.

    Carlos


  906. Carlos Èsù / Povo das Ruas devem ficar do lado de fora da casa.

    Ire o.


  907. Gostaria de saber a respeito de um terreiro de Candomblé em Colombo (PR), que me disseram ter muito,axé. Vcs podem me informar a respeito? Obrigado!


  908. Anderson eu não conheço.

    Ire o.


  909. em Julho 3, 2013 às 7:33 pm anne frank germana silva fernandes

    poxa alguem


  910. em Julho 7, 2013 às 4:35 am Janaína Fromohls

    Olá, gostaria de saber onde tem um terreiro de Candombe em Curitiba para que eu possa frequentar?
    Obrigada, desde já!!!


  911. Janaína eu não conheço ninguém da sua região.
    Se algum amigo do blog poder ajudar…

    Ire o.


  912. Olá moro no Rio de Janeiro e gostaria de saber um endereço que vcs aí do blog me pudessem recomendar, pois gostaria de fazer uma consulta.Paz !


  913. Raquel estaremos lhe enviando.

    Ire o.


  914. gente me ajuda

    1 fui iniciada a quase um ano e durante a feitura até hoje, não me sinto bem, me sinto com a cabeça vazia, perdida, chateada, agora perto da minha obrigação de um ano tive uma crise de existência…

    antes de ser iniciada fui jogar e minha primeira mãe de santo me deu certeza absoluta que eu era de yemanja acabei saindo do axé dela por motivos pessoais

    conheci um axé em agosto do ano passado e em dezembro fui iniciada para oxosse mas não sinto que seja meu papai, não consigo sentir ele com o coração, nem na minha feitura ele se manifestou mas eu sou rodante, já até chorei muito por conta disso, odé me ajudou muito na saude, mas sinto yemanja constantemente no coração, no corpo, na alma, quando toca pra yemanja fico desnorteada, tonta, meu corpo treme, os braços e rosto fica dormentes,não consigo pensar, começo a chorar igual criança…

    não sinto meu ori ligado a odé depois da iniciação sinto como se tivesse tirado algo de mim e durante o dia parece que algo me chama algum chamado, quando sinto tudo isso meu coração dispara fico tonta e as pontas dos dedos adormecem sinto que vou desfalecer, ai sento isso persiste por algumas horas e passa mas acontece várias vezes todos os dias, fiz até exame de coração e não deu nada…

    quero que me indiquem alguém de confiança em SP para eu jogar, não confio mais no meu zelador, vi várias coisas que meu coração não aceita, gosto dele como pessoas mas acho que nem buzios ele sabe jogar, ele tem 11 anos de santo mas ainda não tomou obrigação de 7, ele iniciou umas pessoas e nos ebós de exu eu vi ele colocando nome de pessoas q ele não gosta, acho até que nem iniciada eu sou, ele faz comida de santo discutindo com a esposa dele não concordo com inumeras coisas enfim alguem me indique alguém serio pra jogar aki em SP estou cansada já, só não desito de tudo por amar demais a religião e os orixas… quem puder me responder obrigada!


  915. Nicole nós somente podemos dar o que temos.
    Se o seu ‘sacerdote’ não deu obrigação de 7 anos, ele não tem direitos para iniciar ninguém.
    A resposta está nesta frase. Está esperando o que para resolver sua vida?
    Eu não conheço sacerdotes em S. Paulo para lhe indicar, mas sei que existe pessoas serias.

    Ire o.


  916. em Julho 24, 2013 às 6:21 pm Gabriel de Ọ̀ṣọ́ọ̀sì

    Da Ilha, lendo os comentários eu vi que alguém te perguntou sobre uma pedra que o zelador mandou segurar durante o jogo de buzios e o senhor disse que não sabia que pedra era aquela.
    Pois bem pelas minhas andanças nos axés de ketu descobri que essa pedra é a pedra de raio, ouvi falar também que usam como otá nos assentamentos de Ṣàngó..

    A Ekéjì do Àṣẹ onde vou disse que Ìyàwó se pegar nessa pedra o Òrìṣà se manifesta, só que tenho minhas duvidas quanto a isso.


  917. Gabriel eu tenho mais duvidas ainda.

    Ire o.


  918. Axé! Nessas horas tenho orgulho de ser brasileiro e compartilhar dessa cultura tão rica!!


  919. Cheguei ao blog através da busca do Google onde procurava informações sobre se existe algum trabalho que possa ser feito para esquecer um grande amor.
    Sei que existe amarrações e coisas do tipo,eu procuro algo contrário,quero muito esquecer.
    Tive um relacionamento muito importante,bom,que contribuiu muito para o crescimento pessoal de ambos,porém ele acabou de uma forma muito confusa. Não procurei saber os motivos,pois tenho um enorme respeito pela pessoa e aceitei a decisão. Eu evito encontra-lo,evito todas as formas de contato e a teimosia do meu coração não me deixa em paz.
    Eu já aceitei o término,ele já esta em um novo relacionamento e quero me livrar desses pensamentos esperançosos de que um dia vamos estar juntos novamente. Desejo a ele toda felicidade do mundo,pois ele foi uma pessoa que entrou na minha vida para somar,para me ensinar,para me fazer progredir na vida e me fazer bem.
    Só que eu vivo com um conflito entre a minha mente e meu coração,Meu coração diz que não acabou e minha mente diz que acabou.
    Por favor,peço informações se existe algum trabalho a ser feito. Não quero viver com esse conflito. Por mais que eu afirme com palavras que aceitei,que quero vê-lo feliz,desejar me livrar desse sentimento meu coração não me deixa em paz.
    Obrigada.


  920. Juliana não temos remédio para tudo infelizmente.
    Esta dor, esta angustia, fazem parte do fim. Procure atividades, amigos novos, sair, viajar e se entreter com algo que não leve você a lembranças que se tornaram dolorosas. Vida que segue minha filha.
    Quanto mais pensar neste fim, mas vivo ele se tornará.
    Como dia minha avó, rei morto, rei posto.
    Parta para outra e viva a felicidade.

    Ire o.


  921. Boa noite,
    Primeiramente parabéns pelo blog!
    Vocês poderiam indicar algum local para me consultar em São Paulo – SP?
    Um Abraço!


  922. Roger não temos contatos em S. Paulo. Quem sabe algum amigo do blog possa lhe ajudar.

    Ire o.


  923. Bom Dia!

    Há algum post falando sobre as Ekedjis?


  924. Menina D”Oxum veja post sobre Cargos no Candomblé.

    Ire o.


  925. em Setembro 3, 2013 às 10:05 pm flor do deserto

    Boa noite

    Por um acaso visitei o site, comecei a ler perguntas, respostas e decidi também compartilhar minhas angústias, tenho 30 anos a cerca de 3 anos atrás me envolvi com um cara casado, o qual acabei tendo umas atitudes ai meio precipitadas para que a mulher dele soubesse da infidelidade dele, só que eles eram de religião, cerca de menos de um ano depois acabei passando muito mal e fui procurar um centro espírita onde comecei a frequentar, com o passar do tempo acabei entrando em um novo relacionamento, no qual não tinha certeza dos meus sentimentos, mais estava bem feliz, a vida estava fluindo bem, fui saber neste centro espírita de umbanda que eu precisava desenvolver minha mediunidade mais fui me acostumando com a ideia, um irmão meu muito querido acabou ficando doente e eu prometi a meu guia que no caso sempre me disseram que era iansã que eu desenvolveria minha mediunidade caso meu irmão não partisse, ele melhorou deu tudo certo e eu segui em banho maria quanto ao começar na corrente do lugar onde eu frequentava, determinado momento fui cobrada atraves de um sonho e quandop mandei fazer as roupas para começar, do nada fui aprovada para estudar e não poderia naquele momento começar a desenvolver, fui seguindo e seguindo,derrepente meu relacionamento amoroso o qual nunca apresentava sério problemas ou brigas sérias numa discussão casual tudo se acabou e me abateu muito fui ficando mal, e mal, quase entrei em depressão não ia mais ao centro espírita, larguei o trabalho, os estudos e não tinha jeito nada do que eu tentasse fazer adiantava para que eu e o meu ex namorado nos acertassemos. Desesperada acabei indo em muitos lugares, onde me diziam que podiam me ajudar a me acertar de novo com meu ex eu ia e fui terminando todo o dinheiro que eu poupava, fiz de um tudo e nada adiantou para voltar com meu ex namorado, a pouco tempo andei indo numa conhecida minha que disse que a mulher do cara casado que eu andei no passado que andou dando um 4 pé para acabar comigo, que eu só não perdi a minha vida porque meu anjo de guarda me segurou. Pior que me sinto muito perdida, perdida mesmo, nada foi igual para mim, sinto que necessito me aprumar mais depois de ter pedido tanto, feito tantos trabalhos e tantas oferendas para tantos orixas eu me sinto cansada, pois sou muito realista e depois de não conseguir nada sinto como se eu não fosse merecedora. Até tentei comecar na corrente do centro onde frequentava mais não tinha muita informação e já não estava muito bem pelos problemas sentimentais que estava vivendo, então até desisti, principalmente quando fomos fazer a mata minha guia arrebentou e se partiu todinha. Gostaria de saber qual a possibilidade da falta do desenvolvimento mediunico seguir interferindo na minha vida, pois já se tem um ano que estou sozinha que nada das coisas que fiz e paguei deram resultado e o que é pior, vivo dias de melancolia extrema, outros dias que não queria nem sair da cama, não consigo me reequilibrar. Me disseram que sou de iansã e também ja me disseram que sou de oxum apara. Me disseram que eu tenho uma cigana, mais tenho questionamentos quanto a isso já que sinto que chamo por eles e parece que ninguém me responde.

    Obrigado pela clareza que me darás ao me retornar…

    Grande axé


  926. Flor do deserto, Orí é um òrìsà poderoso, ele é o seu principal òrìsà, diz uma lenda que:
    A recusa de Orí em ouvir Ògún o levou a cometer uma série de desatinos até se perder e ser salvo por Èsù.
    Outras passagens dizem:
    A recusa em ouvir. (Odù Ògúndá méjì).
    Seguir marchando pelo seu próprio tambor pode terminar em desastres (Odù Ìretè méjì).
    O que eu vejo nesta questão, excetuando o enrosco amoroso, é um Orí mal orientado, uma Orí que se perdeu. Um Orí que desanimou, que desistiu, que perdeu a fé. A derrota é o prêmio pelas andanças por caminhos errados. Nossa religião não tem pecado, mas tem cobrança, tem punição.
    Tem caráter!
    Caráter é a principal virtude do ser humano, devemos manter nossa pegada atrás desta joia rara.
    Eu acho que você deveria buscar trabalhar seu Orí, trabalhar a negatividade que lhe rodeia e emergir através da fé.
    O Odù Òfún méjì vem com vários recados a respeito da perda da fé e salvação através da oração que trás a mudança interior.
    Fazer tudo que você fez e não mudar suas atitudes, não mudar/melhorar seu caráter, não vai adiantar.
    Existem pessoas que somente através da fé e da espiritualidade podem conseguir a salvação.
    Quem sabe a chave da sua porta da salvação está na redenção, na mudança interior e um belo encontro com Èsù, onde a verdade poderá ser lhe mostrada e as mudanças apontadas.
    Veja o que o Odù Òfún méjì diz sobre fé:

    Quando alguém é advertido.
    E este alguém escuta e aceita a advertência.
    A vida será mais fácil e cômoda para ele.
    Quando alguém é advertido.
    E respeita e obedece a advertência.
    A vida será mais fácil e cômoda para ele.
    A recusa em ouvir.
    Trás a advertência de ter a atenção é negada.
    =======================

    Renovação da Fé.
    (Senso inflado de destino)

    Este Odù fala da transformação que o nosso Ori passou no Igbòdù (local sagrado da iniciação dos babalawo).
    E nos deu um novo sentido de destino.
    Este Odù nos dá a renovação da fé.
    A manifestação de nossas orações em Òfún leva para o alinhamento de nossos pensamentos e emoções em Èjì Onilé.
    Não ser movido pela raiva, perdas ou ganância.
    Buscar sabedoria além de fazer sacrifício.
    Dar muito valor a ética e a moral.
    E acima de tudo seguir a disciplina espiritual.

    Creio que meditar e aproveitar este ensinamento pode lhe ajudar bastante.

    Ire o.


  927. em Setembro 4, 2013 às 12:00 am flor do deserto

    Da Ilha

    Obrigado pelo retorno, sim eu entendo que eu preciso mudar muito em mim, mais realmente está bem difícil, atualmente não frequento lugar algum, to sim com bastante falta de fé, porque a verdade é que quando tudo vai bem, tudo da certo é bem fácil acreditar que existe alguem ou algo sobre agente, mais do contrário é bem complicado. Queria muito encontrar em algum lugar força, para que eu primeiramente melhora-se e também aprendesse sobre tudo o que eu não sei, nem consigo controlar, ja que a impressão de que eu tenho é que sigo pagando o preço pelas minhas escolhas erradas do passado sem oportunidade de me redimir. Busquei no site isso uma clareza e sei que preciso que ela comece por mim, só não sei exatamente por onde começar a conseguir me conectar novamente com o que eu sentia latente entre mim e meu guia.

    Axe


  928. Flor o que eu sei, é que você deve começar por dentro, pelo seu interior.
    Trabalhar este Orí, depois de trabalhar este Orí, dentro da magia (smile, isto é para poucos), ai sim…
    Pode-se abrir um canal para a energia do òrìsà.
    Orí que não está preparado, Ori negativo, não tem qualificação (momentânea) para receber a energia, vai ficar sugestionando e enganando a pessoa, fazendo ela acreditar em incorporação, recados do além e etc.
    Flor busque sua cura, ela com certeza está no espiritual interior (Orí).

    Ire o.


  929. em Setembro 4, 2013 às 2:22 pm Flor do Deserto

    Bom dia Da Ilha

    Sinto tanto carinho nas tuas palavras, mais como posso encontrar minha cura, onde posso encontrar direção? Não sei se devo voltar ao centro espírita onde eu frequentava, uma senhora a qual consultei cartas acha que a umbanda não me ajudou e que mais tarde eu terei que fazer algo para fortalecer a minha cabeça, por ter me tornado assim tão perdida. Muitas coisas mecheram comigo com toda a minha estrutura de forma geral não só no amor, porque o amor me desestruturou sim, mais o resto de me abater eu que contribui por não encontrar essa tal força dentro de mim.
    Tens algum lugar Da Ilha o qual conhecerias de muita seriedade que eu pudesse encontrar por aqui e me ajudar? Sou de Porto Alegre RS

    Abraço obrigado


  930. Flor do deserto nosso moderador Charles é sacerdote e tem uma casa na sua região.
    Mande um recado diretamente, basta clicar na foto dele e escrever em qualquer post, com certeza ele irá lhe responder.
    Ele anda um pouco ocupado, mas com certeza irá lhe dar retorno.

    Ire o,


  931. Boa noite
    Adoro ler e tentar conhecer mais sobre religiões. Buscando por candomblé achei esse site, li, gostei bastante (inclusive alguns comentários) e me senti a vontade para tirar algumas dúvidas.
    Antes de ir perguntando, queria contar um pouco sobre mim (pode ajudar a entender minhas dúvidas e curiosidades). Sou nova, venho de famílias cristãs bem religiosas e nunca me interessei. Passei um tempo sem acreditar em nada. Já nesse ano, decidi que quero achar um caminho para mim, comecei a visitar e conhecer muitas religiões. Durante uns meses, frequentava a Umbanda, que achei interessante também. Nas últimas duas semanas, fui no Candomblé (nem sei como me referir aos nomes) e me interessei muito, me senti em casa, não sei explicar… Aí que as dúvidas chegam… Eu nunca estive nesse meio, eu leio bastante mas ainda me sinto perdida, tenho medo de fazer perguntas e sair falando besteira… Na verdade, nem sei muito bem o que perguntar! Não sei o que faço, pois queria conhecer mais, entende? O que devo fazer?
    Obrigada desde já, e parabéns pelo site.


  932. Barbara o melhor a fazer é visitar uma(s) casa(s), conversar com pessoas, observar bastante e tentar se encontrar nesta turbulência.
    Depois você pode pedir a um sacerdote para ler o oráculo para você. Você pode fazer todas as perguntas que quiser, o céu é o limite.
    Creio que você terá, junto com suas leituras, um panorama para começar a entender nossa religião.

    Ire o.


  933. BOM DIA DA ILHA! SOU UMA APAIXONADA PELO CANDOMBLÉ, PRINCIPALMENTE DEPOIS QUE LI OS NAGO E A MORTE. ADORARIA FREQUENTAR UMA CASA, MAS MORRO DE MEDO DE CAIR EM CILADA, POIS SEI QUE EXISTEM MUITOS “FALSOS CANDOMBLÉS” POR AI. MORO NO BAIRRO DE PERDIZES E OUVI FALAR DA CASA DO PAI DECEMI NA SANTA CECILIA. E NA CASA DO EMBÚ DAS ARTES. VC PODERIA ME AJUDAR? ME ACONSELHAR? GRATA MELISSA


  934. olá, gostaria de indcação de uma casa no RIo , de confiança, para um jogo. grata,


  935. Melissa eu não tenho contatos em S. Paulo. Mas eh bom olhar, conversar, perguntar e depois tomar uma decisão. Um bom tempo depois de ficar em uma casa eh 1 anos antes de se iniciar.

    Ire o.


  936. Neuza lhe enviei um email.

    Ire o.


  937. Bom dia, Eu moro em Sao Goncalo. Pode ser alguem daqui ou de Niteroi. Grata por sua atencao e orientaccao. Abracos, Neuza

    Date: Sat, 28 Sep 2013 03:32:49 +0000 To: nribeiro1@hotmail.com


  938. Neuza lhe enviei um email.

    Ire o.


  939. em Outubro 7, 2013 às 8:24 pm Menina D'oxum

    Boa tarde!

    Gostaria de tirar uma duvida.

    Até onde sei, Ossain, Oxumare são uns dos principais Orixas, onde tudo tem que passar por eles. Mas fui em uma casa recentemente e a Yalorixá não coloca a quartinha de Oxumare no centro do barracão para q o processo possa ser feito.

    Sou Ekéde, mas sou nova no santo, e gostaria de saber se isso é normal, e pq isso ocorre.

    Grata.


  940. Menina D’Oxum, todos os orisa são importantes.
    A quartinha ou um pouco de agua no chão na hora de louvar Osumare tem seu ‘por que’, se esta senhora não faz, por ser por falta de conhecimento ou a velha historia do “faço assim, por que aprendi assim” e assim a vida segue.

    Ire o.


  941. em Outubro 8, 2013 às 9:22 pm Menina D'oxum

    Olorum modupé.

    E acredito que seja falta de conhecimento mesmo.


  942. Boa noite à todos ! Primeiramente gostaria de parabeniza-los pelo site maravilhoso, já encontrei muitas respostas às minhas infinitas dúvidas…mas sou apenas uma iniciante no assunto, posso dizer que acredito muito nos orixás e tenho muito amor e respeito, mas como todo iniciante sou completamente leiga e gostaria que pudessem me esclarecer… fui borizada pela segunda vez, segundo eles precisava de bori calçado ( sou Iansa Onira com Ogum ), fiz este bori com o meu santo virado o tempo todo, pq eles chamaram Iansa na minha cabeça desde o inicio…o fato e que não fiquei bem depois…o pouco que eu sei é que bori não se faz com o santo virado. Estou errada ? Gostaria muito deste esclarecimento se possível, é muito importante para mim !!!
    Axé à todos


  943. Ara clicando na foto de Baba Fernando, você encontrará um post sobre Bori, é muito elucidativo.
    Visitando meu blog pessoal:
    http://www.orisaifa.blogspot.com
    Você encontrará farto material sobre o assunto.
    Tomar Bori com o orisa virado não é correto, afinal de contas seu orisa não precisa tomar Bori.
    Você tem certeza que estava ‘virada’ com Oya?
    Possessao é prerrogativa do iniciado, orisa ‘vira’ na cabeça daquele que passou pela iniciação, fora isto temos apenas a energia passando pelo corpo do Abyan que confunde a cabeça daquele que não está bem orientado pelo sacerdote.
    Por este motivo as pessoas vem aqui relatar que ficam como se estivessem em estado normal, que estão acesos, que ouvidos, olhos e tato estão a flor da pele. Pois ficam com vergonha de dizer que o orisa não esta mais em seu corpo.
    Devemos ter cuidado com este tipo de problema, pois se acreditamos que estamos incorporados e na verdade a energia já foi embora e por vergonha continuamos engando a nós mesmos, com certeza sofreremos por isso.
    Pense nisso e leia sobre Bori.

    Ire o.


  944. em Outubro 14, 2013 às 10:34 am Yáwô Nathalya ty Ósún

    Motumbá e Colofé.
    Sou yawo de um ano de santo e já tenho meu primeiro bori, e fiz uma feitura à oxalá. Sou muito leiga e imatura no assunto . Mas tenho muito prazer do estudar nosso culto e tenho a cabeça aberta à aprender. Tenho minha Yalorisá, que é maravilhosa.
    Enfim, eu tenho o objetivo de fazer todas minhas obrigações e rituais assim como manda o figurino para bem futuramente abrir minha casa de axé. e tenho uma pequena obsessão do coisas cestas referente aos orixás. Fui à casa de um egbomi meu irmão de santo. ele e feito. raspado e tudo mas no seu axé ele segue linha de umbanda. até aí tudo bem. algo que me ofendeu e me deixou perplexa foi o fato que ele saldou oxun ,tocou pra ela visou o toque para osumare. nesse momento um filho dele virou do algum ser que não era osumare pois só rodava e fazía gestos de yabá e sorria. até tudo bem pois não julgo a pataquada de ninguém. mas esse meu irmão saudou o orisá por ‘ora ye ye o osumare. pedi ago e sai da roda.que tiros e conseqüências isso pode lhe trazer?


  945. Olorum Colofé.

    Já presenciei algo do tipo também, mas foi numa outra casa, e no Roncó, tinha três Yaôs recolhidos, um Ogun, uma Iemanjá, e uma Ekede de Iansã. Ouvi a Ekede que estava lá dentro do Roncó “gritar” algumas vezes: Ora ye ye Oxum, e fiquei sem entender nada. Quem estava no Roncó no momento era uma Ekede de Obaluaê.

    Há explicação, ou é caso de que: “cada casa tem seu Axé”?


  946. Natalya tem gente que toca pandeiro para maluca dançar.

    Ire o.


  947. Menina de Osun, o que será que estava acontecendo lá dentro?
    Quando lavamos instrumentos sagrados invocamos a energia de Osun, quem sabe o momento não era este.
    Calma gente…

    Ire o.


  948. sr. da ilha. é possível que uma pessoa nasça com um ori buruku (cabeça ruim). porque sinceramente ache que esse é o meu caso…


  949. Não, estavam na hora do Ajeum.